A Hiperactividade vista à lupa

Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

 

Já sei...muitos de vós quando começarem a ler este post vão pensar «ora, o meu filho também é assim...» pois é verdade que ninguém gosta de estar doente, muito menos as crianças...mas aturar o meu Rafa doente é de gritos!!!!!

Apesar de toda a traquinice de terça feira, eu achei o meu filhote um pouco «estranho» ao fim do dia...já na segunda feira lhe tinha visto umas borbulhas na testa que me pareceram suspeitas! No entanto, como ele tinha saído de uma reacção cutânea forte, com muita secura da pele (incluindo o rosto) e algumas borbulhinhas, achei que poderia ser ainda vestígios da tal alteração provocada pelos altos níveis de ansiedade da última semana...

Aguardei desenvolvimentos e, de facto, na quarta de manhã, tinha mais borbulhas, estava muito agitado e com comichão...

Depois de várias tentativas para se vestir, acabou por andar quase nú pela casa pois dizia que a roupa lhe fazia impressão...

Deixei-o assim quando fui trabalhar (por não haver escola, ele ficou com o meu pai) e quando fui a casa ao almoço, ele não se tinha vestido, não queria comer e dizia-se indisposto.

Mesmo com o avô querendo levá-lo ao médico em frente a nossa casa, ele andou assim até ao meu regresso no fim do dia, tendo infernizado a paciência dos avós com a sua constante irritação!

Como já sei o que a «casa gasta» decidi levá-lo á farmácia ao lado, para ser pelo menos visto pela farmacêutica a fim de ter uma opinião mais segura

 

A saga

 

Chegamos e logo o Rafa saltitou para trás e para a frente, chamando a atenção de quem lá estava, a ver se era atendido mais depressa...como tem muita lábia, colou-se logo á cara da doutora (que nos conhece) e teimou que estava muito mal e que tinha fogo no corpo...gemia e rolava os olhos, com as mãos presas ao balcão e saltando num pé e noutro...

Quando a doutora o quis observar, correu pela farmácia praguejando, não deixando levantar a camisola e soltando gritos angustiantes....claro que tivemos de sair sem saber nada concreto, uma vez que a doutora achou melhor ele ser visto pelo médico habitual

Dei-lhe um raspanete, o benuron por precaução e um anti-histamínico que tinhamos usado na alergia...

Passou a noite a gemer, sempre que se mexia, o que me fez levantar uma dúzia de vezes para verificar se o Quico continuava a dormir - é que os gemidos do Rafa ouvem-se a léguas...

Hoje estava com mais borbulhas e mais comichão, por isso o meu pai levou-o ao médico e após cinco tentativas (entre conversas sobre futebol, jogos de play station, carnaval e outros temas que o médico se lembrou...) ele deixou finalmente tirar a camisola e obter uma maior certeza, e sem dúvida o doutor apontou para varicela....

Lá veio ele para casa com um gel para aplicar nas borbulhas e muiiiiiitas questões que não pára de levantar «mãe o que é a varicela? doi? demora a passar? tenho de tomar remédios? deixo de ir lá fora?  tenho de ficar em casa,? posso brincar? doi-me a barriga, tenho comichão, posso ficar com borbulhas para sempre? não vou á escola hoje? o Quico também vai ter?.....»

Telefonou-me sete vezes, quis que o avó lhe fosse buscar jogos ao clube de vídeo, tirou para fora do armário montes de livros sobre doenças para descobrir o que é a varicela (esquecendo-se de os arrumar sem nem sequer abrir uma folha....)

Passa o tempo a fugir de nós sempre que nos vê com algodão, pois nunca deixa fazer um tratamento sem grande resistência...obriga toda a gente a permanecer em stress, pois imaginem o que é estar-mos com o algodão embebido no gel, a milimetros de o conseguir aplicar naquela borbulha bué grande que estamos a ver e...ficamos a olhar para o sítio onde era suposto estar o Rafa, sendo que ele já está noutra divisão da casa...

Cheira-me que esta varicela vai andar por cá muito tempo...o que vale é que o Quico já teve a danadinha no ano passado!

 

 

sinto-me: porque ele é mesmo difícil
tags: ,
postado energia-a-mais às 22:23

Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009

se por aí o Carnaval são três dias, por cá já vamos no quinto dia de folia!!!

 

Claro que não temos um Carnaval típico, não temos samba mas temos «corridinho», os carros alegóricos são substituídos por cadeiras empoleiradas em móveis, em vez de serpentinas e confetis, voam pelo ar carrinhos, bonecos, taparwer's e outros objectos não mencionaveis....

 

Sexta-feira: dedico este ao Rafa...depois de ter apanhado um valente susto quando se lembrou que devia de ir mascarado para a escola, resolveu experimentar os fatos de Carnaval mais apropriados! Vestiu o de Hulk que achou muito «apertado» por isso pegou na tesoura e tentou dar uns golpes a ver se ficava com mais espaço...conseguiu um belo corte que inutilizou a parte de cima do fato, o que para ele foi a deixa para vestir outra coisa...

Tentou então vestir o seu fato de homem-aranha mas achou que a calça mais parecia um collant...era muito justo e colado ao corpo e não se podia mexer lá dentro! Achou que se levasse só a máscara era suficiente, mas...acabou por encontrar o fato do ano passado, uma bela roupa de índio, embora um pouco «depenado»! Decidiu levar só a calça, pois a camisola tinha um cinto que ele teimava em colocar sozinho, indo já na décima tentativa antes de a atirar ao chão e tentar rasgá-la....

...e sim, isto aconteceu ainda de manhã, enquanto vestia o mais pequeno com a fatiota de Ruca (apesar da sua insistência em ir de abelha gigante...)

Chegamos á escola, com o Rafa vestido tradicionalmente com o seu inseparável fato de teino, sem máscara e com uma grande carranca...

Depois da professora ter falado com ele durante a manhã, acabou por se deixar convencer a vestir um dos fatos, depois do almoço...mas embora tenha feito as várias tentativas da praxe, o avô foi levá-lo á escola em fato de treino e com uma grande carranca!! com a máscara debaixo do braço para o caso de sentir vontade de a usar.... 

 

O meu Ruca voltou da escola, com a roupa em frangalhos...suja que só visto pois andou atrás das joaninhas, caracóis e outros bichinhos que tentou encontrar no meio do jardim...vinha feliz mas eléctrico, cantando as canções favoritas e dando o mote para o dia seguinte...

 

Sábado: dia de perder a cabeça, os dois a discutirem desde manhã, a ver qual tinha a melhor fantasia para Domingo...todos os armários foram revirados, pois o Rafa teimou em vestir o Quico com a fatiota do ano passado (Rei) e não conseguia encontrar o chapéu...acabaram por encontrar umas pistolas e fatos de cowboy e ficaram o resto do dia a brigar pelo território, pela comida, pela mãe e por último, pela posse da almofada... 

 

Domingo: cansada de ficar em casa a turar os miúdos e a impedir os maiores disparates, tentei arrastá-los para fora de casa logo pela manhã...a minha ideia de um pequeno almoço ao sol depressa se desfez, pois a única coisa que consegui foi instaurar um motim em casa...ambos decidiram que queria brincar ao Carnvaval saltando em cima dos móveis e trepando perigosamente em cadeiras empoleiradas nos ditos...resgaram a cortina da sala porque se penduraram com força, sendo por isso impossível passar a minha mensagem!

Deixei as coisas acalmarem e só depois os obriguei a reparar os estragos, embora contando com a minha orientação e com a ajuda dos meus pais...sobrou um bocadinho de domingo gordo, para dar um saltinho á rua ao final da tarde arejar as cabeças (cá entre nós era mais cabeçudos...)

 

Segunda-feira: sem escola e sem infantário, a saga continuou Carnavalesca e muito stressante para quem acabou por passar o dia a separar os dois monstrinhos...nem para comer eles descansam e quase desfizeram o resto da sala...valeu o bom humor que me assolou (serão efeitos da época) e acabamos por dançar a Conga ajudados por apitos, tachos e tampas de panelas...(é Carnaval, os vizinhos não podem levar a mal...)

 

Terça-feira Carnaval: sem roupas, máscaras ou qualquer vestígio de fitas, serpentinas e afins...os miúdos decidiram tirar este dia para fazer os habituais disparates sem recorrer á «fruta da época»! nem por decreto do Rei Momo eles saíram de casa, simplesmente decidiram boicotar os festejos e optaram por completar esta farra com muita algazarra, dentro de portas...

 

Camas reviradas, jogos de bola, pinos e cambalhotas...podia haver Carnaval melhor?? 

sinto-me: palhaça!!
tags: ,
postado energia-a-mais às 20:58

Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

é assim desde que nasceu...o Rafa anda em pulgas!!!

 

  • por causa das fichas de avaliação - apesar de ser perfeitamente capaz de as realizar; apesar de conseguir bons resultados...anda tão ansioso por estar a «fazer fichas» que alterna momentos de tensão, com momentos de ansiedade (tensão por não saber os resultados e ansiedade de fazer a próxima)
  • por causa do «magalhães» porque há meninos que já os receberam mas ele ainda não...e como explicar que isso não depende de mim?!!
  • por causa do Carnaval - porque ora quer, ora não quer ir mascarado, depois de horas de indecisão escolheu o Hulk para chegar a casa com a fatiota e...desistir de se vestir (claro que de nada adianta dizer que aquilo me custou um dinheirão...)agora está indeciso pois não sabe se leva a máscara ou se só pinta o rosto (nunca quer as pinturas pois acha-se alérgico a tudo...) Também temos os fatos de índio, homem aranha, vampiro e outras que colecciona na esperança de conseguir vestir alguma...
  • por causa das férias de Carnaval - porque ainda não sabe o que fazer nos dias em que não tem escola, embora não sejam tantos assim, no entanto ele quer saber que «actividades» vai ter em férias, ou como se vai entreter com o avô

Por causa dessas pulgas o Rafa tem feito toda a gente andar em constante corropio, noites sem dormir, telefonemas para o médico (porque a tensão subiu em demasia o que obrigou á toma do Catrapesan - um anti-hipertensor; além disso a ansiedade provocou-lhe ainda febre e uma alergia cutânea, o que acontece a muitas crianças com hiperactividade devido ao grande desíquilibrio do sistema nervoso) e quebras de algumas regras básicas - tive de o deixar dormir na minha cama a noite passada, pois o seu desconforto não deixava ninguém pregar olho!!

 

O Quico acaba por sentir toda esta agitação e tem feito os maiores disparates de que se lembra, como furar um móvel com um martelo, partir todos os copos que consegue encontrar ou mandar com todos os objectos que apanha, para cima dos outros ou pela janela...

Agora que descobriu que me pode ver no trabalho quando passa da escola ao final do dia, vem eufórico e tenta chamar-me a atenção, soltando-se do avô e tentando atravessar a rua sozinho, o que acaba por norma numa grande birra pois o avô tenta apanhá-lo e ele faz greve, sentando-se no meio da estrada até o meu pai o arrastar perante os olhares de condutores e peões....

 

Por tudo isto, é natural que não me sobre muito tempo para actualizações mas não posso deixar de contar que:

 

  • ontem decorreu, na Câmara de S.J Madeira mais uma sessão de esclarecimento a pais e professores (por agora a última!) e tudo correu muito bem...tão bem que vamos finalmente avançar com algo concreto em relação á Associação Portuguesa da Criança Hiperactiva
  • na próxima semana vamos abrir oficialmente o nosso «consultório» - o tema vai ser lançado na terça feira - e dar início á participação de duas colaboradoras que muito estimo

As pulgas do Rafa são responsáveis por nos deitarmos tarde e nos levantarmos cada vez mais...cedo...o que faz com que eu me sinta zonza e como estando zonza, não sei bem o que faço...lembrei-me de ir ás compras depois do jantar...com o Rafa...vou contar...mas num próximo post, senão ainda arranco alguma tecla

 

sinto-me: mas fico fina!!!
postado energia-a-mais às 22:43

Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

 

 

Bebês

 

 

O meu único irmão teve o seu primeiro filho! Aos papás os meus parabéns e que o o meu sobrinho tenha um futuro de Amor, Saúde e Sucesso!

 

 

 

sinto-me: babada
postado energia-a-mais às 22:25

Domingo, 15 de Fevereiro de 2009
...não! Não foi um típico dia de S. Valentim!

Cá em casa o dia 14 de Fevereiro, foi não comemorado, por diferentes motivos, lol!

 

Os papás - não deu para conciliar o trabalho e o pai não esteve presente, a mãe que não se conforma com o Amor via sms, deu-lhe para ficar assim tipo...nostálgica (e lá veio á lembrança o dia 14 de fevereiro de 1997, primeiro dia em que os papás conseguiram ver-se livres dos melgas dos amigos e escaparam para um jantar romântico)

 

Os filhotes - para o Quico foi «Dia da Amizade» e por isso trocaram balões pintados entre os coleguinhas da sala (o pior foi que ele preferia o próprio balão e por isso o Cupido teve que desfazer a troca, senão o dia ficaria a ser recordado pelos motivos errados..)

O Rafa, fez um presentinho na escola com o objectivo de assinalar a data, tendo também participado com um texto «como os papás se apaixonaram»! O texto serviu para um mural com corações lá na escola e a prendinha (um coração com braçinhos e tudo) chegou meio-desfeita a casa, pelo que no sábado jé nem sequer se lembrava quem era S. Valentim....

 

O que realmente se comemorou por cá, com o entusiasmo da praxe foi o Carnaval Das Escolas!

 Apesar de, neste ano, a escola do Rafa não ir no cortejo (decidiram participar apenas nas marchas em Junho) e da salinha do Quico ainda não entrar no desfile (por serem muito novinhos)

No sábado de manhã, lá fomos apreciar as máscaras que os alunos fizeram para o evento, com muita algazarra, danças engraçadas, risos e alguma loucura!

Todos nos divertimos e achamos piada aos trajes e aos «quadros» do Rei Momo! O tempo ajudou e parecia que estavamos no Verão! Claro que acabou por ser um dia cansativo, porque tive de andar sempre a correr para garantir que conseguia fazer algumas tarefas domésticas (sempre em falta durante a semana!!!) mas ao mesmo tempo, permitir que os miúdos andassem fora de casa.

 

No domingo

Continuamos com um tempo óptimo e com vontade de passear...e até podia ser um Domingo bem passado, não fossem as tais «diferenças» que nos distinguem:

 

tipo - um almoço que todos adoram, os miúdos deveriam devorar a comida, sentando-se á mesa, comendo e deixando comer...os meus filhos, no entanto, acham que hora de refeição deve ser tempo de brincadeira á mesa, inventam mil e uma novas maneiras de saborear a comida (desde jogá-la ao ar e tentar apanhá-la com a boca...competirem pela boca mais cheia...ou beberem com a boca cheia de comida para depois verem como fica a água restante do copo...) Claro que mais ninguém consegue comer de forma decente!

 

tipo - vestir para poder sair de casa, os miúdos vestem o que foi escolhido, saem com ar «lavadinho» e domingueiro! Os meus filhos - contestam cada peça de roupa apresentada, jogam a roupa pelo ar, trucidam as camisolas e casacos, e quando saem de casa, parecem ter andado na guerra com a mesma roupa durante dias a fio...

 

tipo - ir ao parque ver os patinhos, os miúdos olham para os patos na água, chamam e dão pãozinho seco, riem-se e batem palmas...Os meus filhos - quase saltam para dentro de água, atiram com paus, pedrinhas, ou qualquer outra coisa para tentarem acertar nos patos e fazê-los chegar até á margem, onde depois tentam apanhar os ditos cujos, sempre com grande alarido, espantando rápidamente todos os outros transeuntes (especialmente os que levam filhos pequenos...)

 

tipo - ir fazer um lanchinho na esplanada ali ao lado, os miúdos lancham e os adultos descansam...Os meus filhos - devoram meia padaria, tentando comer tudo ao mesmo tempo, chamando o empregado duzentas vezes (água, sumo, pão, batatas fritas, cachorro, gelado....não necessáriamente por esta ordem...) e os adultos tentam controlar o desespero de ver que o domingo tá no final, sem ter havido tempo para o descanso!

 

 

E foi o nosso fim de semana entre S. Valentim, Carnaval e Patos...  

 

tags: ,
postado energia-a-mais às 22:27

Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009

foi instaurado cá em casa por causa das hiper perigosas brincadeiras dos meus , cada vez mais, hiperactivos filhos!

 

Este é um estado que nos deixa a nós adultos, extenuados, pois obriga-nos a vigilância permanente, sendo por vezes necessário a intervençao de mais que uma pessoa para conseguir manter debaixo de olho dois frenéticos putos....

 

Muitos paIs sabem do que falo mas pouco vivem em constante manobra estratégica, desde manhã á noite, para evitar o que mais de comum acontece nestes casos - Acidentes!

 

Cá vai então uma lista actualizada das mais perigosas diabruras do Quico e do Rafa, bem como alguns dos truques que vamos usando para «prevenir» estragos maiores

  • este tipo de crianças tem muita dificuldade em conseguir objectivar situações perigosas - são crianças capazes das maiores proezas, pois como não medem consequências atiram-se (ás vezes, literalmente!) de cabeça...cá em casa é comum:
  • fazerem voos por cima dos móveis, atirarem-se para cima de cadeiras, bancos e camas sem ter noção da altura, equilibrio ou dureza dos mesmos
  • brincarem com objectos cortantes como facas, tesouras ou outros , normalmente atirando esses objectos pelo ar (ultimamente o Quico atira com as facas como se estivesse a treinar um número de circo, só por milagre não tem acertado em ninguém, embora já tenha havido susto dos grandes - uma faca a voar a milímetros da cabeça do Rafa)
  • brincarem com as tomadas electricas, ligando e desligando fichas de pequenos e grandes electrodomésticos, destruindo as fichas do telefone, desmanchando até as protecções que o pai zelosamente tinha instalado
  • destruírem todo o equipamento de ponta - que é como quem diz: caixas da tv, comandos (qualquer tipo); computadores e impressoras (lembram-se do que contei acerca da Meo e de como trucidaram as duas boxs e o ruter?)

para além destas também são perigosas as brincadeiras do Quico com o irmão, pois o Rafa não tem qualquer noção de como brincar (para ele significa correr, saltar, puxar pelo braços ou pernas, dar cambalhotas ou qualquer coisa desse género...) muito menos com um miúdo bem mais novo (para ele o Quico pode brincar como um colega de escola)

 

Ora ultimamente os meus pais estão a dar em doidos, por isso instaurei regras duras

  • nada de facas, tesouras ou algo semelhante pode estar nos locais habituais (tudo é colocado em sítios inacessíveis, onde ninguém chega e longe da vista - daí a minha mãe andar hoje meia hora á procura de uma faca de cozinha, lol!)
  • barrar o acesso com chave a tudo o que possa ser fechado
  • nunca deixar os dois sozinhos no mesmo espaço (aqui fazemos turnos, contando com a bisa, quando fico sem os meus pais)
  • nunca deixar qualquer um deles sem vigilância de um adulto mais que dois minutos
  • insistir para que ajudem em tarefas como preparar o banho, dobrar ou estender roupa (nunca chamar para pôr a mesa...)
  • cortar os alimentos no prato e só depois colocar os pratos na mesa (usar o menos possível as facas á mesa)
  • usar copos de plástico (mas daqueles que parecem de vidro pois eles não se deixam enganar, lol!)
  • ter o cuidado de verificar sempre se, depois das crianças andarem perto, o fogão está desligado, as máquinas de lavar têm os botões no off e se as torneiras estão fechadas

E pronto não está todo o tipo de acidentes possíveis cá em casa, apenas os mais recentes, mas acho que dá para terem uma ideia        

 

 

 

sinto-me: alertada!
tags: ,
postado energia-a-mais às 22:37

Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

para dar conta das mudanças (possíveis), das novidades de sempre e dos projectos em andamento....

 

  • ora isto não é nada fácil, não vai ao ritmo pretendido nem com a eficácia desejada!!!

sei que o tempo não é desculpa, na verdade sou mais «naba» do que pensei e demoro mais do que gostaria a tratar das «arrumações»

Tenho uma tara pelos blogs de tipo «clean», não gosto muito de estilos complicados ou de coisas que obriguem a grandes manutenções....

 

  • por agora vai ficar assim (no fim de semana actualizo a lista de links a incluir, sendo também prometido que reservo espaço para aqueles miminhos especiais que caracterizam o espírito deste blog!)

 Tenho no entanto uma ideia mais claro do que pretendo em termos de conteúdo - aí sim vamos mudar algumas coisas cá no cantinho, lol!

Claro que continuará a ser um blog em jeito de diário, um relato do quotidiano do que é viver numa casa com dois hiperactivos e restante família!

Vou no entanto introduzir alguns convidados, cujo contributo considero uma mais valia, principalmente por quem procura neste blog uma ajuda séria para melhor lidar com a hiperactividade.

 

Assim e em modo consultório, vou ter duas optimas profissionais (psicólogas que trabalham actualmente em contexto infanto/juvenil com hiperactivos) que darão os seus conselhos, dicas, estratégias e responderão a perguntas de pais e educadores.

 

Terei também um link para a APDCH e poderão consultar toda a informação disponibilizada pela associação, bem como ajuda para muitas dúvidas no tratamento deste tema

 

outra novidade é um tema (em princípio, mensal) para discussão «pública» que conta com convidados diferentes e que pretende ser um espaço de partilha de ideias sobre educação, pedagogia e intervenção social

 

para amanhã reservo um post sobre as tais novidades habituais que fazem do meu dia a dia, um corropio bem animado, ou não fossem os meus filhotes uns autênticos «artistas» que põem a cabeça em água ao mais bem intecionado ser que os queira acompanhar!!!!

 

 

 

sinto-me: renovada
tags: ,
postado energia-a-mais às 22:38

Quinta-feira, 05 de Fevereiro de 2009

....forçada!!!!

 

 

é que mudamos de instalações no trabalho, temos muito ainda para organizar e os horários tornaram-se loucos!

 

 

Além disso tenho planeado algumas alterações aqui para o blog (que já vai fazer um aninho, lol!) pois como tem vindo a crescer, quero que tenha bases mais seguras...de modo que vou andar um pouco menos por cá esta semana....o que não quer dizer que esteja parada!

 

espero que fiquem com água na boca

pois tenho novidades

muito em breve

 

sinto-me: em obras!
postado energia-a-mais às 23:05

Segunda-feira, 02 de Fevereiro de 2009

Pois é, aproveitando a vinda do pai, e também porque o dr. luís queria rever a medicação do Rafa e fazer o ponto de situação do Quico, lá fomos nós no sábado, fazer uma consulta a 4...

 

Foi um dia muito desgastante, uma atutêntica maratona, pois quando combinamos com o Dr. já não havia pssibilidade de marcação, por isso tivemos de ir para vagas...isso significa esperar horas a fio pela chamada. Mas como o Dr. sabe bem como é, permite-nos alguma liberdade. Então a seu conselho, ligamos depois do almoço para ver como estavam as coisas...como se previa demorado, fomos avisados para irmos á clínica só pelas 16:00h. Lá fomos e voltamos a sair, pois antes das 18:00h era impossível sermos chamados.

Aproveitamos para fazer uma paragem para comer num local apreciado pelos miúdos (uma espécie de suborno para que não tivessemos de voltar a casa, ou não conseguiriamos voltar á clínica!). Assim perto das 18:00h lá nos apresentamos novamente...aí tivemos mesmo de esperar a nossa vez na sala...

 

Festival

Foi, como habitualmente, um verdadeiro espectáculo, ver os meus filhos naquela sala de espera, lol! nada nem ninguém ficou por explorar. Eles meteram-se com toda a gente, arrastaram cadeiras, reviraram livros, revistas e expositores, fizeram corridas descalços, deram novas utilidades aos estores e levaram ao desespero a menina da recepção....

Além disso o Quico teve alguns sobressaltos pois anda a sangrar muito do nariz (porque está constipado) e fez questão de mostrar a todos, depois com tanta brincadeira nem reparou nos meus avisos e acabou por não chegar a tempo de um xi-xi no local certo...(valeu-nos o aquecedor...) e o Rafa que levou um jogo do Tirivial para se entreter acabou por obrigar toda a gente a andar de gatas a reunirem as milhentas peças que espalharam pelo chão...

O meu marido, pobrezito, menos habituado a estas lides, ora corava de vergonha, ora ficava vermelho de raiva...

 

Depois de o Quico ter «insultado» a Drª, com os seus habituais disparates (palavrões pelo meio) da menina ter tentado pôr um pouco de ordem na sala, de termos levado as crianças algumas vezes ao café em baixo da clínica para dasanuviar (embora apenas conseguíssemos transferir a balbúrdia para o café...) e quando já pensavamos ter de desistir (claro que isso não faria sentido mas nessa altura já não tinhamos grande capacidade  para pensar, lol!) fomos finalmente chamados, eram quase 22:00H!!!

 

leitura médica

 

não há muita margem para dúvidas, lol! Os meus filhos são realmente um espanto...os médicos concordaram que sem medicação será muito difícil conseguir estruturar a minha família! Os filhos são a nossa prioridade mas como casal, temos de começar a planear tempo a dois, a evitar o desgaste a que os miúdos nos obrigam, temos de manter o nosso relacionamento separado do das crianças. A psicóloga afirmou mais do que uma vez, que este é um caso muito particular (devido á profissão do meu marido...) e que de facto, a minha calma em levar as coisas sem dramatizar tem sustentado o casamento (confesso que gostei que o meu marido tenha ouvido da boca deles, aquilo que já lhe disse muitas vezes... ) Deram-nos algumas ideias mas no geral, acharam que eu consigo aguentar o barco, as crianças estão a ser devidamente compreendidas e educadas. Aceito as suas particularidades em vez de as combater, isso faz com que tenha mais disponibilidade para levar as coisas a bem...

 

A medicação é portanto para manter: o Rafa vai fazer o Concerta36 mas aumenta a Risperidona. Quanto aos efeitos secundários que me preocupavam, vamos fazer uma experiência - o Rafa nunca vai tomar a medicação em jejum (para ver se não tem dores de barriga) e vai fazer suplemento de vitamina  A para e os problemas de pele e cabelo.

O Quico (que os médicos consideram um «terror» e que dará mais problemas que o irmão) vai fazer uma medicação diferente para regularizar o sono, pois a valeriana não fez qualquer efeito (o que não é muito animador...) Os médicos concordaram que a sua agitação também pode ser uma consequência das poucas horas de sono, por isso embora me custe vou fazer o que o médico recomendou, a ver os resultados...

 

E foi este o nosso programa familiar, de onde saímos muito animados, com a perpectiva de controlar um pouco melhor estes altos e baixos da nossa vida, que já me habituei a partilhar aqui no blog!

 

 

sinto-me: confiante
postado energia-a-mais às 22:47

Domingo, 01 de Fevereiro de 2009

ANA

Porque há pessoas que conhecemos desde sempre, e pelas quais nada sentimos, e outras que acabamos de conhecer e sentimos que são especiais

 

a amizade é algo de realmente belo!

 

 

 

 

31 de Janeiro

 

 

sinto-me: amiga!
tags: ,
postado energia-a-mais às 21:39

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

17
18
20
21

22
23
25
27
28


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro