Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

12.Mai.10

adoptar um estilo

 

que defina o tipo de decoração cá de casa, não é fácil...digamos que estamos entre o minimalista, com nuances de estilo japonês e alguns traços de purismo abstracto! depende das divisões...e dos dias!

 

ora passando ao pormenor:

 

 

cozinha- é muito mais funcional do que a maioria das que conheço, especialmente porque temos tudo literalmente à mão! algumas portas e gavetas dos armários nem existem o que nos permite chegar a certos objectos mais usuais....depois é uma cozinha espaçosa! tem muito espaço, muita luz e essa amplitude dá-nos para uma confecção prática, colorida e muito mais divertida. As nossas louças são de materiais coloridos e sobretudo inquebráveis, uma opção tomada depois de muita outra louça partida e inutilizada...

 

 

os quartos- são a nossa alma. Existem para neles passar-mos os momentos cruciais do dia, por isso são amplos, despidos do supérfluo, com camas que privilegiam a simplicidade, com roupas de cama decoradas na sua maioria pelos artistas da casa...normalmente com arabescos e desenhos (pouco) geométricos de cores garridas. Combinam muito bem com os vários desenhos de parede, algo que dá um toque moderno a estas divisões, quebrando a tradicional pintura em tons pastel ou beijes e brancos....

 

 

a sala - para nós é o coração da casa e por isso é um espaço polivalente que dá para tudo ou quase tudo o que se possa imaginar! dado que temos um espaço considerável, conseguimos aproveita-lo para diferentes ocasiões (desde pic niks de inverno, a rotas de trotineta ou skate e mesmo campo de futebol). Esta é uma divisão em constante mutação, muito de acordo com a inspiração do dia. Pode ter paredes em estilo grafite, com uso de calão e pinturas abstractas, ou retratos fiéis de vovós, manos e mamãs, tudo emoldurado por muita cor e fantasia!

Aqui fazemos a maior parte das refeições, pelo que optamos por um espaço que se pode facilmente converter numa espécie de restaurante japonês, onde se colocam mesas baixinhas com almofadas por assentos e serve-se a comida em estilo bufete rolante...é deveras notável para jantares ou almoços de família, especialmente quando o número de presentes excede o número de cadeiras viáveis! por norma também se pode colocar um colchão dos pequenos a meio, para usar como um novo conceito de sofá, quando o objectivo é saltar enquanto se vê TV ou joga consola!

 

 

 

no resto predomina o tal estilo minimal, com destaque para a quase inexistência de móveis de apoio, sendo que no chão o relevo é todo do pavimento em si, pelo que há uma completa ausência de tapeçarias de qualquer espécie!

 

 

e pronto, foi a descrição possível, o resto só vendo, para dizer que em casa o que existe é mesmo o essencial (e muitas vezes em estado de desgaste total...) pois não existe peça de mobiliário e afins que resista ao empenho destruidor (mesmo que sem intenção) dos meus enérgicos rapazes. A maior parte das coisas já estva deplorável quando o Quico nasceu e embora existam algumas novas aquisições de vez em quando, elas destinam-se apenas a repôr o básico!

 

e assim será por mais alguns anos, desconfio!!!

 

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    energia-a-mais 12.05.2010

    Olá Susana
    as saudades são mais porque um sofá em frente a uma lareira, é algo que me alimenta o espírito!
    eu também não sou de muitos adornos, gosto de coisas simples e linhas direitas, no entanto também admito que gostava de ter uma casinha mais arranjada...só que por enquanto tento não pensar muito nisso!
    Espero que em breve venha a S.João para poder tomar um cafezinho
    Beijos
  • Imagem de perfil

    Abigai 12.05.2010

    Olá, acho que quem está a precisar de um cafezinho sou eu, temos que marcar um dia, precisava de mais uns livrinhos sobre a Hiperactividade para professores... tou que nem posso, já foi decretada a insolvência da empresa mas administrador, nem vê-lo, nem sei para onde me virar... enfim, compreendes-me, né?
    Beijinhos,
    Anabela
  • Imagem de perfil

    energia-a-mais 12.05.2010

    Anabela, os livrinhos posso arranjar-tos. Que coisa isso da insolvência, como pode alguém agir assim com os funcionários de anos? enfim, espero que aceites a sugestão da Susana e venhas aliviar a tua cabeça connosco!
    beijinhos e força
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.