Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

12.Ago.10

O caldeirão

 

 

borbulhante da genética

 

 

 

 

pode ser explosivo...e dele sair muito mais do que simples genes «misturados»....tipo 50% da mãe e 50% do pai

 

a mim por exemplo, o famoso caldeirão, ofereceu dois belos espécimes, cuja mistura se revela «única», diria mesmo, uma combinação sem igual...

 

ora digam lá se vos coube algo parecido?

 

Quico - depois de 5 dias de enérgicos pinotes, cambalhotas na areia e muita ida à água fria das praias do norte, sempre que chega a casa, ainda pergunta «mãe podemos dar um passeio?» e quando lhe digo «Quico, é tarde, a mãe tá cansada!», ele responde «pukê tás cansada mãe?» e insiste «um pequenino, sim?»

 

Tira macacos do nariz para os colar em sítios fatais, normalmente usados por terceiros, chama «p... de m....» sempre que está zangado e atira com tudo o que tem na mão na direcção dos outros...

 

os genes deram-lhe um feitiozinho retorcido, apimentado mesmo, diria eu, tendo em conta que quando nasceu já se revelava de teimosia notória, foi desenvolvendo um caracter forte! só os genes podem explicar como um pequeno franzino de corpo se mostra dono de uma força de hércules, capaz de me arrastar um sofá enorme com chaise longue e tudo, trucidar portas e paredes e desfazer vários brinquedos....

 

e tenho depois os «genes» do Rafa - um rapazinho eléctrico com ligação directa a tudo o que é explosivo...ele desfaz uma casa enquanto o «diabo esfrega um olho», sofre de «diarreia verbal», nunca pára de falar e diz tudo o que lhe vem à cabeça! é duma impulsividade que se não fosse de origem genética nunca teria explicação - duvido que no caso dele alguém se atreva a dizer que ele é a imagem dos pais...de facto, os genes sofreram por certo uma qualquer mutação dentro do tal caldeirão....

 

isto para dizer que ao caldeirão imputo a «culpa» de ter dois belos pestinhas geneticamente «modificados», facto pelo qual em frente a estranhos, cada vez mais me apetece dizer - «Vieram assim de fábrica, não saem nem ao pai nem à mãe, ok?» ...

 

P.S. o Pai chegou ontem à noite, nota-se que as coisas estão a correr «normalmente» certo?

 

 

 

 

 

12 comentários

Comentar post