Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

03.Fev.11

Hipocrisias??

 

 

Não, obrigada!!!

 

sim, eu poderia escrever no blogue, como os meus filhos são crianças maravilhosas e obedientes! poderia apregoar que apesar da hiperactividade, o Rafa não é mal educado (aliás é isso que todos os outros pais pretendem que se diga, porque é isso que os outros defendem...hiperactividade não é sinónimo de má educação...)

 

poderia dizer que cumprem as regras, que em casa os consigo controlar tão bem, que os consigo deitar sem problemas porque a rotina e disciplina sempre existiram e portanto eles sabem que devem permanecer nas camas, mesmo que não durmam....que se vestem sozinhos porque sempre foram assim «ensinados», que vão para a escola sem reclamar, que comem com modos porque em casa sabemos ter maneiras e à mesa não se brinca...que os consigo sentar no carro perfeitamente seguros nas respectivas cadeirinhas e com o cinto, porque afinal sabemos muito bem que as regras de segurança são para cumprir e dar o exemplo logo desde pequenos...

poderia dizer que não tenho dificuldades em fazer-me ouvir porque eles falam calmamente, que não se esquecem de dizer «obrigada» e «por favor» até porque é um hábito que eu própria cultivo

 

eu poderia ter um blogue assim - daria uma imagem de uma mãe perfeita que sabe como lidar com uma perturbação deste tipo sem ter dúvidas, sem errar e principalmente controlando as características que tornam a PHDA, uma patologia que afecta não só a criança como os que com ela (con)vivem....

 

Poderia fazer isso! Até ficava bem, teria por certo menos vozes críticas. Não seria apelidada de mãe «desnaturada», que não sabe educar os filhos...

 

 

mas, que raio...estaria ser hipócrita!

 

por vários motivos....convenhamos:

 

se os miúdos hiperactivos conseguem, como qualquer outro, apenas com força de vontade, cumprir regras e limites, dominar a sua impaciência, manter-se quietos numa cama, numa fila ou num carro, serem perfeitamente autónomos na sua rotina diária, não serem impulsivos nas suas atitudes...

 

então são hiperactivos porquê??? apenas porque não têem aproveitamento escolar?? ou porque não se «portam» bem com o professor? isso sim, não é hiperactividade...

 

quando a criança é hiperactiva, é-o em qualquer lugar e circunstância, não o consegue controlar só com força de vontade, por muito que as rotinas e disciplina ajudem a orientar comportamentos

 

e se em casa não se notam dificuldades....é estranho...

 

Portanto, para mim, que lido com esta patologia desde o nascimento do meu primeiro filho, seria hipocrisia não relatar as dificuldades. E apesar de já passarem 10 anos (mais de 7 a tentar perceber o que se passava...) continuo a ter dias em que me apatece gritar, puxar os cabelos, dias em que ando meia zombie pelas poucas horas de sono, pelo desgaste diário de cada batalha...

 

continuo a ter dúvidas sobre como agir, a não saber o que dizer em certas situações, a não ter certezas...e muitas vezes erro!

 

Mas se hoje em dia, os meus filhos estão a horas na escola, se posso levá-los a locais públicos e disfrutar disso, se o Rafa tem excelentes resultados escolares, se me respeitam e mostram saber respeitar os outros - isso é fruto da minha luta dia a dia, constante, exaustiva, luta que travo pelo futuro deles, mesmo que seja criticada entretanto!

 

 

 

 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    energia-a-mais 05.02.2011

    Olá querida! não sou de ficar muito chateada, verdade! estava num «daqueles» dias, talvez...mas virem-me dizer «ha e tal, li o tal blogue que tens e acho que não devias dizer certas coisas» deixou-me a modos que irritada...então não posso contar que os putos me dão uma carga de trabalhos porquê? ou que berram num consultório, ou que gritam nomes feios na rua...tenho de dizer que a hiperactividade não se manifesta desse modo? ora...
    além disso não escrevo para receber elogios, escrevo porque me faz bem, porque partilho com outros coisas que me afectam e porque retiro ajuda e posso ajudar outros mais!
    Deixa-me dizer-te que tens uns filhos super lindos e maravilhosos e que às vezes penso como seria ter miúdos assim, não nego que ao ler o teu blogue até sinto uma pontinha de «inveja» lol! (no bom sentido claro) porque és criativa, porque és uma mãe moderna, os miúdos parecem felizes e gostam de ter actividades como a música (que admiro imenso) que adorava que os meus gostassem também! ou porque acho uma piada à E. com aquele ar de senhorinha princesa e fada, ou ao piratinha com ar de sabidão! como dizes e bem, o importante é serem felizes e nós pais termos a consciência de que tudo fazemos para que o sejam! e aprender a respeitar e aceitar as suas diferenças!
    Beijocas
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.