A Hiperactividade vista à lupa

Quarta-feira, 19 de Junho de 2013

 

 

ter uma criança com PHDA é viver sempre com a incógnita

 

nunca sabemos como vão eles reagir às diferentes situações, mesmo nas situações em que os contextos são conhecidos, as reações podem ser diversas...

 

O Rafa tem em muitas circunstâncias diárias, sobretudo em relação à escola, demonstrado muita ansiedade. Passo horas e horas a tentar mostrar-lhe formas de ele lidar com essa ansiedade, em particular com a frustração que lhe está subjacente. Horas a ensinar-lhe estratégias de relaxamento, muitas horas a criar motivação para ultrapassar as dificuldades, mais horas ainda a insistir na necessidade de ver mais longe e projetar o futuro.

Muitas horas do percurso escolar do Rafa são de preparação para os testes, obrigando-o a criar métodos de estudo mais eficazes, sabendo eu que sem ter um método ele se perde com facilidade, especialmente tentando minimizar os efeitos da resistência afincada do meu filho a tudo o que diga respeito a estudo, rotina, salas de aula e professores. Por norma, sem ter um métdodo muito organizado (por vezes sem sequer saber ao certo as datas dos testes) consegue ser eficiente na hora H e safa-se com notas que nunca vão baixo dos 70%. Mas com o avançar dos anos, torna-se cada vez mais visível que precisa de adquirir essa ferramenta de organização, senão corre o risco de ser ultrapassado pela matéria nova.

 

Este ano há um desafio acrescido. Como está no 6º ano, tem os seus primeiros exames nacionais às disciplinas básicas de português e matemática. Portanto tem sido muito interessante observar como ele lida com esta situação. Claro que tem sido muito difícil fazer com que aproveite as aulas de apoio organizadas pelos professores dessas disciplinas. Entende o meu filho que não há necessidade de ter aulas de apoio para exames....já que tiveram um ano inteiro a falar da mesma matéria {#emotions_dlg.sarcastic} por outro lado, diz ele, um exame é apenas um teste em que em vez de sair um bocado da matéria, sai a matéria toda (mesmo que sejam dois anos). Ora assim sendo, anda o Rafa muito descontraído, mesmo que ouça falar em greves e coisas assim, assunto que aliás não lhe interessa minimamente...

 

Mesmo assim, porque sei que cada caso é um caso, aqui deixo algumas dicas para quem tem miúdos com PHDA e queiram ajudar a reduzir a ansiedade desta fase de exames (que ponho em prática de um modo por vezes meio disfarçado, como se fosse uma brincadeira de final de noite)

 

«Inicialmente a criança deverá estar deitada de barriga para cima, com braços e pernas ligeiramente distanciados do tronco do corpo (poderá deitar-se num colchão ou no chão desde que este seja confortável e com uma temperatura agradável).

  1. Mexe os dedos fingindo que toca piano, depois os pulsos;
  2. Coloca as mãos nos ombros e roda os ombros para a frente e para trás;
  3. Com as mãos no pescoço, eleva os cotovelos e expira;
  4. Com as mãos na cabeça mexe a mesma para a frente e para trás e para a direita e para a esquerda;
  5. Apoiada nos braços estica e encolhe pernas e roda os tornozelos;
  6. Sentada, massaga os dedos dos pés;
  7. Sentada, roda os tornozelos, um de cada vez;
  8. Sentada, dá um “pontapé” no ar, um pé de cada vez;
  9. Sentada, junta as plantas dos pés segurando com as mãos e mexe os joelhos para cima e para baixo;
  10. De gatas, faz posições de gato: arqueia as costas e estica o tronco;
  11. De pé, baixa-se sobre os calcanhares e volta a levantar-se;
  12. De pé, com as mãos nas ancas, move-se para a direita e para a esquerda;
  13. De pé, com os braços levantados, inclina-se de um lado e do outro;
  14. De pé, estica os braços e deixa cair para baixo.»


De resto é um ótimo momento familiar, preparando uma noite tranquila, fundamental para as necessárias horas de sono, antes de um dia de exame!

 

 BOA SORTE A TODOS!

 

postado energia-a-mais às 09:05

Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012

marca-se para hoje o reinício das atividades escolares dos meus rapazes

 

O Quico vai para o primeiro ano do primeiro ciclo - medo!

 

O Rafa vai para o sexto ano, exames nacionais - medo!

 

Para mim será o reinicio da luta a que estou habituada em cada ano lectivo - burocracia inicial, o ter de repetir a história no caso do Rafa, certificar-me que o processo dele tem o historial todo, até porque com novo DT, estou mesmo a ver o que me espera. No caso do Quico, como frequenta o mesmo estabelecimento onde fez o pré-escolar, vou falar primeiro com a diretora de escola, uma vez que este ano temos de iniciar o despiste para a PHDA, a conselho do neuropediatra do Rafa.

 

bem, quanto aos dois, não podiam estar mais histéricos - o Rafa fez duas grandes crises durante o dia de ontem, passou duas horas a berrar histericamente, aos saltos pela casa, batendo com a mão na própria cara (coisa que faz em caso de nervoso extremo) e aperreando o irmão de todas as formas possíveis, incluindo a agressão. Depois teve à noite uma enorme crise de ansiedade que acabou com uma enorme crise de choro. Mediquei-o mais cedo para ver se descansava mais e de facto, adormeceu uma hora antes do costume.

O Quico andou todo o dia frenético com o comportamento do irmão e obviamente isso reflectiu-se na sua agitação excessiva. O avô ainda o levou até à rua para extravasar com a bola a energia que o alimenta, mesmo assim depois de muitos chutos e corridas, quando chegou a casa ainda fez cenas destas

 

 

durante mais de uma hora personificou um ninja e fez questão de utilizar vários adereços, um dos quais acabou por partir a lâmpada do tecto do meu quarto, base utilizada pelo ninja para «matar os maus» que entretanto se esconderam na casa de banho...escusado dizer como ficou essa divisão depois de ali se ter travado uma luta que incluiu pistolas de água e muita água para fora da banheira!

 

Quanto aos preparativos para o grande dia, este ano o Rafa simplesmente ignorou as novidades, tão obcecado andou (ainda anda) com o seu único interesse actual - um jogo de PC que utiliza uma sofisticada técnica de utilização. Ao contrário dos anos anteriores não se manifestou grandemente na hora da compra dos materiais e nem se dignou a olhar para qualquer tipo de revisão da matéria, por muito insistente que eu tenha sido...

O Quico mostra o entusiasmo de ser o primeiro ano, misturado com algum sentimento de indiferença que foi copiar do mano. Mas acredito que esteja nervoso pois fez várias perguntas sobre como iria ser a professora, se os amigos estariam lá, se vai ter de fazer «trabalhos» - o típico de qualquer criança, acho eu!

 

e pronto, dado que o mês de agosto foi alucinante (do que tentarei ainda relatar num post em breve) não houve tempo para descansos e este voltar à engrenagem pode parecer mais do que um arranque, uma ligação directa! vamos ver é se tenho pedalada!

 

Bom início de escola para todos os bloggers e filhotes {#emotions_dlg.blink}

 

 

postado energia-a-mais às 07:37

Sexta-feira, 08 de Julho de 2011

 

 

que nos fazem pensar em como é fina a linha que separa a vida da morte....

 

Como já aqui referi por várias vezes, o meu Quico, talvez porque sempre viveu num ambiente altamente eléctrico, é um menino de quase cinco anos bastante agitado. Tem momentos em que se torna impossível de parar...mesmo nas brincadeiras, é uma criança que não pára por muito tempo, embora como já disse também, diferente do irmão (que sofre de PHDA de tipo impulsivo) pois consegue construir um mundo imaginário, do faz-de-conta, bem dentro do que seria normal numa criança desta idade! adora os heróis e vilões e acha, claro que os consegue imitar - e muitas vezes imita-os mesmo!

 

Das coisas mais perigosas que faz há uma que sempre me assustou terrivelmente - vivo num prédio, num quarto andar, bastante alto, tenho umas vidraças grandes, com peitoris muito baixos que permitem ao Quico milhentas acrobacias. Dentro, essas janelas fecham com um pouco seguro sistema de pega, bastando para as abrir, rodar essa pega e puxar a janela. Embora as janelas sejam muito pesadas (por isso algo difíceis para uma criança pequena puxar) o Quico já as consegue abrir e tem por hábito colocar-se perigosamente pendurado nelas...

Além disso, descobriu que se pode agarrar a duas dessas pegas e trepar pelas janelas, aproveitando o formato (rectângulos grandes, divididos pelos suportes metálicos dos vidros). Desta vez agarrou-se mas deu impulso aos pés, empurrando-se para trás e baloiçando. Assim, com a força provocada pelo impacto e pelo peso do Quico, a janela acabou por se desencaixar em cima, caindo para a parte de fora, com o fecho/pega voltada para o ar e com o Quico lá agarrado....

 

Como é que a janela (super pesada, com vidro duplo e grande) não virou toda para fora e não caiu, só pode ter sido obra angelical....ter o meu Pai visto o que aconteceu na altura certa, também foi providencial  e ter o Quico saído ileso disto só por milagre!

 

Eu sei, pode parecer coisa de mãe «desleixada», deixar o miúdo num local onde pode facilmente chegar à janela...mas a verdade é que em todas as divisões da casa esse perigo existe, embora com fechos de segurança, o Quico é perito em conseguir furar o esquema, acrescentando que é humanamente impossível (a não ser que esteja sempre com ele - como se isso fosse possível!) manter todas as atenções nele, quando se tem uma casa para cuidar, jantar para preparar, banhos para arranjar, com os dois sempre a correr pela casa, brincando aos ninjas, aos vampiros ou piratas, brandindo espadas, ou saltando sobre móveis....

 

Fiquei «gelada» claro! nem sei como abordar o assunto, uma vez que já o repreendi diversas vezes, coloquei-o de castigo muitas outras, fiz-lhe ver que pode morrer e que ao contrário do que pensa, isso não pode ser remediado nunca...Já falei com calma, mostrando com livros e figurinhas os acidentes mais perigosos e como se deve ter cuidado...mas nada parece fazer efeito por muito tempo....Ando terrivelmente assustada e fico tão ansiosa quando não o vejo perto de mim, que até quando vai à casa de banho, o estou sempre a chamar....

 

acreditem que isto vivido quase diariamente vai arrasando a «boa onda» de qualquer pessoa...ufff! ando super cansada e as férias deles só agora começaram...

 

postado energia-a-mais às 08:46

Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

 

 

 

quando se mistura o aproximar do dia de aniversário, com a possibilidade de o pai chegar, com a aventura de um concurso escolar, mais o entusiasmo inerente a um fim de semana....

 

 

difícil seria mantê-lo sossegado!!

 

temos tido noites sem dormir, perguntas constantes de «mas o pai vem? mas vou ter festa em casa? vou levar bolo para a escola? posso ter mais que uma prenda? portei-me bem? portei-me bem? portei-me bem?...»

 

ansiedade muuuuuuuita, aos potes e contagiante...

 

Bom fim de semana a todos

 

 

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 09:51

Segunda-feira, 04 de Outubro de 2010

 

como só um fds pode ser, cá por casa!!!

 

tivemos de tudo, desde batalhas com facas, luta com tesouras, paredes danificadas, pai com ataque de nervos, mãe entre riso e lágrimas, compras em ata velocidade e até festas de aniversário em que os convidados andaram pelo telhado....

 

 

pronto, fica o resumo, quando a minha cabeça estiver no sítio, a rotina regressar, o pai levar novamente com ele as saudades desta casa louca...venho postar tudo direitinho

 

 

graças aos deuses por cá não há fim de semana prolongado!

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:10

Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010

 

dos últimos dias não tem sido fácil

 

primeiro foi a casa desfeita no início da semana

 

seguindo a ordem das coisas, choveu e fez frio subitamente na segunda feira...ficamos em casa, com a ideia de nós adultos podermos organizar alguns assuntos antes do marido voltar ao trabalho e com a esperança de que os miúdos aproveitassem para descansar...

Sem um plano antecipado, improvisei uns crepes de chocolate para a terde, fazendo figas para que o Rafa não viesse ajudar...mas ele claro, quis dar uma maozinha - dali a pouco tinha massa de crepes por todo o lado pois ele insiste fazer como nos filmes, virando-os no ar, algo que nunca faz bem à primeira, nem à segunda, nem à terceira...depois o Quico percebeu e veio também e logo tinham creme de chocolate em todos os orifícios da cozinha, depois quiseram montar os crepes e lá se besuntaram a eles e ao resto, com o belo do chantilly...A seguir o pai, enervado com tanta confusão veio com a esfregona na mão decidido a por tudo em «pratos» limpos...dali a pouco a gritaria era insuportável, ele e os filhos, esfregona no meio, tudo a molho e cozinha alagada...e nesse momento entra a avó, pois que não houve tempo para avisos, esfregona no ar, avó com esfregona na cara, bisa em socorro, leva pequeno móvel de apoio à frente, tudo no chão, Quico histérico corre para a sala e apanha uns livros da biblioteca que logo manda pela janela fora, fazendo-os aterrar junto ao cães dos vizinhos... e mãe que só tinha ido à casa de banho, quando chega à entrada da cozinha e vê o estado das coisas, sai sem dizer nada conseguindo 45 minutos de sossego no centro comercial até levar com a primeira chamada no telemóvel

 

Terça foi o descalabro do costume quando os tentamos meter no carro para fazer uma visita a um parque que ainda não conheciamos. E se tivesse filmado as cenas que fizeram em Avioso na maia, num parque que conjuga actividades para os mais pequenos com espaço aberto para merendas e passeios, teriam por certo pensado que estavamos em Marte!  Uma das melhores foi quando o Rafa descobriu que podia «alugar» bicicletas para passear no parque e quase matava de susto a pobre da funcionária - ele saltava tanto, falava tão depressa, punha-se em pé em cima da bicla que mais pareceia ter saído do campeonato do mundo de malabarismos...

 

Quarta, último dia a sério para poder aproveitar o tempo com o pai - a opção foi mais uma ida à praia, dado que a última não tinha corrido bem mas o Quico ficou sempre com a ideia que lá voltaríamos. Foi quando tivemos de começar a preparar o Rafa para o regresso do pai ao trabalho. Até nem correu mal no início mas assim que chegamos à praia e viram uns carroceis, pronto! tivemos festa, ou melhor romaria, passamos o tempo a saltar da areia para os ditos carroceis e mal punhamos pé na praia lá vinham os gritos e maluqueiras....

 

Quinta feira foi o adeus ao papá o que provoca sempre uma grande confusão no Rafa, muito mais compreensivo o Quico lá ia dizendo «o pai vai ao tabalho mano, tem de ser!». Passei a tarde a tentar distrair o Rafa mas as vezes que me perguntou «porque é que o pai tem de ir trabalhar mãe?» foram tantas que lhes perdi mesmo a conta...de resto o costume, muitas zaragatas, muito barulho e muitos nervos

 

Hoje entramos no fds, sem grandes alterações a não ser que para sábado temos programa a três, pois os avós vão para fora. Esta noite devo ir jantar com alguns ex-colegas de trabalho (faz um ano que a empresa fechou) e os avós mais uma vez são o meu pronto socorro, espero apenas que não tenham muita dificuldade em entreter os dois miúdos por um par de horas, já tenho plano que envolve passeio do Quico com o avô e filme com pipocas para a avó e Rafa...

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 21:41

Terça-feira, 10 de Agosto de 2010

 

...cheia de sono, com cãibras nas pernas

 

 

 

mas tostadinha pelo sol  e cá vou eu para mais um dia de praia! com 4 noites em claro, ora ralhando com um, ora dando umas palmadas a outro, sem pachorra para mais nada e quase, quase capaz de os mandar borda fora....

 

opá, desculpem nem vos comentar os comentários, nem vos visitar com assiduidade, desculpem descurar o(s) blogue(s) mas sinceramente

 

 

 

 

não há condições!

 

ricos filhos da vossa mãe, se voçês continuarem no ritmo de laréu o dia todo, sem descanso pela noite dentro, adormecendo de madrugada e levantando-se com os primeiros alvores do dia,

 

a mãezinha passa-se de vez e põe um anúncio na net a oferecer-se como voluntária para o Paquistão, tá? 

 

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 09:30

Quinta-feira, 03 de Setembro de 2009

 

das aventuras e loucuras de comprar material escolar com o Rafa

 

pelo terceiro ano, entramos na tortura/saga/pesadelo de ter as aquisições de material, livros e acessórios extra para o reinício das actividades escolares

 

 

mal chega o dia 1 de setembro  já não há quem convença  o Rafa com o argumento de que ainda temos tempo...na verdade para a maioria dos pais é a época normal das ditas compras, só que eu já sei o que a «casa gasta»!

 

Então cá vai, como se fosse em relato «presença», para que sintam a minha tormenta....

 

Ele anda a saltar à minha volta desde as 7h da manhã, são 9h. Eu quero levar o Quico ao infantário no seu primeiro dia após as férias, mas o Rafa torna a tarefa quase impossível, eu acabo por levá-lo também

Depois de deixar o mais pequeno tão depressa quanto me foi possível, lá vamos para um centro comercial para as primeiras compras...

Entramos - ele em grande algazarra, gritando para todos que vai comprar muuuuuita coisa...eu a tentar passar despercebida

Ele fica em frente à prateleira, olha extasiado para as diversas opções e lá começa - «este, mãe, este, pode ser?» eu lá vejo preços, estabeleço limites, acordamos que compramos ali o material básico, sem marcas e optando pelo mais adequado ao 3º ano «o que é isto mãe, posso levar? posso?» uma pistola para marcar preços acho que não se adequa, certo? depois da luta que tivemos por causa da pistola, deixo de o ver, encontro-o nas prateleiras dos brinquedos...

mais meia hora de braço de ferro e voltamos ao material escolar....ele tem de escolher um apara lápis, tarefa que para ele nunca é pacífica «posso levar este? tem caixa para as aparas, posso?» digo que sim «mas olha este é muito melhor não é mãe?» digo 'tá bem! «mas este tem mais coisas, olha mãe, este é fixe!» eu só quero que se decida «e este mãe, este ainda é melhor!» mas quantas variedades/modelos de apara-lápis (afias) existem actualmente?!

 

 

 

Estamos nisto há mais de meia hora, só para este produto o Rafa revira toda a prateleira, verificando cores, modelos, sem se conseguir decidir - pelo meio viu milhentas outras coisas que acabou por atirar de novo para as prateleiras

Ao fim de quase duas horas no dito espaço comercial, ainda não temos nada no cesto das compras, no entanto o Rafa conseguiu colocar todas as prateleiras em desalinho, meter-se com dois miúdos e respectivos pais, fazer 30 perguntas a um «desgraçado» de um funcionário que teve a infeliz ideia de ir perguntar se queriamos ajuda e beber duas garrafas pequenas de água, sob o olhar já torto de um segurança....

 

 

Após várias  vezes  me ter perguntado qual eu achava melhor, e invariavelmente responder «ha essa não» e quando já não aguentava mais a sua tagarelice, ameaço sair dali sem ele  e sem qualquer material e vou em direcção à saída. Ele, nem se lembrando que tem na mão uns lápis, marcadores e uma borracha corre atrás de mim, chegando mesmo a sair, sendo que o olhar reprovador do tal segurança redobra de intensidade mas na minha direcção....

 

Pois lá vou eu novamente para o martírio da escolha, acabando por passar TODA a manhã nisto, saíndo finalmente com os seus preciosos tesouros

 

 

  • cadernos
  • lápis
  • afias (duas...)
  • borrachas
  • capa de elásticos
  • lápis de côr
  • cola para papel
  • tesoura
  • régua 

Toda a manhã para comprar apenas o básico dos básicos...não me admira por isso que na saída algumas funcionárias já soubessem o nome dele e se despedissem com um daqueles sorrisinhos «amarelos» Atenção! não as critico, lol!

 

Para amanhã deixo o relato da compra da mochila e livros (mais umas coisitas pelo meio...)

 

 

 

 

sinto-me: em estado de nervos!
postado energia-a-mais às 23:01

Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

é assim desde que nasceu...o Rafa anda em pulgas!!!

 

  • por causa das fichas de avaliação - apesar de ser perfeitamente capaz de as realizar; apesar de conseguir bons resultados...anda tão ansioso por estar a «fazer fichas» que alterna momentos de tensão, com momentos de ansiedade (tensão por não saber os resultados e ansiedade de fazer a próxima)
  • por causa do «magalhães» porque há meninos que já os receberam mas ele ainda não...e como explicar que isso não depende de mim?!!
  • por causa do Carnaval - porque ora quer, ora não quer ir mascarado, depois de horas de indecisão escolheu o Hulk para chegar a casa com a fatiota e...desistir de se vestir (claro que de nada adianta dizer que aquilo me custou um dinheirão...)agora está indeciso pois não sabe se leva a máscara ou se só pinta o rosto (nunca quer as pinturas pois acha-se alérgico a tudo...) Também temos os fatos de índio, homem aranha, vampiro e outras que colecciona na esperança de conseguir vestir alguma...
  • por causa das férias de Carnaval - porque ainda não sabe o que fazer nos dias em que não tem escola, embora não sejam tantos assim, no entanto ele quer saber que «actividades» vai ter em férias, ou como se vai entreter com o avô

Por causa dessas pulgas o Rafa tem feito toda a gente andar em constante corropio, noites sem dormir, telefonemas para o médico (porque a tensão subiu em demasia o que obrigou á toma do Catrapesan - um anti-hipertensor; além disso a ansiedade provocou-lhe ainda febre e uma alergia cutânea, o que acontece a muitas crianças com hiperactividade devido ao grande desíquilibrio do sistema nervoso) e quebras de algumas regras básicas - tive de o deixar dormir na minha cama a noite passada, pois o seu desconforto não deixava ninguém pregar olho!!

 

O Quico acaba por sentir toda esta agitação e tem feito os maiores disparates de que se lembra, como furar um móvel com um martelo, partir todos os copos que consegue encontrar ou mandar com todos os objectos que apanha, para cima dos outros ou pela janela...

Agora que descobriu que me pode ver no trabalho quando passa da escola ao final do dia, vem eufórico e tenta chamar-me a atenção, soltando-se do avô e tentando atravessar a rua sozinho, o que acaba por norma numa grande birra pois o avô tenta apanhá-lo e ele faz greve, sentando-se no meio da estrada até o meu pai o arrastar perante os olhares de condutores e peões....

 

Por tudo isto, é natural que não me sobre muito tempo para actualizações mas não posso deixar de contar que:

 

  • ontem decorreu, na Câmara de S.J Madeira mais uma sessão de esclarecimento a pais e professores (por agora a última!) e tudo correu muito bem...tão bem que vamos finalmente avançar com algo concreto em relação á Associação Portuguesa da Criança Hiperactiva
  • na próxima semana vamos abrir oficialmente o nosso «consultório» - o tema vai ser lançado na terça feira - e dar início á participação de duas colaboradoras que muito estimo

As pulgas do Rafa são responsáveis por nos deitarmos tarde e nos levantarmos cada vez mais...cedo...o que faz com que eu me sinta zonza e como estando zonza, não sei bem o que faço...lembrei-me de ir ás compras depois do jantar...com o Rafa...vou contar...mas num próximo post, senão ainda arranco alguma tecla

 

sinto-me: mas fico fina!!!
postado energia-a-mais às 22:43

Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

É como ainda me sinto, embora não tenha feito este post ontem, para ver se a cabeça esfriava durante a noite! Chego ontem ao final da tarde á escola do Rafa e vejo o porteiro a fazer-me sinais. Vou ter com ele, esperando que me vá dizer que o meu filhote já andaria pendurado nos baloiços do parque. Mas ele, um pouco atrapalhado, começa «sabe, não devia ser eu a dizer, mas...é capaz de ter chatices hoje...», eu »mas porquê, sr. A., o que foi que aconteceu?», ele corado«bom, a prof. R.- directora, veio ter comigo, ontem e disse que a mãe do menino a quem o Rafa bateu no parque vinha cá para falar consigo...» tento tirar isto a limpo! Então a mãe do menino a quem o Rafa impediu de usar o baloiço no dia anterior fez queixa á directora da escola, esta em vez de falar directamente comigo, mandou recadinho pelo porteiro (coitado do homem) e pediu-lhe para ele ficar de olho no meu filhote, durante os intervalos e no final! Então vamos lá a ver, não seria de bom tom, ter-me chamado e á outra mãe para conversarmos um pouco? É que eu não conheço a sra. em questão (o filho tá no 1º ano) e duvido que ela saiba o porquê de certas actuações do Rafa. Espero pela dita senhora, resolvida a colocar um ponto final na contenda. O porteiro avisa quando ela chega mas fico desconfiada com os sinais que me faz!  A tal mãe, vem ter comigo muito ofendida «olhe lá, precisa de ajuda para educar o seu filho?» Eu «penso que a senhora tem de baixar o tom de voz e estar disposta a ouvir, conversar em vez de acusar...», ela »pensa que só o seu é complicado, o meu mais velho deu-me que fazer mas eu consegui sempre ter mão nele, cada palmada, e não morreu por isso!» eu penso, isto não está a acontecer, mas digo «ainda bem que o seu filho não é hiperactivo, talvez a senhora  percebesse um pouco mais sobre educação, se tivesse necessidade disso...» ela «agora são todos super-activos...são é uns malcriadões, acho que ele só diz asneiras, é um mimado...» grrr...calma, tenta falar normalmente Teresa « olhe, este não é o sítio indicado para falarmos mas convido-a para uma sessão de esclarecimento sobre a doença do meu filho na próxima semana, com os médicos dele, até lhe dou boleia para a senhora não ter de ir a pé»

Mas o que mais me irritou foi a complacência dos outros pais que assistiram e não foram capazes de dar uma palavra de apoio, desviam o olhar e ficam ali, embasbacados...Depois percebi os sinais do porteiro, claro que o falatório teria começado antes, todos a comentar, «ela (eu) deixa-o abusar, a canalha é toda igual, tem de levar umas palmadas de vez em quando...» Que coisa, então e a directora não podia mostrar um pouco mais de empenho no assunto?! Eu sempre fui aberta em relação á escola, levei relatórios, desculpei muitas falhas na medicação durante o anos passado, quando o Rafael tinha de tomar medicação na escola e não lha davam! Sempre falei com a directora e professora, para que me alertassem se vissem alterações graves no comportamento ou outras. Sinto-me com vontade de me «engalfinhar» com alguém...

postado energia-a-mais às 10:26

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
Boa tarde, é possível dizer-me onde dá consulta o ...
Olá,Desculpe intrometer-me mas será que me podia f...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Os que me visitam
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro