A Hiperactividade vista à lupa

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2012

 

o aniversário da avó! eu é que quase me esquecia de o registar por cá...

 

 

para ti mãe, toda a minha gratidão por continuares agora e sempre a ser um dos pilares da minha vida!

 

  

 

 imagem tirada da net

 

 

como não podia deixar de ser os teus netos mais velhos fizeram questão de te oferecer uma das mais ruidosas e agitadas festas de sempre, onde não faltou um pouco de tudo, desde a alegria contagiante do Quico, à mais inovadora forma de o Rafa te acender as velas e sobretudo a confusão da tradicional canção que eles insistem em «adulterar» com frases e entoações diferentes a cada aniversário que passa!

 

Mas o que importa mesmo é que apesar de tudo o que já passamos neste último ano, continuamos por cá juntos, contigo sempre a mostrar que a força vem de dentro!

 

PARABÉNS!!

 

postado energia-a-mais às 23:14

Quinta-feira, 26 de Abril de 2012

 

 

sabemos nós que são bem difíceis de traduzir em palavras - por isso, o ser humano tenta expressá-los de outra forma

 

muitas vezes um beijo, um abraço, o pegar numa mão são mais simples do que falar...o Rafa sempre teve muita dificuldade em mostrar o que sente, tanto na fúria como com os afetos, por isso sempre tive e tenho muito cuidado em fazer eu própria demonstração do que sinto, mostrando-lhe que se ele também o fizer isso nos ajuda a entendê-lo.

Enquanto o meu Quico é capaz de abraçar, beijar, dizer obrigado e por favor, o Rafa nunca o faz espontaneamente. Enquanto o Quico brinca aos pais e filhos, marido e mulher, demonstrando todo um mundo de afetos, carinho e ternura, o meu Rafa nunca brincou e fica absolutamente sem jeito quando o mano lhe pede para o fazer. O Quico é capaz de correr a apanhar uma flor para me entregar, o Rafa nunca o fez, o Quico é efusivo com os avós, leva prendas como rebuçados à avó, dá beijos ao avó e diz frases como «és o meu amorzinho; adoro-te mamã» o Rafa é incapaz de o dizer, mesmo que eu o repita sempre todos os dias, lhe dê um beijo de boa noite e de bom dia (a que ele se tenta esquivar mas que sei, bem no fundo, que aprecia o gesto) e lhe diga vezes sem conta que o adoro...

 

Não estranhei portanto a diferente forma que tiveram de encarar o acidente da avó e a sua ausência. No próprio dia em que aconteceu, enquanto eu, ansiosa aguardava notícias do hospital, o Rafa andava atarefado com uploads e downloads de músicas de e para o tablet. De vez em quando vinha chamar-me (como habitualmente faz) para que eu admirasse as suas habilidades, ou para o ver fazer o pino, treinando para o sarau de ginástica da escola...cantarolava o sexta feira do Boss Ac e ensinava o irmão a dançar «cool». Falava pelos cotovelos, assobiava, pegava na flauta ou na guitarra, tocava/arranhava as cordas, punha um jogo na consola, dava mais umas cambalhotas....nunca mencionou a avó (apesar de ter sido ele o outro protagonista da queda) e até me perguntou umas três vezes porque é que eu estava sempre ao telemovel com o avô...

O Quico dava-me beijinhos e de de vez em quando vinha ter comigo e dizia «tadinha da vóvó». Quando acendi a vela disse-lhe que queria rezar um pouco e por isso não queria barulho, ele disse «eu vou pedir ao Jesus pela vóvó» e eu perguntei «queres fazer uma oração com a mamã?» ao que ele respondeu «não, eu sei uma - anjinho da guarda/ minha companhia/ guarda a vóvó / de noite e de dia...esta é boa pois é mamã?»

O Quico quis ir ver a avó e já me pediu para lhe levar uma flor...o Rafa nunca fala na avó, no dia em que os levei a casa da minha mãe depois da vinda dela do hospital, ele correu primeiro para o andarilho (objeto que achou maravilhoso) do que para ver a avó

 

no entanto, também neste campo, tal como em muitos outros, continuo a acreditar que tudo é uma questão de tempo - também aqui o exemplo que lhe damos em casa será crucial para que consiga aos pouco, aprender a expressar e demonstrar o que sente. Um dia, uma mãe falou comigo sobre a filha de 14 anos, dizendo que esta nunca lhe dava um beijo, desde bébé que detestava abraços e mimos...por isso, a mãe também deixou aos poucos de insistir...até que perderam esse elo. Acho que isso é um erro, estas crianças não são fáceis mas não podemos desistir delas sob pretexto algum! 

 

A minha teoria é sempre a mesma - paciência, persistência, tempo...os afetos compensam tudo!

 

 

P.S: a minha mãe já fez o primeiro curativo, está, segundo as enfermeiras, a correr bem...tem muitas dores e precisa de apoio constante. Vai sozinha ao wc graças ao andarilho que nos arranjou a S. (linda!) e fica toda contente por saber que as minhas ex-colegas de trabalho ligam quase diariamente a perguntar como estamos - obrigada a todas (beijos M.) O meu pai tem andado super atarefado com as obrigações domésticas mas como sempre está bem disposto e animado, evitando pedir muitas ajudas...eu corro entre as duas casas porque há coisas que sei que tenho de ser eu a fazer mas por enquanto vou aguentando.

Obrigada pelo carinho que vem desse lado

 

postado energia-a-mais às 09:07

Terça-feira, 24 de Abril de 2012

 

 

isto só se explica com o raio do Karma (ou com uma dose muita grande d'azar!!!)

 

Depois de vos ter relatado o acidente da bisa e o problema do avô (do qual ainda está a recuperar) chega agora a vez da avó...e porra, se isto não é uma familia atribulada, então digam lá vocês o que pensam!!

 

A ver se faço um relato coerente do que se passou no fim de semana anterior, data do acidente da avó 

 

os miúdos deram-me um fim de semana de autêntico tormento (e não senhora vizinha-com-ar-de-entendida, os miúdos não são todos iguais, por mais que queira com isso desculpar o comportamento mimado que as suas duas filhas apresentam). Nada no comportamento de crianças com PHDA é normal e ninguém da família tem uma vida «normal», dar um banho não é dar um banho normal, pô-los a comer não é como dar as refeições a crianças normais, fazê-los brincar com qualquer coisa é tudo menos normal, tentar que se entendam é absolutamente fora do normal....portanto e porque em casa, para que as coisas funcionem minimamente controladas, eu faço um esforço acima do normal, é natural que me sinta com moral para falar deste assunto

 

o dia de sábado começou às 6h45 com um Quico absolutamente telhudo a querer com toda a força rebentar com a persiana do quarto - e digo mesmo rebentar!! o Rafa logo se juntou para provocar um terramoto entre os dois que fez abalar toda a casa...mesmo. Portanto e depois de ter de os separar cada um para uma divisão, antes do pequeno almoço já eu tinha limpo dois quartos para remover os destroços (até ao fim do dia, voltei a limpar os dois quartos, a sala, a cozinha - sete vezes no total, contando com o aspirar...mais a limpeza normal do resto da casa...)

no meu sábado normal fui cinco vezes à rua, ora com eles, ora sozinha, sempre para ir buscar alguma coisa absolutamente imprescindível, ou para eles ou para a bisa...fiz 3 pequenos almoços, 3 lanches, um almoço e um jantar, sendo que em cada uma dessas refeições a única pessoa que se sentou efetivamente à mesa foi a bisa...os dois miúdos comeram enquanto saltavam e para que o Quico fosse engolindo alguma coisa tive de saltar com ele.

No domingo, depois de uma brutal parte da manhã, em que fiz tudo o que já tinha feito no sábado mais o que qualquer pessoa teria feito num domingo, arranjei os dois para a habitual descida até ao parque. Sempre que descem para jogar futebol a aventura de os controlar toma proporções imensas. Os dois pegam-se logo ainda na escolha da bola, cada qual querendo uma diferente e invariavelmente saindo cada um com a sua...no elevador a briga acentua-se pois o espaço entre eles é «apertado». À saída do prédio já os dois parecem ter engolido um vendaval e enquanto correm estrada fora, apenas tenho tempo para mentalmente ir «rezando» para que nenhum seja atropelado. 

No parque pegam-se por tudo - por um chuto mais alto, por um que foi baixo demais, por um ter chutado com força, por ter chutado devagar, por ter defendido, por não ter parado a bola....habituada que estou a isto, vou evitando que alguma bola vá parar à rua ou que algum desate a correr em direção proibida.

Passado pouco tempo o Quico por norma desiste de tentar pôr o irmão a jogar com ele e lança a bola dele cm toda a força pela rua fora...isso obriga quem está com ele a correr atrás da dita e portanto a brincadeira termina. Mas claro, o irmão fica fulo pois como estão sempre do contra, se um quer terminar o outro quer continuar a «jogar». Coube a sorte (ou falta dela) que os avós, entretanto chegados, apanhassem com esta parte. Sempre disponíveis, o avô resolveu tomar a seu cargo o Quico, enquanto eu corri atrás da bola dele e a avó corria com o Rafa...ora o Rafa joga como se estivesse numa arena, sendo que ele é o touro e nós os forcados! um encontrão casual com a avó lançou-a ao chão e pronto....foi fatal...

 

Depois foi uma sucessão de cenas que recordo em pormenor e das quais destaco algumas das mais caricatas (sim porque tal como em muitas outras ocasiões, a conjugação das diversas variáveis provoca delirantes momentos entre o trágico e o cómico...ou serei eu que insisto em ver as coisas dessa forma). Pois que a avó caiu e não mais se levantou tendo percebido de imediato a gravidade da situação. Liguei o 112, respondi às questões colocadas e ficamos à espera do INEM. A parte caricata é que isto aconteceu num parque frequentado por uma montanha de miúdos pré adolescentes que usam o espaço para andarem de skate...e vê-los com mil preocupações oferecendo os skates como apoio de cabeça para a avó, perguntando-lhe se ela queria água, mantendo-se por perto sempre atenciosos, rodeando os meus pais e tecendo comentários sobre a fragilidade dos ossos dela (que tadinha era tão magrinha e bué leve...) acabou por ser desanuviador! e quando o paramédico chega e vê uma senhora deitada no chão rodeada por putos de skate na mão, arregalou os olhos e perguntou «estava a andar de skate ou quê??» e arregala mais quando ela diz «não, estava a jogar à bola!»

 

como seria de esperar a situação da avó mexe com todos...cada um à sua maneira o Rafa e o Quico viveram esta queda da avó e consequente internamento de forma bem diferente....mas isso fica para outro post - estou a escrever no meio de uma batalha com almofadas e a coisa está a ficar deveras descontrolada!!

 

postado energia-a-mais às 09:09

Terça-feira, 17 de Abril de 2012

 

em jeito de registo, para a ausência aqui do blog e dos que costumava visitar

 

mais tarde, talvez e se...virá post sobre o assunto

 

neste momento tenho a minha mãe no hospital - fraturou a anca de tal modo que teve de ser submetida a operação e consequente aplicação de prótese. Foi um fim de domingo completamente alucinante, estão a ser dias complicados....uma prova de fogo (mais uma) a juntar às que fazem parte da rotina

 

e embora possa dizer que acidentes e vidas atribuladas acontecem em todas as famílias e nunca existem razões que justifiquem, a verdade é que na nossa, muitos dos acontecimentos estão ligados à agitação de uma casa onde impera a PHDA dos miúdos - e no caso dos meus pais o esforço acrescido que os avós destas crianças fazem para acompanhar o ritmo sempre acelarado e imprevisivel resulta infelizmente algumas vezes em trágicos desfechos....

 

 

 

 

 

e como gosto muito da pureza e força da luz de uma vela, aqui fica uma no blog, imagem do meu pensamento que espero que chegue à minha mãe!

 

postado energia-a-mais às 14:40

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

 

 

hoje é o teu dia e nós não nos esquecemos, claro!

 

 

 

 

apesar de estares sempre a dizer que não queres nada a não ser o nosso sorriso, logo mais vamos fazer-te uma festinha porque a mamã diz que estes dias de aniversário devem sempre ser celebrados

 

 

 

temos um bolinho especial para ti e vamos dar-te uns miminhos feitos por nós! 

 

 

 

queremos que tenhas muita genica por muitos mais anos para poderes acompanhar as nossas traquinices e dar tanto carinho como só tu sabes dar!

 

 

 

Parabéns Avó

dos netos Quico e Rafa


 

e aqui a dona do blog manda uma beijoca à mãe mais linda e mais prestável de toda a blogosfera, a dela - que hoje faz aninhos, como todos já devem ter percebido!


postado energia-a-mais às 08:50

Segunda-feira, 03 de Outubro de 2011

 

 

que nos permite tirar fotos destas, em plena praia, aproveitando um domingo como não tinhamos por cá faz muito tempo....

 

 

 

 

sem a famosa «nortada» que durante o verão nos impediu de gozar mais as praias da nossa zona

 

 

sem birras atrozes, apenas com as «dificuldades» normais de quando vamos a algum lado - fazer o Rafa sair de casa, fazer o Rafa entrar no carro, controlar o Rafa no restaurante, entreter o Rafa na praia, fazer o Rafa vir embora...

 

O mais pequenino no entanto estava radiante, o Quico adora mesmo é correr, brincar na areia, chapinar na água - fazia o gesto de OK, polegar para cima e repetia constantemente «está a ser um bom dia pois está mamã?».

 

E este outubro promete ser diferente dos outros em muita coisa, não só no tempo que isto já deu para perceber que a meteorologia está mesmo de «cabeça» virada!

 

A avó inicia agora uma nova etapa da sua vida - depois de muitos anos ao serviço deste ingrato sistema do funcionalismo público, a avó ganhou o direito de viver de modo mais descontraído e ter mais tempo para quem ela mais ama! Claro que a mudança não é fácil principalmente para quem ainda está muito ativa e não se imagina sem a rotina de trabalho diário....mas acredito que em breve novas experiências venham a fazer parte do seu mundo e façam com que a avó se integre em pleno e aproveite cada segundo da sua merecida reforma! {#emotions_dlg.inlove}

 

A abertura do nucleo da Zona Norte da APCH está já marcada para dia 15 - muita coisa vai mudar, espero eu, para melhor e o meu empenho é total! Quem corre por gosto não cansa e mesmo com o tempo todo contado, tenho de fazer o esforço de encaixar mais esta aventura! e sei que vou dar tudo para que isto funcione {#emotions_dlg.blink}

 

Outubro vai ser também um mês de luta nas escolas - a semana passada foi muito tensa e tive mesmo de me deslocar à escola do Quico para uma conversa a pedido da educadora. {#emotions_dlg.nostalgic} O meu filhote cometeu uma asneira muito séria e por causa da gravidade do assunto, tenho de estar cada vez mais atenta e sobretudo ter maior comunicação com a educadora. Pelo menos a conversa foi proveitosa....ao contrário da reunião na escola do Rafa que não trouxe grandes novidades, pois não se falou em particular sobre os miúdos (terei de voltar à escola para ter uma conversa com a diretora de turma). No entanto, daquilo que foi abordado, um dos meus cavalos de batalha voltarão a ser os famosos TPC's. {#emotions_dlg.brrrpt} Parece que não se admitem desvios e falhas, não havendo distinções entre os miúdos (nem para os que sejam portadores de disturbios como o PHDA)...não gostei da abordagem - não vou tecer considerações antes da conversa com a diretora....

Entretanto, o meu rapaz já deu nas vistas e duas mães vieram ter comigo para comentarem sobre os comportamentos mais impulsivos do Rafa...pois!!

 

Pronto - posto isto acho que posso esperar um rico outubro por estes lados!!!

 

 

 

postado energia-a-mais às 08:03

Segunda-feira, 25 de Outubro de 2010

 

hoje com muito amor por ela

 

 

 

 

 

 

 

 

 

os 63 anos de vida da mais linda, amiga, amorosa, protectora, generosa, maravilhosa

 

 

AVÓ

 

 

 

 

 

 

 

 

que queremos sempre connosco por muitos e muitos mais

 

 

 

de todos nós recebe um beijinho especial e obrigada por seres como és!

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 11:23

Domingo, 25 de Outubro de 2009

 

a minha mamã faz anos!!!!

 

 

desejo que tenhas um super dia e que sopres as velinhas com muita energia para dar sorte!

 

recadinhos para ti 

 

O Rafa diz  «a vovó é esbelta e está a ficar velha...mas ainda é nova, só que está a ficar mais velha...»

 

O Quico diz « a vovó é miga e é linda!»

 

Sabes que te adoramos cada dia e que queremos que estejas sempre por perto

 

O avô manda beijocas

 

....e todos nós também  

 

25 de Outubro de 2009

 

 

 

sinto-me: de parabéns pela minha mãe!
postado energia-a-mais às 00:07

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro