A Hiperactividade vista à lupa

Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

e a saga continua...

 

entrando no momento certo - como quem diz na hora da chegada ao centro comercial, filhos querendo ir directos para o tal Mc*** e pais querendo ver uns moveis jeitosos, filhos levando a melhor porque a brincadeira fala sempre mais alto....

 

Estar no dito espaço com os miúdos é para a maioria das famílias sinónimo de diversão - mesmo que não se seja fã da comida, lá se dá a mão à palmatória, ter no mesmo sítio comida que os putos gostam, brincadeiras e surpresas que podem levar para casa, deixa todos contentes - para esta família, este local é para pais entrarem em stress e filhos entrarem em delírio (muito próprio)

Então entra-se e o apelo do escorrega, pai faz os pedidos, mãe aponta mesa, filhos não querem saber porque já estão a atirar os sapatos pelo ar, entrando de rompante pelo escorrega acima. Pouco tempo depois, miúdos andam semi-nús, mãe tenta deitar a mão a qualquer um deles a ver se lhe atira um raspanete, pai lá aparece com os tabuleiros e tenta manter a ordem.

Por verem que já há tabuleiros na mesa, miúdos chegam esfusiantes, tentam descobrir o brinquedo a que têm direito e metem montes de comida na boca (para não demorarem muito com isso...diz o mais velho!) pais ainda acham que podem manter a dignidade do momento mas é impossível fingir que não vêem os bocados de comida que voam pelo ar, a garrafa da agua entornada ou os molhos que se despejam por todo o lado menos no sítio certo...

Filhos metem-se no escorrega com brinquedos e tudo, cada um com tentando fazer mais depressa, subir mais depressa, escorregar mais depressa e destruir mais depressa. Como há outras crianças no local, pais de outras crianças sentem a ameaça e vai de se atracarem ás suas crias...claro que dali a pouco, poucos restam por lá...

O mais novo decide brincar de homem aranha, subindo ao contrário no escorrega, no que é incentivado pelo mais velho e impedido pelos pais de se atirar abaixo...

De repente desta vez sem aviso, filhos desatam a correr em sentido do parque, pais pegam nas tralhas e conseguem apanhar os danadinhos...

 

Entrada na tal loja que os pais queriam tanto visitar - a mais rápida e menos proveitosa de sempre - na porta da loja, um carrinho daqueles de moedinha chama a atenção do mais novo, mais velho acha piada e os dois querem experimentar. Mãe entra sozinha, pai acha que os leva entretanto...mãe está a chegar ao fundo da loja para ver o que lhe interessa e ouve gritos muito familiares...mãe tem razão, as goelas em acção são as das suas pérolas...

Filho mais novo grita histericamente, filho mais velho pontapeia pai que muito aflito olha para todo o lado (acho que para entrar dentro de algum armário suficientemente grande....)

Mãe desespera mas não convence filhos, pai volta-se e sai com os dois fedelhos aos berros, mãe desiste e vai atrás!

 

Parque de estacionamento parado a ver birra descomunal - pai e filho lutam desalmadamente sempre puxando para sítios diferentes - filho quer entrar no carro, pai quer voltar á loja, filho decide que vamos para dentro, pai em desalinho quer entrar no carro....mãe segura mais novo que quer entrar na «festa»

Nesta altura tudo está ao nivel fatal de ninguém perceber patavina do que se passa...família entra no carro mas sempre com uso da força física e pouca sanidade mental....

Foram quarenta minutos de hiper agitação, até que pai arranca, pai trava, pai volta a arrancar, a gritaria continua, a luta também, pai para o carro ainda no parque e sai o que faz subir o pânico. Pai recompôe-se e entra e volta a arrancar...

 

Regresso mirabolante - filhos histéricos, pais desnorteados dá nisto - o mais novo desata o cinto de segurança da cadeirinha, o mais velho vai na frente. Pai tenta conduzir, mãe tenta segurar um diabinho de dois anos e meio, pendurado na janela do carro (em movimento). Pai evita olhar para o lixo que o mais velho resolve fazer ao explorar os restos do que sobrou da alegre refeição...

Mãe termina a viagem a rezar para que não se encontrem polícias pelo caminho, para que o jeitoso não apanhe mais do que um resfriado (pela cabeçinha fora do vidro) e para que o pai não tenha um colapso....

Antes de o carro parar ainda houve tempo para mais alguns estragos, forro da porta traseira danificado, e um homem aranha que voou pela janela,ooopss!!

 

E depois de mais uma luta para os colocar dentro de casa, pais sentem que filhos são extremamente persuasivos e que da próxima vez, a coisa deve ser bem planificada para ter princípio, meio e fim!

 

 

 

sinto-me: passada por um cilindro
tags: ,
postado energia-a-mais às 23:20

mais sobre mim
que querem saber?
 
Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
13
15
16

17
18
20
22
23

25
26
28
29
30

31


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro