A Hiperactividade vista à lupa

Terça-feira, 01 de Maio de 2012

 

 

Já nem o simbolismo conta nesta época em que as pessoas parecem andar tresloucadas...

 

o dia de hoje que deveria servir para relembrar a importância de quem trabalha e fazer do Dia do Trabalhador um dia de luta, sobretudo tendo em conta o que se tem verificado neste país, serviu para ver uma correria desenfreada de gente que queria aproveitar uma campanha promocional de uma cadeia de lojas Pingo Doce...

 

nem o facto de ser mau o suficiente, ver lojas que nem os seus impostos pagam em Portugal, abrir num dia simbólico como o de hoje, fazendo coerção com os seus funcionários para que estes se apresentassem ao trabalho, ou sofreriam represálias (e sei disto porque conheço muito bem uma funcionária dessa cadeia de lojas que mo contou...) impediu que os «carneirinhos» tugas corressem a fazer compras que muitos nem precisariam (e de que se calhar nem contas fizeram ao que efetivamente pouparam) só para aproveitarem um desconto em compras....tudo bem, podem dizer, afinal estamos em época de crise e ter a possibilidade de comprar 100€ e gastar apenas 50€ pode parecer aliciante...mas tenho a certeza de que muitos acabarão por descobrir que gastaram mais do que podiam, em coisas de que nem precisavam, tendo de gastar na mesma até final do mês o que costumam gastar!!

 

além do mais, onde está a coerência desta gentinha??? então apregoam viver em crise, mostram-se solidários com quem tem de ir trabalhar num dia que deveria ser de direitos iguais e vão a correr dar dinheiro a uma cadeia que gere o seu dinheiro fora do país? e coitados dos que estiveram a trabalhar hoje nessas lojas...é que até incidentes houve entre clientes (desesperados)

 

isto não pode ser normal!!! ou talvez seja, afinal vivemos num país que perdeu a vergonha!!!!

 

postado energia-a-mais às 19:51

De sentaqui a 1 de Maio de 2012 às 21:28
Vi esta noite as imagens degradantes da correria ao Pingo Doce.
Penso que um desconto de 50% é apelativo, mas é a mais vergonhosa e desleal, das atitudes.
Pobres daqueles que tiveram de lá estar a sofrer e a trabalhar, sem poderem exercer um direito que lhes assiste.
Uma vergonha nacional!
Beijinhos

De energia-a-mais a 1 de Maio de 2012 às 21:35
realmente, como dizes, vergonha nacional! mas sabes o que vai acontecer entretanto? os que para lá foram a correr, amanhã vão fazer parte dos que se mostrarão muito «indignados», abanando a cabeça e partilhando que nem valeria a pena tanta correria e coitados dos trabalhadores dessas lojas e que até nem compram no pingo doce e muitas outras tretas que depois dizem, dando a entender que a cena se passou noutro país qualquer, pois afinal ninguém participou nelas cá...

ai que nervos que isto me dá!!!
beijos

De Patricia a 1 de Maio de 2012 às 22:52
Teresa
Tiraste-me as palavras da boca.
Ontem tive o cuidado de ir fazer umas comprinhas de ultima hora ao supermercado...assumindo que hoje dia 1 de Maio estaria tudo fechado.

E qual o meu espanto que soube que alem de não estarem fechados estavam em campanha promocional.
Eu no dia 1 de Maio, ainda acho que só deveriam estar a funcionar os hospitais e serviços similares.
Agora todos os dias são dias iguais. Para quê feriados se lhe retiramos todo o simbolismo ?
Patricia

De energia-a-mais a 1 de Maio de 2012 às 23:02
Olá Pat!
Tal como dizes no final, para quê então manter os feriados? assim como assim, resta-nos ter a coerência de manter o simbolismo sem entrar em idiotices, caso contrário, a pretexto da crise o menino Jesus passará a nascer sempre no último domingo de Dezembro...
Beijos

De Jorge Soares a 1 de Maio de 2012 às 22:56
Olá

Há sempre muitas formas de olhar para isto, tal como eu disse no meu post de hoje, não fosse a loucura que se instalou, eu tinha ido às compras, 100 Euros, mais coisa menos coisa, é o que costumo gastar nas compras..e esses 50 Euros a mais na carteira iam-me saber bem.

É claro que podemos questionar sobre a legitimidade de as lojas abrirem neste dia, mas elas já abrem há vários anos..e as pessoas não deixam de ir às compras, como não deixam de ir à praia ou a passear, porque Às manifestações ninguém ia..e ninguém terá deixado de ir para ir às compras.

Deixo-te o convite para que leias o meu post, onde esclareço outras coisas sobre isto, aqui: http://oqueeojantar.blogs.sapo.pt/384942.html

Jorge

De energia-a-mais a 1 de Maio de 2012 às 23:12
Olá Jorge
Mas eu bem sei que as pessoas continuam a ir às compras e que é por isso que há anos que estas superfícies abrem - porque lhes compensa, caso contrário fechariam...o que eu acho é que fazer uma promoção como esta no dia de hoje foi um golpe bem estudado mas um golpe «baixo»! e não fosse a euforia pela poupança (muitas vezes aparente) talvez a loucura não tivesse esta proporção.
Eu mantenho o meu hábito também há anos - nunca faço compras neste dia. Tal como não faço no Natal, Ano Novo, feriados como a Sexta Feira Santa e nunca a minha despensa ficou vazia. Além do que continuo a achar que com a quantidade e variedade de promoções que existem, acabarei por fazer a poupança dos 50€ rápidamente....
Já andei pelo teu blogue hoje mas devo ter passado antes de teres publicado este post...convite aceite, claro!

De Nadia a 1 de Maio de 2012 às 23:15
Não podia estar mais de acordo contigo! NÃO É NORMAL!!! Nem imaginas o quanto fiquei triste com as imagens e os relatos...Como é que se explica isto aos nossos rapazes?
Mas felizmente ainda se celebra o 1º de Maio e havia muitos milhares nas Avenidas, mais até do que nos anos anteriores...

De energia-a-mais a 1 de Maio de 2012 às 23:26
Sim, também vi que mesmo com ações destas a apelarem ao consumismo, fazendo-se valer da necessidade atual, muitas pessoas preferiram ir para as ruas mostrar que temos de fazer algo para mudar o rumo das coisas!
Quanto às imagens de incidentes em que prevalecia o pouco civismo já nem estranhei pois agora vivemos em estilo selva - tudo ao molho e salve-se quem puder!

Beijos muitos

De Maria a 1 de Maio de 2012 às 23:53
Pois concordo inteiramente contigo ...


De energia-a-mais a 1 de Maio de 2012 às 23:57
até parecia que o mundo ia acabar...

De Susana Miranda a 2 de Maio de 2012 às 00:05
Efectivamente, é uma vergonha nacional “diz sentaqui”, sem sombra dúvida conduta pouco correcta por parte do Pingo doce. Os 50% de desconto eram aliciantes…quando vi as imagens no telejornal. As filas infindáveis! Pessoas que estiveram desde abertura até 16h ininterruptamente…

Um feriado, que sempre existiu e pelo que simboliza. Pelos vistos…cada dia é uma surpresa!!!

No Jumbo Maia alguns trabalhadores, manifestaram o seu desalento, quando o jornalista, tentou contactar administração do Jumbo “ não estavam”. Que Raio, supostamente o exemplo vem de Cima. Não estavam a trabalhar!!!


Beijos com carinho
Susana Miranda




De energia-a-mais a 2 de Maio de 2012 às 00:09
Olá amiga! exatamente...as chefias gozaram o feriado, os trabalhadores que fazem funcionar as coisas ganham uma miseria e são pau para toda a obra, tiveram de se apresentar ao trabalho...está tudo dito! não há ironia maior...
Olha, espero que sirva de lição...se bem que em portugal ninguém aprende com os erros!
Beijinhos amiga (ainda não respondi ao teu mail...não me esqueci!)

De momentosdisparatados a 2 de Maio de 2012 às 09:43
Bem...desculpa se a minha opinião não é a mesma.
Imagina se todos os trabalhadores não fossem trabalhar?
O que seria dos hospitais e dos lares?
Sim, aqui a menina teve de ir trabalhar, pois os velhotes não podem ficar sozinhos e não me parece que tivesse havido gente com pena de mim.
Quanto às comprar, infelizmente não consegui ir pois as pessoas eram mais que muitas, mas acredita que tive pena, muita pena.
Mas concordo quando dizes que muita gente gastou mais do que gastaria...não seria o meu caso, pois apenas faria as compras que terei de fazer hoje, com a agravante de ter de pagar o dobro.
Claro que não se justifica os problemas que existiram em algumas lojas, afinalo mundo não acaba já...espero eu.
Boa semana

De energia-a-mais a 2 de Maio de 2012 às 11:41
Bom dia. Não tens que pedir desculpas. Cada um tem a sua opinião. Mas eu não disse que ninguém devia ir trabalhar - o meu marido também teve de ir - existem serviços que são essenciais e que não podem falhar um dia que seja (e considero essenciais, segurança logo polícias, hospitais, instituições, transportes, etc....) o que não consigo entender é que se considere essencial ir às compras, mesmo que sejam bens «essenciais», estando todas as superfícies abertas todos os outros dias do ano, podia-se perfeitamente organizar as coisas de outro modo...e o que não concordo de todo, é que estas grandes lojas que fazem campanhas promocionais durante todo o ano, tenham abusado da triste realidade (baixo poder de compra) para fazer um braço de ferro e mostrar aos seus funcionários (que deveriam estar a gozar o feriado) que estão com o queijo e a faca na mão...isso é que acho inadmissível!
Resto de boa semana

De luadoceu a 2 de Maio de 2012 às 10:47
nao acrescento mais palavras ao que disseste
mas faço um like como se estivesse no face
c estao os teus teresa?
beijinhos

De energia-a-mais a 2 de Maio de 2012 às 11:42
Obrigada linda! quanto aos meus, uns dias melhores, outros mais em baixo...hoje é dia de começar a tirar agrafos da minha mãe...ela está muito em baixo, passou mal a noite
beijinhos muitos para ti e filhota

De C. a 2 de Maio de 2012 às 22:03
Eu não fui. Nunca vou nos dias de muita gente porque me "atrapalha o sistema nervoso". Se calho a ir ao sábado e vejo muitos carros à porta do hipermercado dou meia-volta.
Mas, acredito que haja muitas gente infelizmente que no meio daquela montanha humana tenha lá ido por pura necessidade... para não ver os filhos passar fome.
A culpa disto tudo é ( como sempre) do peixe graúdo que se limita a querer ganhar $$$ à custa da crise. Comprar 200 e pagar 100 é maravilhoso. E o povo, uns porque são BURROS outros por necessidade mesmo, acaba por aderir.
Não vou dizer que os funcionários deveriam ter feito greve nesse dia ( ups, já disse :P ). Porque sei que as coisas não assim tão fáceis.
Mas pelo pouco que vi na TV, desde porrada, filas de 4 horas para entrar e outras tantas para pagar. Pessoas que quando conseguem entrar dão de caras com prateleiras vazias...é realmente de lamentar. É vergonhoso chegar ao ponto em que chegamos, e ainda ouvirmos o Senhor primeiro-ministro dizer que vai piorar até 2018 ?!?!?!?! E é por isso que não vejo notícias em minha casa. Nem deveria na casa dos outros :P.
Dia do trabalhador...mas não no pingo-doce.

De energia-a-mais a 2 de Maio de 2012 às 23:34
Concordo contigo...a mim também me complicam os nervos...e tenho pena dos que foram atraídos por esta campanha porque sim, realmente precisam e ter 100€ no bolso no início do mês se calhar ainda conseguem, por isso e tendo em conta que só pagariam metade, tentaram ... triste é ver que existe cada vez mais falta de ética e menos apreço pelo trabalhador!
beijocas


mais sobre mim
que querem saber?
 
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
17

20
24
25
26

27
29
31


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro