A Hiperactividade vista à lupa

Sexta-feira, 01 de Novembro de 2013
«A escola do 1º Ciclo de Mesquitela, Mangualde, decidiu suspender as aulas em virtude do comportamento agressivo de um aluno com apenas seis anos de idade. O menino constituía um risco para professores, funcionários e colegas, conta a edição desta sexta-feira do Jornal de Notícias, mas a versão da mãe da criança é outra.

“Estão a enterrar o meu filho. Ele é hiperactivo e está a ser medicado. Em casa porta-se bem e só na escola é que se revolta. Não sabem lidar com ele”. É desta forma que a mãe de um aluno de seis anos da do 1º Ciclo de Mesquitela, Mangualde, reage, em declarações ao Jornal de Notícias, ao facto de aquele estabelecimento de ensino acusar o seu filho de comportamentos agressivos, que colocarão em risco a integridade física de professores, funcionários e alunos.

PUB

Os frequentes ataques de fúria do menino já deixaram marcas físicas nos docentes, além dos prejuízos materiais que tem vindo a causar, sendo que as queixas por parte dos encarregados de educação são mais do que muitas.

A psicóloga Paula Fongue, ouvida pelo mesmo jornal, indica que “a criança está em perigo e a sofrer”, pelo que “não deve ser isolada, mesmo que se trate de um caso de indisciplina”.

A escola reportou entretanto o caso à Comissão de Protecção de Crianças e Jovens e admire suspender o aluno a título temporário»

 

Porque é que não suporto? porque aponta para uma data de incorreções, porque mais uma vez se associa PHDA ou hiperatividade, a situações pouco claras e absurdas.

 

Ponto 1: como é possível uma escola não conseguir encontrar forma de «controlar» um miúdo de seis anos? isto tira-me do sério! o miúdo constitui um perigo?! mas esta gente faz o quê nas escolas? o trabalho destas pessoas é lidar com crianças, se não sabem como fazê-lo então desocupem o lugar. O Rafa tem agora 12 anos, desde os 4 que era claro que seria uma criança bem diferente e que nunca seria possível lidar com ele de modo convencional - existem crianças em que não resulta a abordagem da força bruta, em que não chega dialogar! mas sempre existe uma forma! sempre, mesmo quando essa criança se mostra agressiva, e eu sei bem do que falo!

 

Ponto 2: Hiperatividade parece ser o diagnóstico sempre que não se encontram soluções para estes miúdos. Quase sempre o diagnóstico está errado. A mãe diz que ele em casa se porta bem e só na escola se revolta - isto não é hiperatividade. A criança ou adulto com PHDA é portadora da doença em qualquer contexto - tanto em casa como na escola, tanto na rua como na igreja, tanto num café como numa loja de brinquedos. O distúrbio impede uma vida normal em qualquer sítio, em qualquer situação. Eu que o diga! leiam este blog!

 

Ponto 3: a medicação administrada corretamente altera profundamente o comportamento da criança com PHDA. Se estiver corretamente diagnosticada, esta medicação (que a mãe diz que toma) levaria a que o menino tivesse um comportamento adequado na escola, faria com que ele estivesse mais calmo, mais concentrado e mais colaborante. Mais uma vez sei do que falo! Se ele tem «ataques de fúria» isso não se deve à PHDA, quando muito o menino teria mais do que uma patologia associada! e sim, tambem sei do que falo. O meu filho mais velho faz medicação combinada porque para além da PHDA de tipo impulsivo tem uma perturbação do comportamento chamada TOD (transtorno oposição/desafio) que lhe traz a agressividade e um distúrbio do sono. Se apenas tomasse meltefedinato, o Rafa ficaria mesmo assim, mais calmo e mais atento na escola (e em todos os sítios) mas continuaria a ser agressivo e não conseguiria dormir. Já o meu filho mais novo, diagnosticado com PHDA predominante déficite de atenção faz meltefedinato e o seu comportamento em casa e na escola (assim como em todo o lado) muda radicalmente.

 

Ponto final: portanto estamos aqui perante mais um caso em que se resolve tudo com um rótulo - o miúdo é hiperativo e por isso tem de ficar isolado na escola porque é um risco para os seus pares e professores...triste e revoltante. Sobretudo porque se existem psicólogos, onde está a avaliação aos vários parâmetros, para que a criança seja devidamente encaminhada? não basta dizer que a criança sofre...é preciso apresentar estratégias de intervenção adequadas, onde estão elas? chegar ao ponto de dizer que se fecha uma escola, por causa de um miúdo de seis anos?! por favor!!! e já agora - a escola porque não pede ajuda a quem sabe? existem técnicos da associação portuguesa da criança hiperativa que se disponibilizam para intervir nas escolas e ajudar quem precisa! 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 11:33

Terça-feira, 31 de Janeiro de 2012

 

 

televisiva não correu mal...digo eu, claro!! 

 

é possível, com uma produção simples e sem verbas de «luxo», fazer um programa de TV apelativo, com temas de interesse e cheio de vida? É pois!!!

 

A prova está na MVM TV e na produção do MVMagazine, um programa diário feito em direto que traz à discussão vários temas da atualidade, sempre com convidados diferentes. Num versátil formato, ontem dia 30, o MVMagazine debruçou-se sobre a hiperatividade, a trissomia 21, as tatuagens e o projeto Novas Criações - o programa vai ter repetiçao no próximo sábado, pode ser visto pela internet na mvmtv.net.pt ou nos canais  18 da TV Cabo e 79 da ZON a partir das 15H00 - nós somos as primeiras a entrar!! 

 

 

 

Quero desde já deixar um beijinho muito grande para a Manuela (apresentadora) e Iva (produtora) bem como para toda a equipa super profissional que nos recebeu nos estudios no Porto.

 

Eu e a Sandra Macedo (uma mãe desta zona com um filhote portador de PHDA) ficamos muito agradadas com esta oportunidade de divulgar a nossa associação, em particular o Núcleo da Zona Norte e também por ter sido abordado um tema que para nós está sempre na ordem do dia.

 

Aqui fica a promessa de lembrar no sábado o link para o programa, bem como a nossa esperança de conseguirmos o video para descarregar aqui e no blog da www.apch-norte.blogs.sapo.pt  

 

 

 

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 10:38

Domingo, 29 de Janeiro de 2012

 

 

...que tivemos um convite dirigido à APCH e o núcleo Norte vai aproveitar para divulgar alumas iniciativas. Vamos estar (eu e uma mãe prestável) num programa de TV - canal 78 da ZON - a MVM TV, um canal que emite a partir do Porto. O programa é dia 30 de janeiro, segunda feira e vai para o ar às 15H00 em direto! A hiperatividade vai estar em destaque e isso é sempre um bom contributo para melhor se compreender esta perturbação!

 

Quem tiver oportunidade de seguir, por favor veja e depois comente por cá!

 

obrigada à MVM TV

 

 

 

 

 

 

tags: , , ,
postado energia-a-mais às 22:50

Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011

 

 

Os Pais de crianças com PHDA já podem contar com um espaço de apoio no Norte do País

 

O NÚCLEO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DA CRIANÇA HIPERATIVA

 

 

APDCH - Associação Portuguesa da Criança Hiperactiva

 

 

ESTÁ AGORA EM SÃO JOÃO DA MADEIRA

 

E neste espaço podem-se partilhar experiências, afetos e conhecimentos. Podem-se tirar dúvidas, esclarecer pontos de vista, pedir ajuda para trâmites mais burocráticos.

A partir de Outubro de modo bem mais fácil e muito mais próximo, sempre que necessite de qualquer tipo de ajuda, existe um ponto de encontro.

 

Quer seja para acompanhar a vida familiar, quer seja para ter uma via aberta com a escola, ou para combater os preconceitos da sociedade, pode solicitar facilmente e sem encargos, um apoio especializado. 

 

Em breve divulgarei os contactos mais diretos, bem como a data oficial da inauguração deste espaço da qual sou a responsável mas que conta com todos os interessados para crescer e ser uma referência válida.

 

Agradeço a todos os que contribuiram para este «nascimento», às Doutoras Patrícia e Vanessa da CMSJM, à própria Câmara Municipal de São João da Madeira que nos cedeu o local e aos pais de crianças com PHDA que incentivaram e motivaram todo o projeto! Um beijo a Linda Serrão, presidente da APCH, cujo empenho será será sempre bem vindo!

 

...isto sim, são novidades!!!

 

postado energia-a-mais às 10:28

Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

Ontem depois de um loooongo dia de trabalho, fui directa para mais uma sessão de esclarecimento a pais e professores, a convite da Câmara Municipal de S.J.Madeira.

Estavam presentes muitos interessados, sobretudo professores e também alguns pais de crianças que ainda não estão diagnosticadas, mas cujo comportamento leva a dúvidas e preocupações...

Foi muito bom ver  pais e professores, definirem estratégias em conjunto, de modo a melhor compreenderem estas crianças, esclarecerem e clarificarem métodos, organizar e planear em conjunto e estabelecer metas

 

Estou deveras entusiasmada com esta iniciativa!

 

Os psicólogos que tomaram em mãos este projecto, são muito dinâmicos e por isso já está prevista mais uma sessão na próxima semana!!!

 

e agora um segredo, é certo que a Câmara apoie um projecto meu que tem a ver com a divulgação e trabalho da APDCH....e mais não digo, por agora, lol!

 

E agora a parte divertida do post,  tchan tchan....

 

o que acontece quando uma mãe desnaturada sai de casa de manhã cedo e só regressa já depois da janta e quase na hora da cama?????

 

 

festaaaa...

 

o Quico deve ter pensado que já que a Mãe não estava por perto, podia usar os seus produtos de beleza...vai daí fez da minha casa de banho uma espécie de centro de beleza corporal (e tratamento de roupa íntima)

  • espalhou por toda a cara o meu creme de noite (mas em quantidade suficiente para deixar a cara branca como as dos palhaços, lol!
  • colocou óleo jonhson no copo de lavar os dentes e pôs lá dentro as suas cuecas...
  • uma vez que estava despido, aproveitou para se untar todo com o dito óleo, para depois fazer uma espécie de retiro, indo brincar com os brinquedos usados no banho, enquanto os produtos actuavam...

o Rafa entretanto, cansado do seu papel de irmão mais velho acabou por dar música a toda a gente do prédio, tocando (des) afinadamente a sua nova flauta, enquanto ensaiava os disparates do costume com muita eficiência...

 

Os avós ainda tentaram manter um ar sério quando eu entrei mas estavam demasiado cansados para isso e resolveram alinhar na festa, com a habitual boa-disposição

 

 

 

sinto-me: satisfeita
postado energia-a-mais às 00:04

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro