A Hiperactividade vista à lupa

Segunda-feira, 18 de Março de 2013

 

 

para fazerem gato sapato dos avós nestes 15 looooongos dias de férias....

 

 

O Rafa só grita FÉRIAAAAAASSS imitado pelo Quico em altos berros, circulam pela casa, correndo um atrás do outro como se tivessem estado presos anos a fio e agora alguém tivesse aberto a porta da jaula!

 

A julgar por estes primeiros dois dias de liberdade, os avós terão muito que correr e penar...tadinhos, juro que se tivesse outra alternativa daria uma folga aos meus pais mas este ano, com a mísera féria que ganho, não tenho muitas possibilidades de os colocar em atividades extra. Por outro lado conto com a afincada resistência dos meus rapazes que apenas querem curtir sem ter uma rotina que lembre a escola...o que eu até entendo! claro que ainda falta uma parte essencial para que possam descansar - ou seja saber os resultados deste período (sem grandes expectativas para não sofrer desilusões mas acreditando que ambos se vão tornar cada vez mais responsáveis)

 

Bem, com mais ou menos ovos, mais ou menos pinturas de páscoa, vamos ver como correm estas férias, a ver se vou tendo tempo para umas postagens de actualização lol!

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:09

Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012

 

 

não, não estou a falar do meu «não» emprego na escola, que aliás vai correndo bem, graças a uma camaradagem com as minhas «não» colegas, pessoas simpáticas, eficientes e que me fazem sentir integrada 

 

Falo do trabalho em linha que tem de existir para dar conta do «recado» em casa. Ora vejam....

 

agora que as crianças começam a entrar no ritmo certo, tudo parece correr melhor! pois...só que essas crianças não são as minhas...por cá continuam a fazer birras, a quererem brincadeiras até altas horas, a manter pouca roupa no corpo e muita genica matinal...aqui continuamos a estabelecer um pacto com o verão e a fazer da banheira piscina, das almofadas dos sofás escorregas e das bolas, aliadas que servem para combates de irmãos! somos obrigados a ter uma linha de trabalho contínua para que a casa funcione...{#emotions_dlg.sarcastic}

 

os meus pais asseguram grande parte dessa linha - o meu pai leva os miúdos à escola, primeiro o Rafa e depois já comigo, o Quico. No início da manhã o esforço para os levar até ao carro continua a ser enorme, tal como no ano anterior. O Quico tem alternado dias em que sai alegremente de casa com o peito inchado por fazer parte dos crescidos, com dias em que se agarra a mim e chora desalmadamente ou corre em sentido contrário ao da sala de aula...O Rafa, continua a ser um bebé grande com fitas em que entram dores de barriga assustadoramente providenciais, birras por causa da roupa e muita resistência a sair de casa. Entretanto a linha não pode parar. Como não posso almoçar em casa, o meu pai assegura que exista sempre almoço fresco para a bisa e eventualmente para o mais pequeno. Além disso, terças e quartas o Rafa não almoça na cantina da escola pois não tem aulas de tarde.

Depois das 15h a minha mãe contribui para a linha, fazendo os lanches e ajudando na logística da casa, com roupas e louça para que não se acumulem . Asseguram assim que o Quico não tenha necessidade de estar muitas horas na escola (só o inscrevi em duas AECs) e que o Rafa possa passar as duas tardes em casa.

Depois das 18h já chego eu e a produção em linha é reforçada - sigo para as compras, os meus pais preparam-se para irem embora, coloco a janta a fazer, começo a dar banhos (a primeira é a bisa, segue-se o mais novo e depois supervisionar o mais velho - assim, tudo em linha, única forma possível de conseguir manter o ritmo) assim que tiro o mais novo da banheira, ultimo o jantar, depois é verificar que todos se sentam a comer, coisa rara por cá, correr atrás de um ou de outro para que terminem o jantar, começar a arrumar, aproveitando a «embalagem». Deixar todas as divisões da casa operacionais pode demorar umas duas horas e para que a linha não fique «congestionada» vou impondo ordem para que façam os TPC (aventura digna do relato de um post). 

Depois de mais umas quantas tentativas deles para se manterem activos, o final da linha consiste em - comer cereis, beberem água, lavarem os dentes e deitarem....claro que isto na prática não segue uma linha assim tão exata {#emotions_dlg.lol}

Logo que caem na cama, arreliam-se um ao outro, eu imponho silêncio....muitas vezes, até resultar. Depois de estarem realmente a dormir a linha abranda, apanho os últimos brinquedos, deixo as roupas para o dia seguinte, preparo as lancheiras, venho matar o vício do blogue e siga....

 

....para linha!

 

postado energia-a-mais às 09:13

Terça-feira, 21 de Agosto de 2012

 

 

parece que é moda - não tenho salário, porque também é moda, estou também oficialmente de férias sem estar {#emotions_dlg.sarcastic}

 

 

logo, preencho todos os requisitos para estar em lay-off...e assim me vou manter por uns tempos

postado energia-a-mais às 08:12

Terça-feira, 10 de Julho de 2012

 

 

ou o retrato possível do verão possível...

 

podia falar de muita coisa. Tanto que tem acontecido nesta sucessão de dias em que tenho andado menos assídua por cá. Podia descrever muitas cenas desde as mais doidas às mais originais. Retratos de uma vida tocada pela PHDA. Qualquer que seja o cenário, a perturbação do Rafa continua a ser a principal tela onde se misturam as mais variadas cores, os mais diferentes tons, os traços mais vincados.

 

Mencionei por alto no post anterior que o pai está por cá estes dias. Um acidente (não grave do ponto de vista físico) acabou por «obrigar» a férias antecipadas - só as esperávamos a quatro lá para finais de julho. Aliás esperava colocar o Rafa num campo de férias (tanto para o ocupar como para me desocupar a mim por um par de horas por dia) e esperava fazer o Quico participar nas idas à praia com o CAF da pré. Mas as voltas da vida trocaram-me os planos (como se isso já não fosse algo habitual puff...). Portanto mais cedo que o previsto vi-me com os três homens da minha vida ao mesmo tempo no mesmo espaço. Sem actividades planeadas e sobretudo sem a minha preparação mental. Garanto que isso faz toda a diferença para o retrato final.

 

Deixei-me guiar ao sabor dos dias (e guio-me como os antigos, olhando pela janela de manhãzinha - se o sol espreita ou se está envergonhado, para assim decidir se saímos ou ficamos dentro de portas) que tanto podem começar com uma birra monumental como com um vendaval de vozes, correrias e gritos por entre espadas, escudos e pistolas de brincar. Quase sempre seguimos o ritmo alucinante dos miúdos e acabamos por fazer mais num único dia, que muita gente fará em todo o verão - exemplo? podemos fazer os 2800 km de parque biológico de Gaia, ver todas as criaturinhas que por lá circulam em semi liberdade, visitar as exposições patentes, fazer o percurso das quintas, olhar pelos binóculos até o mais pequeno insecto

 

 

e mesmo assim, chegar a casa, fazer o jantar enquanto eles montam um cenário de índios, dar banhos como se estivéssemos a assistir a competições olímpicas de mergulho (com apetrechos apropriados e tudo) e ainda dar uma volta pela cidade em bicicleta, terminando a noite com o verdadeiro espírito guerreiro em alta - sendo que eles nos declaram guerra sem tréguas porque simplesmente não querem ir para a cama...

 

E o que dizer do retrato de um típico dia em casa - depois de decidir-mos por entre muita discussão entre irmãos qual o filme que vamos ver, as pipocas divididas até ao último grão de milho, as bebidas religiosamente verificadas (não vá um copo estar mais cheio de chá gelado que o outro), os lugares ganhos quase em batalha campal - o melhor é sempre o lugar que pertence ao outro (mesmo que o sofá enorme possa levar com mais três pessoas) lá começa o fadário de ver e rever as cenas, na guerra por quem tem o comando, quem decide o volume do som, quem orienta a imagem (agora em versão LCD mini, pois que ainda não se prevê nova aquisição que reponha a que destruíram). Fatalmente o filme será interrompido mil vezes antes do fim, recomeçando sempre tudo de novo, enquanto o Quico assobia, grita estridentemente, salta por cima do sofá ou se posiciona em frente à TV e o Rafa grita histericamente, belisca o irmão, pontapeia tudo, manda calar aos berros, solta uns palavrões...Findo o período de histeria colectiva, pais e filhos olham uns para os outros, decidem que o filme já não interessa nada, calma relativa enquanto o mais velho muda o rumo do assunto arrastando o pai para o pc e o mais novo insiste em jogar às lutas ou brincar aos cães...

 

e lá vamos compondo este retrato que apesar de todas as nuances, tentaremos que tenha sempre bem delineadas as figuras principais!

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:12

Terça-feira, 27 de Março de 2012

 

 

é como andamos aqui por casa

 

eu ainda não me adaptei à ideia de ter os miúdos em férias, eles, claro adaptaram-se prontamente! são portanto ritmos diferentes que nos trazem complicações várias pois definitivamente não andamos sintonizados...

 

os dois pegam-se tanto, brigam tanto, infernizam tanto a vida um do outro e a nossa que ontem dei por mim a gritar «ou vocês se separam ou deixam de ser irmãos para sempre!!!» bhaaaa {#emotions_dlg.brrrpt}{#emotions_dlg.blushed}{#emotions_dlg.secret} que raio de frase...mais valia estar calada!!!

 

Além das brigas malucas entre ambos ainda tenho de apanhar com o ritmo alucinante do Quico a dizer palavrões. As minhas tentativas para o fazer deixar de usar o mais rasca calão que existe, não têm tido qualquer resultado - ando absolutamente desgastada....

 

Conciliar isto com o normal ritmo das coisas do dia a dia não está a ser muito fácil por enquanto - daí até o blogue se andar a ressentir (nem consigo acompanhar os meus blogues preferidos...) o que me enerva ainda mais

 

e o aumento do ritmo das tarefas domésticas???? aiiiiii - isso vale um post inteirinho (se tiver tempo de o escrever)

 

postado energia-a-mais às 08:09

Sexta-feira, 03 de Fevereiro de 2012

 

 

pela manhã, antes da saída deles para a escola

 

 

uma birra descomunal do Rafa tirou-me do sério e acrescentou-me mais umas quantas rugas e cabelos brancos. Cismou que tinha de levar para a escola o dinheiro do mealheiro - e nada o demovia da disparatada ideia!!! se alguma coisa fazia prever isto?? se houve alguma coisa que o despoletou? não que eu desse por isso - o que é certo é que demorei mais de uma hora com uma birra que se tornou cada vez mais descontrolada e que ameaçava já tornar-se incompatível com a rotina diária, pois por ele não havia intenção de ir à escola sem levar o tal dinheiro....(inconcebível que levasse para a escola uma quantia significativa quando a «ordem» é andar com poucas moedas pois o cartão escolar serve para tudo o que precisa lá dentro)

 

opá, vocês sabem o que é ter um matulão aos berros pela manhã, determinado a não ouvir nenhum argumento razoável? e sendo esse matulão vosso filho e tendo 11 anos? bom, quem tem filhos com PHDA por certo sabe....uma luta titânca, uma visão de bradar aos céus - e acreditem, eu bradei!!!!

 

muitos empurrões depois, muita gritaria, muita confusão com o mais pequeno a gritar que também não ia à escola, com o avô a arrastar um e eu a enxotar o outro e lá os conseguimos deixar nas escolas....

 

Sou forçada a apanhar com cada cena matinal!!!!

 


postado energia-a-mais às 10:32

Terça-feira, 10 de Janeiro de 2012

ou como o meu mundo não para nem se compadece com tristezas ou incertezas

 

 

A vida continua ao ritmo natural da hiperatividade que contagia toda a  família. O Rafa tem andado na definição de muita gente «impossível»...porquê? porque não escuta ninguem, não para um segundo, não pensa antes de agir e por isso, qualquer situação rapidamente se transforma num caso sério de agitação.

 

Exemplos - tomar um banho. Ultimamente por ter condições que o permitem, tenho tentado dar banho aos meus rapazes, ao mesmo tempo. O Quico adora a ideia de partilhar a banheira com o mano mais velho e eu consigo controlar os dois no mesmo sítio no mesmo momento, o que é bem melhor do que ter apenas um debaixo de olho (enquanto o outro faz asneirada...). Só que para o Rafa um simples banho acaba em tormenta tal a impulsividade - ou porque sente a água muito quente, ou porque acha a casa de banho fria, ou porque o irmão mais novo ocupa (na opinião dele) mais espaço do que devia....ontem estive a pontos de os atirar pela sanita aos dois tal a algazarra que fizeram - o Rafa achou que o irmão o molhara (qual o problema se estava na água???!!!) e por isso quis retribuir fazendo sair toda a água da banheira alagando o chão literalmente. E quando eu me esforçava por manter as coisas minimamente sob controlo, os dois engalfinharam-se, o banho ficou por tomar, eu tive de os separar à força bruta, coisa que é quase impossivel pois dominar o Rafa em momentos de descontrolo só mesmo o famoso Hercules....

Brincadeira no sofá - começou por ser inocente e até ternurenta com os dois fazendo cócegas um ao outro, só que de repente o Rafa lembrou-se de brincar aos monstros e o Quico alinhou saltando-lhe por cima. O Rafa não gostou, lançou o irmão pelo ar e este acabou a bater com a orelha  e cabeça na mesa de apoio junto ao sofá - ficou com um papo enorme, todo preto e claro com baba e ranho por todo o lado.

Hora de deitar - enquanto estou a tentar fazer o Quico deitar, o Rafa faz barulhos com a boca e teima em dar saltos na cama de cada vez que se muda de posição, pede água só por pedir e dá estalinhos com os dedos - o Quico farto de o ouvir começa a uivar como os cães....e jura que vai buscar uma faca, algo que ele sabe que deixa o irmão em pânico. O Rafa salta de imediato da cama e com o impulso faz-me cair...O Quico entra em histeria, o Rafa tapa os ouvidos com as mãos e grita ainda mais alto...a coisa descontrola-se por completo até eu conseguir recuperar da situação...

 

As idas para a escola consomem como sempre uma grande quantidade de energia (minha). Fazer com que saiam de casa implica uma preparação de mais ou menos duas horas, portanto tenho de iniciar o ritual por volta das 06h30...Como acordam cedo, se os deixo «à solta» nunca mais os faço entrar na ordem. Então o alinhamento das coisas é pensado em função da duração de cada tarefa, sabendo de antemão que cada uma implica uma determinda batalha - vestir o Rafa - digo-lhe onde está a roupa e o que deve vestir primeiro, relembro que deve tirar o pijama, entretanto antes de iniciar ele vai à casa de banho e demora muito tempo até começar a sua higiene...que por norma nunca completa, depois de o chamar de novo à atenção ele vai voltar para a cama, saltar umas quantas vezes, fazer birra porque não quer ir à escola, eu uso o meu estilo militar e termino com o usual «não há discussão possível». Ele vai voltar à casa de banho, dar umas corridas pela casa, ligar o pc e a consola (que depois vou ter de o lembrar para desligar), vai fazer birra porque não quer almoçar na escola, vou ter de fazer novamente finca pé, ele vai vestir lentamente a roupa, quase sempre sem trocar alguma peça do pijama...Entretanto o Quico já iniciou o seu próprio ritual. Vai para a minha cama pois quer ver os desenhos animados na TV.  Depois faz birra para não tomar o pequeno almoço, vai para a sala e quer vestir-se lá. Depois faz birra para não se deixar vestir (ou não vestir o que escolhi...). Tira a roupa e vai para a casa de banho onde se demora a lavar os dentes e diverte-se a fazer desenhos com a pasta no espelho - e faz nova birra por causa da roupa. A seguir começa a terrivel birra para não ir à escola....que se prolonga até à escola....

No último segundo antes de bater a porta, quando já estamos no átrio para chamar o elevador, com o Quico a espernear no meu colo porque quer ficar em casa, o Rafa vai entrar novamente porque lhe dá uma daquelas «vontades» que tem mesmo de ser...e corre para a casa de banho. Antes de passar o testemunho ao avô para que os leve de carro até às escolas, ainda tenho de subir para ir buscar algum brinquedo que se tornou imprescindível ou algum cartão que se esqueceu....

 

e a Vida continua!

tags: , , ,
postado energia-a-mais às 09:07

Segunda-feira, 11 de Abril de 2011

 

 

segunda feira!!!

 

não pode!!!

 

eu vou mas é acordar mais logo...recuso-me a acreditar que já estou a pé, que os miúdos estão aos saltos na minha cama, que o Rafa vai ficar em casa sem escola, que eu não consegui ainda descansar uma hora, que tenho montes de roupa para passar a ferro, que tou naqueles dias.....{#emotions_dlg.annoyed} que não houve fim de semana, que estive constantemente aos berros a separar os meus pestinhas....

 

 

 

prometo que amanhã retomo a vida diária!

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 12:51

Terça-feira, 01 de Março de 2011

 

 

todos os dias vamos ter regras dos 3 simples (eu, Quico e Rafa) cá em casa

 

as regras vão ser aplicadas por mim que sou simplesmente mãe e eles devem cumpri-las porque simplesmente não podem ignorá-las. A primeira regra é que não se pode colocar uma toalha de rosto (ou qualquer outra) dentro da sanita...

 

segunda regra implica um conjunto delas e tem a ver com o facto de os nossos pertences de higiene (escovas de dentes, pentes, rimel, desodorantes e afins) não serem bons para lavar azulejos, vidros ou ecrãs de televisão, ou seja, a regra básica da limpeza deve ser cumprida com os produtos adequados

 

terceira regra - quem ressonar mais alto do que uma locomotiva tem de oferecer aos outros um par de tampões ou um bilhete no sud express

 

simples não? 

 

caso as regras não sejam adotadas por todos, aplica-se a única possivel...a regra da sobrevivência!

 

 


tags: , ,
postado energia-a-mais às 09:18

Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011

 

 

porque acho bonito o nome,

 

 

 

 

 

porque nas escolas é assim que é tratado (não vá incentivar os mais novos a ganharem par cedo demais...)

 

e porque os namorados são pessoas que gostam de revelar os seus afectos!

 

É assim que por casa vamos celebrar este dia - apesar do Rafa já saber muito bem que são os namorados a sério que neste dia aproveitam para fazerem trocas de presentes e de beijos (yeeccc cá nojo! diz ele por enquanto....) Claro que a ideia de trocar presentes o motivou...mas como na escola vão trocar bilhetes com «o melhor amigo» acabou por dizer que não vê muito interesse na data.

 

Quanto ao Quico só sabe que tem de levar para a escola um coração de cartolina com uma mensagem de todos cá em casa, sobre os afectos e a família! Ao que não achou muita piada porque diz que aquilo era um trabalho de meninas...bahh mas que rapazes tão pouco românticos!!!!

 

Quanto ao pai e à mãe já estão habituados a viver qualquer data à distância e por isso, sendo ou não dia de S. Valentim (que por acaso era um padre que casava os jovens casais à revelia do Czar para safar os moços da guerra) vão ter de se contentar com um encontro via telemovel...

 


 

 

postado energia-a-mais às 09:14

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro