A Hiperactividade vista à lupa

Sexta-feira, 22 de Abril de 2011

 

 

 

 

 

 

espero que vivam esta época com muita esperança 

 

beijinhos, voltamos para contar como foi a nossa Pascoa!

 

 


postado energia-a-mais às 21:47

Quinta-feira, 21 de Abril de 2011

 

 

 

disto:

 

 

 

 

 

 

 

e não é que lhe apanhei o gosto? e lá me ponho eu a combater com o meu pião que por acaso é Virgem {#emotions_dlg.lol}

 

e deliramos com as lutas e com as posições de defesa, combate, ataque e equlibrio, até já pusemos a bisa como árbitro dos encontros....

 

 

 

 

 

agora estamos a fazer um combate a três que pode vir a consagrar um campeão, a única coisa menos boa é que os piões servem como arma de arremesso para quando as zangas substituem a diversão.....

 

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:40

Quarta-feira, 20 de Abril de 2011

 

 

eu digo-te o teu clube {#emotions_dlg.sarcastic}

 

O Quico parece ter encontrado várias cores para os xixis dele e dos outros...sejam os amigos da escola ou do pessoal daqui de casa e também descobriu o significado para cada cor

 

Ora na última conversa de wc ele e o mano estavam nos preparativos para a deita...foram fazer o xixi da noite e lavar os dentinhos e ouço o Quico «ó mano o teu xixi é cinzento...porkê é cinzento mano? tu és do porto?» hummm...acho que ele se referia ao equipamento menos tradicional dos azuis e brancos...

 

O Rafa não percebia muito bem o que uma coisa tinha que ver com a outra...mas o Quico continuou dizendo que o amigo dele o V. lá da escola tinha o xixi verde porque «é do sporting, sabes mano?» {#emotions_dlg.sporting}

 

depois e para remate em jeito de conclusão explicou que ele próprio tinha um xixi preto...querem ver que é da Académica?! hehehe

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:13

Segunda-feira, 18 de Abril de 2011

 

 

este fim de semana, deu para cortes, corridas, jogos de escondidas, noitadas e festas de aniversário....

 

 

e daria para muito mais, não fosse o tempo ser igual para todos e por isso «voar» para segunda feira!

 

 

Estive a trabalhar na manhã de sábado, o que parece encurtar ainda mais o dia e as possibilidades de sair algum disparate grande dos meus pestinhas....mesmo assim, quase sempre sem estar a contar, eles conseguem iludir a minha vigilância e saem coisas destas: 

 

O Quico aproveitou o facto do mano ter saido para brincar em casa de um amigo e andava feliz da vida a mexer-lhe nas coisas da secretária. Deve ter encontrado motivos para se entreter e durante um bocado foi desenhando e pintando com as cores do irmão, depois foi passando a outros materiais e foi experimentando. Como eu estava de faxina numa divisão fora do alcance dele, foi fácil pegar numa tesoura da escola e dar uns cortes....deve ter começado pelo papel mas depois achou que poderia cortar algo mais....digamos, algo mais «pessoal», como o cabelo, claro está!!! ainda não me tinha feito um corte assim para o radical - tipo tesourada num dos lados, quase a ficar estilo pente zero, apenas num pedaço à direita!

 

 

Eu sei que o poderia deixar ficar assim, ele até parecia gostar e bem vistas as coisas seria uma maneira de lhe mostrar que existem estilos alternativos mas....os avós poderiam achar um pouco «demais» por isso e porque estamos em tempo de período Pascal, presume-se mais atinadinho, lá fui levá-lo ao sítio do costume para que a M. lhe acertasse o corte...e ficou bem giro apesar de agora bem mais curtinho - dos dois lados!

 

 

Entretanto, o mano e o amigo lá se fartaram de estar em casa do outro e vieram ter à nossa. Disseram-me que pelo menos aqui em frente podiam jogar à bola no jardim e com o tempo a convidar, a ideia foi logo aceite. Mas como vieram ter comigo ainda estava na cabeleireira, o Rafa tinha de fazer das suas...não que eu tenha dado conta - foi mais um jogo de escondidas....

Ora depois da habitual algazarra que faz quando chega a algum lado o Rafa mexeu em tudo o que podia mexer, abriu tudo o que podia abrir e falando pelos cotovelos desorientou de tal modo quem estava no salão que ninguém reparou no facto de ele ter pegado num saco e o ter colocado debaixo de uma mesa, numa salinha ao lado. Não seria grave se o saco fosse o meu (que foi o que ele achou...) mas entretanto paguei, viemos embora e nunca mais ele se lembrou do que tinha feito, nem a mim me passou algum pressentimento pela cabeça. Até que mais tarde encontro uma senhora na rua que me diz «olhe, a senhora estava na cabeleireira, não estava?» eu «sim, estive lá» ela «eu também, sabe os seus meninos tiraram o meu saco do sofa e esconderam-no debaixo de uma mesa....nem lhe passa o que nos fartamos de procurar até dar-mos com ele...» A senhora foi bastante compreensiva e até se riu do que para ela deve ter sido uma aventura diferente do normal, eu fiquei com cara de «tacho» e os miúdos não se livraram de uma descompustura, embora o Rafa tenha admitido que já nem se lembrava e que o tinha feito para me pregar uma partida a mim, julgando tratar-se do meu saco....

 

Depois de umas quantas corridas em que extravasaram um pouco da sua energia, aproveitei que os meus pais estavam connosco e deixei os miúdos com o avô enquanto eu e a avó fomos fazer umas comprinhas....pois bastou virar costas para que eles aproveitando algum espaço de manobra, corressem sem controlo voltando ao jogo do esconde...{#emotions_dlg.tongue}

 

A noite foi terrivel pois o Quico apanhou uma tosse daquelas...ficando sem dormir ele e eu, toda a noite! aliás já tenho uma data de noites em atraso...{#emotions_dlg.sleeping}

Alem de que a tosse provocou-lhe vómitos e andar a limpar às duas da manhã não é a minha noitada ideal!

 

O Domingo foi normalmente agitado, o Rafa teve um aniversário mas o horário da festa, mesmo ao final da tarde, ainda deu para muita zaragata com o mano antes de sair de casa. Também não quisemos deixar de lado a tradição da nossa religião e fomos comprar um raminho para lembrar o Domingo de Ramos. Embora não estivessemos com os padrinhos, demos o raminho ao avô que afinal é quem mais merece esta lembrança!

 

 

 

E claro que teve de haver travessura na entrega, com os dois a disputarem tanto a atenção como o ramo em si...o que me levou a recear que acabesse o avô por nem o chegar a ver... seguiu-se o normal pedido das amêndoas, o que para o Quico se traduziu na frase «avô, agora tens de dar-me amengoas, olha pode ser o magnum, eu gosto!» 

 

Entretanto levei o mais velho à dita festa e já Quico estava mais cansado que o costume, até porque a tosse não o larga, optei por dar uma voltinha no shopping para um lanche com os avós que vivem mesmo lá em frente, o que pelo menos nos trouxe uma certa calma durante um par de horas. E pronto, foi o descanso possivel no nosso fim de semana. Estamos agora em contagem decrescente para uma Páscoa que queremos tranquila, aguardando que o Pai chegue para ajudar a passar os últimos dias de férias escolares, dado que aqui a mamã não vai ter muito para gozar!

 

 

todas as imagens fora tiradas da net

 


postado energia-a-mais às 09:02

Sexta-feira, 15 de Abril de 2011

 

que trouxe das escolas deles

 

 

o Rafa 

 

que posso dizer? o miúdo é um «barra» na matematica, melhor aluno da turma, um dos melhores do quarto ano! excelente raciocínio lógico. Segunda melhor nota a estudo do meio, muito próximo dos 100%. Não tão bom no português, mesmo assim, na casa dos 80%. Tem bom desempenho em todas as AEC's continuando a revelar capacidades acima da média no Inglês!

 

Pronto, agora o menos bom.....o comportamento - melhor no entanto que no período passado, o que para mim é bom sinal!

 

o Quico

 

muito vivo e com vontade de conseguir executar todas as tarefas. Este período, por indicação do agrupamento de escolas da pré onde está, a reunião da avaliação foi geral e não individualizaram os desempenhos de cada criança. A educadora revelou no entanto que no caso do Quico, houve uma nítida melhoria nas várias competências. Acentuou ainda o seu caracter voluntarioso e o facto de ter de o separar de alguns meninos com quem costuma «arranjar» umas brigazinhas... Apesar de ser um menino muito afoito em termos físicos, mostra-se algo retarído quando tem de se expôr verbalmente - coisa que eu noto nele em relação a tudo o que não consegue fazer tão bem quanto os outros...

 

Ou seja, avaliação positiva, muito encorajadora, motivo para sentir que lá vão seguindo o seu caminho, cada qual tentando por enquanto descobrir o seu dom!

 


 

 

postado energia-a-mais às 09:07

Terça-feira, 12 de Abril de 2011
FMI

 

 

Atento às notícias

 

 

 

«o FMI chegou hoje a Portugal para fazer um RX da economia do país...»

 

 

 

Rafa: «RX? então podem ir ao sítio onde trabalhas mamã!!!»{#emotions_dlg.lol}

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 10:23

Segunda-feira, 11 de Abril de 2011

 

 

segunda feira!!!

 

não pode!!!

 

eu vou mas é acordar mais logo...recuso-me a acreditar que já estou a pé, que os miúdos estão aos saltos na minha cama, que o Rafa vai ficar em casa sem escola, que eu não consegui ainda descansar uma hora, que tenho montes de roupa para passar a ferro, que tou naqueles dias.....{#emotions_dlg.annoyed} que não houve fim de semana, que estive constantemente aos berros a separar os meus pestinhas....

 

 

 

prometo que amanhã retomo a vida diária!

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 12:51

Sexta-feira, 08 de Abril de 2011

pestinhas...

 

o meu mais velho tem hoje festança de fim de época, isto é entrada para férias....aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!

 

 

levou lanche para almoçarem ao ar livre e muita expectativa para brincadeiras várias! levou um boné novo porque tem uma trunfa enorme onde os bonés do verão passado não encaixam por nada...

 

e de certeza que vai chegar carregado de energia no final do dia com vontade de continuar a festa em casa, como é hábito

 

 

 

o mais novo, saiu de casa com a camisola preferida (verde do sporting - equipa do amigo predileto) e a bombástica afirmação

 

«quando for grande quero ser ladrão»

 

 

as crianças de hoje têm uma rica visão do futuro {#emotions_dlg.ninja}

 

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 12:28

Quinta-feira, 07 de Abril de 2011

 

e não, não estive numa esplanada, bebendo uma bebida fresquinha e a aproveitar este maravilhoso verão antecipado...

 

o meu fim de tarde de terça feira foi preenchido por mais uma crise aguda do meu rapaz mais velho...e é isto que se vive na hiperatividade, umas vezes parece que houve progressos mas depois lá vêem os retrocessos a provar que o transtorno existe e que vai permanecer...

 

O Rafa continua instável, muito do que faz é sob uma energia alucinante e com mil emoções a acompanhar! cá por casa cada um de nós vive estes episódios de maneira diferente - os avós que por aqui passam grande parte do final de dia, a bisa que por aqui fica, o Quico que está a crescer e atento como um radar, o pai que vive tudo à distância e eu...que levo com tudo em cima

 

E se no fds a coisa foi complicada, na terça virou para o domínio da «anarquia»! que se alguem tivesse dúvidas, não há regra que funcione em momentos de crise, nem estrategia, nem teoria...que na «anarquia» nem o bom senso tem significado, nem o otimismo nos vale!

 

se esta cena tivesse sido gravada só poderia ser exibida com bolinha vermelha e com cortes para não chocar os mais sensíveis...mas infelizmente para nós que a vivemos ao vivo, ela não teve cortes, foi em tempo real e trouxe consequências...

 

na minha mente borbulham por enquanto centenas de ideias, planos e muita confusão de sentimentos. Para mim, é inevitável tentar proteger o meu mais novo, misturando um sentimento que parece querer brotar em mim - o de culpa. Culpa por não conseguir evitar esta exposição do Quico aos terríveis momentos que por vezes passamos. Saberei eu lidar com mais este?

 

 

postado energia-a-mais às 09:05

Terça-feira, 05 de Abril de 2011

 

em várias ações do Rafa é algo a que já estou habituada...

 

desde cedo me apercebi que o meu filho mais velho, devido à PHDA tem uma imaturidade que se revela em muitas das suas atitudes, desde as mais simples às mais elaboradas. Com o nascimento do irmão mais novo, cada vez me apercebo mais dessa imaturidade, pois que com uma diferença de 6 anos, eu vejo no Quico um entendimento das coisas que o Rafa, continua a demonstrar não ter...

 

 

este fim de semana passado foi um «daqueles» fins de semana para esquecer. Apesar de no sábado não ter tido trabalho, acabei por descansar ainda menos, tantos foram os momentos de tensão e exaustão a que a conduta do meu filhote hiperativo me/nos levou!

 

Acresce dizer que esta dificuldade resulta de uma pausa na medicação que fizemos a conselho médico a fim de reavaliar a dose e fazer um ajuste, para que os efeitos da mesma se adequem ao esperado. Assim, retiramos o Risperdal à noite e passamos a fazer apenas o meltefedinato, numa dose de 20 mg diárias (que quase não se notam na alteração do comportamento). Claro que no imediato, as dificuldades em adormecer se acentuaram, ao mesmo tempo que se reduziu o efeito do estimulante. Resultado - ele ficou muito mais instável e irritavél. Muito conflituoso pois as caraterísticas do TOD agravaram-se.

 

No dia de sábado chamei-lhe várias vezes à atenção para a necessiadde de tirar um tempo para estudar para o teste do estudo do meio, matéria que não é das suas preferidas...o teste estava marcado para segunda feira e sabendo eu como o tempo «voa» disponibilizei-me para o orientar e lhe ditar um resumo da matéria, coisa que o faz memorizar com mais facilidade. As minhas tentativas foram sendo sucessivamente ignoradas, algumas com as explosões violentas do costume e que resultavam em choque e confronto. Não fui bem sucedida e nem os castigos - tirar o prémio da semana, tirar a psp, desligar a tv, tiveram resultados - os castigos foram rapidamente esquecidos o que me obrigou a mudar de castigo até conseguir impôr um que lhe fosse realmente penoso...

Não estava a ter qualquer efeito e passei à estratégia do incentivo - se ele estudasse 30 minutos com afinco, poderia escolher a refeição da noite (seria um prémio para quem não pode comer todos os dias o que lhe apetece...). Embora o conseguisse entusiasmar por um segundo, assim que tirou o estojo da mochila a sua atenção desviou-se e passou a «pedinchar» toda uma série de material «imprescindível» e sem o qual não conseguiria estudar - como lapis, novas borrachas, conjuntos de réguas, compassos, etc...e depois um caderno para o inglês que o fez lembrar-se de uma canção que a teacher tinha ensinado, que por sua vez o lembrou de como gostaria de ter o jogo para playstation «singstar» e por aí fora, sendo que o tempo útil se esgotou e em breve era hora de almoço.

 

Entretanto durante a tarde, estivemos embrenhados em mais umas quantas tentativas que acabavam em nada e embora tenha chegado a abrir o caderno com a revisão da matéria, não avançou daí. Esteve ainda algum tempo a olhar para as coisas mas sem se concentrar não teve qualquer proveito.

Depois de mais umas quantas «turras» comigo e com o mano, o resto do tempo foi para gastar alguma da energia, com chutos na bola e gritaria a plenos pulmões...

 

Mas o Domingo ainda foi pior - desta vez porque de tarde o Rafa era conviaddo de uma festa de aniversario do seu grande amigo e vizinho M. Este menino vive no memso prédio mas em entrada ao lado da nossa e é assim como o grande amigalhaço e único que o Rafa mantem desde que se conheceram na mesma escola há 3 anos. Como ele já é mais velho, agora frequenta outra escola mas os dois costumam encontrar-se quase todos os fds. Claro que para o Rafa a festa era super importante.

Eu concordei com o pai do M. que o Rafa poderia ir mas expliquei que estaria restrito no horário porque queria fazê-lo entender que ainda tinha de estudar para o teste e portanto não poderia ficar na festa até tarde. O Rafa não se mostrou desagradado com a ideia.

E embora a manhã de domingo não fosse agradavel devido às habituais birras e algazarra dos meus dois rapazes, eu não contava com mais uma prova da imaturidade do Rafa.

 

Tudo começou porque ele entretanto se lembrou de que tinhamos uma prenda para entregar ao M. Um jogo que o próprio Rafa escolhera e que era do agrado do amigo. Só que passou a ser também do agrado do Rafa...e muito do agrado. Tanto que ele queria a tudo custo, desembrulhar a prenda e ficar com ela. E ver toda a manhã um rapagão de 10 anos aos berros pela casa, furioso porque eu não o deixava ficar com a prenda do outro, foi uma cena que deveria ter filmado.

Eram birras tão infantis, tão a despropósito que não pareciam reais. Chegou ao ponto de eu ter de andar a correr atrás dele com medo que ele me danificasse alguma coisa na tentativa de descobrir onde estava a prenda guardada. E o que me passei quando ele foi à caixinha das poupanças (uma caixa onde colocamos algum dinheiro para os dois, para que saibam que devem ter um fundo de poupança e que não pode ser mexido sem a autorização dos pais) e quis arrancar de lá uns 20€ para poder ir comprar um jogo igual. E mesmo com ameaças e cortes radicais da minha parte, ele não acalmou. A estrategia do deixa correr foi a única que segui, pois não havia nada que o demovesse, pelo que o ignorar (possivel) da situação é sempre a única que resulta...

 

Andamos nisto até ele mudar o assunto do seu interesse. Por norma de modo brusco e sem nada que o faça prever, ele de repente desliga e investe em nova obsessão. Foi o que aconteceu mais tarde, por volta da hora do almoço.

 

Depois ainda tive os tais momentos críticos quando tem de se arranjar para sair de casa, entre ansiedade e histerismo, lá o fui levar a casa do amigo...

 

Sempre a pensar no teste ainda o tentei levar ao estudo mais tarde mas este foi decididamente um fds de total desconcentração. A noite começou muito mal, com os nervos em franja e com a hora de dormir a chegar muito depois do desejado. Já em lágrimas por volta da uma da manhã, lá me pedia para o ajudar na segunda antes da escola, coisa que obviamente não é possível, dado que arranjar os dois a tempo de os colocar a horas prontos para o avó levar e eu sair para o trabalho é algo que já obriga a um acordar cedo...quanto mais ter ainda de fazer estudo para testes....

 

Talvez até nem tenha uma nota muito má, ele por norma safa-se mas estando no quarto ano, esta imaturidade dele preocupa-me sobremaneira! Espero que com o ajustar da medicação, ele consiga estabelecer um ponto de equilibrio que lhe permita aproveitar as suas capacidades da melhor forma!

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:14

mais sobre mim
que querem saber?
 
Abril 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
16

17
19
23

24
25
26
27
28
29
30


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro