A Hiperactividade vista à lupa

Sábado, 30 de Agosto de 2008

Já aqui falei muitas vezes sobre as reacções violentas do Rafa, da forma agressiva como nos enfrenta, da linguagem abusiva, etc. Acabo por passar a ideia que o meu filhote é um bruto, insensível e vazio de emoções...Em verdade isto não podia ser mais falso.

O Rafael sempre mostrou, desde bébé uma extrema sensibilidade aos mais variados temas. Sejam de carácter  social, ecológico, ou até menos comuns em crianças como as dúvidas e angústias sobre a Morte. Como muitas crianças hiperactivas o meu filho tem sempre reacções extremas a tudo - ás tristezas e ás alegrias. Emociona-se se o seu clube preferido ganha, manifesta profundo pesar quando perde e fica sempre perturbado com qualquer comentário, qualquer chamada de atenção ou qualquer elogio!

Ser assim tão sensível traz é claro dificuldades em muitas situações. Por vezes nem nós (mais atentos) nos apercebemos da sua tentativa em esconder essa sensibilidade á flôr da pele. Quando há tempos estivemos num programa de televisão, a apresentadora pediu uma salva de palmas por ele se ter aguentado tão bem, pelo esforço que fez em ficar ali sentado, de imediato os olhos encheram-se de lágrimas! E quando á noite, mais calmo eu lhe faço ver o que de mal aconteceu nesse dia, o que ele poderia ter feito para evitar alguma cena sei que aquele olhar de desculpa que lança não é fita...

Só com muita atenção nos vamos apercebendo de muitas características que a hiperactividade revela. Nem sempre é fácil conseguir entender porque reagem de determinada maneira...temos de ler nas entrelinhas., procurar o motivo. Uma criança hiperactiva tem normalmente outras patologias associadas - as chamadas cormobilidades, muitas vezes mais difíceis e complexas do que a hiperactividade em si.

 

Este post é especialmente para  a P. e a C. que ainda hoje tiveram uma discussão no café sobre o porquê de certa reacções do Rafa...não sei se vêm visitar (sei que não comentam) mas mesmo que não venham, deixo o meu raciocínio

postado energia-a-mais às 00:28

De Filipa a 30 de Agosto de 2008 às 13:24
A hiperactividade é de facto um tema complexo, como complexo é também o quotidiano de quem acompanha diariamente estas crianças.

Contudo, temos tendência a esquecermo-nos que a hiperactividade é também muito dificil para quem a detém. Não poucas vezes nos esquecemos que os nossos filhos compreendem que não deveriam ter reagido de determinada forma, que concordam que foram excessivos ou desajustados na sua forma de agir. Eles compreendem e concordam em quase tudo do que lhes dizemos, mas não se conseguem controlar!!!

Nunca mais me esqueço do meu André, agarrado a mim depois de uma longa conversa em que lhe explicava que o seu comportamento não era
aceitável, que em pranto me dizia: "Oh mãe eu quero portar-me bem ... mas não consigo"!!!

Contudo, embora muito mal comportado também era muito emotivo, gostava muito de mimo, era muito simpático, e estava sempre disponível para ajudar os outros, começando por se disponibilizar sempre que via alguém idoso carregado com sacos de compras, para os ajudar a levá-los para casa!

A vivência destas crianças não é nada fácil. Têm de se debater com as constantes chamadas de atenção dos pais ou familiares, estão sujeitos à incompreensão dos professores, vizinhos e transeuntes, que não se privam de os olhar como se de aves raras se tratassem, quase sempre são considerados culpados, quer pelos actos que praticam, quer pelos que não praticam (na escola quando há duvidas sobre quem fez algo, considerado condenável, e há falta de voluntário que assuma as consequências, elas serão obrigatóriamemte atribuídas ao Hiperactivo).

Creio que estas crianças para além de lutarem contra uma sociedade que não as compreende, e que apenas as rotula, ainda têm de lutar contra elas próprias .... numa luta desigual e sem tréguas!!!

Bom, e agora mudando de assunto, acho muito bem que vás ao médico para fazeres exames para veres ao certo o que tens. Por mais que nos custe (e a mim custa-me horrores) temos de zelar pela nossa saúde, até porque dela depende o bem estar e estabilidade da nossa família, não é assim?

Eu, já tenho consulta marcada, para 12 de Setembro, onde levarei uma cábula, para não me esquecer dos males que me apoquentam (lol) ... que na pratica se resume a um mal .... lá diz o ditado quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga.!!!!

Beijocas, e cuida-te!!! Bom Fim de Semana!!

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
que querem saber?
 
Agosto 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
28

31


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro