Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

08.Nov.10

Olhares meus

sobre o nosso fds

 

 

 

com dois miúdos efervescentes!

 

Tal como parece, os meus filhotes fizeram o mesmo efeito destas pastilhas....apenas na efervescência, claro está! nem para comer tivemos sossego, aliás acho que nem me lembro de ter feito uma refeição sentada, tal era a doideira deles nessas horas.

Embora o dia de sábado tenha sido mais curto para mim, dado que trabalhei da parte da manhã - e os meus pais tenham optado por ficarem cada um com um dos miúdos, para o efeito ser mais «brando», o nosso domingo deu para tudo

 

correrias, acrobacias, brigas absurdas, quedas aparatosas, birras complicadas, momentos de nervos, algazarra e mimos!

 

tivemos ainda inspiração para cheiros e sabores a chamar o natal, tal foram os pratos do arroz doce da avó, o bolo rei quentinho e o aroma a canela que se espalhou pela casa - tivessemos nós adultos, um tempinho para os apreciar e teria sido - perfeito!

 

Mas o que os miúdos menos nos deram foi tempo - muito cedo de manhã já o Rafa acordava eléctrico como sempre e pronto para sair de imediato da cama, seguido do irmão que queria saltar no sofá para aquecer a barriga....inventou essa com muita naturalidade!

Depois de lhes arranjar o pequeno almoço e aproveitando o «embalo» de madrugar, lá fui deitando mãos à obra, como quem diz, à casa, a ver se umas limpezas mais a fundo e uma reorganização do que foi ficando fora do lugar, durante a semana, ajuda a manter as coisas mais funcionais. Mas depressa percebi que estava num daqueles dias em que eu faço e eles desfazem, por isso passo mais tempo a castigá-los e a re-arrumar do que a deixar tudo com melhor aspecto....

 

 

 

Embora seja uma pessoa com brio e goste de ter a minha casa arrumada, cheirosa e organizada, a verdade é que tive de me adaptar aos meus furacões e à forma intempestiva como brincam. Para não ter um ataque sempre que os vejo a disparar em todas as diracções, mexendo e remexendo em tudo desde móveis, roupas, brinquedos....tenho alguns truques tais como evitar olhar, ter o menos possível dentro de casa e sair de fininho para regressar de melhor humor - e, muito importante - nunca ter visitas em casa!

 

O Rafa teve entretanto a maravilhosa ideia de «pegar um cineminha». Aproveitei a deixa e combinei com os meus pais ir ter ao shopping e voltar a dividir os miúdos - mais pequeno com os avós, eu e mais velho para o cinema. Só que num repentismo que lhe é típico o Rafa já não quis ficar duas hoas a ver um filme de «seca» apesar da apelativa promessa dos óculos 3D...e fazer o percurso a pé até casa, com ele chutando e arrastando todas as (muuuuuuitas) folhas de árvore do chão, saltando muros e correndo desenfreado, foi uma alucinação!

 

E assim, por entre alvoroço e desatino, lá o fiz acalmar o suficiente para ir ver a sessão seguinte...muito embora um rubifen tenha sido um precioso aliado confesso!

E de óculos postos assistimos ao castiço

 

 

 

É claro que ainda me fez perder a cabeça no cinema com umas quantas asneirolas como saltar por cima das fitas a enrada dos cinemas, agarrar os óculos sem pedir, falar como se estivesse ao ar livre e insistir que queria jogar psp...a meio do filme

 

Os meus pais também não tiveram a vida facilitada - o Quico corre que se farta, fala pelos cotovelos e pontapeia como ninguém...não há sossego possível!

 

Tranquilidade só depois de irem dormir, umas boas horas depois de terem novamente feito «gato e sapato» com a efusividade que os caracteriza!

 

Os meus olhares foram por isso diversos mas sempre, sempre

 

 

 

 

vindos do coração!

 

 

todas as imagens foram retiradas da net

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.