A Hiperactividade vista à lupa

Segunda-feira, 29 de Abril de 2013

 

não, não fui protagonista de uma daquelas histórias mirabolantes de mulheres que são mães sem nunca terem percebido que estavam grávidas!

 

acontece que cá em casa, aos meus dois rapazes tenho de juntar a minha avó...e garanto-vos que ter de cuidar de alguém cuja idade vai para além dos 90, é em tudo idêntico a tratar de mais uma criança

 

 

nem posso distinguir a não ser pelo facto de ela ser a única que não sofre de PHDA...definitivamente! aliás muito do trabalho que tenho para que os três não estejam constantemente «pegados» é porque acabo por ter de andar a duas velocidades - tipo isto:

 

avó vagarosamente vem explicar que os seus «calos» adivinham mudança de tempo, por norma chuva - e se digo vagarosamente é porque é mesmo de-va-gar...ao mesmo tempo, no mesmo instante, o Quico arrasa com mais uma brincadeira de rompante que exige a minha total atenção. A velocidade do Quico é a de um tornado, a da avó (bisa) é a de um caracol. Para completar o Rafa teima em falar a toda a pressa, como sempre faz, o que deixa a minha cabeça em rodopio - ele fala do jogo de pc e dos óculos e do amigo que mandou uma mensagem pelo face e dum tema novo que ouviu duma banda sonora dum jogo e de um monte de outras coisas incluindo anedotas, etc, etc....

ora entetanto cada um deles sente que não está a ser o centro das atenções e fazem cada vez mais «perrice» uns aos outros a ver se alguém desiste. Mas vão ficando cada vez mais arreliados e giram à minha volta se me desloco o que me obriga a pensar numa maneira de me ver livre dos três.

Sempre que disputam o meu tempo, a coisa acaba mais ou menos deste modo - o Quico farto de ser interrompido pela persistência da bisa, grita, o Rafa grita mais alto para que ele se cale, a bisa amua e desata a rezingar, eu zango-me com todos, os dois mais novos arranjam novas distrações e a mais velha distrai-se a fazer novas queixas...

 

ao longo do dia há muitas destas situações e num fim de semana a coisa pode ser desesperante, principalmente quando se lembram de mim a cada segundo!

 

Quico : «mãeee, anda ver o meu salto de ninja»

 

bisa: «sabes, deu na TV uma historia dum senhor que acho que se fazia passar

 

Rafa: « os meus óculos ficam logo sujos quando lhes toco, limpa-os tu mamã, sabes melhor, olha o líquido, vou buscar, tá no meu quarto, sai velhinha, deixa-me passar...»

 

bisa: «por padre, imagina! não era padre, vai ter às igrejas e reza missa, faz casamentos...

 

Quico: «já consigo saltar daqui mamã, olha que alto e consigo trepar nesta porta, olha, olha pra mim mamã!»

 

bisa: «olha, faz tudo como os padres, mas descobriu-se porque agora, disseram na televisão...

 

Rafa: «sabes o S. tem um jogo muita fixe que comprou em saldo e era muito barato, mas foi na net acho eu, vou ver se encontro aqui, anda ver mãe»

 

bisa: «até já esteve preso, só que continua a fazer a mesma coisa...isto, realmente, olha lá se ele tem medo do que faz, 

 

Quico: «podemos fazer panquecas mamã? podemos? please!!! é domingo!!»

 

Rafa: «a sério!!! e o domingo passou tão rápido...como é que pode?!»

 

 

finalmente segunda feira yes!

{#emotions_dlg.emplastro}

 

tags: , , ,
postado energia-a-mais às 09:13

Segunda-feira, 28 de Maio de 2012

 

 

e já agora «erase and rewind» para ver se apago este fim de semana e o substituo assim por um, digamos...mais normal!

 

eu até tinha planos normais - qualquer coisa como «neste fds vou cumprir com a minha acção de solidariedade e doar alguma coisa para o banco alimentar...» e juro que não entendo porque é que isto correu tão mal....

 

 

os miúdos tiveram no sábado uma agenda social do mais preenchido - estas solicitações obrigaram-me a um verdadeiro corropio. O Quico teve uma festinha de um colega, mais um aniversário no tal sítio da diversão. Só que foi durante a manhã. Como ele dormiu (desde o acidente da minha mãe foi a primeira vez) em casa dos meus pais, eu tive de ir mais cedo para o arranjar e levar então à festa que tinha início às 10H. Eram dez e vinte quando cheguei a casa e só tive tempo para apressar o Rafa que entretanto claro, continuava de pijama e sem pequeno almoço apesar das minhas recomendações, visto ter às 11H o curso no centro de competências. Lá fui levá-lo, vim a casa, coloquei o almoço a fazer e depois de fazer as camas e estender roupa, ala buscar o Quico ao meio dia. Voltei a casa, dei o almoço ao miúdo, aprontei tudo o resto e fui buscar o mais velho que saía à uma. Entretanto depois das normais tarefas domésticas, voltei a ter de levar o mais velho, desta vez a casa de um amigo para fazerem um trabalho em grupo para a escola.

Aproveitei para trocar posições com o meu pai e enquanto ele tomava conta do Quico, fui a casa da minha mãe para ajudar nalgumas coisas básicas.

Com isto eram horas de aprontar a janta, ir recolher o Rafa e dar as voltas rotineiras até os conseguir meter na cama...até aqui (tirando o entra e sai) tudo rolando!

 

No domingo coisa bem mais difícil - gerir os dois no mesmo espaço por mais tempo seguido. Até à hora do almoço, separei-os o mais que pude....mas eles embirravam um com o outro a cada segundo...Quando o Rafa atinge o ponto de ebulição a tampa salta logo. Ele tem andado muito mais agitado (a prova está também nos 5 recados na caderneta da escola que trouxe nos ultimos dias). Qualquer coisa e a sua impulsividade surge num apice (como aliás é a impulsividade). Estava eu a tirar o almoço, os dois embirravam por causa do comando da TV da sala, o mais novo queria escondê-lo para negar o acesso do irmão a um canal «dos chatos» (Discovery) e o Rafa gritava, esbracejava e tentava a todo o custo levar a dele a avante. Ora, como mais velho por norma consegue sempre o que quer, pela força bruta. Tentei separá-los mas parece ter a força de Golias nestas alturas! Tirou o comando da mão do Quico e fez um movimento com o joelho que lhe acertou na barriga. O Quico sentiu-se duplamente frustrado e quando vi o que ia acontecer corri mas não fui a tempo - vi a faca a voar pelo ar (a mesa estava posta, as facas eram as do talher) e senti o embate como em mim...no ecrã da TV. E pronto - lá se foi o nosso belo LCD...

 

 

 

imagem retirada da net

 

 

Obviamente não é pelo televisor em si (embora isto agora vá ser outro berbicacho) mas toda a cena, principalmente o final e as consequências arruinaram por completo todos os meus planos. Depois de ter feito um esforço sobre humano para não desatar a espancar os putos, depois de ter de me acalmar a mim e a eles (entretanto o Rafa histérico tinha dificuldade em acreditar que já não tinha TV e mexia-lhe por todo o lado, enquanto o Quico desatou num pranto profundo) lá tive uma conversa com os dois onde impus os castigos comuns (não vão ter direito a prenda do dia da criança) e avisei que não iria tolerar qualquer comportamento que desrespeitasse as regras de - falar baixo, não discutirem, correrem pela casa, desarrumarem sem voltarem a arrumar. Muito previsivelmente, passei o resto do dia a relembrá-los (em especial ao Rafa) dos castigos e regras...

 

A minha cabeça continua em água, até porque dominar a frustração que entretanto se apoderou do mais velho, acabou por ser mais desgastante do que o incidente propriamente dito. Nada me saberia melhor do que apagar isto tudo e voltar a sexta à noite...caramba!

 

 ...

 

postado energia-a-mais às 09:04

Segunda-feira, 30 de Abril de 2012

 

 

digamos que o início da semana em véspera de feriado não vai dar tempo nem para repor a normalidade da respiração...

 

 

do alvoroço de fim de semana 

 

  • pai que chega numa sexta para sair já hoje
  • pai que sofre na pele a falta de hábito para acompanhar o ritmo dos filhos (e mãe que tem de apagar todos os fogos)
  • uma saída a quatro, alucinante como sempre
  • constantes deslocações a casa da avó (que continua com muitas dores e parece estar agora a perceber a dimensão da sua situação)
tou ainda sem folego....e a digerir «aquela» maldita coisa azul que se me atravessou na garganta {#emotions_dlg.brrrpt} (ok...campeonatos há mais importantes que o de futebol...mas carago, precisava ser assim de repente, perder antes do lavar dos cestos?)
postado energia-a-mais às 12:11

Segunda-feira, 12 de Março de 2012

 

Nós por cá andamos bem! assim uma frase sempre fica melhor que o típico e já património nacional do «vamos indo»

 

 

esta semana que passou foi recheada de acontecimentos, tantos que davam para encher mais do que um post. Mas como isto da contenção já me começa a afetar as palavras, vou mesmo fazer um resumo e juntar um «tudo em um».

 

As atividades da APCH - Norte obrigaram-me a vários contactos, muitos deles pessoalmente, com escolas, associações de pais, gabinetes de explicações, associações desportivas, etc. Também nos continuam a chegar várias solicitações, sobretudo via mail às quais temos de dar resposta, claro. E para combinar com isto, tenho várias ideias que tive de passar a papel para poder apresentar depois já com ar de projectos!!

Para além do tempo que tirei para a associação, tive, obviamente, de dar prioridade à minha busca de novo trabalho, entregando currículos, enviando candidaturas, respondendo a alguns anúncios. 

 

Outra atividade pessoal em que me envolvi teve que ver com a aqui já citada (em post anterior) semana da leitura, patrocinada pelas escolas. Foram promovidas certas iniciativas que apelavam à participação de pais (ou de outros familiares) e eu acabei por me dedicar a algumas delas:

 

na escola do mais novo, os pais ou familiares dos meninos da pré foram convidados a contarem uma história na salinha da respetiva criança. Eu fui na segunda feira de manhã para grande alegria do Quico. A história escolhida era sobre um coelhinho chamado Joca que por desobedecer à sua mamã, se tinha metido em apuros...apropriado, certo? os miúdos adoraram e participaram com entusiasmo. Eu levei um miminho para os «pequenos leitores», o que foi muito apreciado também pela educadora que não sabia da minha «surpresa»

 

  

 

os meus marcadores de livro em formato de cenoura, feitos por mim, uma «naba» na matéria....de qualquer modo fazer 24 daqueles marcadores, ainda por cima com direito a colagem da rama (hehehe) e com dedicatória, não foi fácil, melhor dizendo, foi moroso...Mas divertido!

 

Na escola do mais velho a participação não exigia nada mais do que a nossa presença no chamado «dia aberto». Embora tenham decorrido durante a semana vários eventos para os alunos, apenas na quarta feira a escola abriu portas à comunidade e claro com particular chamada de atenção aos pais/encarregados de educação. Assim, quem fosse nesse dia à escola, ficaria a conhecer várias ofertas formativas desta e de outras escolas, podia visitar várias exposições com trabalhos dos alunos, participar em experiências, falar diretamente com os professores, conviver com todos que diariamente contactam com o nosso filho. O horário era contínuo sendo possivel por exemplo ir na hora de almoço e até fazer a refeição na cantina a preço especial. Assim, foi com algum espanto que constatei que da turma do meu filho, apenas eu me apresentei. E se fiquei um pouco receosa inicialmente perante a reacção dos miúdos (até porque o Rafa se mostrou pouco entusiasmado em casa) logo isso se desvaneceu, tal foi a calorosa e ruidosa companhia que me fizeram ao longo da minha visita - todos me queriam mostrar esta e aquela experiência, este e aquele trabalho, até que o meu rapaz se sentiu contente por ter a mãe lá (demonstrado pela frase «tens mesmo que ir embora mamã?» quando lhe disse que estava na hora de me despedir)

 

Pelo meio, esta foi também semana de testes - e fazer o Rafa estudar, sabem os que nos acompanham, pode ser uma verdadeira tortura! ele fez de tudo, desde nem sequer saber que ia ter teste (não o tinha anotado, eu nem sonhava com a possibilidade) e portanto não ter sequer estudado «sabes mamã, hoje tive teste...hum não, não sabia...foi a português...só percebi quando estava a tirar o meu caderno e o livro para a aula e reparei que o professor estava a distribuir uns papeis que dizia teste...» até começar a sentar-se para estudar, abrir o caderno e....fazer um avião de papel....ou passar o tempo a acender e apagar a luz do candeeiro de mesa. Mas pronto, desconfio que as notas nem serão más. 

Já agora aproveito para dizer que em matéria de cumprir com o acordado (manter a sua área de estudo organizada) a coisa correu bem. O esquema foi até final e os pontos deram como prémio a tal saída na sexta feira à noite! e que bem que correu - ele deliciado por estar a fazer um programa só comigo, até entrou pela primeira vez nos seus 11 anos, numa loja sem refilar e sem fazer estragos!!!! e assistimos ao novo 

 

 

 

imagem tirada da net

 

Como sempre os dias foram agitados e sem descanso, tal qual o nosso fim de semana! nada que não seja habitual! com o sol e a temperatura que se fizeram sentir, seria certamente pecado não aproveitar o ar livre, mesmo que em frente a casa, que isto não está para passeios longe de portas

 

 

 

nova semana e novos desafios agora começam! é assim a Vida

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:04

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012

 

tem efeito contagio e mesmo do outro lado do mundo, assiste-se em direto à entrega das estatuetas mais cobiçadas

 

imagem tirada da net

 

eu confesso que já fui mais ligada a este evento, mantendo-me acordada para assitir ao desfile na «red carpet» e com entusiasmo crescente até ouvir a celebre «and the oscar goes to...»

embora apreciadora do bom cinema e admiradora de bons atores/atrizes alguns deles «hollyoodescos» e «oscarizados» (Tom Hanks e Meryl Streep são dois deles) agora já não sinto o fscínio daquele brilho que me cheira a falso, numa altura em que a ostentação está em desuso e em que as piadas parecem não ter tanta graça...será da idade? da desilusão da fase em que vivemos? ou outra coisa qualquer...na verdade não importa...vejo os resumos de quem ganha ou quem perde e pouco mais sei sobre a cerimónia em si.

 

De qualquer modo foi noite de Oscars e eu à volta com um post para publicar pela manhã, lá fui pensando no assunto...e inevitavelmente estabeleci a minha linha de comparação. É que aqui em casa este fim de semana merecia também uma das estátuas!

 

vejamos: temos não um mas dois «os artistas» e a «Invenção do Quico» (em vez do Hugo) que começou por fazer uma birra monumental contra  a presença do avô, partindo depois para a destruição de tudo o que lhe aparecia pela frente, deu comigo em doida e a apostar no papel de «A dama de Ferro». Nunca pensei que teria de viver o meu fim de semana como um «cavalo de guerra», mas quando se tem «Descendentes» como os meus, podemos contar com aventura na certa! e se eu e a avó não nos transformamos em «As serviçais» da casa, foi apenas porque com muita garra decidimos que ou a coisa acalmava ou íamos passar a «Meia noite em Paris» que é como quem diz, batíamos com a porta!

Ainda tivemos de passar pela fase do «Extremamente Alto, Incrivelmente Perto» algo que para os miúdos significou uma espécie de elogio por se esforçarem a cumprir com as regras... e como esta é uma autêntica e genuina «Árvore da Vida», no final de domingo ainda tive de ajudar o Rafa com um trabalho de inglês onde deveria referir a sua árvore geneológica, embora ele só se lembrasse vagamente de que a professora tinha marcado um TPC que deveria ser feito em folha A4....

 

postado energia-a-mais às 09:08

Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

 

castigo para o mais velho

 

 

 

 

brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir!

 

humpff! pode ser que resulte...

 

como podem calcular as brincadeiras dos meus rapazes neste fim de semana foram lindas....vou ali recuperar e já volto {#emotions_dlg.annoyed}

 


postado energia-a-mais às 12:08

Terça-feira, 06 de Dezembro de 2011

 

 

usar e abusar da frase «olha que o Pai Natal não te traz prenda nenhuma  se ficar triste contigo»

 

 

pelo menos até percebermos que os miúdos acreditam mais no facto do Pai Natal não ter dinheiro para pagar aos duendes que o ajudam a fazer os brinquedos, do que na balança do bom comportamento

 

O Quico diz que este ano só vai querer uma prenda - porque o pai natal «está mais pobezinho...» se bem que até existem alternativas «ele podia pedir dinheiro não era mamã?» - bem, talvez haja uma «troika» natalicia lá para os lados da lapónia....

 

O Rafa que vive mais pela quantidade do que pela qualidade, tem alguma dificuldade em entender a redução do número de prendas «podias dar na mesma, compravas mais por menos...» não há por aí um slogan assim?

 

Este domingo aventurei-me a ir com eles almoçar fora e ver o filme de que eles me falaram mal souberam da estreia, uma espécie de prenda familiar (embora sem o papá presente)

 

 

foi do melhor! apesar da muita ginástica para os manter controlados, conseguimos passar um dos momentos mais divertidos dos últimos tempos! o filme é fabuloso (recomendo sem receio) e a prática foi-me ensinando como é possível planear as coisas de modo a disfrutar da companhia uns dos outros (bem mais fácil a três do que quando existe ajudas extra, confesso!)

 

imagem retirada da net

 


postado energia-a-mais às 09:15

Terça-feira, 15 de Novembro de 2011

 

 

temos andado em fase de desgaste puro...uma brutalidade que assenta em energia de alta voltagem, com os miúdos cada vez mais elétricos e um tempo que não ajuda nada

 

Com chuva e ventos fortes, dois dias sem poderem ir à rua e a casa transformada em ringue de wwe, os meu dois rapazes estão a ficar uns autênticos selvagens. Eu até incentivo a criatividade mas tudo tem um limite...certo?

 

o Quico já voltou a utilizar a técnica da pintura «rupestre» deixando as suas marcas históricas nas paredes da casa...são desenhos que contam os truques que ele e o irmão conseguem, mostram o avô e os carros, as casas grandes e o heroi Hulk (o verde...), tudo com muita imaginação e lápis de várias cores

 

o Rafa anda a treinar truques de wrestling, usando a cama como ringue e o irmão como cobaia - a cama está quase partida...o irmão ainda não partiu (por pouco)

 

os dois montaram uma agência de agentes secretos e fazem espionagem à bisa, raptando-a para que eu pague o resgate (já esgotei as gomas que sobraram da noite das bruxas...). Usam armas nerf com mira e visão noturna, com grande alarido e ainda mais entusiasmo. «Prendem» a bisa na varanda dos brinquedos e fecham-lhe a porta para ela não escapar (ela não acha piada nenhuma e eu tenho de aturar horas de amuos....)

 

o Quico fez o avô andar de gorro, a fingir que era um ladrão, só para o poder prender - a culpa foi da camisola que o avô escolheu para vestir no domingo (preta e com gola) segundo o Quico, mesmo igualzinha ao que usam os ladrões

 

o Rafa pendurou umas espadas sobre a janela da sala e usou sofás, mantas, lençois e chapéus de chuva como adornos do seu esconderijo secreto, onde faz treino intensivo de tropa de elite....o treino consiste principalmente em saltos, escalada e conseguir equilibrar-se a fazer o pino, escusado será dizer o que usa para se pendurar e saltar

 

invariavelmente as brincadeiras terminam com mossas para toda a gente - eu estou com os queixos que nem posso (mandei uma queixada na cabeça do Quico...isto porque ele era o Rey Mysterio e eu era apenas o «gordinho» da máscara...) 

O Rafa tem um ombro todo pisado...chocou com uma porta quando corria em alta velocidade

O Quico está todo arranhado...para além de ter pisado a parte da testa quando chocou comigo....

 

....brutal!

 


 

 

 

postado energia-a-mais às 09:14

Segunda-feira, 03 de Outubro de 2011

 

 

que nos permite tirar fotos destas, em plena praia, aproveitando um domingo como não tinhamos por cá faz muito tempo....

 

 

 

 

sem a famosa «nortada» que durante o verão nos impediu de gozar mais as praias da nossa zona

 

 

sem birras atrozes, apenas com as «dificuldades» normais de quando vamos a algum lado - fazer o Rafa sair de casa, fazer o Rafa entrar no carro, controlar o Rafa no restaurante, entreter o Rafa na praia, fazer o Rafa vir embora...

 

O mais pequenino no entanto estava radiante, o Quico adora mesmo é correr, brincar na areia, chapinar na água - fazia o gesto de OK, polegar para cima e repetia constantemente «está a ser um bom dia pois está mamã?».

 

E este outubro promete ser diferente dos outros em muita coisa, não só no tempo que isto já deu para perceber que a meteorologia está mesmo de «cabeça» virada!

 

A avó inicia agora uma nova etapa da sua vida - depois de muitos anos ao serviço deste ingrato sistema do funcionalismo público, a avó ganhou o direito de viver de modo mais descontraído e ter mais tempo para quem ela mais ama! Claro que a mudança não é fácil principalmente para quem ainda está muito ativa e não se imagina sem a rotina de trabalho diário....mas acredito que em breve novas experiências venham a fazer parte do seu mundo e façam com que a avó se integre em pleno e aproveite cada segundo da sua merecida reforma! {#emotions_dlg.inlove}

 

A abertura do nucleo da Zona Norte da APCH está já marcada para dia 15 - muita coisa vai mudar, espero eu, para melhor e o meu empenho é total! Quem corre por gosto não cansa e mesmo com o tempo todo contado, tenho de fazer o esforço de encaixar mais esta aventura! e sei que vou dar tudo para que isto funcione {#emotions_dlg.blink}

 

Outubro vai ser também um mês de luta nas escolas - a semana passada foi muito tensa e tive mesmo de me deslocar à escola do Quico para uma conversa a pedido da educadora. {#emotions_dlg.nostalgic} O meu filhote cometeu uma asneira muito séria e por causa da gravidade do assunto, tenho de estar cada vez mais atenta e sobretudo ter maior comunicação com a educadora. Pelo menos a conversa foi proveitosa....ao contrário da reunião na escola do Rafa que não trouxe grandes novidades, pois não se falou em particular sobre os miúdos (terei de voltar à escola para ter uma conversa com a diretora de turma). No entanto, daquilo que foi abordado, um dos meus cavalos de batalha voltarão a ser os famosos TPC's. {#emotions_dlg.brrrpt} Parece que não se admitem desvios e falhas, não havendo distinções entre os miúdos (nem para os que sejam portadores de disturbios como o PHDA)...não gostei da abordagem - não vou tecer considerações antes da conversa com a diretora....

Entretanto, o meu rapaz já deu nas vistas e duas mães vieram ter comigo para comentarem sobre os comportamentos mais impulsivos do Rafa...pois!!

 

Pronto - posto isto acho que posso esperar um rico outubro por estes lados!!!

 

 

 

postado energia-a-mais às 08:03

Segunda-feira, 26 de Setembro de 2011

 

 

que os miúdos trouxeram da escola na semana que passou, deixam-me os nervites em pé

 

O Rafa esquece-se de entrar quando a campainha toca para anunciar o fim do intervalo...parece que anda muito ocupado a explorar a escola nova e não «ouve» o toque que avisa para o início de uma nova disciplina...assim, já trouxe recado no livrinho de que na próxima vez que se atrase a entrar leva uma falta - se bem que não me parece que ele tenha entendido isso como grave {#emotions_dlg.confused}

 

Entretanto também se esqueceu num dos dias, de ir almoçar - disse que achava que estava num intervalo entre aulas e quando deu pelo engano estava na hora de entrar...portanto não foi à cantina e resolveu tirar uns «m&m» da máquina do bar....coisa que ele nunca come e que nem sequer gosta....obviamente não alimenta e não é opção para «lanche» ai!!!

 

Do Quico os recados são muito semelhantes aos do ano anterior - brincadeira favorita «andar à luta» coisa que claro, não agrada nem às auxiliares, nem à educadora, nem aos objetos da luta - os amiguinhos!!! Este ano já ficou de castigo duas vezes, o que para início de ano, está a entrar numa média bem elevada...além disso está a fazer demasiadas birras em casa que nos obrigam a andar sempre em pé de guerra - castigos, palmadas e gritaria têm sido o prato forte todos os dias.

 

O fds passou de modo tão rápido que quase nem davamos por ele - um curto passeio pelo parque da cidade, por culpa do Rafa que embora tenha querido ir, mal lá chegou, mudou de ideias e nos fez regressar a todo o vapor a casa...e uma visita «relâmpago» dos avós paternos que sairam de nossa casa praticamente expulsos pela intempestiva reação dos miúdos! coisa que dará outro post e que aqui terá destaque....

 

tags: , , ,
postado energia-a-mais às 11:11

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro