A Hiperactividade vista à lupa

Segunda-feira, 28 de Maio de 2012

 

 

e já agora «erase and rewind» para ver se apago este fim de semana e o substituo assim por um, digamos...mais normal!

 

eu até tinha planos normais - qualquer coisa como «neste fds vou cumprir com a minha acção de solidariedade e doar alguma coisa para o banco alimentar...» e juro que não entendo porque é que isto correu tão mal....

 

 

os miúdos tiveram no sábado uma agenda social do mais preenchido - estas solicitações obrigaram-me a um verdadeiro corropio. O Quico teve uma festinha de um colega, mais um aniversário no tal sítio da diversão. Só que foi durante a manhã. Como ele dormiu (desde o acidente da minha mãe foi a primeira vez) em casa dos meus pais, eu tive de ir mais cedo para o arranjar e levar então à festa que tinha início às 10H. Eram dez e vinte quando cheguei a casa e só tive tempo para apressar o Rafa que entretanto claro, continuava de pijama e sem pequeno almoço apesar das minhas recomendações, visto ter às 11H o curso no centro de competências. Lá fui levá-lo, vim a casa, coloquei o almoço a fazer e depois de fazer as camas e estender roupa, ala buscar o Quico ao meio dia. Voltei a casa, dei o almoço ao miúdo, aprontei tudo o resto e fui buscar o mais velho que saía à uma. Entretanto depois das normais tarefas domésticas, voltei a ter de levar o mais velho, desta vez a casa de um amigo para fazerem um trabalho em grupo para a escola.

Aproveitei para trocar posições com o meu pai e enquanto ele tomava conta do Quico, fui a casa da minha mãe para ajudar nalgumas coisas básicas.

Com isto eram horas de aprontar a janta, ir recolher o Rafa e dar as voltas rotineiras até os conseguir meter na cama...até aqui (tirando o entra e sai) tudo rolando!

 

No domingo coisa bem mais difícil - gerir os dois no mesmo espaço por mais tempo seguido. Até à hora do almoço, separei-os o mais que pude....mas eles embirravam um com o outro a cada segundo...Quando o Rafa atinge o ponto de ebulição a tampa salta logo. Ele tem andado muito mais agitado (a prova está também nos 5 recados na caderneta da escola que trouxe nos ultimos dias). Qualquer coisa e a sua impulsividade surge num apice (como aliás é a impulsividade). Estava eu a tirar o almoço, os dois embirravam por causa do comando da TV da sala, o mais novo queria escondê-lo para negar o acesso do irmão a um canal «dos chatos» (Discovery) e o Rafa gritava, esbracejava e tentava a todo o custo levar a dele a avante. Ora, como mais velho por norma consegue sempre o que quer, pela força bruta. Tentei separá-los mas parece ter a força de Golias nestas alturas! Tirou o comando da mão do Quico e fez um movimento com o joelho que lhe acertou na barriga. O Quico sentiu-se duplamente frustrado e quando vi o que ia acontecer corri mas não fui a tempo - vi a faca a voar pelo ar (a mesa estava posta, as facas eram as do talher) e senti o embate como em mim...no ecrã da TV. E pronto - lá se foi o nosso belo LCD...

 

 

 

imagem retirada da net

 

 

Obviamente não é pelo televisor em si (embora isto agora vá ser outro berbicacho) mas toda a cena, principalmente o final e as consequências arruinaram por completo todos os meus planos. Depois de ter feito um esforço sobre humano para não desatar a espancar os putos, depois de ter de me acalmar a mim e a eles (entretanto o Rafa histérico tinha dificuldade em acreditar que já não tinha TV e mexia-lhe por todo o lado, enquanto o Quico desatou num pranto profundo) lá tive uma conversa com os dois onde impus os castigos comuns (não vão ter direito a prenda do dia da criança) e avisei que não iria tolerar qualquer comportamento que desrespeitasse as regras de - falar baixo, não discutirem, correrem pela casa, desarrumarem sem voltarem a arrumar. Muito previsivelmente, passei o resto do dia a relembrá-los (em especial ao Rafa) dos castigos e regras...

 

A minha cabeça continua em água, até porque dominar a frustração que entretanto se apoderou do mais velho, acabou por ser mais desgastante do que o incidente propriamente dito. Nada me saberia melhor do que apagar isto tudo e voltar a sexta à noite...caramba!

 

 ...

 

postado energia-a-mais às 09:04

De Patricia a 28 de Maio de 2012 às 16:05
Teresa
Paciencia...muita paciencia....

As vezes quando leio esses desastres...anca partida ...lcd partido...
ate as minhas desventuras com o meu pirata me parecem menores...

Bjs
Patricia

De energia-a-mais a 28 de Maio de 2012 às 22:14
Ai Patricia, de uma mãe para outra - quando pensamos que ela (a paciência) chegou ao limite, la acaba por esicar mais um pouco não é? mas há dias verdadeiramente difíceis...
beijos

De vidasmultiplas a 28 de Maio de 2012 às 17:12
ui, ui reamente é peciiso muito calma...ainda me queixo eu das traquinices dos meus....

De energia-a-mais a 28 de Maio de 2012 às 22:16
lol! pois, por cá as traquinices levam o cunho da PHDA e ter em casa alguém com esta perturbação,acredita, deixa tudo em K.O!

Teresa

De Maria a 28 de Maio de 2012 às 18:45


Opá ... eu nem sei o que te escreva... Tu és uma super mulher em muitos momentos mas não podes ser sempre...

Desculpa a pergunta indiscreta mas não consegues dividir mais as tarefas, ao fim-de-semana, com o pai dos meninos? É que eu fico cansada só de ler. Imagino tu... Não podes centrar tudo em ti!

Muitos beijinhos

De energia-a-mais a 28 de Maio de 2012 às 22:37
Bem, pelo menos fico mais animada ao perceber que quem me lê muitas vezes me deixa ficar mensagens de grande apoio! quanto à pergunta - eu não posso dividir...na verdade estou sozinha, embora seja casada, o meu marido tem uma profissão que não lhe permite estar connosco. Como motorista de longo curso (já desde o nascimento do mais velho) ele está a trabalhar para uma empresa em espanha e faz percursos para países de leste e Alemanha, por isso vem a casa apenas uma vez por mês, por dois ou três dias (ou nem vem, quando há mais trabalho, por exemplo no mês de maio não vem). Portanto, alem de gerir as coisas, tenho ainda de gerir emoções (quando eles estão com o pai tudo se complica pois vivem a mil, os três tentando adaptarem-se sem o conseguirem no curto período de 2 ou 3 dias que passam juntos...e claro há um casamento para gerir, garanto-te que é uma tarefa ingrata com a distância física permanente...) Tirando uns dias de férias é raro estar em familia a quatro!
Beijinhos

De fabio pereira a 28 de Maio de 2012 às 19:05
quero passar este ano

De energia-a-mais a 28 de Maio de 2012 às 22:42
ora, faço votos para que o consigas
e se achas que posso ajudar, diz!

Teresa

De mil sorrisos a 28 de Maio de 2012 às 21:21
Não há o botão de pausa, infelizmente, mas tudo o que acontece faz parte, tu sabes... Compreendo a tua frustração, porque sei que fazes o possível e o impossível para manter a paz e a concórdia entre os miúdos. Nem adianta dizer mais nada... Olha, amanhã é outro dia!
beijos e mil sorrisos
:o)))

De energia-a-mais a 28 de Maio de 2012 às 22:45
opá, eu sei! e amanhã cá estarei...(a chorar o LCD...que soube entretanto não ter arranjo) e super confiante em mudar os putos nem que seja por segundos lol...Mas pronto, vou sobrevivendo!
Obrigada pelo teu carinho de sempre

De Jorge Soares a 28 de Maio de 2012 às 21:25
Nestas alturas...e cá por casa também há alturas destas, sentimos sempre que falhamos em alguma coisa, no que poderíamos fazer de maneira diferente... a verdade é que fazemos o que podemos e o melhor que sabemos..e sabes que mais, a mais não não somos obrigados

Jorge

De energia-a-mais a 28 de Maio de 2012 às 22:48
Carago, que bem que me soube ler a tua última frase! é que às vezes as falhas são as únicas coisas que recordamos!

Teresa

De Nadia a 28 de Maio de 2012 às 22:32
Hoje não comento...deixo apenas um beijinho especial!
Vem aí uma nova semana. FORÇA!!!

De energia-a-mais a 28 de Maio de 2012 às 22:50
Minha querida, obrigada por estares por aí!

De sentaqui a 29 de Maio de 2012 às 11:15
Se há coisa que a tua vida não tem é monotonia. Por vezes penso que por aí há um campo de aventuras, com as mais dviersas peripécias, umas com adrelina até dizer chega e outras mais light.
Agora quem eu admiro é a dona desse campo, que tenta gerir o melhor possível todas as actuações. não é fácil, mas quem disse que a vida é um mar de rosas?
Desejo-te toda a força e energia, que por vezes não sei onde as vais buscar.

Beijinhos

De energia-a-mais a 30 de Maio de 2012 às 10:34
sem monotonia e sem tempo para lamúrias. Tudo acontece rápido demais cá por casa!
beijinhos e obrigada pelo teu carinho


mais sobre mim
que querem saber?
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
17

20
24
25
26

27
29
31


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09

blogs SAPO


Universidade de Aveiro