A Hiperactividade vista à lupa

Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

 

 

porque vou aproveitar este post para falar de dois assuntos do dia

 

O Rafa tem teste de língua portuguesa. Como sempre fez uma daquelas crises de ansiedade e durante o final do dia de ontem, segunda feira, noite e manhã de terça, esteve em «alta pressão»

 

penso que já vivi momentos de difícil controlo, que à maioria dos pais podem parecer até «impossíveis»...mas sempre que acontece um episódio desses, continuo a ficar surpreendida com a intempestividade, com a impetuosidade e com a impulsividade do meu rapaz. Quando estava a tentar ajudá-lo a sintetizar o estudo, de modo a fazê-lo rever a matéria, tive muita dificuldade em conseguir prender a sua atenção. Estava disperso, ainda cheio de genica, querendo como sempre fazer muita coisa ao mesmo tempo, chegando ao cúmulo de sacudir o irmão para se sentar ao pc, com a psp ligada, mudando ao mesmo tempo de canal de tv e com todo o material escolar espalhado. Ora estímulos a mais, atenção a menos, toca de o chamar à atenção «que não queria estudar mais, que não podia estudar a noite toda, que estudava como queria, eu não o podia obrigar...» ainda tentei levar a coisa na calma, brincado com ele, usando exemplos da matéria para lhe dizer que «estudar dez minutos com atenção pode ser o mesmo que para outros meninos, estudar uma hora..» continuou a fazer orelhas moucas e não me ligava absolutamente nada...

Acontece que no escritório estava uma viola (que lhe pertence) e que o Quico de repente, talvez porque previa tempestade, se lembrou de ir buscar...a reacção do Rafa foi - tempestuosa!

 

Brutal, sem lógica, como se da viola dependesse a continuidade do mundo...De repente nada mais importava, tudo era secundário! tive de usar força claro, não se consegue pará-lo ao soco e pontapé mas também não se pode deixar que ele use a força descontroladamente. Por norma costumo pegar-lhe por um braço até o obrigar a olhar para mim, desviando-o de quem (ou do que) ele esteja a esmurrar. Ainda saíram algumas palmadas mas a fúria foi morrendo aos poucos e depois de uma crise de choro, foi acalmando. Tirei-lhe a psp e desliguei-lhe o pc, deitei o Quico, fiz-lhe chá para «acalmar» as dores de barriga e fizemos uma revisão da matéria, não como precisava mas deu para esclarecer algumas dúvidas.

Ainda se queixou de muitas dores de cabeça e apesar da medicação da noite, o sono foi tardando. Mas fiquei com a ideia de que estava mais aflito do que o normal, talvez porque tenha percebido que não estudou grande coisa...pelo menos espero que assim o entenda e que pense bem da próxima vez...

 

 

...e mudando de assunto aproveito este post para deixar um beijo especial ao meu querido sobrinho Salvador que hoje faz dois aninhos

 

Parabéns meu lindo

 

 

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:12

De a 15 de Fevereiro de 2011 às 22:41
Minha querida, tem posts que eu, ao ler, me pergunto: e se fosse comigo? teria a força e a coragem da Teresa? Tenho dúvidas que tivesse e por isso te repito que o Rafa é um menino cheio de sorte.
Beijinho querida

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
16
19

20
24
25
26

27


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro