Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

15.Nov.11

à bruta

 

 

temos andado em fase de desgaste puro...uma brutalidade que assenta em energia de alta voltagem, com os miúdos cada vez mais elétricos e um tempo que não ajuda nada

 

Com chuva e ventos fortes, dois dias sem poderem ir à rua e a casa transformada em ringue de wwe, os meu dois rapazes estão a ficar uns autênticos selvagens. Eu até incentivo a criatividade mas tudo tem um limite...certo?

 

o Quico já voltou a utilizar a técnica da pintura «rupestre» deixando as suas marcas históricas nas paredes da casa...são desenhos que contam os truques que ele e o irmão conseguem, mostram o avô e os carros, as casas grandes e o heroi Hulk (o verde...), tudo com muita imaginação e lápis de várias cores

 

o Rafa anda a treinar truques de wrestling, usando a cama como ringue e o irmão como cobaia - a cama está quase partida...o irmão ainda não partiu (por pouco)

 

os dois montaram uma agência de agentes secretos e fazem espionagem à bisa, raptando-a para que eu pague o resgate (já esgotei as gomas que sobraram da noite das bruxas...). Usam armas nerf com mira e visão noturna, com grande alarido e ainda mais entusiasmo. «Prendem» a bisa na varanda dos brinquedos e fecham-lhe a porta para ela não escapar (ela não acha piada nenhuma e eu tenho de aturar horas de amuos....)

 

o Quico fez o avô andar de gorro, a fingir que era um ladrão, só para o poder prender - a culpa foi da camisola que o avô escolheu para vestir no domingo (preta e com gola) segundo o Quico, mesmo igualzinha ao que usam os ladrões

 

o Rafa pendurou umas espadas sobre a janela da sala e usou sofás, mantas, lençois e chapéus de chuva como adornos do seu esconderijo secreto, onde faz treino intensivo de tropa de elite....o treino consiste principalmente em saltos, escalada e conseguir equilibrar-se a fazer o pino, escusado será dizer o que usa para se pendurar e saltar

 

invariavelmente as brincadeiras terminam com mossas para toda a gente - eu estou com os queixos que nem posso (mandei uma queixada na cabeça do Quico...isto porque ele era o Rey Mysterio e eu era apenas o «gordinho» da máscara...) 

O Rafa tem um ombro todo pisado...chocou com uma porta quando corria em alta velocidade

O Quico está todo arranhado...para além de ter pisado a parte da testa quando chocou comigo....

 

....brutal!

 


 

 

 

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Rosaria Cabrita 16.11.2011

    Bom dia
    Alguém conhece o tratamento NEUROFEDBACK ?
    Alguém conhece os tratamentos na MINDSTATION ?
    No caso de alguém conhecer gostaria que me dessem toda a informação possível sobre o mesmo . pois a minha filha toma ritalina e eu acho que não é o suficiente.
    [Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

    Bom dia <BR>Alguém conhece o tratamento NEUROFEDBACK ? <BR>Alguém conhece os tratamentos na MINDSTATION ? <BR>No caso de alguém conhecer gostaria que me dessem toda a informação possível sobre o mesmo . pois a minha filha toma ritalina e eu acho que não é o suficiente. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Cps</A> . <BR>Obrigada.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 16.11.2011

    Olá. O meu filho fez esse tratamento durante 2 anos. Eu achei que tinha encontrado a luz no final do túnel e foi uma grande desilusão. O meu filho entrou no tratamento sem tomar medicação e saiu de lá a tomar Concerta 18. A Clínica estabeleceu um protocolo em que em determinado prazo o meu filho estaria recuperado senão mantinha-se o tratamento até obter resultados. Passados 2 anos de insucesso a clinica foi vendida a 2 funcionárias. Nesse momento as 2 funcionárias que tinham acompanhado o meu filho durante 1 ano informaram que o tratamento terminava pois não podiam manter protocolos antigos. Resumindo como o caso não tinha sucesso nem dava lucro não interessava à nova empresa.
    O único tratamento da hiperactividade com sucesso infelizmente é a medicação, nada a substitui.
  • Imagem de perfil

    energia-a-mais 17.11.2011

    Bom dia. Infelizmente essas notícias também me chegaram . Claro que para os pais é uma desilusão, dado que ouvem promessas de resultados milagrosos. Eu continuo a dizer que na base do sucesso está, em primeiro lugar, um diagnóstico coreto e depois um conjunto de estratégias, conjugando medicação, terapia comportamental, a casa e a escola.
    Terapias como o neurofeedback, ministrada por quem sabe o que faz, podem ser um complemento, não a única via. Aliás, como qualquer terapia, existem várias possibilidades de aplicação e nem sempre serão as mais adequadas.
    Obrigada por divulgar a sua experiência

    Teresa
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.