A Hiperactividade vista à lupa

Terça-feira, 29 de Março de 2011

 

 

um apontamento inicial para agradecer as mensagens de carinho deixadas pelas seguidoras do blog à minha avó que fez aninhos. As 90 primaveras têem sido saudáveis por agora e portanto contamos que esteja entre nós mais alguns anos. Um beijinho a todas vós!

 

e agora o post da tal hora crítica - pois é...talvez exista uma em cada casa...aqui a hora crítica é de madrugada

 

digamos entre as 3h e as 4h/4h30...ou seja uma hora muito apropriada para um momento de energia-a-mais!

 

Já o mencionei diversas vezes, o Rafa sempre teve muita dificuldade em dormir. Mesmo quando «pega» no sono, parece ter sempre uma mola solta que o faz mexer-se constantemente, mover pernas e braços e muitas das vezes, levantar-se mesmo. Não chega a ser sonâmbulo, naquele sentido de o ver de braços esticados e caminhando pela casa...normalmente levanta-se de repelão diz duas ou três palavras sem sentido e volta a deitar-se em agitação contínua.

Como sempre foi assim, posso dizer que já me acostumei há cerca de 10 anos, a ter noites bem mexidas...aliás, desde que o Rafa nasceu, a única noite em que dormi seguido foi na noite que passei no hospital após o nascimento do Quico! e já lá vão mais de 4 anitos...

 

bem, acho que o nosso ritmo é de tal ordem aceite pelo meu organismo que nem me lembro desse facto como algo «anormal»...mas por acaso a noite passada dei comigo a pensar que realmente muita coisa pode acontecer na hora crítica...

 

Por volta das 3h o mais tardar até às 4h, o Rafa acorda sempre - mesmo fazendo medicação. Embora não o esteja sempre a repetir por cá, a minha saga continua - ele levanta-se e vem ter à minha cama, eu levanto-me e meto-o na dele, fico por la 20 a 30 minutos, depois ele ainda se pode levantar mais uma ou duas vezes mas a minha insistência acaba por vencê-lo e termina as últimas duas horas da manhã, novamente na cama dele até ao levantar, por volta das 7h. Nem sempre no entanto a coisa corre certinha, há as (muitas) noites em que temos de nos bater, eu tentando fazer o menos barulho possível. Cenas quase surreais em que o empurro para dentro dos lençois e ele faz valer o seu peso para me dificultar a tarefa...quedas, encontrões, puxões e muita roupa pelo chão...

 

Mas não é so o Rafa que acorda e se levanta - muitas vezes o Quico também aproveita a hora crítica. Como percebe que ando com o mano dentro e fora da minha cama, ele faz de tudo para que o leve a ele também. Portanto acabo por ter de me «repartir» entre os dois...claro que o Quico acaba por ser mais fácil, até porque não me parece que tenha tantas difculdades para adormecer. Basta que me mantenha firme e ele nem se atreve a sair da cama dele. Outras vezes faz algumas birrinhas e choraminga «não quero fechar os olhinhos, fica muito escuro...» e quando o irmão resolve encetar conversa, tipo «devias ser como os peixes Quico, os peixinhos não fecham os olhos e dormem à mesma...» e depois o relato passa por vários animas, programas de tv onde se podem assistir a coisas da vida selvagem e depois outros programas e depois lembranças das férias e por aí fora... tento cortar o mais rápido que posso, caso contrário a hora crítica alonga-se pela madrugada dentro!

 

E depois há a bisa! que por norma se recolhe ao seu quarto por volta das 9h. Passado pouco tempo já a sua respiração mostra que se deixou levar pelo sono mas que invariavelmente na hora crítica se costuma juntar ao «motim». Quase sempre com grandes manifestações ruidosas, julgo eu que para dar a saber como «dorme pouco...e que passa as noites acordada». Dela podemos ouvir uma série de resmungos e uma especie de tosse que nunca se deixa ouvir noutra altura do dia...há ainda o arrastar de pés até à casa de banho e muito pigarrear à mistura...

 

 

e como tudo pode mesmo acontecer, na última hora crítica estive precisamente a fazer de novo a cama do Rafa, depois de ele me ter chegado às 3h16 ao quarto dizendo «mãe, não tenho roupa na cama...só o colchão!» e de facto, deparei-me com toda a roupa de cama espalhada pelo quarto, mais parecendo que o rapaz terá andado em luta física com o tal do sono, que tantas vezes ele consegue vencer!

 

 

postado energia-a-mais às 09:18

De Patricia a 29 de Março de 2011 às 11:53
Ai Teresa...nisso não te gabo a sorte. E so posso dizer que eles tem sorte em terem um mãe cheia de energia e não muito sensivel as horas de sono.
Eu passei essa tortura do sono, durante cerca de 2 anos...e ja duvidava da minha sanidade emntal. Qunado não durmo bem fico um fera intratavel...
Coitadinho dos meus 3 filhos...já perceberam que pertubar o sono da mãe dá mesmo muito mau resultado :)

Beijos
Patricia

De energia-a-mais a 29 de Março de 2011 às 12:48
imagino como seria! de facto cá por casa as noites podem ser bem agitadas. E cansativas...mas proveitosas também, dependendo da criatividade deles e da minha pachorra
Beijocas

De Maria Pereira a 29 de Março de 2011 às 12:56
Nem as vossas noites são calmas ai por casa, acredito q n seja fácil encontrar um equilibrio mas o nosso organismo habitua-se a novas situações para sobreviver e até mesmop a hora critica passou a fazer parte de ti. Um dia que ela termine se calhar até vais sentir falta! :)

Bjs grandes

De energia-a-mais a 29 de Março de 2011 às 16:02
acho que tens razão...Já não saberia viver sem essa agitação nocturna...
Beijinhos muitos

De mil sorrisos a 29 de Março de 2011 às 22:18
Pelos deuses, que canseira e que soneira só de vos imaginar nessa lufalufa nocturna! Xiiiiiiiiiii...!
beijos e mil sorrisos
:o))

De energia-a-mais a 29 de Março de 2011 às 22:23
hehehe, só te posso dizer - aproveita minha querida, aproveita as tuas noitinhas!
beijinhos

De omeueudepapel a 30 de Março de 2011 às 22:24
Minha querida eu nem sei que diga. Tu és uma mãe maravilhosa. Um grande beijinho para ti e para eles e também aos teus pais amiga. Espero que não estejas aborrecida comigo. Bjs

De energia-a-mais a 30 de Março de 2011 às 23:23
olá minha amiga! claro que não estou aborrecida, tenho andado um pouco ausente dos meus sítios preferidos mas por motivos puramente «logísticos» lol! eu é que espero que não te aborreças!
Obrigada pelo teu carinho amiga, és sempre uma lembrança cá em casa e nas «noitadas» que fazemos entram muitas vezes os relatos dos «bempiros» do livro do papá


mais sobre mim
que querem saber?
 
Março 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
17
19

20
24
25
26

27
28


disseram agora
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
Boa tarde. O dr. Luís dá consultas em braga, aveir...
links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro