Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

16.Mai.12

e um mês depois

 

 

a minha mãe continua a ter de aprender a lidar com as sequelas da queda e consequente operação à anca

 

A operação que fez consiste na substituição da superfície articular do acetábulo e do fémur por materiais artificiais. A intervenção pode ser executada de vários modos e por várias abordagens - é a chamada Artoplastia Total da Anca

Após a colocação de uma prótese da anca, existem cuidados que se devem ter em conta. Caso isso não aconteça, pode ocorrer luxação da prótese.

 

 

Não deverá efectuar os seguintes movimentos
(Flexão acima dos 90º; Adução; Rotação Externa)

 

 

     

 

 

Em casa deverá também utilizar certas ajudas técnicas para facilitar as diversas tarefas

 

 

 

 

Na próxima sexta feira terá a primeira consulta de ortopedia pós-operatório. Vamos ver se inicia uma reabilitação com fisioterapia. Entretanto, continua a sentir muita dor principalmente durante a noite e por isso também está numa fase menos otimista.

Tento subir-lhe o astral e todos os dias lhe levo miminhos mas ela sente-se pouco confiante...tem, claro muitas saudades dos netos e da vida bem enérgica que levava. O meu pai tem-se esforçado para lhe dar o seu total apoio e compreensão, mesmo quando ela «rabuja» por não conseguir fazer em casa as tarefas que tanto gostava...e que os outros não conseguem fazer como ela!

 

Os miúdos, principalmente o Quico, sentem imensa saudade. Foi (está a ser) uma adaptação nada fácil para todos. Como sou eu que ajudo em muitas das rotinas diárias da minha mãe, também me sobra cada vez menos tempo e por isso, os meus filhos ressentem-se. Obviamente tento compensar (mesmo que tenha de deixar alguns afazeres domésticos e pessoais para bem tarde)  para continuar a dar a cada um deles o «seu» momento com a mamã...algo que fazia desde há muito e que permitia que eles se acalmassem das suas habituais euforias pós escola. Mas confesso que manter a casa funcional, dar a assistência necessária às coisas da bisa, ter de controlar os dois, tirar tempo para manter o projeto da APCH vivo e continuar a ter a mesma disponibilidade

exigiria uma super mulher...e isso eu definitivamente não sou!

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.