A Hiperactividade vista à lupa

Terça-feira, 18 de Janeiro de 2011

Reiki para Crianças

 

 

 

A palavra Reiki é japonesa e significa “Energia Vital do Universo”. A palavra vital também significa vida. Tal como o planeta Terra protege e alimenta as plantas e todos os seres vivos, os animais, o Universo protege e sustenta com amor, a vida de todos os Seres! Em japonês “REI” significa Energia Universal e “KI” significa Energia Vital. “KI” é a energia da vida, que o corpo de qualquer ser vivo produz e vêm de diversas fontes: a terra, o ar, a água, os alimentos, o sol… ou o Universo!

A nossa saúde depende do maior ou menor grau de harmonia e fluidez da energia “KI” no nosso corpo. O Reiki é amor incondicional do Universo! Simplesmente existe e está disponível para todos tal como o sol e pode curar-nos, como o amor e o carinho da nossa mãe. O Reiki pode ajudar a cicatrizar um arranhão, ou uma picada de insecto, pode tirar-nos uma dor de barriga, aliviar uma dor de cabeça, atenuar uma nódoa negra, ou diminuir o mal-estar de uma doença qualquer! Basta colocares as tuas mãos no corpo e deixar o Reiki fluir…A energia é conduzida para onde é mais necessária.

Para poderes fazer REIKI é necessário que um “Mestre” ou melhor, um Professor de Reiki, estabeleça a tua primeira ligação com esta energia de amor universal. A partir daí, tornas-te um canal de Reiki para sempre! É como se o professor de Reiki estivesse a ensinar-te a captares uma nova estação de rádio! No momento da tua iniciação, o teu corpo aprende qual é a frequência emissora e podes voltar a usá-la sempre que quiseres, quando quiseres e onde quiseres… Não é fantástico?

Tudo pode acontecer! E é tudo natural! Reiki é a arte de convidar a felicidade!

(tirado da net)

 

 

Nós cá em casa há muito que experimentamos. Comecei com o Rafa por volta dos 5 anos e agora estou a tentar introduzir alguns exercícios simples para o Quico. Claro que eles não ficam muito tempo, meia hora é uma «eternidade». Mas aos poucos, vão-se habituando e nem contam os minutos, tão entretidos ficam. São momentos a três (ou a quatro quando o pai está) que pretendo instaurar como rotina, pois independentemente da sua validade, o facto de o fazermos em conjunto e aproveitando a boa energia já compensa o suficiente.

Além disso, depois de um dia agitado, esta é uma excelente forma de descontrair. Eu uso também uma música com sons naturais (o barulho mar por exemplo), pouca luz e acendo incenso para criar uma atmosfera diferente.

Eis alguns dos exercícios que uso: respiração - como um balão. A criança deve inspirar lentamente o ar, fazendo com que entre nos seus pulmões de forma direta e com que a criança sinta os seus pulmões crescendo, tal e como os balões. Depois ela deve expulsar o ar lentamente, deixando que escape como no caso dos balões.

Outro que o Quico adora - alongamento/relaxamento - a tartaruga: A criança terá que imitar as tartarugas quando elas começam a se esconder na carapaça, encolhendo os braços, as pernas e a cabeça no chão, ficando com as costas em arco, tal como a carapaça da tartaruga. Depois a criança terá que começar a “sair da carapaça”, esticando suas pernas, seus braços e o pescoço.

 

Também uso a técnica da meditação na parte final: meditar traz ao consciente muitas das acções do dia! os miúdos gostam de usar a imaginação e por norma deixam-se conduzir pela imagens que eu vou incentivando a procurarem na mente.

 

O Rafa está também a ler comigo este livro que o pai nos ofereceu há já 3 anos (lemos apenas duas páginas por noite pois cada uma traz um ensinamento diferente) depois falamos um pouco sobre ele (quase sempre o faço depois do Quico estar já a dormir, quando o risperdal faz efeito e o Rafa fica bem mais calmo)

 

 

 

Reiki para Crianças

 

 

 

e pronto! quis partilhar isto convosco porque às vezes perguntam-me «como consegues?» a propósito da minha calma perante certas atitudes mais impulsivas do Rafa (e mesmo do Quico) e talvez tenha um pouco que ver com isto e com o modo como conduzo a minha vida...

 

 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 09:12

De Secret Sun a 18 de Janeiro de 2011 às 09:33
Uma boa técnica ler com eles e deixar-se seguir por estes ensinamentos. Também gosto muito de respirar com calma reglectir e meditar bastante, adoro o meu espaço e sossego para "estar comigo" . Uma vela, música, um incenso fazem milagres. Um beijinho para todos òptimo livro e conselhos.

De energia-a-mais a 18 de Janeiro de 2011 às 12:21
Olá! a leitura faz parte da nossa rotina, o Rafa aprecia muito, já o Quico ainda não se entusiasma por aí além...
do reiki, são momentos diferentes que nos fazem bem à alma!

De a 18 de Janeiro de 2011 às 09:43
Eu acho esse universo fantástico. Ultimamente, através de uma amiga, tenho alargado um pouco mais o meu conhecimento sobre esse assunto.
Acho que é óptimo para eles, sem dúvida alguma.
Beijinhos

De energia-a-mais a 18 de Janeiro de 2011 às 12:34
Olá querida! também acho muito interessante a ideia de saber usufruir da energia que circula em nós!
Tirar proveito das coisas boas da vida é saber viver!
beijinhos

De Pacotinhos de pipocas a 18 de Janeiro de 2011 às 12:39
Teresa,

apesar de não nos conhecermos pessoalmente, sei que encaras a vida com uma atitude muito positiva. Acredito que o Reiki seja uma boa ajuda sim ( eu já experimentei há alguns anos atrás e deveria pôr em prática novamente ... )

Amiga, desejo que este novo Ano vos traga muitas alegrias e tudo aquilo que mais desejarem!

Beijinhos grandes

De energia-a-mais a 18 de Janeiro de 2011 às 12:49
Olá minha querida! que bom receber de novo a tua visita (eu tenho andado mais ausente em visitas é verdade!) pois gosto muito de ti e adoro ter notícias tuas!
beijinhos muitos e um bom ano para os teus pimpolhos

De Existe um Olhar a 18 de Janeiro de 2011 às 20:14
Finalmente descobri donde vem essa energia toda...fiquei super feliz por saber.
Sabes que tenho o 3º nível de Reiki?
Aqui na minha zona já há uma senhora que inicia as crianças no Reiki e está a obter óptimos resultados.
Com os meus alunos já fiz meditação e relaxamento, eles adoravam.
E hoje despeço-me de forma diferente.
Namasté.

De energia-a-mais a 18 de Janeiro de 2011 às 20:59
Olá Manu! Não sabia que tinhas o 3º Nível mas acredita que já tinha sentido uma energia diferente quando te lia...pensei que poderia ser por algo semelhante. Eu fiz a minha iniciação com alguém conhecido, prefiro não dizer o nome, também fui a Lisboa para que uma pessoa que trabalha com crianças me desse algumas dicas e algumas sessões com o Rafa.
A primeira grande lição que retirei do Reiki foi sem dúvida que tudo na vida é muito relativo - não devemos por isso (pré)ocupar o nosso tempo a pensar nas desgraças que nos podem acontecer. E tento sempre dar graças por tudo o que tenho, a gratidão faz-nos ter uma visão das coisas bem mais respeitosa!
Namasté!

De mil sorrisos a 18 de Janeiro de 2011 às 21:11
Fiquei com vontade a aprofundar o tema! Não há dúvida que ao ler-te tudo faz muito sentido...
beijos e mil sorrisos
:o))

De energia-a-mais a 18 de Janeiro de 2011 às 22:06
pois tenho a certeza de que experimentando, vais querer usufruir! a tua Laurinha iria adorar
Beijinhos doces

De Cindy a 19 de Janeiro de 2011 às 11:32
Eu já experimentei, mas nunca no Afonsito...

Abri um novo cantinho:
http://cindy-usados.blogspot.com/
Inaugurado ontem...

Beijocas grandes

De energia-a-mais a 19 de Janeiro de 2011 às 12:15
Olá querida! as crianças costumam gostar!
Boa sorte com o novo espaço, tenho de visitar!
beijos muitos

De susana miranda a 19 de Janeiro de 2011 às 13:13

Também fiquei com vontade experimentar… uma amiga tirou o curso menciona excelentes resultados, tanto em crianças como adultos.

Pela descrição transmite calma e serenidade. Acima tudo paz interior.

Beijinhos com carinho

De energia-a-mais a 19 de Janeiro de 2011 às 21:14
Olá amiga! é verdade! é um convite à tranquilidade, muito bom poder parar e ouvir a nossa voz interior. Nas crianças ajuda a concentrar e estimula o seu nível de confiança!
beijinhos muitos

De osmeuspestinhas a 20 de Janeiro de 2011 às 11:43
Nem a proposito tenho tomado conhecimento do REIKI através de uma amiga e se calhar vou fazer iniciação .Mesmo para mim para me ajudar.
De facto é fascinante este mundo!
Agora percebo o porque da tua maneira de ver mundo /as coisas
bjs

De energia-a-mais a 20 de Janeiro de 2011 às 20:50
fazes bem! devemos ter mente aberta e procurar o equilibrio!
beijinhos amiga

De G a 20 de Janeiro de 2011 às 14:06
Olá o meu filho é hiperactivo com perturbação de oposição e desafio.Tem 9 anos e só há 2 meses toma concerta 18. Sempre resistimos à medicação mas tivemos que nos render às evidências. A vida do meu filho melhorou substâncialmente. Também tem sessão de Reiki 1 vez por mês. A mestre que lhe pratica o Reiki primeiro disse-me que o problema do meu filho era comigo e em vidas passadas. Agora faz bastante pressão para o meu filho deixar a medicação, quer fazer a experiência. O meu filho só adquiriu qualidade de vida com a medicação e agora está feliz e a escola corre bem. Eu não posso arriscar a voltar atras aos recados das professoras e à tristeza do meu filho por se sentir diferente. Ele não toma medicação ao fim de semana e eu vejo bem a diferença.É esta a experiência que tenho com o Reiki e que me está a disiludir pois eu apenas queria um momento de paz e relaxamento para o miudo e não pressão para uma situação que eu sei que não vai resultar. Eu já tentei de tudo até neurofeedback fez durante 1 ano e também não resultou.

De energia-a-mais a 20 de Janeiro de 2011 às 21:13
Olá! O Rafa vai fazer agora 10 anos. Sofre de hiperactividade de tipo impulsivo e transtorno de oposição e desafio, num grau severo. Tem distúrbio do sono e muitas características de patologias associadas. Faz medicação desde os 6 anos. E de facto, apesar de ter pensado muito antes de lha dar...tive de concordar que sem ela, seria difícil (para não dizer impossível) o meu filho fazer uma vida normal. Na escola tem bons resultados e desde que faça a medicação ajustada (muito vigiado pelo médico) anda muito mais equilibrado. Nesta altura, nunca me passaria pela cabeça retirar a medicação!
O Reiki, filosofia que decidi conhecer melhor há alguns anos atrás, ajudou-me muito a mim, dando-me «ferramentas» ou técnicas de auto controlo, coisas que antes me deixavam exausta ou desgastada, agora encaro de outro modo...e fez-me ver o meu filho com outros «olhos». Nessa perspectiva, mantendo a simplicidade do princípio reikiano, faço eu própria com os miúdos, ao nosso ritmo e com as necessárias adaptações, em casa, apenas porque eles assim que fizeram, aderiram logo! São bons momentos em que aproveitamos para relaxar!
Do neurofeedback - até escrevi um post aqui no blog - acabei por não experimentar com o Rafa mas conheço o princípio e continuo a achar que em casos de hiperactividade genética ou neurobiológica, só o treino comportamental não é suficiente!
volte cá mais vezes

De Jorge Alvoeiro a 26 de Janeiro de 2011 às 14:17
Gostava só de apontar que o neurofeedback é uma terapia indicada para os tipos de comportamento que aponta. Só que existe o neurofeedback que, como teve conhecimento, indica necessitar de 1 ano ou mais de intervenções e o real e com investigação por trás, que necessita de o máximo de 6-8 sessões. Está a surgir em Portugal toda uma série de centros que reclamam que fazem neurofeedback e que dizem que o processo necessita de vários meses de intervenção. Isto não é correto. Neurofeedback que leva mais de 8 sessões não é neurofeedback e a pessoa que está a fazer este tipo de intervenção não tem o treino suficiente em psicofisiologia, como um doutoramento, para ter conhecimento para fazer este tipo de intervenção. Portanto fica aqui o aviso e perguntem à pessoa que está a fazer neurofeedback quantos anos tem de treino em psicofisiologia e se foi supervisado, durante a sua formação de neurofeedback, por um psicofisiologista registado em alguma ordem de psicifisologistas ou de neurofeedback.

De energia-a-mais a 27 de Janeiro de 2011 às 21:34
Obrigada mais uma vez Dr. pelos seus esclarecimentos. De facto, muitas vezes as terapias não «funcionam» não porque não sejam adequadas mas porque não são usadas correctamente. De qualquer modo, muitos pais não conseguem obter a informação necessária para poderem optar ou pelo menos para terem opiniões certas sobre os problemas que os levam a procurar ajuda.


mais sobre mim
que querem saber?
 
Janeiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
19
22

24
25
26
27
29

30


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Passam por cá - desde 18/11/09

blogs SAPO


Universidade de Aveiro