A Hiperactividade vista à lupa

Quarta-feira, 30 de Junho de 2010

 

 

vistas pelos miúdos cá de casa

 

Rafa: «também, se o treinador tivesse posto o Cristiano a jogar....»

 

filho, ele esteve a jogar.... «ai sim? então e porque é que não tocou na bola?»

 

Lição - se queremos ser alguém na vida, temos de nos esforçar.....

 

Quico: «foi golo de putugal mãe?»

 

não, foi da espanha...«espanha, espanha!!!»

 

Lição - o que não tem remédio, remediado está (ou, mais vale aproveitar a festa que tristezas não pagam dívidas....)

 

E pronto, adieus mundial, para grande consternação do Rafa que me perguntou vezes sem conta porque é que portugal já não joga mais e tem de vir embora....para quem até tinha saído de casa para assistir em ecrã colectivo no centro da praça e estava francamente esperançoso, foi uma desilusão!

 

O nosso fim de dia foi no entanto bem atribulado por outras razões - o Quico deu uma queda e tem agora um joelho todo esfolado que se junta às várias nódoas negras das pernas....

 

O Rafa teve um ataque de histerismo porque o irmão pegou numa faca sem eu estar por perto (na verdade por distração deixei uma faca com que tinha cortado pão, minutos antes e ausentei-me para outra divisão da casa)

Quem nunca presenciou um ataque de histeria pode ter dificuldade em entender como isso causa uma imensa tensão entre os que o vivem. Não é a primeira vez mas é sempre francamente assustador - o Rafa fica descontrolado, grita sem parar, salta à nossa volta, não nos ouve e parece estar a ser perseguido pelo mais temível assassino dos filmes de terror...

O Quico ficou de tal modo assustado que chorou descontroladamente mais de 20 minutos seguidos...e depois acalmar a minha avó também não foi nada fácil!

 

bem, pelo menos uma das lições que o futebol nos deixa, pode ser aplicada a todas as situações da vida

 

« A bola é redonda»

 

 

postado energia-a-mais às 09:08

Terça-feira, 29 de Junho de 2010

 

 

só depois de conhecer os resultados

 

 

 

 

Ora vejamos, falando do jogo de hoje (entenda-se de futebol mesmo!) cá em casa o Rafa já decidiu: qualquer que seja o resultado final, ele vai sempre festejar - afinal o papá já é meio espanhol.....bem pelo menos é de lá que traz o nosso «carcanhol»

 

 

opá, eu cá acredito que não haja confusão - depois de tantas batalhas para conquistar o nosso espaço nesta península, não vai ser um joguito de bola que nos vai atrapalhar!

 

 

Quanto ao resultado do confronto com o Rafa para que este se decida a ir para o campo de férias, também não vale a pena arriscar - apesar das difíceis negociações, por enquanto só consegui um compromisso da parte dele para o dia 1 - diz ele que é o início de mês, logo só vai a partir de quinta feira - hummmm, será???

 

Bem, tenho fé que os resultados me sejam favoráveis - eu cá já me mentalizei para a vitória (nos dois campos lol)

 

vá lá aceito apostas - quem ganha?

 

 

 

postado energia-a-mais às 08:34

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

 

 

mas não cumprem nada !! verdadeiros políticos modernos, estes meus rapazes...

 

os dois resolveram fazer uma espécie de campanha este fds! o objectivo era conseguir o meu voto de confiança, para serem presenteados com umas «coisinhas» (tipo carros telecomandados, psp e jogos....) que me estão a pedinchar há algum tempo - o Rafa porque espera ter boas notas e transitar de ano, o Quico porque ouve o irmão pedinchar e não lhe quer ficar atrás!

 

É claro que lhes explico que temos de nos guiar por um orçamento (chamado carteira dos pais, que não é elástica) e que não podem pedir tudo o que lhes vem à cabeça. Mas o importante é que entendam que as prendas são recompensas por algo de bom que façam - e não só pelas notas mas também pelo comportamento.

 

Ora aí começam as promessas à político, do gênero: «nós não vamos andar à guerra, pois não Quico?» e ouço «não mano, à guerra não» seguido de «ai, fogo Quico sai de cima de mim, seu garoto de m....» e «gostas, gostas? toma lá, toma....» virando pouco depois para a tal guerra aberta...

 

«Então e a promessa???»

 

«é, isso era antes da crise do Quico mãe!!!» topam esta? certo, a crise...

 

e depois ainda levo com aquela coisa chamada «segundas intenções» que os políticos também usam e abusam - tipo «posso dar-te um beijinho mãe?» e logo a seguir «olha sabes aquele jogo das corridas, também tem para a psp...»

 

Enfim, neste momento pareço a oposição, sempre a tentar despistar qualquer ideia deles e sempre a mostrar firmeza no não... ou quase sempre!

 

Sábado consegui a proeza de ficar com três miúdos num jardim com parque infantil e com campo para jogos de bola (um amigo do Rafa também foi) e mesmo assim ler um revista do social (claro que não podia ser nada profundo, isso também já era demais...), pôr toda a gente a lanchar a horas, distribuir gelados e manter a cabeça fresca! quer dizer pelo menos não desatei aos berros nem nada...

 

 

 

 

Domingo já foi dia de mais disparates, como uma monumental birra do Rafa que se lembrou que queria comer farturas, ou a do Quico que pegou numa tesoura que desencantou no quarto da bisa e em menos de 5 segundos, esquartejou o meu lençol de cama, algo que me fez ficar de cabelos em pé....de nada valeu a palmada que levou pois para além do choro que se seguiu, a resposta imediata foi ter jogado pela janela uma garrafinha de plastico, dois gormitis e uma escadinha de bombeiro que depois lhe vai fazer falta para ir «salvar o gatinho»....

 

mas a estrela da tarde custou € 1,50, veio da lojinha dos chineses cá do sítio e serviu para fazer bolinhas de sabão coloridas que os dois insistiam em esmagar antes de caírem no chão! pronto também serviu depois para despejarem um sobre o outro o que restava e terem de ir de imediato lavar olhos e boca...

 

 

....e agora sff, uma prece em cadeia para que o Rafa fique no tal campo de férias, ok??

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 08:49

Sexta-feira, 25 de Junho de 2010

 

 

 

 

o nosso dia a dia tem sido vibrante, quase explosivo em muitas situações! não que tivesse esperança que fosse diferente....

 

 

por isso e porque nem tempo houve para ver o

 

 

             

 

 

 

este jogo não aqueceu nem arrefeceu!

 

 

Os meus rapazes estiveram muito entretidos a disputar entre eles uma verdadeira luta corpo a corpo, eu muito entretida com as minhas dores de cabeça ao tentar separá-los, só demos pelo fim do jogo quando o avó nos veio dizer o resultado, bhaaaaa! tou a ver que os miúdos esqueceram a finalidade dos jogos e não me parece que estejam interessados em acompanhar o tal do mundial....até porque, na opinião do Rafa, os jogos são «uma seca» e «demoram muito tempo»...ora, quem diria?

 

 

O ritmo frenético vem das constantes birras, muita brincadeira «louca» e cada vez mais dificuldade em arranjar programas variados...estou limitada pois só tenho duas mãos e duas pernas, o que para acompanhar os meus filhos, é manifestamente pouco

 

 

O Rafa tem andado tão ansioso com a proximidade de conhecer os resultados escolares que mal dorme, passa o tempo a contar todos os segundos que faltam para segunda feira - 28, às 17h30, altura em que está marcada a reunião de levantamento das notas....para além disso, mostra-se como sempre, irritado e descontente por não ter um plano sobre o que fazer durante o dia. Como ainda não tenho disponibilidade a 100% para o acompanhar, nunca sabe o que fazer, saltitando de actividade em actividade, a cada 5 minutos! Desse modo, parece que os nossos dias têm 48 horas....o que por norma os outros miúdos demoram uma ou duas horas a fazer, o Rafa faz em 10 minutos, estando constantemente a perguntar o que vai fazer a seguir....

 

Bicicleta , bolas e muita correria acabam por ser as actividades principais, pelo meio, sempre muita birra e brigas, muitas brigas entre os dois...

 

O Quico fica com uma «pedalada» imprópria para um menino de (quase) 4 anos...Cheio de genica, anda eléctrico e a toda a hora saem palavrões, pontapés e muita gritaria...está numa de pedir tudo o que vê nas lojas das redondezas, acabando por ser um martírio sair com ele à rua, pois estamos sempre a ter de o puxar para fora das lojas, com muita palmada e choros histéricos...

No entanto, é o protagonista dos momentos mais hilariantes, quer porque se põem a cantarolar «fico xininho, huhu», numa versão inovadora do clássico de Rui Veloso, quer porque se sai com tiradas fantásticas de «bela senhora que gandes mamocas»....

 

Estou bastante ansiosa pela próxima semana, altura em que (espero) o Rafa inicie uma temporada de um mês num campo de férias - embora me tenha dito que não quer, eu fiz a inscrição! pode ser que Julho me reserve um pouco mais de sossego, dentro do que se pode esperar de férias caseiras....

 

 

                       

tags: , ,
postado energia-a-mais às 20:23

Quarta-feira, 23 de Junho de 2010

 

 

 

de «tainada»  até altas horas!

 

 

 

depois conto tudo!

 

 

 

vivó São João!

tags: ,
postado energia-a-mais às 11:00

Terça-feira, 22 de Junho de 2010

 

 

 

e sim, também se fala de futebol neste post !

 

Em primeiro lugar, fazer um jogo de  na hora de almoço pode ter consequências pouco saudáveis...então ninguém se lembrou que nos podia dar uma indigestão? mas o pior é conseguir dar uma refeição a dois miúdos eléctricos (que por norma já não comem tranquilamente) tarefa que se revelou completamente impossível! de nada valeram os ralhetes, as palmadas, os puxões...a gritaria instalou-se, as correrias eram mais que muitas e a todo o momento tinhamos de escolher entre uma garfada certeira, ou desviarmo-nos de alguma  bola em voo rasante...sim porque nós sentimos este jogo em versão 4D - em 3D nós apenas parecemos estar no meio da acção, nesta versão, nós estamos de facto no meio da acção!

 

E enquanto o resultado do jogo ganhava uma dimensão histórica, também os meus filhos faziam em cima da minha cama, uma histórica batalha que começou por ser de almofadas, depois passou a ser de bandeiras de portugal, depois apenas de pauzinhos das bandeiras, depois de objectos mais pesados do que pauzinhos e quando eu já ameaçava sair porta fora e desaparecer para sempre, eles largaram os objectos e arremessaram-se um ao outro...

 

Foi um sufoco dos diabos para os separar e conseguir estabelecer um pouco de calma...mas claro que a calma é relativa - cá em casa dou-me por satisfeita se eles conseguirem gritar cada um no seu lado!

 

Estava eu ainda a zunir com os 7 a 0, quando levo com um episódio daqueles caricatos, guiados pela impulsividade do Rafa - com a habitual efusividade, o meu filho já tinha ido às janelas gritar por Portugal, numa das idas, da parte de trás da casa onde a vista dá para o terraço do primeiro andar, o Rafa viu um dos cães dos meus vizinhos a correr de língua de fora. Ora o que o miúdo pensou foi que devia dar água ao cão, pois ele próprio (Rafa) sentia-se cheio de sede de tanto gritar, achou que o cão estava arquejante com o esforço de puxar pela equipa....vai daí despejou uma garrafinha de água para baixo «pra ver se o caozinho conseguia beber», disse-me mais tarde...Só que os filhos dos vizinhos, juntamente com uma dezena de amigos, estavam lá em casa....e depois de um dos miúdos mais novos se ter colocado a olhar para cima, de eu me ter apercebido que alguma coisa se passava e ter ido questionar o Rafa, ouço, vindo de um megafone um chorrilho de palavrões a insultar-me a mim, a minha mãe e aos meus filhos!!!! a sério passei-me...então eles deixam os cães passarem fome (sim, porque os cães metem dó, até as fezes comem!) largam cócózada por todo o terraço porque nunca os trazem à rua, deixam-nos sem água durante todo o dia e hoje porque viram cair um pouco de água no terraço chamam-nos nomes pelo megafone???

 

 

 

Ainda tentei dialogar com calma com o miúdo (graúdo já) que empunhava o dito megafone mas parece que a juventude actual tem as hormonas aos saltos, o moço gesticulava  e gritava que «ninguém pode mandar água para o meu terraço»....ainda lhe perguntei se a água o assustava mas como teimava em desconversar, achei que o melhor era cortar o «folklore» instalado. Apenas lhe disse que se a mãe dele quisesse vir falar comigo, estava à vontade (coisa que até à hora em que escrevo o post não aconteceu) e abstive-me de fazer um comentário que me ficou atravessado, do tipo «devias estar mais preocupado com a porcaria que te rodeia do que com a água que é limpinha, aliás bem podias usá-la!»....

 

Eu até entendo que não tenham gostado de ver cair água de uma janela acima, mas por amor de deus, era água, inofensiva, atirada com uma intenção que não era maldosa (antes pelo contrário) e quando muito o rapazola que já tem idade para ter algum juízo e educação poderia ter vindo falar comigo, perguntando «então atiraram água lá para baixo, como é?» - uma coisa assim mais proporcional ao sucedido...eu tiraria a limpo o que se tinha passado e teria uma conversa com o Rafa (que acabei por ter) para que não voltasse a acontecer (pois se eu nem a toalha sacudo da janela). Foi uma cena que me enervou, vamos ver se não tem sequelas ou se ainda terei de me chatear de verdade, até porque independentemente do que se passou, eu nunca pensei ver no prédio, algo tão asqueroso no que diz respeito ao tratamento que dão aos animais...eles nãos lhe batem mas de resto não lhes ligam, de todo! incomoda-me muito olhar para baixo e ver tudo sujo (só é lavado quando vem uns senhores de uma empresa de limpezas) e nunca os levarem a passear, nunca ver a tigela com comida (ou ração) e nunca ver água...e se alguém tem animais em casa que me diga se é normal eles comerem as fezes....

 

Ai que o post já vai longo e isto era para ser o relato dos festejos....ele há cada coisa!

 

Gooooooooooooooooooooooooooolo

 

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:26

Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

 

 

tão cheio que não sei para este fds um post será suficiente!

 

Sábado

 

 

Festa da escola do Rafa - ele ainda está no terceiro ano mas foi apresentador do evento, juntamente com uma coleguinha de turma (havia ainda mais dois meninos que intercalavam nas apresentações)

 

O mais curioso é que acho que ele se esqueceu de que tinha dito à professora que teria essa função, por isso só na sexta feira chegou a casa com a novidade lol! além disso enganou-se no local da festa...mas pronto! como ele tem andado muito arisco a tudo, eu delirei! dei o maior incentivo, embora ele estivesse mais preocupado em saber se o calção que tinha de levar podia ser de qualquer tom de azul e se podia ser de algodão, tipo fato de treino....

 

Da festa - correu lindamente! muitas horas para que todos pudessem actuar e para que a cerimónia de finalistas tivesse tudo o que eles têm direito.

Engraçado que ainda há uns dias comentava no blogue da Abigai, a razão de se chamar finalistas a estes miúdos que saem do básico...mas ninguém pode negar que para pais, professores e para as próprias crianças, este é um momento de orgulho pelo terminar duma importante etapa! Tão importante que até teve direito à presença da vereadora da câmara para a educação e do próprio Presidente (emboraeste último, não por muito tempo, foi no entanto um apontamento que caiu bem, dado que o concelho investe muito na formação dos mais novos)

 

O Rafa, para além de apresentar participou no número de ginástica dos meninos do terceiro ano. Como é muito matulão ficou na base, enquanto tinha de segurar os colegas, desenhando as figuras que aprenderam. E tudo saiu bem!

 

Embora estivesse um pouco nervoso, como tomou a medicação mais tarde do que o habitual, até se portou com segurança. O único reparo dele foi que não conseguiu provar uma das suas «iguarias» preferidas - os cachorros quentes! pois embora o lanche estivesse preparado para o final da festa, a verdade é que muita gente foi comendo durante as actuações e a comida foi-se acabando mais cedo!! enfim...

 

As peripécias maiores couberam ao Quico que desde cedo nos mostrou não querer ficar muito tempo confinado a um lugar de cadeira! passou grande parte da festa a correr (e a fazer correr) de um lado para o outro, brincou nos escorregas e baloiços do parque da escola e fintou alguns amigos que também lá estavam com o seu charme habitual! foi um fartote de brincadeira que nem por isso o cansou em demasia...asneirolas sairam algumas mas nada que não conseguíssemos controlar, o que no nosso caso é um motivo para comemorar!

 

O Rafa (com o avó) voltou à escola passado apenas uma hora de lá ter estado, cerca das 21h45 para assistir e participar no projecto de «Observação dos Astros» que já percorreu algumas escolas. Ele adorou, claro! Pôde observar a lua pois o tempo estava de feição, ficando super entusiasmado como sempre, por essa matéria - universo, dinossauros e corpo humano são os seus interesses.

 

 

 

Chegou a casa radiante, comentando que «a bandeira americana deveria estar do outro lado» porque ele não a conseguiu ver lol! e que as crateras eram muito pequenas «se são pequenas porque é que se chama crateras mãe?» opá tens de ser sempre perguntador?

 

Domingo

 

Estamos no meio das Festas da Cidade - literalmente! vivemos por estes dias, um atutêntico frenesim, de música, cores, luzes e gentes, muitas gentes...ora para dois miúdos que andam sempre a mil, isto é uma maravilha! mesmo que eu quisesse, nunca os poderia «enganar»! sabem sempre quando se passa algo. E claro, estão sempre a chamar para as barraquinhas, das pipocas, algodão doce, gelados, gomas, berloques variados e balões...ai minha rica carteira que se esvazia à velocidade da luz....Mesmo com travão, já lá vão uns valentes «cobres» pois esta gente que vive das festas e romarias tem de aproveitar agora à custa da rapaziada! De qualquer modo já lhes disse que só podem fazer farra na terça feira (noite dos martelinhos) que eles aguardam ansiosamente!

 

Domingo de tarde, a procissão solene! nós espectadores priveligiados, de tribuna VIP - o mesmo é dizer de uma varanda com vista para a rua principal onde passa a procissão em honra de São João. Momento solene que os meus filhos aproveitaram para «saudar» com grandes manifestações sonoras, fazendo perguntas maravilhosas com «mãe porque é que aquela senhora tem o vestido todo sujo?» (Quico referindo-se ao manto de uma das figurantes) ou o delírio que foi quando avistaram a cena da cabeça decapitada de são João depositada num tabuleiro....pois, tão a ver os comentários deles? e o pior é que o silêncio era tal que se ouviam as moscas, ou seja, era impossível ignorar os gritos estridentes de «mano, ó mano, anda ver, mano, uma cabeça, que nojo mano!» ou o Rafa a gritar «opá, olha ali Quico, e se ela rolasse pela estrada?» e as mil pergunats sobre a história às quais nós tinhamos de responder de imediato!

Eu e a minha mãe tentando desviar a atençaõ deles mas nem amarrados eles ficam quietos! e os vizinhos na assistência, claro! que em dia de festa tdos se aventuram nas janelas....poisss

 

E pronto, parece que afinal lá fiz um post único...resta afinar a voz, aquecer o coração, pôr a bela da bandeira em destaque e aguardar os coreanos! a ver se é desta que entoamos a canção da vitória e se o pròximo post traz a marca dos festejos - Força Portugal!

 

 

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 09:07

Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

 

 

já cá mencionei várias vezes que os meus filhos (em especial o mais velhinho) são exactamente o que uma mãe que se preze não quer admitir....

 

são totalmente irrequietos, desobedientes, provocadores e respondões...o Rafa então, tem momentos de deixar o cabelo em pé a quem está com ele, usa linguagem do pior, é um desbocado, sem pingo de vergonha, parece um furacão por onde passa

 

 

Ontem, dia das marchas das escolas, com a irreverência do costume, o meu filho quis assistir. Claro que desesperou logo no início enqanto esperava a formação dos meninos participantes...

 

e desesperou depois, porque «nunca mais acabava» e depois porque queria ir aos carroceis e depois porque queria um cachorro quente, enfim...sempre a ver o que fazer a seguir, sempre ansioso pelo que vem depois....

 

O Quico, ao colo do avô, para que não se misturasse com os marchantes, estava um tagarela de primeira, falava tão alto e entusiasticamente sobre todos os assuntos que a maioria das pessoas olhava para ele, em vez de olhar o cortejo....

 

E os comentários, eram no geral - «que vida que eles têm»; «são tão vivos, sozinhos fazem a festa» pronto, coisas que não desgostamos de ouvir...só que em breve, com o continuar da agitação passaram a «ui que eles são terríveis» ou «devem ser bem difíceis» e pouco tempo depois «a mãe tem de lhes dar um estalo de vez em quando...», «se fosse meu...»

 

e depois houve um que me ficou no ouvido - a senhora tem uns miúdos «do caraças»!

 

 

 

postado energia-a-mais às 08:12

Quinta-feira, 17 de Junho de 2010

 

 

como uma espécie de nostalgia se apoderou de mim....

 

na verdade é mais uma certa raiva contida (misturada com a tal pontinha de saudade do ano anterior) por não ter conseguido este ano, inscrever o Rafa em nenhuma das actividades escolares da praxe!!!

 

Hoje é dia de marchas de S.João, protagonizadas pelas crianças das escolas e do meu filho eu só consegui arrancar um sonoro «NÂO» para não participar!

 

E este ano foi mesmo uma decepção em termos de activiaddes do tipo - nada de festa de carnaval, nada de sarau desportivo, nada de inscrição no campo de férias....(a minha batalha ainda não terminou - só me dou por vencida, quando o mês terminar...)

 

Mas...custa assim tanto, filhinho da mãe, perceber que a tua participação me daria uma satisfação extra de orgulho? ok, pronto eu bem sei que não gostas muito de perder o centro da atenção, só que para mim, mesmo no meio dos outros, tinhas a atenção toda....

 

ai caramba! o que eu gostava de te ver marchar!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 08:51

Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

 

 

por onde começar

 

 

hummm...isto era para ser um post sobre os desvairados festejos dos meus rapazes, depois do jogo de Portugal....hummmm, pois! mas então agora vou falar de desilusão...ok - cá vai!

 

O Rafa ficou tristíssimo, claro, como sempre, leva tudo a peito e duas horas depois ainda me perguntava ou ao avô «porque é que Portugal não ganhou? Porque é que não marcam golos?». E eu explicava com «sabes, por vezes há muita parra e pouca uva...» ao que o Rafa, que nunca entende o sentido dos ditos populares, torcia o nariz, enviesava os olhos e lá repetia a pergunta «mas ò mãe porque é que eles não marcam?»

 

 

 

 

jogar por amor à camisola, só mesmo na tua idade filhote!

 

 

 

 

bem, de qualquer modo o dia não se resumiu aos pouco mais de 90 minutos de jogo...quem dera

 

O Rafa logo de manhã fez a birra do «não vou à escola» e isto parece ser ponto assente...o não vem seguido de dores de barriga e muito finca pé. Dei-lhe a volta com a usual dose de paciência...até porque desta vez posso sempre pensar «só vou aguentar isto até final da semana». Há no entanto uma parte do meu cérebro que me relembra em cada segundo que na próxima semana a birra vai ser outra...mas pronto!

 

O Quico vai para além do discritível - está definitivamente contagiado pelo mano! Até nos palavrões e noutra irritante «mania» do Rafa, o cuspir para tudo (e infelizmente para todos). Vou-me a ele a cada minuto, que é como quem diz, tenho mesmo de o ter debaixo de olho e das mãos....Fala barato, irrequieto, pouco dorminhoco mas para meu espanto muito comilão - assim vai andando o benjamim da casa.

 

E se este post não tem mais assunto é porque eu tinha mentalmente preparado um outro texto 

 sabem, o tal dos festejos !

 

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 07:56

mais sobre mim
que querem saber?
 
Junho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

19

20
24
26

27


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro