A Hiperactividade vista à lupa

Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

É quase paplpavel  a tensão cá em casa! O Rafa anda cada vez mais angustiado á medida que a semana passa e começa a ser verdadeiramente difícil manter a calma com ele. Aliás ele não fala, grita, a toda a hora e por qualquer motivo, explode e vira tudo e todos do avesso. Conseguir que esteja parado por um tempinho é tarefa impossível e já não tem conta as  vezes que o apanho em cima dos móveis (coisa que com a medicação não se verificava tão a miúde). A comer é cada vez mais desastrado e não posso deixar que coma compulsivamente, pois o seu peso disparou uma vez que no último mês não tomou Ritalina ou Concerta. Com os avós e sobretudo com o irmão não consegue fazer uma frase sem agredir e comigo só não o faz porque o ignoro sistemáticamente...

Ir á rua é um pesadelo porque como não se controla, ele próprio evita sair e faz uma birra gigantesca para mostrar o seu desagrado.

Tudo isto porquê? Porque a semana está a passar depressa demais. A ansiedade dele dispara só de se lembrar que a escola vai começar na próxima segunda-feira. Sei que não o faz de propósito, simplesmente não tem como o evitar mas está a deixar-nos com os nervos em franja!!

Ainda por cima descobriu que tem consulta no sábado (mesmo que queira tomar a medicação para ver se acalma, não quer ir á consulta com aquela «chata» da psicóloga - palavras dele - porque já sabe o que ela vai dizer) embora até tenha confessado que não se importa de estar com o neuropediatra.

Para complicar o Rafa está aflito pois tomou consciência que não fez qualquer ficha de trabalho e que não consegue ter a concentração necessária para o fazer até final da semana (ele bem tenta mas distrai-se tão depressa que nem se lembra que tem o livro das fichas a não ser que o Francisco entretanto lhe pegue...)

 Bom, sei que isto é o normal destas crianças (pelo menos do meu!) mas claro que até nós que estamos acostumados nos sentimos desmotivados...

postado energia-a-mais às 23:45

Pode parecer estranho para título mas são a minha mais prioridade na lista das preocupações. As unhas são as do Rafa, estão enormes, entram pela meia e acho que podem mesmo furar o sapato (isto se antes não lhe entrarem pela carne!)

A verdade é que desde bébé que tentamos, sem êxito, que deixe cortar as unhas, as dos pés são ainda mais difíceis. Fazemos mil e uma tentativas, inventamos métodos, apostamos nos truques para que se distraia e nada, sempre que começo a puxar o assunto a reacção é de pânico. Até já experimentamos (montanhas de vezes) tentar cortar enquanto dorme mas como tem um sono agitado, parece perceber ainda a tesoura vai no ar!

Agora com a chegada da escola, lá vou dizendo que os colegas reparam nessas coisas e ele certamente não quer ser conhecido pelo unhas-grandes! Mas ainda não o consegui convençer...

Aceitam-se sugestões

 

P.S: O Francisco está optimo tirando a falta de apetite. Fiz-lhe os pratos favoritos (peixe e canjinha), tentei fruta, leitinho, tudo e ele não abre a boca!! Olha para nós e diz - mamãe papa, mano papa, tutu papa, ao-ao papa, Quico num qué...- percebem? Depois se não lhe tiro as coisas da frente, dá um safanão no prato e pronto, lá estou eu de rabo para o ar a apanhar comida, lol! Espero que seja passageiro pois ele é um bébé com peso baixo, se deixa de comer nota-se logo os ossitos todos...

postado energia-a-mais às 00:25

mais sobre mim
que querem saber?
 
Setembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

14
16
19
20

21
26
27



disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro