Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

09.Dez.09

Empenho

 

 

em conseguir respostas para temas pertinentes da nossa sociedade

 

é o que se espera do mini-fórum a decorrer no dia de hoje - 10 de dezembro em são joão da madeira e no qual vou participar

 

Tem a organização da Rede Europeia de Luta contra a Pobreza e é acolhido no Museu da Chapelaria, com a participação de várias personalidades ligadas à temática das Crianças e Jovens em Risco

 

Depois venho contar o que vi, ouvi e concluí...

09.Dez.09

quando os GRAÚDOS estragam

 

 

o Natal dos miúdos....

 

a sério isto é mesmo assim como vou contar, quem se rever numa ou noutra posição está convidado a «blogar»

 

 

tal como nos últimos anos, a cidade recebe o Pai Natal nesta altura, uma forma de chamar mais gente ao centro com intuitos comerciais - o que nem é mau para dinamizar o comércio tradicional...tirando a tal «comercialização» da época festiva que se aproxima e que devia chamar a atenção para outras causas, enfim todos sabemos que cabe a cada um de nós viver o Natal com o espírito devido...adiante...

 

A ideia do sr. das barbas brancas aparecer em «carne e osso» e ditas verdadeiras ou postiças, serve para alimentar a imaginação da criançada. Um animador incentiva ainda mais, relatando a chegada do ilustre personagem e motivando os pequenos para os pedidos da prenda desejada!

 

Este ano o Pai Natal teve direito a descer em parapente (ou coisa parecida) e honras de desfile com moldura humana...ora o que é que isso tem a ver com o título do post? eu conto

 

quem é que fazia mais barulho, empurrava, acotovelava, pisava e esbracejava???? não o Rafa nem foi ver....

 

quem tanto se esforçava para chegar à frente e ver o mais perto possível o homenzinho vestido a rigor eram os graúdos que lá estavam....muito mais do que os filhos (e se calhar alguns sem eles) os pais/adultos faziam de tudo para manter uma posição vantajosa (leia-se sem obstáculos a tapar a visão) nem que para isso tivessem de recorrer a golpes «baixos»

 

Fico passada com estas coisas...então criticam o meu miúdo por ele ficar descontrolado em certas alturas e comentam a sua «educação» e depois comportam-se como se o mundo fosse acabar e o Pai Natal fosse o único a poder salvar  a humanidade??? irra....

 

só vos digo que se a cena relatada no post anterior se tivesse passado neste contexto, se alguns dos adultos tivessem o «descaramento» de fazer observações sobre o comportamento do meu filho, tinha levado uma destas « ele tem 8 anos e é hiperactivo e a sua desculpa qual é?»