A Hiperactividade vista à lupa

Quinta-feira, 21 de Novembro de 2013

 

 

 http://www.publico.pt/sociedade/noticia/em-tres-anos-meio-milhao-de-criancas-perdem-abono-de-familia-1613303 

 

É daquelas coisas que faz me saltar a tampa - como se pode falar em incentivos à natalidade, quando na prática é isto que acontece? o nosso país não tem uma política de apoios verdadeiramente centrada na família. Aliás, não existe «política» alguma, tudo se resume a uma mera questão de números, esquecendo-se a essência. Mas mesmo tendo em conta apenas a visão redutora dos números - que raio de apoio é este que o Estado confere? (retirado da página da segurança social)


Montantes do abono de família para crianças e jovens com e sem majoração

 

Rendimento da família

Escalões

Valor do abono por criança ou jovem
Idade igual ou inferior a 12 meses Idade entre os 12 e os 36 meses Idade superior a 36 meses
1 Filho 2 Filhos 3 ou mais Filhos
1.º 140,76 EUR

35,19 EUR

70,38 EUR 105,57 EUR 35,19 EUR
2.º 116,74 EUR 29,19 EUR 58,38 EUR 87,57 EUR 29,19 EUR
3.º 92,29 EUR 26,54 EUR 53,08 EUR 79,62 EUR 26,54 EUR

 

 

 

 

 

 

 

Montante adicional

 É um montante de valor igual ao do abono de família para crianças e jovens, a atribuir no mês de setembro, que visa compensar as despesas com encargos escolares, atribuído às crianças e jovens:

  • Com idade compreendida entre os 6 e os 16 anos
  • Que estejam a receber abono de família correspondente ao 1º escalão de rendimentos
  • Se encontrem matriculados em estabelecimento de ensino.

Majoração do abono de família nas famílias monoparentais

Nas famílias monoparentais o montante do abono de família das crianças e jovens é majorado em 20% do valor do subsídio e respetivas majoração e bonificação.

 Chama-se a isto apoio? Eu estou no escalão A (porque estou desempregada lá me atribuíram este escalão) e recebo os tais 70,38€ pelos meus dois filhos. Tendo em conta que cada um ainda come, bebe, tem de andar vestido e precisa de consultas médicas, este apoio serve para o quê exatamente? 

 

Ora como não gosto de falar por falar, ponho aqui como comparação o que se passa no Luxemburgo (porque lá está o pai)

 

A taxa de contribuição para a segurança social é a mesma nos dois países - suportada pelo trabalhador 11% e o restante pelo empregador, num montante total de 32% do valor do salário, repito o igual nos dois países!

 


a) Allocations familiales
- montant pour 1 enfant 185,60
- montant pour 2 enfants 440,72
- montant pour 3 enfants 802,74
- montant pour 4 enfants 1 164,56
- montant pour 5 enfants 1 526,38
Majorations d'âge
- par enfant âgé de 6 - 11 ans 16,17
- par enfant âgé de 12 ans et plus 48,52
Allocation spéciale supplémentaire 185,60
b) Allocation d'éducation - montant plein 100% 485,01
- montant réduit à 50% 242,50
Revenu professionnel pris en compte en cas d’activité des deux parents
- 1 enfant à charge 5 305,62
- 2 enfants à charge 7 074,16
- plus de 2 enfants à charge 8 842,70
c) Allocation de rentrée scolaire (montant par enfant)
- 1 enfant de 6 à 11 ans 113,15
- groupe de 2 enfants 194,02
- groupe de 3 enfants et plus 274,82
- 1 enfant 12 ans et plus 161,67
- groupe de 2 enfants 242,47
- groupe de 3 enfants et plus 323,34

d) Allocation de naissance (3 tranches)
- montant par tranche 580,03
e) Allocation de maternité - maximum 16 semaines
- montant par semaine 194,02
f) Congé parental - indemnité forfaitaire mensuelle
- congé à plein temps 1 778,31
- congé à temps partiel 889,15
g) Boni pour enfant par mois / par enfant 76,88

 

e traduzo - as mesmas minhas duas crianças recebem pelo abono luxemburguês 659.17€. O mesmo rendimento familiar, o mesmo pai, a mesma mãe, as mesmas contribuições - condições absolutamente diferentes!


e depois vem um Mota Soares dizer que a segurança social tem de reduzir os apoios porque deste modo não é sustentável?! Insustentável é esta situação de pobreza em que vivem muitas crianças portuguesas!





postado energia-a-mais às 13:44

De Maria Pereira a 22 de Novembro de 2013 às 16:21
Eu fui das que perdeu o abono de familia... vou parecer uma velhota mas no meu tempo, qd eu era criança, o abono de familia era p toda a gente, mais ou menos conforme os rendimentos mas todos recebiam... cada vez estamos pior, qq dia estamos na idade da pedra!!!

Bjs e bom fim de semana

De Ângela a 11 de Agosto de 2014 às 14:02
Não vale a pena tentar perceber porque corremos o risco de ser tão ridiculos quanto essas pessoas que chamamos de politicos.
Não digo governantes porque para mim essa palavra significa o contrário do que estes fazem.
Eu recebia 35€ e digo mesmo, graças a Deus fiquei desempregada, porque so assim para arriscar a vida noutro país, Luxemburgo.

De energia-a-mais a 11 de Agosto de 2014 às 14:20
e fez muito bem, por cá as coisas andam de mal a pior e só quem tem outras condicionantes que obriguem a ficar é que não sai do país!

Boa sorte, tudo de bom

Teresa

De Marlene a 5 de Dezembro de 2016 às 12:36
Olá
O eu marido desde Abril trabalho no Luxemburgo
Temos direito ao abono mas ele é pago semestralmente.
Sabem a que datas é que são pagos os abonos semestrais.
Obrigada

De energia-a-mais a 6 de Dezembro de 2016 às 13:00
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver rendimentos) é pago em Janeiro e Julho (por volta do dia 25 (mas só após 6 meses consecutivos de descontos) e pagam os valores do suplemento escolar também em Julho em conjunto com os abonos

Teresa

De Marlene Dias a 6 de Dezembro de 2016 às 15:19
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas recebi os abonos. Não recebi os valores do suplemento escolar
Não sei se é por o meu marido na altura apenas estar a trabalhar à 4 meses
Ou será que devo receber agora no dia 27 de Janeiro já que é relativo ao período de Julho a Dezembro?
Com relação ao abono de deficiência
só receberei se o meu filho estiver no Luxemburgo?
Terei de fazer prova lá da sua condição? Sabe que documentação irão exigir?

Obrigada :-D


De energia-a-mais a 6 de Dezembro de 2016 às 15:45
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores dos complementos escolares, já que esse suplemento é pago no final de agosto,logo só se reflete agora no próximo semestre. Se o seu menino tem alguma deficiência sim, tem de fazer prova lá, mesmo que ele resida cá, eles têm um formulário (o seu marido que peça na Caisse - Demande d' allocation spéciale supplémentaire) próprio que deve preencher e entregar junto com um atestado médico que comprove a deficiência (esse atestado tem de ser com tradução numa das línguas oficiais) e se a deficiência for com redução de capacidade de pelo menos 50% eles pagam um complemento de 200€

De Marlene Dias a 26 de Janeiro de 2017 às 18:55
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mês Julho reativo a Abril, Maio e Junho
Até hoje não recebi o semestre
A questão é esta
se for anual teria recebido em Julho?
E para ser anual qual as condições para ser atribuído?
Obrigada


mais sobre mim
que querem saber?
 
Novembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
16

17
18
22
23

24
25
26
27
28
29
30


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09

blogs SAPO


Universidade de Aveiro