A Hiperactividade vista à lupa

Domingo, 04 de Maio de 2014

 

 

beijo de grande admiração, carinho e muita gratidão! 

 

 

 

 

imagem tirada da net

 

 

 

passarei por cá mais tarde para dar conta das aventuras deste Dia da Mãe!

 

 

 

postado energia-a-mais às 13:08

Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014

 

do Rafa e da PHDA, já tive muitas opiniões

 

Nem sempre se manifestaram corretas ou muitos assentes em princípios científicos válidos. Também já escutei outras mais fundamentadas, sobretudo de médicos especialistas que concordam que a sua prevalência na vida adulta é muito significativa! conheço casos concretos que acompanhei ao longo dos anos e que mostram realmente a continuação na vida adulta, das caraterísticas de instabilidade conhecidas desde a infância nos portadores de PHDA.

 

Tendo em conta que cada caso é único e que depende de variáveis distintas (a própria PHDA tem diferentes níveis e subgrupos de tipo) sinto que muitas vezes, só porque a manifestação mais visível em criança (a agitação, irrequietude tantas vezes confundida com traquinice) e que mais «queixas» provoca dos outros, deixa de ser tão visível - não é provável que em adulto continuem a subir móveis, paredes, que empurrem para chegar primeiro - se deixa de dar atenção a outras caraterísticas! e isso faz com que em adulto o próprio descure a sua situação e só procure ajuda médica em casos limite...

 

A minha grande preocupação são as possíveis evoluções desta patologia, desde algumas comorbilidades associadas e que se manifestam cedo (o Rafa tem várias que o acompanham e que agora se acentuam), até outras que só aparecem mais tarde e que muitas vezes ficam escondidas. A chegada da adolescência é uma fase de viragem muito importante, mesmo que sem qualquer «problema» a não ser a típica fase da idade. Juntar a isso toda a instabilidade de uma patologia comportamental, faz uma diferença enorme.

 

Vivo com um menino que está a deixar de o ser em idade - 13 aninhos a fazer já amanhã! a adolescência já não vai bater à porta, vai entrar sem licença. E agora? 

 

 

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 12:44

Sexta-feira, 27 de Dezembro de 2013

 

Por favor meu Deus, mantêm-me longe das tentações

 

 

 

afasta-me dos desvios mais calóricos

 

 

 

 

e longe dos caminho das mesas cheias

 

 

 

e depois destes dias festivos, perdoa-me os excessos e permite que volte ao meu peso antigo {#emotions_dlg.angel}

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 18:54

Segunda-feira, 16 de Setembro de 2013

 

...mesmo que certas vidas só andem a empurrão e em grande esforço!

 

depois do enervante período de pausa escolar, do desgaste de ter dois miúdos portadores de PHDA em casa e ter assistido ao desgaste dos avós que os tiveram de cuidar estes três últimos meses, está na hora de seguir em frente ao ritmo alucinante da vida aqui em casa....

 

agora liberta do tal contrato de emprego inserção, findo o direito a subsídio, é tempo de aclarar ideias e empurrar o barco. Continuo desempregada mas tenho agora o tempo por minha conta, sem imposição de trabalho comunitário e útil, tendo portanto maior utilidade para os meus filhos, sobretudo e para os meus pais que estão ambos a precisar de descanso!

 

arranca hoje o ano escolar, sob alguma tensão da minha parte, confesso pois a experiência até agora não tem sido muito animadora. De qualquer modo conseguir organizar o regresso dos miúdos à escola nunca é fácil mas tornei-me perita em esconder o meu nervosismo, mostrando-lhes otimismo e confiança, garantindo que estarei sempre pronta para qualquer batalha! 

postado energia-a-mais às 10:41

Domingo, 01 de Setembro de 2013

 

 

por uma semanita, a contar religiosamente desde hoje {#emotions_dlg.sleeping}

 

 

postado energia-a-mais às 12:29

Segunda-feira, 29 de Abril de 2013

 

não, não fui protagonista de uma daquelas histórias mirabolantes de mulheres que são mães sem nunca terem percebido que estavam grávidas!

 

acontece que cá em casa, aos meus dois rapazes tenho de juntar a minha avó...e garanto-vos que ter de cuidar de alguém cuja idade vai para além dos 90, é em tudo idêntico a tratar de mais uma criança

 

 

nem posso distinguir a não ser pelo facto de ela ser a única que não sofre de PHDA...definitivamente! aliás muito do trabalho que tenho para que os três não estejam constantemente «pegados» é porque acabo por ter de andar a duas velocidades - tipo isto:

 

avó vagarosamente vem explicar que os seus «calos» adivinham mudança de tempo, por norma chuva - e se digo vagarosamente é porque é mesmo de-va-gar...ao mesmo tempo, no mesmo instante, o Quico arrasa com mais uma brincadeira de rompante que exige a minha total atenção. A velocidade do Quico é a de um tornado, a da avó (bisa) é a de um caracol. Para completar o Rafa teima em falar a toda a pressa, como sempre faz, o que deixa a minha cabeça em rodopio - ele fala do jogo de pc e dos óculos e do amigo que mandou uma mensagem pelo face e dum tema novo que ouviu duma banda sonora dum jogo e de um monte de outras coisas incluindo anedotas, etc, etc....

ora entetanto cada um deles sente que não está a ser o centro das atenções e fazem cada vez mais «perrice» uns aos outros a ver se alguém desiste. Mas vão ficando cada vez mais arreliados e giram à minha volta se me desloco o que me obriga a pensar numa maneira de me ver livre dos três.

Sempre que disputam o meu tempo, a coisa acaba mais ou menos deste modo - o Quico farto de ser interrompido pela persistência da bisa, grita, o Rafa grita mais alto para que ele se cale, a bisa amua e desata a rezingar, eu zango-me com todos, os dois mais novos arranjam novas distrações e a mais velha distrai-se a fazer novas queixas...

 

ao longo do dia há muitas destas situações e num fim de semana a coisa pode ser desesperante, principalmente quando se lembram de mim a cada segundo!

 

Quico : «mãeee, anda ver o meu salto de ninja»

 

bisa: «sabes, deu na TV uma historia dum senhor que acho que se fazia passar

 

Rafa: « os meus óculos ficam logo sujos quando lhes toco, limpa-os tu mamã, sabes melhor, olha o líquido, vou buscar, tá no meu quarto, sai velhinha, deixa-me passar...»

 

bisa: «por padre, imagina! não era padre, vai ter às igrejas e reza missa, faz casamentos...

 

Quico: «já consigo saltar daqui mamã, olha que alto e consigo trepar nesta porta, olha, olha pra mim mamã!»

 

bisa: «olha, faz tudo como os padres, mas descobriu-se porque agora, disseram na televisão...

 

Rafa: «sabes o S. tem um jogo muita fixe que comprou em saldo e era muito barato, mas foi na net acho eu, vou ver se encontro aqui, anda ver mãe»

 

bisa: «até já esteve preso, só que continua a fazer a mesma coisa...isto, realmente, olha lá se ele tem medo do que faz, 

 

Quico: «podemos fazer panquecas mamã? podemos? please!!! é domingo!!»

 

Rafa: «a sério!!! e o domingo passou tão rápido...como é que pode?!»

 

 

finalmente segunda feira yes!

{#emotions_dlg.emplastro}

 

tags: , , ,
postado energia-a-mais às 09:13

Terça-feira, 16 de Abril de 2013

 

andam como sempre a mil os meus filhos...obrigando-me a andar também, num ritmo que me cansa cada vez mais

 

o Rafa está cada vez menos interessado na escola, vejo-o desmotivar dia após dia, cansado com tantos castigos impostos por coisas que nem eu consigo entender. Ora depois de ter saído das férias de páscoa a coisa tem sido devastadora - recados constantes e uma falta disciplinar (falta uma folha e a caderneta ficará completa) que culminaram num castigo em que tinha de escrever 20 vezes as 22 regras que fazem parte do regulamento interno do aluno. Algumas das regras são frases simples mas a maioria ocupa duas ou mais linhas...e o que faz o Rafa antes de iniciar o castigo? calcula de imediato, mentalmente a quantidade de frases que tem de escrever - 440...«440? achas que vou escrever isso mãe?» e claro não fez...e voltou a ser castigado - fazer 30 vezes...e claro voltou a não fazer e voltou a ser castigado...vai nas 50 vezes. Agora perdeu também os intervalos até escrever todas as frases...o prazo termina no final da semana!

E porque teve uma falta disciplinar? porque na disciplina de EV a professora entendeu que ele (diagnosticado com PHDA de tipo impulsivo) não deveria ter reagido impulsivamente...por uma miúda da turma o ter molhado propositadamente ao lavar os pinceis, o Rafa, limpou o pincel dele ao blusão dela...ele levou falta disciplinar, por não consguir controlar a sua atitude impulsiva...a miúda não, pelos vistos como não sofre de PHDA pode ter atitudes assim! é que já nem sei o que dizer ao próprio Rafa!

 

O Quico tem sido uma dor de cabeça por já não haver ninguém que o segure...faz tanta asneira junta que em breves segundos põe tudo em alvoroço. Se o deixo por um instante sei que assim que chegar junto dele tenho tudo revolvido. Mistura tudo o que pode, trata de mudar móveis e roupas e quadros e fotos, rasga e destroi, monta e desmonta, limpa e desarruma, tudo mas tudo num único período de tempo (por norma quando chega da escola) que não é fisicamente possível a quem quer que seja, controlar todos os seus movimentos. Em casa é um furacão, na escola um furacão igual. Remexe todos os materiais (os dele e os dos colegas), ensaia brincadeiras a todo o instante, mantendo dentro da sala um grau mínimo de atenção para um máximo de energia que nunca esgota. Muitas e muitas vezes nestes últimos dias, a dificuldade para o deixar na escola tem sido imensa...resiste com tanto afinco que nos deixa a todos, esgotados!

 

Eu, cá ando...no meio das ondas. Às vezes mais inteira, outras nem por isso, tento fazer chegar as coisas a bom porto...mas confesso que fico feliz se pelo menos as mantiver à tona! Ando nervosa com o aproximar de mais um período de incertezas quanto ao futuro (que já deixei de parte o sonho de ter um trabalho que goste e saiba fazer bem, bastando-me algo que me garanta o sustento após o fim do subsídio, assim que terminar o CEI na escola) mas as esperanças são poucas e pioram de dia para dia...

 

O Quico após uma conversa com o psicólogo que o acompanha, tentou explicar as diferenças entre ele e nós (adultos). Diz ele que enquanto dentro dele vive um bichinho que anda muito depressa e o faz andar sempre cheio de energia, nos adultos o bicho é muito lento e é por isso que andamos sempre cansados....Na verdade, ele tem razão - parece que anda tudo entregue aos bichos!







postado energia-a-mais às 09:14

Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2012

 

 

assim como se nem tivesse dado conta....entro agora na «provecta» idade dos quarenta...

 

e bem sei  que dizem que os quarenta são fabulosos, que estamos no esplendor da vida, que aos quarenta as mulheres ganham em estilo, em glamour e tal....mas isso é coisa que se «inventa» para disfarçar que já não temos o fulgor dos 30!

 

 

 

 

 

 

 

e pronto, sem grandes alaridos, deixem-me ir curtir esta nostalgia que teima em instalar-se em mim

(hoje apeteceu-me ser dramática)

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 08:18

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2012

 

 

e recados escolares com fartura!

 

eis as razões da minha pouca assiduidade pelo mundo dos blogues...

 

Não está a ser fácil conciliar o meu Contrato de Emprego Inserção com a minha vida familiar. Por mais que corra (e acreditem que o faço literalmente) sempre que chego a casa tenho uma série de tarefas domésticas acumuladas a juntar às imprescindíveis «lutas» diárias para manter esta família a funcionar. Talvez se não tivesse dois miúdos com PHDA em casa, as coisas não estivessem sempre perto da ruptura...mas com garotos que em dois segundos são capazes de colocar todo o conteúdo de um guarda fatos espalhado pelo quarto, empurram móveis para sítios diferentes, esvaziam gavetas onde se guardam objetos pequenos que depois se perdem pelos cantos antes de os conseguir-mos reunir novamente, miúdos que por mais ordens que recebam nunca fazem sozinhos (ou pelo menos não sem empurrões) tarefas que lhes competem a eles, miúdos aos quais para que nos ouçam temos de fixar os olhos e definir claramente o que pretendemos, miúdos que nunca se cansam por mais corridas que façam - sim, é impossível conseguir tempo para outra coisa qualquer! Talvez se houvesse um par de mãos/vozes/olhos/ouvidos extra (um par que viesse dividir-partilhar esta aventura) as coisas fossem diferentes. 

 

A verdade é que não dá para mais. Principalmente porque ainda temos de juntar no rol, vidas escolares agitadas. Sempre com recados de um e de outro. Muitos do Rafa que já vai com o limite de faltas de TPC a 3 disciplinas, muitas chamadas de atenção ao comportamento e muitos avisos para que estude e não se esqueça das datas dos testes...e muitos, muitos do Quico, com bolinhas vermelhas que já perderam a função de «aviso» dado que não surtem qualquer efeito no petiz. Muitas fichas em atraso porque não as faz na sala de aula e muitos TPC que não chega a realizar porque me recuso a  «massacrar» um miúdo que tem muitas potencialidades mas está ainda muito imaturo para as conseguir explorar.

 

E depois há também a minha fragilidade emocional que está em alta! muito de mim  está em jogo, se calhar porque me vejo perante um monte de incertezas em que o tempo não ajuda a descortinar soluções. E quando temos as mãos atadas, os olhos por vezes não vislumbram para lá do óbvio. Estou desempregada, tenho de continuar a procurar trabalho e a considerar hipóteses, no entanto passo o tempo a realizar tarefas que me absorvem e não me deixam alternativa. Estou todo o dia a lidar com novas situações, tenho que me adaptar a tarefas que estão muito longe da minha área de trabalho/académica, no entanto sinto que estou a «perder» o meu tempo pois sei que a partir do fim do subsídio, não tenho perspectivas de utilizar as minhas competências. 

 

Quanto às agendas, amanhã o Quico vai com a escola ao Coliseu do Porto ver o Circo de Natal - está hiper entusiasmado. O Rafa tem de preparar em conjunto com os colegas uma «Mesa de Natal» que vai ser apresentada na sexta (dia de festa na escola) e a mamã fo apanhada para voluntariamente fazer um bolo que se enquadre no tema da dita mesa...

 

 

mais palavras para quê? volto quando puder!



postado energia-a-mais às 09:09

Sexta-feira, 30 de Novembro de 2012

 

e menos «choninhas» (nem sei se o termo existe ou se é escrito desta forma mas no norte, pelo menos na minha zona é ponto assente que quem se deixa ficar - é choninhas!)

 

 

e a verdade é que quando o governo acaba de aprovar o orçamento mais duro (e mais estúpido) da história do país, quando P. Coelho ainda vem dizer com aquele ar de «choninhas» que tem de fazer mais cortes e que vai cortar na educação porque tem margem para o fazer até porque acha que devem ser os contribuintes a pagar se não quiserem ser analfabetos, do que é que a maioria dos portugueses fala? do bónus da tolerância de ponto no Natal...na opinião de muitos, «ainda bem» que o governo «dá» essa prenda... 

 

É por isso que gosto dos estivadores pá! não se deixam «enganar» com engodos destes, tipo presentes envenenados. Além do que, digam o que disserem, estes homens dos portos são determinados e isso é o que mais falta faz ao país - determinação! (não confundir com a obsessão do 1º ministro)

Também não entendo o rol de críticas que lhes fazem. Isso de dizerem que ganham mais do que a média nacional (de gritos! até parece que a média nacional é o ordenado do CR!) ou de que eles estão a prejudicar o país, fazendo parar as exportações (! como se não houvessem empresas a fechar todos os dias!). Mas o melhor é dizerem que são tipos sem cultura nenhuma, um bando de arruaceiros...porque fazem GREVE (que é só o direito número um de quem trabalha).

 

Pois eu acho que a luta deles faz todo o sentido. Admiro a força que demonstram e a união que transparece nas suas decisões. E acho que deviamos ser todos mais «estivadores». Porque se continuarmos a engolir e calar, daqui a pouco teremos um imposto sobre o ar que respiramos - Choninhas!

 

postado energia-a-mais às 09:12

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro