A Hiperactividade vista à lupa

Sábado, 02 de Junho de 2012

 

 

imagem retirada da net

 

 

 

Cá por casa gosta-se de futebol. Viver com mais homens à volta tem destas coisas...os miúdos adoram bola, a mãe gosta de lhes fazer companhia, as brincadeiras e jogos de consola passam invariavelmente por este tema. E depois há a paixão pelo clube. Que não se explica, simplesmente vive-se. Isto para dizer que sim, andamos a par das últimas notícias.

Vai começar o Euro 2012. Temos sido bombardeados com toda a espécie de apelos para que se apoie a selecção de futebol. Dizem que Portugal tem boa onda... Eu gosto de futebol. Não gosto é de sentir que fazem da selecção um motivo maior, que «endeusam» uns fulanos e que os elevam à categoria de ídolos, só porque fazem parte de uma equipa de futebol. Representam o país? e quê?? isso torna-os superiores a quem trabalha de sol a sol, a quem produz da melhor maneira que sabe, o melhor vinho, o melhor azeite, os mais belos sapatos? mais - a estes pagam balúrdios, dão mordomias de «reis», oferecem prendas de arregalar?

Então quando vejo nas televisões toda a loucura que se apodera do pessoal ao ver um dos «eleitos» até me apetece vomitar...juro! ao que se sujeitam só para poderem vislumbrar os tais «ronaldos», «nanis» e companhia...uns emproados que só olham para o próprio umbigo e que se acham o máximo porque toda a gente beija o chão (relva) onde pisam.

 

Não entendo esta acérrima defesa de uma modalidade em detrimento de tantas outras...muitas das quais, onde temos excelentes representantes e que dignificam o nome do país. Bem sei que isto é uma questão cultural, na verdade só pode ser! daí que para muitos portugueses que vivem actualmente o drama de uma crise que os empurra para o desemprego, para a destruição do nível de vida, isto do futebol e da selecção seja um refúgio. Seja porque ao vibrarem com um golo, esquecem as amarguras, seja porque quando todos se sentem unidos em torno de algo e as coisas correm bem, o estado de espírito se anima, a alegria (e a tristeza) é contagiante e acredita-se no impossível.

 

 

É por isto que aos miúdos vou dizendo que não se deve olhar para os jogadores como se eles fossem os «melhores do mundo». Que não se deve copiar certos exemplos e que é preciso exigir mais de quem leva o nome de Portugal escrito nas camisolas. É por isso que não vamos na onda! podemos ir ao lado, cumprindo com a nossa parte, esperando que cumpram a deles!

 

E já agora, uma vez que entretanto hoje houve jogo e até perderam, não será tempo de admitirem que a humildade lhes faz muita falta? sem onda ok?

 

postado energia-a-mais às 22:54

De Maria Pereira a 4 de Junho de 2012 às 16:43
Lá por casa o unico fã é o meu homem mais crescido, sendo q o mais novo já vai deitando o olho... e eu penso exatamente como tu e qd vejo na tv um anuncio em q uma criança diz q eles vão salvar a imagem q o mundo tem de nós, até me apetece bater em alguém... sim , representam-nos bem, cheio de mordomias e miminhos, quase sem pagar impostos e sem contribuir p ajudar o pais... belo exemplo, sim senhora...

Bjs grandes e boa semana

De calendario euro 2012 a 8 de Junho de 2012 às 16:21
Temos que ver a parte boa das coisas, e o futebol, apesar de tudo, é algo capaz de trazer por momentos enorme felicidade a quem o segue ;)


mais sobre mim
que querem saber?
 
Junho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

17
19
22

24
25
26
27
29
30


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Passam por cá - desde 18/11/09

blogs SAPO


Universidade de Aveiro