A Hiperactividade vista à lupa

Terça-feira, 29 de Janeiro de 2013

 

 

Há uns dias uma leitora, amiga, mãe de uma criança portadora de PHDA, mandava-me por mail uma chamada de atenção para este link

 

 

http://expresso.sapo.pt/as-criancas-nao-sao-hiperactivas-sao-mal-educadas=f780888 


escrito por um tal Henrique Raposo. Confesso que não li nada deste senhor antes, nem acho que me tivesse feito falta...no entanto o tema que abordou é-me de grande interesse. Acabei por ler.

 

Fiquei obviamente dececionada. Desde logo porque percebi pelo título que o senhor não sabe nada sobre o assunto a que se propôs escrever. E não há nada mais dececionante do que ler algo de quem não traz nada de válido ao assunto em causa. Depois porque, esperançada que o título fosse infeliz mas a escolha do conteúdo fosse relevante, acabei por sofrer mais um revês - afinal todo o texto é absurdamente entediante, especialmente porque o senhor Raposo acha que tem piada.

Já li alguns textos em que o autor usa de uma espécie literária muito em voga - mistura ironia com comicidade e provoca no leitor um despertar para a realidade, apurado com o olhar da crítica social. Nada disso transparece do texto deste senhor.

O que li foi algo que já ouvi a muita gente «iletrada», muita gente ignorante, ouço-o há pelo menos 10 anos! dizer que a hiperatividade não existe, que os pais de hoje é que não sabem educar (e os que comentam e são pais concordam sempre com a ideia) que basta um sopapo e a criancinha é metida na linha - tudo conversas que edificam logo uma sociedade...basta haver um miúdo que entre a correr num café e há logo quem de cabeça no ar e língua afiada, faça milhentas considerações sobre a forma como aqueles pais educam a dita criança - por norma acabam sempre com «se fosse meu filho...»

E como o senhor Raposo não trouxe sequer a visão elucidada de alguém mais jovem que procura ser menos «cordeirinho» nada me parece digno de registo - a não ser talvez o facto de o senhor confundir a medicação para a PHDA com algumas gotas que se vendem em smartshops.

 

estará o Expresso assim tão necessitado de colaboradores? ou que critérios levarão à escolha de certos temas? foi o que me passou pela cabeça...Que o assunto tenha merecido destaque nas redes sociais, também não entendi...parece que o texto deu polémica?! por favor! ainda se o homem viesse dizer que para tratar a hiperatividade infantil se devia pôr os miúdos a ver um filme pornográfico eu entendia a polémica. 

 

Fala-se de hiperatividade assim, sem o mínimo respeito por quem sofre desta perturbação porque a burrice é muita e por vezes é mais fácil ser burro do que fazer um esforço para entender

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:06

Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013

 

 

Rafael

 

Hoje a mãe resolveu escrever por aqui o que lhe passa na alma e na memória dos sentimentos. Não que tu já não o tenhas ouvido de mim...mesmo que por vezes pareça que nem me ouves - sei que atentas nas minhas palavras, principalmente quando te dizem respeito.

Bem sabes que dia é hoje! Um dia que marca a nossa família para sempre e cuja história se começou a compor há doze anos atrás. Numa hora que não foi nada «pequenina», com precalços que te fizeram ter de esperar e nos fazer desesperar em longas dezasseis horas de parto, acabavas por surgir à minha frente, pronto para dar início à mais bela das histórias!

E sim, doze anos passam a correr, não tanto para ti claro! Tu achas sempre que o tempo é «lento» demais para o que queres fazer acontecer...

Também sabes, porque já to contei que a primeira coisa que a mãe fez assim que te entregaram nos braços, foi a típica contagem dos dedos das mãos e pés, algo que uma mãe de primeira viagem deve fazer de forma lenta e ponderada...aquele momento em que dizemos «é perfeito!» como se  o facto de ter os dedos todos, fosse a prova dos nove final! No fundo serias perfeito de qualquer modo...

 

Eu devia ter desconfiado do teu choro constante, desde a maternidade, das poucas horas de sono, do comer agitado, do espernear enérgico, tantos sinais de que fazias tudo mais cedo e mais rápido do que qualquer outro bebé da mesma idade...mas foram precisos cinco anos de grande desespero, de muitas caminhadas a especialistas, de muitas tentativas e erros, até entender que essa «diferença» tinha um nome, até aprender a lidar com essa perturbação que te vai acompanhar ao longo da vida, até aceitar que a PHDA faz parte do nosso mundo. E deixar a culpa para trás, esquecer que durante muito tempo sentia que falhava, sentia que era péssima mãe porque não «dobrava» o que achava ser a tua teimosia e indisciplina.

Esse tempo não foi fácil para nós, pois não filho? E talvez por isso, ao contrário do que muita gente diz, eu considero que o Amor não acontece simplesmente...aprende-se a Amar! E eu aprendo em cada dia, cada vez mais. 

E sabes o que gosto mais do que tudo? Dos momentos em que com um olhar nos completamos - quando me olhas do teu modo muito particular e me deixas entrar nesse mundo só teu. Das barreiras que já quebramos, dos beijos que vais deixando dar, timidamente, dos abraços que toleras já com mais à vontade, de quando me pedes para que fique ao teu lado enquanto tentas dormir e sorrateiramente me vais dando a mão...

Não, os outros não vão perceber. Mas estas «vitórias» e conquistas, de tão desejadas, são as mais saborosas. Afinal quanto mais raras são as coisas, mais valor lhes damos. 

 

Aquilo que mais desejo para ti, meu filho, é que daqui a muitos anos, estejas a ler estas linhas com um sorriso de orelha a orelha! que me aches uma «lamechas» não me importo! Espero que sejas livre, que tenhas bom senso para guiar o teu destino, conduzir o teu dom, respeitando e sendo respeitado. Para isso meu filho é que luto agora. Para que outros aprendam o que eu já aprendi nestes teus doze anos de vida - que todos somos diferentes e há espaço para todos - porque a Vida é uma benção.

E espero que um dia consigas mudar o mundo, mas que o mundo não te mude a ti!

 

beijos da tua mãe

 

 

 

 

MUITOS PARABÉNS!!!

 

postado energia-a-mais às 15:20

Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2013

 

 

que é um bom gestor porque para conseguir pagar a dívida, foi para os mercados contrair mais dívida {#emotions_dlg.sidemouth}

 

não há uns senhores da DECO que dizem que é precisamente isso que NUNCA se deve fazer pois leva a um sobreendividamento? e eles não podiam avisar o governo a tempo?!

 

 

 

 será só a mim que isto faz confusão? {#emotions_dlg.confused} irra!

postado energia-a-mais às 22:13

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013

 

 

não escapamos à chuva e vento fortes deste fim de semana, motivos para mais umas quantas pinceladas de imaginação

 

 

O Quico não foi à rua. Parecia um daqueles cachorrinhos a correr pela casa, cheio de energia mas com espaço limitado. Embora haja muito espaço dentro de casa, acaba por se tornar reduzido quando se passam dois dias sem por o pé fora de portas. 

O Quico passou o tempo a inventar para se distrair. Primeiro inventou uma casa só sua que construiu na sala e à qual só tinhamos acesso depois de ultrapassar um complicado esquema de segurança que incluia passar por baixo de fios estrategicamente colocados na porta, debitar um código que só ele conhecia e outros rigorosos alarmes sonoros.

Decorou essa casa com vários objetos entre alguns brinquedos, livros, almofadas e mantas. Depois fez do sofá a sua piscina interior (porque nas casas dos chiques as piscinas são assim) e fez saltos mirabolantes a par de muita atividade física.

O Quico inventou depois que iria assaltar um banco. Queria ser rápido mas entretanto achou melhor almoçar primeiro. Claro que investiu muito na preparação do plano. Números e letras eram o código secreto que ele foi escrevinhando numa folha para depois utilizar na abertura do cofre. 

Discutiu os pormenores comigo enquanto faziamos panquecas para um pequeno almoço tardio no domingo. Achou que poderia assaltar o banco mais perto de casa porque assim não andava à chuva - temos um banco na entrada ao lado...

Depois de umas belas panquecas com chocolate, fruta e compota, decidiu fazer exercicio para treinar a fuga, assim que terminasse o assalto. Equipou-se a rigor, todo de negro, casaco com capuz, luvas e foi abrir a janela da varanda para verificar de que lado soprava o vento. Achou que soprava de todos os lados o que não tornava fácil trepar pela parede na fuga...resolveu então recolher água da chuva para depois fazer uma experiência....

 

Entretanto o Rafa deixou o PC e os dois engalfinharam-se numa luta. O Quico aproveitou para expor o seu plano ao irmão. Ele revelou-se um aliado improvável. Explicou-lhe que poderia utilizar um carro movido a nitro para escapar em velocidade. E voltou ao PC...e o Quico ficou a pensar no nitro e nos carros fazendo varias experiências que resultaram em enorme bagunça com carrinhos e água à mistura!

Ainda tivemos a companhia dos avós e fizemos bombons caseiros com sabor a cereja. As brincadeiras continuaram em ritmo alucinante, reconfortadas com um lanche delicioso e muita acrobacia do mais novo. O Quico abandonou a ideia de assaltar o banco porque achou que seria melhor e menos arriscado pedir uma ajudinha a Jesus para ganhar o euromilhões - ou isso, ou pedir que chegue depressa o verão, porque assim poderia ir até à piscina dos escorregas

 

Quando chegou a hora de deitar a conversa hoje foi sobre disfarces de carnaval. Depois de o Rafa ter apresentado um papel da escola para os alunos se inscreverem na festa de carnaval, ao que implorou que eu «não autorizasse» pois detesta cortejos carnavalescos e fantasias, o Quico resolveu imaginar o melhor disfarce para si...ainda teve de pensar um bom bocado mas de repente atirou um «já sei - vou de pila!»

 

Terei motivos para me preocupar ou será apenas imaginação? ou talvez o mau tempo tenha algo a ver com isto....

 

postado energia-a-mais às 09:13

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2013

 

vale quase zero...

 

e no país do FMI , valerá abaixo disso - tal como diz Bagão Felix num artigo da Visão desta semana, muito em breve, já em 2015 «a pobreza passaria a ser um estado e não uma situação transitória». Para o FMI há que cortar em todas as pensões acima de €266 (ou seja a pensão mais baixa) atirando para a miséria 88% de todos os pensionistas nacionais - que vivem com menos de €500...

 

E se o Jorge aqui  dizia que se sentia pobre o que dizer da «refundação» pensada pelo Governo com a ajuda dos técnicos milagreiros do FMI?! 

 

Para muitos portugueses, a perda da dignidade há muito que se nota. Os empregados ganham um salário cada vez mais baixo que não chega para dignificar o trabalho que realizam...e para a maioria dos desempregados o subsídio nem chega para garantir o mínimo de dignidade!

 

Que fique em registo para memória futura que eu, licenciada, tenho o «privilégio» de ser uma desempregada, a desempenhar trabalho de interesse comunitário num CEI e a receber do estado um subsídio que passa a ter, a partir deste mês de janeiro de 2013, o valor absurdo de €393,9!

O peso deste subsídio para as despesas do estado é como se imagina, enoooorme! E portanto à taxa de 6% que aplicaram (desconto para a segurança social, sobre um subsídio pago pela segurança social com os descontos que fiz antes do desemprego, certo?) vão os senhores governantes «refundadores» do estado inspirados pelo FMI cortar ainda mais. Porque afinal os desempregados não podem viver «à pala» do subsídio e devem ser «incentivados» a voltar ao trabalho! Mas no portugal do FMI não existem mais empregos pois não? não é apontada nenhuma medida concreta para a «refundação» da economia - nem para a criação de emprego. Apenas a teoria de que estes cortes vão permitir «desbloquear a economia...com efeitos positivos na confiança dos investidores, no emprego na área privada e na competitividade». E já agora, como vai poupar o país do FMI, se os desempregados aumentarão em catadupa com os cortes na função pública (e com os milhares de professores dispensados), anulando a poupança anunciada com os cortes nos subsídios?! e para onde vão esses desempregados todos? ficarão eles sem direito a subsídio para que a poupança se mantenha afinal?!

Eu não posso ficar indiferente, este é o meu país e a minha vida e a dos meus filhos está em jogo! não podemos ignorar, olhar para o lado, achar que vamos acordar e isto foi só um sonho mau...ou, como ouço ainda muita gente dizer - isto vai melhorar, não pode ser sempre mau. Pois acordem! não vai melhorar, não! vai piorar até um nível insustentável, para lá caminhamos a passos largos...e se nada fizermos, vamos cair no abismo mais cedo do que muitos julgam (ainda).

E quando ouvimos os números dos que sairam do país (aumento de 85% no último ano) e um primeiro ministro a dizer que no governo «nunca se incentivou» a emigração, não será tempo de mandar o homem para a china? (que me desculpem os chineses...) 

 

Na verdade, é tanto o disparate que já nem sei o que dizer - este governo tem de cair! já! a solução para sair da crise não pode passar por nos matar a todos à fome, quem continua a acreditar que é este o caminho só pode estar doente!


Porque para mim a dignidade continua a não ter preço!




postado energia-a-mais às 09:06

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2013

 

 

o meu rapaz mais velho é mesmo muito à frente - na verdade acho que ser portador de PHDA tem um significado diferente quando lemos notícias destas

 

 

Estudantes suecos aprendem com videojogo

15.Jan.2013 11:43

Uma escola na Suécia decidiu pôr os alunos a jogar Minecraft para os formar no sentido do planeamento e construção.

De forma a educar de maneira inovadora, a escola Viktor Rydberg na Suécia decidiu pôr os seus alunos de 13 anos a jogar o jogo indie Minecraft.

O objetivo parece ser educar os mais novos no sentido de planeamento e construção ao mesmo tempo que os incentivam a cumprir metas. A notícia,avançada pelo site sueco The Local, afirma que já cerca de 180 alunos tiveram lições com o jogo, tendo aprendido a construir mundos virtuais completos com sistemas de eletricidade e água incorporados, entre outras coisas, dependendo do contexto da atividade a realizar.

“Eles aprendem sobre planeamento de cidades, questões ambientais, como deixar as coisas feitas e até como planear para o futuro. Não é nada diferente de artes ou esculpir madeira”, afirma Monika Ekman, uma professora da escola.

A ideia surgiu de um concurso que teve lugar na Suécia, chamado de “Future City”, para o qual várias turmas do país contribuíram com ideias de como melhorar a educação no futuro. E apesar de alguns pais se terem sentido desconfortáveis com a ideia inicialmente, talvez por lhes ser algo pouco famíliar, Monika crê que a escola irá continuar a usar o videojogo como ferramenta.

“Tem sido um grande sucesso e com certeza iremos fazê-lo de novo.”

O que pensam da ideia em causa? Acham que Minecraft pode de facto contribuir para a aprendizagem dos mais novos?

 

Fonte: http://gameover.sapo.pt/artigo/estudantes-suecos-aprendem-com-videojogo

 

Ora é precisamente por causa deste jogo em particular que o Rafa tem passado horas ao PC...e esta hein? Pena que em portugal, as escolas em vez de incentivarem os jovens a utilizarem certos jogos como ferramenta, continuem a usar o método repetitivo e enfadonho dos TPC à velha maneira....

Até o Quico adora jogar Minecraft e é a única altura em que fica quieto (por isso tem permissão para estar ao PC durante a última fase da noite antes de ir dormir para ver se acalma)

 

 

Nota: eu supervisiono o jogo e garanto que é mesmo um método excelente para miúdos com PHDA, pois funciona como um estimulador dos neuro transmissores cerebrais, precisamente obrigando o cérebro do hiperativo a produzir a substância que está em falta. Deste modo pode ser um aliado para elevar o poder de concentração, além das potencialidades de trabalhar áreas como a criatividade, construção e planeamento...claro que, tal como frisei no post anterior tudo tem de ter «conta, peso e medida», ou seja, é no equilíbrio que se encontra a chave do sucesso, coisa que ainda está longe de acontecer no caso do meu filhote!

 

 

postado energia-a-mais às 09:08

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2013

 

têm sido feitos os nossos dias (e noites)

 

da agitação do Quico, à tensão constante com o Rafa, às desgastantes tarefas diárias, são tantos os temas que teria dificuldade em sintetizar num só post, tudo o que por cá se vai passando.

Motivo pelo qual o blog tem andado um pouco a meio gás - o tempo, ou falta dele, já que chegar às 23h com um monte de roupa para passar a ferro, com a cozinha por arrumar ou com montes de papelada a necessitar de ser tratada, depois de se passar mais de 3h às voltas com TPC - birras, TPC - birras, TPC ....corta qualquer laivo de inspiração que se possa ter, mesmo que seja «só» um blog...

 

Do Rafa nem tenho palavras para descrever o que é encontrar uma maneira de o fazer sair do PC. E não estou a exagerar! Se tiverem alguma ideia luminosa por favor debitem...Mas primeiro deixem-me explicar que - ele não sai do PC para nada (a não ser uma necessidade imprescindível, tipo fisiológica...), não se demove com argumentos muito menos com tentativas de fazê-lo sai à força. Eu não posso usar a tática de tirar o PC «dele» simplesmente porque não é um portátil

 

  

 

e eu preciso dele para trabalhar todos as noites, não teria muita viabilidade andar a guardá-lo todas as manhãs, até porque não tenho «onde». Ok? aceitam-se sugestões. E não, também não posso ignorá-lo porque isso é o que ele mais quer...aliás, nas férias tive a «brilhante» ideia de o deixar ficar sem o chamar e a proeza foram 14 horas de PC - sim, leram bem, não me recordo de alguém me ter contado nada semelhante num miúdo de (quase) 12 anos....e não, não se importou com comida, levantou-se para ir ao WC mas sem alguém a lembrar horários e rotinas, «saltou» refeições na boa...Escusado será dizer o atrito que acontece todos os dias porque o «obrigo» a sair para fazer a normal rotina, higiene, comida, escola, coisas banais que para ele se transformaram em acontecimentos de grande esforço e implicação!

 

Do Quico, o que dizer? um acrobata de fazer inveja a muitos atletas olímpicos, dono de uma resistência física sem igual, consegue virar toda a casa em 5 minutos (que o digam os meus pais que enfrentam o pico diário da chegada da escola). Nunca está nada parado quando ele está por perto, não existem obstáculos intransponíveis, para ele tudo é desafio físico - seja o chegar primeiro à porta do carro, à porta de casa, ao portão da escola (na hora da saída lol), saltar mais alto, trepar mais, fazer mais «pinos».....

 

 

 

 

O pior é quando tem de fazer algo em que precise de estar quieto. Comer, por exemplo! ou fazer os TPC....aí ficamos atados à imensa teimosia dos seus seis anos e salta-nos a tampa com os seus disparates!

 

assim como assim, isto até tem o seu lado bom...devo ser o único cidadão do país que ainda não conhece as novas tabelas do IRS, ou a última «paródia» governativa! é que nem tempo tenho para pensar na miséria deste país....

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:02

Segunda-feira, 07 de Janeiro de 2013

 

 

para mais um evento do núcleo norte de apoio a pais de crianças com PHDA

 

...amanhã, ao final do dia, estarei no Agrupamento de Escolas de Alpendurada - Marco de Canaveses, onde o Dr. Ivo Pinto, psicólogo que nos acompanha fará uma ação de formação para docentes

 

 Um bom exemplo de que existem muitos professores empenhados em melhor compreenderem como lidar com estes miúdos em contexto escolar

postado energia-a-mais às 23:10

Domingo, 06 de Janeiro de 2013

 

 

completamente cheios de energia, prontos para um ciclo de fazer tremer qualquer família mais desprevenida, ou qualquer sala de aula menos esclarecida

 

os meus putos já fizeram o «up load» de ano novo, que é como quem diz, já estão ao seu mais alto nível energético, depois de terem «carregado» megabytes de adrenalina - uma maravilha!

 

Aqui não existe tédio, nop! desde ter de apanhar um Quico que acha que consegue voar, a impedir que o Rafa faça picadinho do mano mais novo, e outras mirabolantes cenas que não me deixam tempo nem para respirar...

 

mas depois de uma alucinante «variação» sobre o tema dos três Reis Magos, cujos viagem foi recriada - com particular atenção à travessia do deserto atrás da estrela guia, a árvore de natal foi desmanchada (melhor - trucidada em alta velocidade) com a ajuda do avô e limparam-se os últimos vestígios dos festejos de fim de ano

 

(na verdade parece mais que a casa foi varrida por um tornado, do que limpa por mãos humanas mas estou demasiado cansada para me importar com os destroços)

 

 imagem da net

 

 

 

Só mesmo uma fatia do bolo que tem o nome de Rei mais uma chávena de chá a ver se aprecio nem que seja por uns minutos a época que agora termina....

 

 

 

postado energia-a-mais às 23:16

Terça-feira, 01 de Janeiro de 2013

 

Que os nossos verdadeiros amigos se mantenham connosco, que tenhamos saúde para aguentar os ciclos menos bons e que consigamos dar as mãos uns aos outros sempre que os obstáculos nos surgirem pela frente

 

Queremos mais trabalho, mais dinheiro e mais estabilidade. Queremos mais altruísmo, menos arrogância, mais sinceridade. Queremos ser mais família, mais união e mais amizade

 

O Quico quer ganhar o euromilhões para ter uma casa «toda pintadinha de novo» e um jardim enorme para ter três cães {#emotions_dlg.lol}

 

O Rafa quer um portátil para eu não o poder chatear com o uso excessivo do nosso PC {#emotions_dlg.sarcastic}

 

Queremos um benfica campeão {#emotions_dlg.benfica} queremos umas férias num parque natural, cheio de adrenalina e desportos radicais para combinar descanso com aventura. Queremos sol e calor todos os meses do ano para o Quico e o Rafa andarem de manga curta sempre{#emotions_dlg.sol} 

 

 

 

....e porque estamos a dois dias do reinício das aulas os miúdos querem prolongar as férias (mas este desejo eu não compartilho)



VAMOS LÁ FAZER DESTE ANO UM ANO MELHOR PARA TODOS!





postado energia-a-mais às 17:54

mais sobre mim
que querem saber?
 
Janeiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
19

20
22
25
26

27
28
30
31


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro