A Hiperactividade vista à lupa

Quinta-feira, 11 de Dezembro de 2014

mas será que podemos ter férias com miúdos com PHDA? nã....só em sonhos!!!

 

Tenho muito medo do tempo de férias...a sério! nunca nada corre tão mal como quando os miúdos estão em casa, nunca nada é tão difícil de gerir como o tempo de pausa letiva, é só falar em férias que o meu organismo reage logo, qual instinto de sobrevivência, fico logo em estado de «alerta»...para não falar no aumento de trabalho numa casa invariavelmente de pernas para o ar

 

Muitas situações extremas se passam em férias como consequência das pausas na medicação, de rotinas qua acabam por ter sempre alguma alteração, apenas e só pelo facto de os meus rapazes passarem muito mais tempo juntos, o que por si só é complicado! E férias em época do Natal ui, ui...

 

Eles lá sabem aguardar pela data festiva com paciência? eles lá sabem o que é ter de aguardar por alguma coisa?? o Rafa quer que se passe a comemorar a data do nascimento do Menino Jesus logo que entrar de férias da escola (tipo dia 17, porque afinal nem sequer se sabe mesmo com provas de que Jesus nasceu a 25 e não noutro dia qualquer!!). Festejando no início das férias, as prendas seriam também entregues no início das férias, logo teria as férias TODAS para usufruir delas...

O Quico pode não entender nada sobre datas comprovadas mas isso de ter prendas antes do dia 25 parece-lhe muito bem, no calendário o dia 25 ainda vem muito longe!!

 

Estamos a poucos dias da entrada em férias e a tortura já começou - sim, estou a pensar em planos de fuga 

 

 

 

postado energia-a-mais às 11:50

Quarta-feira, 07 de Agosto de 2013

 

o (re)viver desta Feira Medieval 


 

 

 

 

 

 

os meus miúdos encaixam na perfeição na época recriada! comer com as mãos, misturar-se com os animais, brincar com espadas, escudos e correr e saltar em liberdade - tudo o que eles gostam {#emotions_dlg.happy}

 

 

e por lá andamos uma destas noites, sob o reinado de D. Afonso II, vibrando com a luta na campanha de Alcácer

 

         

 

e ainda tivemos tempo para apreciar a gastronomia de sabores intemporais apesar das longas filas que obrigaram a muita coordenação minha com o avó para nos revesarmos de modo a conseguirmos aguentar a já habitual impaciência dos meus rapazes....

 

 

 

 

uma viagem que vale a pena!

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:04

Sexta-feira, 02 de Agosto de 2013

 

«MÃE, OH MÃE! ouve esta notícia...

 

quer dizer que o Passos Coelho já é pobrezinho?! é que estão a dizer que ele vai passar férias na manta rota...» {#emotions_dlg.lol}

 

 

só o Quico para me fazer rir com uma notícia tão parva como esta

  

 

postado energia-a-mais às 21:33

Terça-feira, 02 de Julho de 2013

 

 

assim numa espécie de «briefing» de estilo governamental (para estar na moda)

 

em on posso dizer-vos que estes últimos dias aqui por casa têm sido particularmente duros...em off posso dizer-vos que já nos andamos a esfolar uns aos outros e até (parte que nunca vão poder reproduzir, porque afirmarei sempre que é mentira ter dito isto...) já andamos tão loucos que até nos deu para bater nos miúdos, coisa que resulta em autênticos combates corpo a corpo... (parte informal em que me pedem esclarecimentos e eu dou) explicação para isso - imaginam um miúdo com PHDA a saber quando deve parar? pois, não imaginam porque com esta patologia eles nunca param! 

 

e pronto, este briefing, tal como deve acontecer, é curto porque diariamente é suposto haver atualizações...portanto talvez venha por cá amanhã (se entretanto não houver nenhuma remodelação) para vos dar conta de pormenores - sendo que depois decido o que vou contar ou não...certo?

 

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:04

Segunda-feira, 27 de Maio de 2013

 

 

a contar pelos dedos os dias que faltam para as aulas terminarem...

 

e o pior é que já o conseguem fazer, juntando os das mãos com os dos pés {#emotions_dlg.sarcastic}

 

 

socorro!

postado energia-a-mais às 11:24

Segunda-feira, 18 de Março de 2013

 

 

para fazerem gato sapato dos avós nestes 15 looooongos dias de férias....

 

 

O Rafa só grita FÉRIAAAAAASSS imitado pelo Quico em altos berros, circulam pela casa, correndo um atrás do outro como se tivessem estado presos anos a fio e agora alguém tivesse aberto a porta da jaula!

 

A julgar por estes primeiros dois dias de liberdade, os avós terão muito que correr e penar...tadinhos, juro que se tivesse outra alternativa daria uma folga aos meus pais mas este ano, com a mísera féria que ganho, não tenho muitas possibilidades de os colocar em atividades extra. Por outro lado conto com a afincada resistência dos meus rapazes que apenas querem curtir sem ter uma rotina que lembre a escola...o que eu até entendo! claro que ainda falta uma parte essencial para que possam descansar - ou seja saber os resultados deste período (sem grandes expectativas para não sofrer desilusões mas acreditando que ambos se vão tornar cada vez mais responsáveis)

 

Bem, com mais ou menos ovos, mais ou menos pinturas de páscoa, vamos ver como correm estas férias, a ver se vou tendo tempo para umas postagens de actualização lol!

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:09

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2012

 

 

dos poucos sítios em que os meus putos se aguentam sem «triparem» demasiado, é por entre a bicharada {#emotions_dlg.lol}

 

De tal modo que posso dizer que já percorremos uma grande parte dos locais a Norte do país, onde é possível ver bichos & companhia...alguns deles ja visitamos mais do que uma vez, claro! é o caso do Zoo da Maia  (clique no link)

 

Da última vez que por lá passamos não ficamos com a melhor das impressões. O Zoo estava em fase de reestruturação, muitos dos animais não podiam ser visitados, achamos o local muito sujo e degradado, os miúdos viram tudo em menos de 20 minutos...Entretanto soubemos que o Zoo sofreu obras, recebeu novos animais e prometia novidades, por isso arriscamos e foi por lá que andamos no passado domingo

 

 

 

 

 

francamente está melhor, mais cuidado e mais aprazível

 

 

os novos felinos fizeram as delícias do Quico

 

 

 

 

 

 

o «reptilário» está bastante melhor agora e é o local dos animais preferidos do Rafa

 

 

 

 

o show do «nico», único leão marinho do Zoo foi bastante animado

 

 

 existe um espaço para brincadeiras extra

 

 

e no geral posso dizer que gostamos mais desta vez! Para quem aprecia o género animal, este é um sítio onde pode passar uma tarde agradável agora que estamos a chegar ao final das férias de verão, numa região que merece ser visitada e que apresenta cada vez mais diversidade

 

postado energia-a-mais às 09:10

Terça-feira, 14 de Agosto de 2012

 

alucinantes...assim se vai passando o mês de agosto cá por casa!


Também com um filho diagnosticado com PHDA e outro que leva todas as caraterísticas, qualquer semelhança com a realidade (dos outros) é pura ficção!

 

 

 

 imagem tirada da net

 

 

 

Embora habituada a viver a mil, os dias de férias são para mim uma tortura. São longos, cansativos e super agitados. Demais!! As manhãs despertam cedo e terrivelmente implicativas - para dar um exemplo:

 

6h45 - o Rafa salta da cama e acorda-me, seguindo logo a acordar o mano...disputam de imediato um lugar no PC para ver quem joga primeiro...brigam para ver quem come os cereais primeiro e para ver quem chega o comando da TV primeiro...e depois seguem-se as tardes! loooongas...e cansativas, em que por mais incentivos que vá dando, as únicas coisas que fazem são brigar entre eles e chatear toda a gente...enfim! As horas que passo a separá-los e a tentar que façam alguma coisa, desgastam-me e deixam-me com pouco tempo para viver este período em família.

Finais de dia são para esquecer, cada vez o ritmo aumenta mais e não abranda antes da noite já bem entrada! embora a medicação do Rafa seja tomada por volta das 21h, o adormecer chega lá para a meia noite!

E as rotinas? é que nem querem saber de coisas tão básicas, como tomar banho (porquê mãe? eu nem vou para a escola...) vestirem-se ou deixarem o ar de selvagens em fúria....para o Quico comer é algo que impede saltos e brincadeiras (nem que seja por um segundo) e portanto prescinde disso...

 

De vez em quando atrevo-me a mudar o palco de tanta agitação. E assim, em vez de ficar-mos por casa, lá nos aventuramos numa praia, numa piscina, parque ou qualquer outro sítio que tenha espaço para correrem e sobretudo água para se banharem! aliás, na água conseguem parecer «quase normais» não fosse o entra e sai constante - tipo: mergulho, areia, toalha, areia, mergulho ininterruptamente por mais de 4 horas....e os desatinos com que brindam quem está com eles ou quem fica de mirone....

 

o linguajar anda do melhor! os meus filhos decididamente estão-se a «marimbar» para códigos e acordos ortográficos. Entre eles e deles para nós (e para outros) prevalece o mais puro e duro calão. Mas do norte, claro! que nisso eles são menifestamente defensores da «língua materna». O Quico usa todos os palavrões sem demonstrar réstia de pudor...o Rafa nem pestaneja. Eu antes corava....agora - tapo os ouvidos (o que não ouço não me atinge!)

 

 

e pronto - querido mês de agosto, vê lá se chegas rápido ao fim, sim?



postado energia-a-mais às 09:03

Terça-feira, 24 de Julho de 2012

 

nem só de praia, campo ou rio se faz o verão

 

mesmo cumprindo os «critérios» destas férias - perto e barato(no nosso caso mesmo gratuito pois somos clientes BPI), podemos ir longe na imaginação (não fosse a imaginação andar em baixa e podiamos ir mesmo muuuito longe!)

Desta vez, aproveitando o último dia de férias com o pai, resolvemos levar os miúdos a Serralves. Local de eleição nos meus tempos de estudante, já hà muito não me passeava pelos seus jardins, nem me deleitava com as suas exposições.

Embora tudo seja vivido na nossa família num modo muito particular (quem tem uma criança com PHDA sabe bem as dificuldades de andar fora de casa, principalmente em sítios onde existem muitas pessoas e muitas regras a cumprir...) quero que as minhas crianças usufruam de várias actividades lúdicas, artisticas, culturais, enfim, tudo o que sejam experiencias que a meu ver enriquecem qualquer vida.

 

Assim, depois de muito benzer (como quem diz, muita concentração nos pormenores para que hajam o mais civilizadamente possível em público) lá nos arriscamos a entrar na fundação.

 

Aos domingos, o programa Famílias em Serralves foi o mote para os levar a ver uma experiência na área das energias renováveis. A entrada permite disfrutar dos jardins, passear ao longo da quinta até ao Lagar, local onde voluntários conduzem as crianças e famílias por diferentes temas. 

A aventura ficou registada em fotos e muito na nossa memória, por entre corridas no parque, a cara de espanto do Quico perante as esculturas, a alegria das suas brincadeiras, a curiosidade e traquinice da experiência que tiveram oportunidade de realizar

 

 

impressionado pela grandiosidade

 


 correram pelos «labirintos» de vegetação

 

 

 

observaram os animais

 

   

 

entusiasmaram-se com os carros fotovoltaicos

 

 

 

 

 

tiveram direito a lanche após a construçao de um mini forno solar

 

 

 

o Quico fartou-se de esperar e comeu a salsicha antes mesmo de ela estar tostadinha pelo sol {#emotions_dlg.lol} 

 

Mesmo sem contar com a terrível provação de os manter na ordem, fazê-los obedecer à mais simples regra, o ter de fazer toda a viagem (ainda que curta) em constante tensão, vale a pena aproveitar! aconselho vivamente a quem estiver no norte uma passagem pela Fundação Serralves para um dia diferente que também pode para muitos, ser bem relaxante 

 

 

 

postado energia-a-mais às 13:46

Quinta-feira, 19 de Julho de 2012

 

 

isto de nos fazerem parar na estrada tem muito que se lhe diga

 

Já por cá falei várias vezes da dificuldade de uma simples viagem de carro com as minhas duas crias. Não é fácil em qualquer circunstância, muito menos em pleno verão, com um miúdo que para além do PHDA tem verdadeira fobia a espaços fechados e que por isso circula sempre com vidros abertos, cabeça de fora, fazendo strip até ficar quase sem roupa e gritando o tempo todo - por causa disso, o outro miúdo faz praticamente o mesmo com a agravante de se pendurar para fora da janela com a viatura em movimento.

Fácil é portanto imaginar as cenas que passamos para fazer uns metros que seja, até porque fazemos grande parte do tempo em pára - arranca com o pai totalmente em desespero e mirabolantes discussões.

Não é pois com satisfação que nos lançamos à estrada e fazemo-lo apenas quando se torna inevitável. Para além das preocupações com a segurança e o respeito pelas leis do trânsito, tenho de pedir a todos os anjos e santos que nos guardem de qualquer encontro com brigadas e afins...

 

Ora numa das nossa deslocações para a zona da Costa Nova, relativamente perto de casa apanhamos com uma equipa de senhores agentes da Lei para grande alegria dos putos que adoram encontros destes e muita aflição nossa...mal os avistamos o pai avisa - sentados quietinhos e muito sossegados, com cintos no lugar, está ali a polícia...e eu pensei bolas é desta...

Claro que o aviso do pai despoletou a imediata curiosidade deles em especial do mais pequeno cuja ambição para quando for grande ainda passa por ser um senhor polícia que prende os maus, usa pistolas porque pode e dá pontapés à vontade...

Quando chegamos perto já o Quico estava quase na frente tentando passar para o lugar de condutor. Fazem-nos sinal e encostamos, a conversa inicia-se com o habitual pedido de identificação e documentos da viatura. Miúdos alerta, quase por cima de nós para verem de perto e falando ao mesmo tempo dos agentes...a conversa foi mais ou menos assim (algumas frases ficaram por registar pois o meu cérebro estava demasiado ocupado com preces e orações)

 

Quico - «ei, senhor polícia tens uma pistola? e algemas? posso ir ao teu carro?»

 

agente impávido

 

Quico - «ei, gajinho, não ouves?»


Rafa - «então? não andamos, anda pai, deixa lá isso...» 

 

agentes a tentar ignorar mas já com ares de quem vai puxar pela autoridade

 

Quico - «anda papá, e tu polícia olha que eu dou-te um pontapé na pila...» socoooooorrro (ele disse mesmo aquilo)

 

eu bem tento metê-los no sítio mas às tantas o Rafa salta para a frente e começa a gritar que vai vomitar porque tem muito calor...ele quer sair, os agentes olham para ele e olham para nós, olham uns para os outros e nota-se que não sabem o que devem fazer.

O Rafa abre a porta do carro, o Quico quer mostrar ao agente os documentos dele (uma carteira velha onde guarda cartões que vamos deixando de usar, incluindo cartões antigos de uma biblioteca que ele acha serem cartas de condução)

Um dos agentes diz «eles são complicados, isto é sempre assim?» e eu «tem dias melhores e outros piores...» o agente vê que está tudo bem em relação ao carro mas faz um sermão sobre a necessidade de circular com as crianças em segurança. Verifica a cadeira do Quico e pergunta a idade do Rafa. Acha-o grande mas deveria circular num banco diz. O Rafa desata a gritar «achas? eu nem consigo lá sentar-me...»

o Quico volta  a querer ir com o polícia para ele lhe mostrar a esquadra...

Depois de umas quantas admoestações e de verem se os miúdos se sentavam lá nos mandaram arrancar...eu que olhei pelo retrovisor ainda os vi a abanarem a cabeça e os gestos que fizeram....da próxima vamos pedir aos agentes que levem os putos com eles...

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:13

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro