A Hiperactividade vista à lupa

Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

a saga continua, cá estou para relatar os dias em que tivemos o Pai cá em casa

 

SÁBADO - dia 2

Este foi o dia em que pensamos levar o Rafa a fazer um corte de cabelo. Esta é uma daquelas situações em que tudo pode acontecer, desde ter de pagar os estragos de prateleiras derrubadas (normalmente cheias com aquelas ampolas carérrimas que ninguém mais compra!) a pedirmos desculpa pelo incómodo que é ter de limpar vomitado das roupas de quem tentou á força aplicar a tesoura, ou qualquer outra coisa que o meu filho se lembre de fazer para evitar cortar a bela da cabeleira, lol!

Era de esperar que com o tempo se fosse habituando (não conheço muitos meninos de quase 8 anos que achem cortar o cabelo um tormento digno de vómitos...) mas com a idade tem vindo a piorar, pois agora já não o podemos agarrar...por isso vamos fazendo várias tentativas, acabando por termos de o arrastar quando o cabelo já se transformou numa autêntica juba indomável!

 

 

Eis o que aconteceu:

Primeiro obstáculo - os miúdos acordaram frenéticos ás 06:00H dispostos a acordar a vizinhança ao som do Camp Rock...o pai foi literalmente arrastado para fora da cama, ficando logo mal disposto, pois na véspera ficara acordado até ás 04:00H (!) pondo as suas preferências televisivas em dia (eu bem o avisei...)

Querendo ser mais inflexível do que no dia anterior e azedo pelo acordar forçado, logo que deram as 09:00H, teimou em vestir o Rafa para irem ao barbeiro...sem lhe dar medicação...

Segundo obstáculo - vestir o filho revelou-se tarefa impossível, não só porque não parava quieto mas também porque , como não veste roupa interior, o pai não percebia como o devia vestir...até que cansado de tentar durante quase uma hora, resolveu arrastá-lo de pijama - muita confusão depois, com gritos, comprimidos pelo ar, ameaças, etc., acabamos por concordar num fato de treino (coisa que o filho já tinha dito e que eu também já avisara...)

Terceiro obstáculo - fazer o filho esperar a sua vez no barbeiro - tarefa muito, muito difícil, ainda por cima porque levou os dois miúdos (eu avisei...) e juntos eles resolveram assumir o comando da barbearia, transformando o sítio num espaço impróprio para cardíacos, pois aquilo está cheio com vidrinhos e prateleiras e mais vidrinhos....topam?

Quinto obstáculo - para fazer tempo, o Pai resolveu levar os miúdos para fora, esquecendo-se que se estamos num local com um propósito e saímos sem o cumprir, nunca mais vamos conseguir voltar...os miúdos depressa se envolveram numa bela brincadeira no parque, e nem arrastados o pais os conseguiu levar de volta á barbearia, voltando a casa apenas á hora de almoço (esta eu aviso mesmo muitas vezes...)

Sexto obstáculo - fazer o Rafa sair de casa no fim de almoço com o intuito de voltar á barbearia. Como o pai estava cada vez mais afoito e insistente, o efeito de oposição/desafio do filho foi ficando mais notório até que desistiu e depois de eu lhe garantir que nem que o cabelo lhe estivesse a chegar aos pés, eu lhe pediria para o cortar, ele resolveu que o cortaria na minha cabeleireira habitual. Lá fomos decididos e claro, o meu filho mudou de ideias assim que lá entrou, sendo que ainda esteve a rebolar-se no chão, saltou nos sofás, escondeu-se debaixo de uma mesa e quando chegou a sua vez desatou a correr porta fora...

 

Quando já tudo estava conformado com a ideia de que esta seria mais uma tentativa, ele (já a tarde escurecera) resolveu dizer que agora sim, queria voltar á barbearia

Sétimo obstáculo - fazê-lo parar quieto na cadeira, enquanto  lhe cortavam a melena. Aqui o pai esteve bem (aceitou o meu aviso, lol!) e levou umas cartas para jogarem durante o processo...

 

Com tanta correria durante o dia, o pai estava cada vez mais cansado e queria pôr os dois na cama ás 21:00H, claro que os artistas fizeram gato-sapato até ás 23:00H o que levou o pai a reclamar até ás 24:00H restando-nos muito pouco tempo (e paciência) para namorar...o que deixou o pai ainda mais irritado (e a mim também!)

 

 

DOMINGO - dia 3

Este dia resume-se a isto: o Pai era para ficar até segunda feira (saindo pela madrugada de terça) mas atendeu um telefonema do patrão, por volta das 09:00H de domingo e acabou por sair no fim de almoço...quando souberam os miúdos ficaram histéricos e tivemos de os confortar durante a manhã, com isto o Pai lá ficou com ar de quem-não-sabe-muito-bem-o-que-fazer e eu tive de ser bombeiro em dois fogos...Pela hora de almoço já estava a algazarra habitual e tivemos um almoço «volante», com um final um pouco atribulado porque o Francisco que descobriu este ano que adora castanhas, resolveu brincar com elas como se fossem berlindes e o Pai que tanto queria levar a recordação do magusto, teve de se contentar com um ouriço que o Rafa trouxe da escola 

 

postado energia-a-mais às 23:00

mais sobre mim
que querem saber?
 
Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
20
21
22

26
28
29



disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro