Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

18.Dez.09

semana dura...

 

esta que está a terminar...

 

todos os dias tivemos crises mais ou menos intensas do Rafa! como se nao bastasse o Quico estar na fase da «greve de fome» o meu enérgico filhote mais velho tem andado em fase de «ansiedade aguda»!

 

Já esperava esta reacção - aliás todos os periodos de festas e fora da rotina são por norma, complicados....

Mas a época de Natal é sempre uma das mais difíceis...

 

Sei que não consegue controlar a impulsividade e quando o efeito da medicação se vai - ao final do dia, ou seja na pior das alturas! - temos de aguentar os seus momentos frenéticos

 

Ultimamente as implicâncias são por qualquer coisa e o transtorno é sempre inevitável! O Quico também sofre e acho que cada vez mais se apercebe das histerias do irmão, tentando manter-se ao longe!

 

Na segunda feira foi porque queria ir ao Mac.., na terça porque se lembrou de procurar prendas, na quarta foi porque achou que o Natal está a demorar a chegar, na quinta porque queria convidar um amigo para dormir cá em casa...

nem folga tive no meu aniversário portanto....

O mais complicado é que o neuropediatra nos fez um esquema de medicação apenas com o concerta e o rubifen, sem incluir a risperidona de manhã (quando liguei após os primeiros 15 dias, ele disse-me para lhe dar apenas em SOS)

Sem essa substância de manhã o Rafa continua a ser muito agressivo...quando faz uma crise, fica demasiado agitado e não tem qualquer controlo sobre a sua força...bate-nos e parte tudo o que tem pela frente! se tento pará-lo pela força nunca consigo ficar no controlo da situação...a minha única arma é a firmeza com que falo com ele e a passividade se me acerta (mesmo que tenha de fazer um grande esforço para não dar resposta violenta). Apenas mantendo contacto visual com ele o consigo dominar - sem reagir com violência e mantendo um tom de voz propositadamente baixo...

Se me descontrolo acontecem cenas como esta - ele bate, eu bato, ele usa mais força e golpes baixos, eu grito e uso a minha autoridade com mais violência, ele descontrola-se e não pára...andamos literalmente à luta, coisa que considero abominável - sei perfeitamente que tenho de ser eu, adulta e mãe a manter a ordem - não me parece que haja qualquer ordem numa luta corpo a corpo...e não falo de uma luta qualquer, sem importância - esta é uma luta que deixa mossas - eu ando cheia de nódoas negras, arranhões e até mordidelas...ele fica com marcas minhas...

 

para mim o pior é quando o Quico assiste a isto e tenta vir em meu auxilio - sei que isso lhe faz muito mal! a vários níveis e sobretudo a nível do seu equilibrio psíquico! quando os meus pais não estão e tenho de lidar com os dois ao mesmo tempo, torna-se ainda mais complicado...

 

Esta foi uma dessas semana em que chegamos a «vias de facto». Tive momentos péssimos porque o cansaço aperta e sinto-me ainda meio abalada...

O pai vem agora na próxima semana para passar esta quadra e o Rafa entra de férias. Espero que se entendam o suficiente para me dar algum descanso!

 

Adenda: o melhor do mundo são as amizades (quer se conheça pessoalmente ou apenas pela net) A todos os amigos/as que por aqui passaram e me deixaram um beijo e votos de parabéns - OBRIGADA! Esta partilha ganha mais sentido quando sabemos que existem outros desse lado!