Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

16.Out.08

Só queria...

ser um daqueles bichinho microscópicos e entrar no cérebro do meu filhote, para ver o que lhe acontece quando se põe a fazer coisas destas:

 

Ontem tive de os levar comigo a fazer umas compritas. A minha mãe tá a tentar curar uma daquelas gripes (força mamã!) e por isso não tive a habitual ajuda de final do dia. Quando chegaram da escolinha que remédio tive eu, senão arrastá-los até ao Continente (algo que evito a todo o custo...)

Lá foram com a habitual boa disposição, com as correrias, gritarias e outras tropelias a que já me acostumei...de maneira que entrei lá, com aquela minha cara de faz-de-conta-que-isto-não-me-incomoda-nada!!

Eles sempre á frente a discutir pelo carrinho das compras, para ver quem tira os iogurtes da prateleira, quem chega primeiro aos cereais...eu a desviar-me de sítios críticos, a tentar cortar caminho e sair dali rapidamente.

Depois começaram os disparates do costume, o Rafa pendurado no balcão da peixaria para chegar a duas lagostas vivas, o Francisco quase a cair dentro das enormes arcas congeladoras onde estão gelados e sobremesas, os dois a tirarem alegremente bolachas e chocolates das prateleiras, eu a apanhar o que podia!!! Mas tudo dentro do normal, lol!

Entretanto chegamos ás caixas, já com o Rafa em alta voltagem porque queria um carrinho telecomandado de uma qualquer marca de bonecos que eu nem sei o nome mas que custa um balúrdio...pois começamos a argumentação e quando penso que as coisas podem ficar por ali, vejo que ele corre para fora do hiper (passando pela caixa á velocidade do som) com o dito carro nas mãos...aquilo apita, o segurança corre, pessoas ficam pasmadas a olhar e eu, com o Francisco, com as compras, com o saco aberto, nem sei se vou, se fico...Olho para a frente, deixo as compras, grito «com licença» e lá desato a correr a ver se evito que apanhe com algum mais resmungão e tenha de pagar a porcaria do brinquedo...

Pois cá está a bela da diferença, outro miúdo era capaz de fazer uma cena mas não pegaria no carrinho para fujir dali com ele! Prefiro falar com o Rafa na casa de banho e lá consigo entregar o carro ao segurança que olha para mim com ar de quem não tá a ver a coisa (paciência!)

Não, não deixei as compras lá, fui para trás, comprei chupas e rebuçados de menta para a garganta, juntei ao que tinha deixado na caixa e ainda lá estava, paguei com ar de que isto não é nada de anormal e pronto! Vim para casa com os filhotes a cantar «Vamos á praia» do Joka

 

Agora, que eu gostava de saber o que lhe vai na cabecinha nesses momentos, ai isso gostava...