A Hiperactividade vista à lupa

Terça-feira, 10 de Janeiro de 2012

ou como o meu mundo não para nem se compadece com tristezas ou incertezas

 

 

A vida continua ao ritmo natural da hiperatividade que contagia toda a  família. O Rafa tem andado na definição de muita gente «impossível»...porquê? porque não escuta ninguem, não para um segundo, não pensa antes de agir e por isso, qualquer situação rapidamente se transforma num caso sério de agitação.

 

Exemplos - tomar um banho. Ultimamente por ter condições que o permitem, tenho tentado dar banho aos meus rapazes, ao mesmo tempo. O Quico adora a ideia de partilhar a banheira com o mano mais velho e eu consigo controlar os dois no mesmo sítio no mesmo momento, o que é bem melhor do que ter apenas um debaixo de olho (enquanto o outro faz asneirada...). Só que para o Rafa um simples banho acaba em tormenta tal a impulsividade - ou porque sente a água muito quente, ou porque acha a casa de banho fria, ou porque o irmão mais novo ocupa (na opinião dele) mais espaço do que devia....ontem estive a pontos de os atirar pela sanita aos dois tal a algazarra que fizeram - o Rafa achou que o irmão o molhara (qual o problema se estava na água???!!!) e por isso quis retribuir fazendo sair toda a água da banheira alagando o chão literalmente. E quando eu me esforçava por manter as coisas minimamente sob controlo, os dois engalfinharam-se, o banho ficou por tomar, eu tive de os separar à força bruta, coisa que é quase impossivel pois dominar o Rafa em momentos de descontrolo só mesmo o famoso Hercules....

Brincadeira no sofá - começou por ser inocente e até ternurenta com os dois fazendo cócegas um ao outro, só que de repente o Rafa lembrou-se de brincar aos monstros e o Quico alinhou saltando-lhe por cima. O Rafa não gostou, lançou o irmão pelo ar e este acabou a bater com a orelha  e cabeça na mesa de apoio junto ao sofá - ficou com um papo enorme, todo preto e claro com baba e ranho por todo o lado.

Hora de deitar - enquanto estou a tentar fazer o Quico deitar, o Rafa faz barulhos com a boca e teima em dar saltos na cama de cada vez que se muda de posição, pede água só por pedir e dá estalinhos com os dedos - o Quico farto de o ouvir começa a uivar como os cães....e jura que vai buscar uma faca, algo que ele sabe que deixa o irmão em pânico. O Rafa salta de imediato da cama e com o impulso faz-me cair...O Quico entra em histeria, o Rafa tapa os ouvidos com as mãos e grita ainda mais alto...a coisa descontrola-se por completo até eu conseguir recuperar da situação...

 

As idas para a escola consomem como sempre uma grande quantidade de energia (minha). Fazer com que saiam de casa implica uma preparação de mais ou menos duas horas, portanto tenho de iniciar o ritual por volta das 06h30...Como acordam cedo, se os deixo «à solta» nunca mais os faço entrar na ordem. Então o alinhamento das coisas é pensado em função da duração de cada tarefa, sabendo de antemão que cada uma implica uma determinda batalha - vestir o Rafa - digo-lhe onde está a roupa e o que deve vestir primeiro, relembro que deve tirar o pijama, entretanto antes de iniciar ele vai à casa de banho e demora muito tempo até começar a sua higiene...que por norma nunca completa, depois de o chamar de novo à atenção ele vai voltar para a cama, saltar umas quantas vezes, fazer birra porque não quer ir à escola, eu uso o meu estilo militar e termino com o usual «não há discussão possível». Ele vai voltar à casa de banho, dar umas corridas pela casa, ligar o pc e a consola (que depois vou ter de o lembrar para desligar), vai fazer birra porque não quer almoçar na escola, vou ter de fazer novamente finca pé, ele vai vestir lentamente a roupa, quase sempre sem trocar alguma peça do pijama...Entretanto o Quico já iniciou o seu próprio ritual. Vai para a minha cama pois quer ver os desenhos animados na TV.  Depois faz birra para não tomar o pequeno almoço, vai para a sala e quer vestir-se lá. Depois faz birra para não se deixar vestir (ou não vestir o que escolhi...). Tira a roupa e vai para a casa de banho onde se demora a lavar os dentes e diverte-se a fazer desenhos com a pasta no espelho - e faz nova birra por causa da roupa. A seguir começa a terrivel birra para não ir à escola....que se prolonga até à escola....

No último segundo antes de bater a porta, quando já estamos no átrio para chamar o elevador, com o Quico a espernear no meu colo porque quer ficar em casa, o Rafa vai entrar novamente porque lhe dá uma daquelas «vontades» que tem mesmo de ser...e corre para a casa de banho. Antes de passar o testemunho ao avô para que os leve de carro até às escolas, ainda tenho de subir para ir buscar algum brinquedo que se tornou imprescindível ou algum cartão que se esqueceu....

 

e a Vida continua!

tags: , , ,
postado energia-a-mais às 09:07

De Maria a 10 de Janeiro de 2012 às 14:27
De facto, és uma super mulher! Não é fácil ...


Mas tenho curiosidade em relação a uma coisa. Oiço falar muito de crianças com hiperactividade e que têm este tipo de comportamento mais agitado. Mas como é quando se chega à idade adulta? Terão controle suficiente para, por exemplo, exercer qualquer profissão ou atividade? Saberão dominar os impulsos? É que se fala muito pouco ou mesmo nada deste síndroma na idade adulta... desculpa a minha ignorância...

De energia-a-mais a 10 de Janeiro de 2012 às 16:43
Antes de mais obrigada pelo apoio e pelo elogio! sou acima de tudo lutadora...
Quanto à PHDA na vida de adulto, claro que sendo uma perturbação crónica, nunca vai passar mas os sintomas vão modificando com a idade. Não veremos um adulto a trepar aos móveis ou a correr por entre as mesas de um restaurante mas vemos adultos com PHDA a serem frequentemente chamados à atençao nos trabalhos, a não conseguirem manter um relacionamento por muito tempo, a terem impulsos consumistas, a serem muito propensos a acidentes de trânsito e em muitos aspetos da vida a serem confrontados com as dificuldades inerentes ao diagnóstico de portador de hiperatividade. Numa fase escolar, estas caraterísticas transtornam muito o percurso académico dos portadores, daí ser mais frequente a medicação. Na fase adulto poucos são os que mantêm uma toma regular até porque existe mais preconceito e por isso mesmo em termos médicos a prescrição dos psicoestimulantes diminui bastante...
Há tempos fui contactada por um programa de TV para indicar adultos com esta perturbação que estivessem disponíveis para dar a cara mas o programa acabou por ser cancelado dado que apenas uma das pessoas contactadas aceitou o desafio...para veres o porquê de se falar tão pouco no assunto!
Beijos

De C. a 10 de Janeiro de 2012 às 21:50
2 horas!!! Olha não imaginava :S. Por aqui felizmente e apesar do sono e da ronha das crianças em 1 hora estamos despachados. Tecnologias são proibidas de manhã, sendo o ritual e curto e rápido : Acordar, casa de banho, vestir, pequeno almoço, lavar dentes, vestir casacos, pegar mochilas e andar que já vou atrasada ! ( pegar às 8h é duro...lol ) Se levasse 2 horas morria de sono . Não sei como aguentas tanto rodopio pelo pela manhã, isso é que abrir BEM a pestana!!!
Beijocas.

De energia-a-mais a 10 de Janeiro de 2012 às 23:34
numa manhã a correr bem esta é a rotina, pelo menos duas horas de correria garantida....mas também há as manhãs em que as coisas correm mesmo mal! nessas nem duas horas chegam lol! pestana aberta e perna ligeira é o meu lema matinal hehehe!
beijocas

De mil sorrisos a 10 de Janeiro de 2012 às 22:03
Não há palavras, Teresa... Apesar da tua vida pessoal/profissional estar no limbo, não descuras as tarefas diárias e rotineiras que, para qualquer mortal com filhos, são situações que não suscitam grande confusão, mas que no teu caso é o que se lê... Não sei como consegues e admiro-te por isso tudo e muito mais... Uma grande vénia!
beijos e mil sorrisos
:o))

De energia-a-mais a 10 de Janeiro de 2012 às 23:36
só te posso mandar um grande beijo pelo carinho com que me visitas nesta já longa partilha de emoções! Obrigada!

De Nadia a 10 de Janeiro de 2012 às 23:18
FANTÁSTICA! É o que tu és! Para os meus lados, reconheço que perco muito rapidamente a minha paciência... mas para Ti tudo parece ser mais simples, consegues orientar as lides com uma disciplina de fazer inveja! bjs e cont de boa semana

De energia-a-mais a 10 de Janeiro de 2012 às 23:38
Nadia querida, és uma excelente mãe! a paciência é apenas um atributo que acabamos por desenvolver com a necessidade! e tu tens a que precisas lol!
beijocas doces


mais sobre mim
que querem saber?
 
Janeiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
14

21

22
23
28

30


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro