A Hiperactividade vista à lupa

Quinta-feira, 02 de Outubro de 2008

Lá fui eu de manhã, levar os miúdos á escola, com mais dificuldade do que o habitual porque para além da parafernália de objectos que levam todos os dias (mochilas, batas, lancheiras,etc) o Francisco resolve levar uma maleta enorme com truques de magia... consigo deixar o Rafa e lá vou eu preparada para a tal conversa com as educadoras da salinha do Quico.

Pois é parece que o pequenito tem génio! As duas educadoras concordam em que é uma criança muito, MUITO teimosa, pouco interessada em cumprir com os pedidos que lhe são feitos, gosta muito mais de trepar á estante dos livros e de atirar a fruta de plástico pelo ar. Também acham que o Francisco não bate nos outros meninos de forma «normal» - presumo que haja uma forma «normal» de bater nos outros!! E que tem uns belos pulmões...Por fim acham-no um bebé muito carente, dizem que tenta a todo o custo chamar a atenção delas e pede colo, beijinhos e cuidados extra! Bom, de tudo o que foi dito, o essencial que retirei é que elas consideram que dedico pouco tempo ao Francisco, pois estou muito absorvida pelo Rafa. Acham que o Francisco necessita de ter mão firme, para contrariar a sua tendência em ser do contra, antes que fique (!!) como o irmão e querem que eu entenda que ele deve dormir melhor á noite para vir mais calmo de manhã (coisa que também me daria muito jeito) Ou seja, tenho de começar outra batalha, pois pela conversa pareceu-me que continuam a achar que a hiperactividade pode ser evitada com mais disciplina. Claro que não posso afiançar que o Quico seja hiperactivo mas a verdade é que se fôr não há disciplina que lhe valha!

Já há algum tempo que resolvi escolher as minhas batalhas. nem sempre considero importante entrar em conflito por causa de certas situações. Por exemplo, ontem quando fui buscar o Rafa á escola, ele vinha completamente desvairado. Não me ouvia, não tinha cuidado a atravessar a rua e soltava gritos de parar o trânsito. Muitas pessoas paravam na rua e abanavam a cabeça ou tentavam intervir, ele passava como um furacão, meteu-se com uma mamã que empurrava um carrinho de bebé, tentando ser ele a levar o miúdo, enfim, vinha sem controlo porque como já referi, a medicação tem agora um efeito curto. Quando entrou numa lojinha para comprar um pacote de batata frita, foi como se estivesse a passar por ali o Katrina! A dona da loja, velha conhecida, não se importa pois sabe que acabamos por sair mais rápido se o deixar á vontade mas uma das compradoras agarrou o Rafa por um braço e tentou mantê-lo quieto dizendo que já era grande para se comportar daquela maneira e que era malcriado! Claro que levou um safanão (do Rafa) e teve de ouvir uns quantos gritos no máximo volume! Eu não interferi (o que provocou a maior indignação na dita senhora) porque simplesmente, estou farta de ter de explicar, pedir desculpa, explicar novamente...não, esta não é uma batalha que me interessa!

tags:
postado energia-a-mais às 14:08

De Coisinhas da Mamã Lili a 2 de Outubro de 2008 às 16:08
Obrigada kerida mas vou mesmo ficar so pelo ginasio,e isso so quando melhorar, porque ontem so laa fui por-me pior...
beijinhos

De mil sorrisos a 2 de Outubro de 2008 às 16:15
Realmente há coisas que não valem mesmo a pena e que são puro desgaste e desperdício de energia. Torna-se fácil fazer uma avaliação exterior das crianças e dizer isto e aquilo, mas só tu sabes o quanto te dedicas a cada um dos teus filhos. O que acredito é que há coisas que não estão nas nossas mãos e que têm a ver com a própria natureza das crianças. Há quem se esqueça disso, infelizmente os profissionais que, à partida, o deveriam saber melhor que ninguém...
Beijos e Mil Sorrisos
:o))))))

De s.a. a 2 de Outubro de 2008 às 16:27
Amiga:

Fazes muito bem em escolher as tuas batalhas e poupares-te ao desgaste que as desnecessárias provocam...

Afinal o importante é direccionares as tuas energias, para quem mais precisa de ti, os teus meninos!

Às vezes tb penso que quem melhor deveria compreender as situações (profissionais) nem sempre o conseguem, mas enfim... é vida!

Espero que consigas "contornar" esses obstáculos exteriores que por vezes surgem!

Beijinhos


Sandra

De Anónimo a 2 de Outubro de 2008 às 17:52
Teresa,
como te entendo e tens toda a razão quando dizes que não vale a pena é que não vale mesmo .
Também eu já me importei com o que os outros pensavam, mas agora pouco me importo, se estão imcomodados que se retirem.

Quando as educadoras dão concelhos e nos dizem maneiras de como lidar com os nossos filhos não passa de simples teórica , pois na prática é tudo muito mais difícil. Gostava muitas vezes de ver como são elas com os filhos em casa se utilizam os conselhos que dão nos filhos.

Beijinhos e muita força,

Cristina

De energia-a-mais a 2 de Outubro de 2008 às 22:55
Muito obrigada Cristina, pelas palavras de força que aqui me deixas, tens razão é sempre mais fácil «educar» os filhos dos outros...
Beijinhos

De Filipa a 2 de Outubro de 2008 às 22:38
Essa não é uma batalha que te interessa ... porque nesta altura o teu desgaste está a atingir um nível em que já tens de racionar as forças!!

Gostava de poder pensar que essa capacidade é sinal de força, mas diz-me a experiência que esse "desligar" é sinal de fragilidade ... de perigo!!

Sei como é desgastante ter de explicar o porquê daqueles comportamentos, e muitas vezes dei comigo sem saber explicar porque o faria, ... se para justificar os comportamentos do meu filho, se para defender a educação que lhe dava. No fundo se para o defender a ele, se para me defender a mim!!

As mais das vezes chegava à triste conclusão que pese embora todo o meu discurso, nem sempre as pessoas ficavam convencidas!! Umas lá entendiam e muitas vezes eram as proprias a pedir desculpa pela forma como tinham reagido, mas as mais das vezes ou tinham pena, ou não se deixavam convencer que era de facto um problema que me ultrapassava como Educadora!!

Quanto ao problemas que enfrentas com o Francisco ... acho que eram já eram esperados. Os nossos filhos hiperactivos são tão absorventes, que é perfeitamente "normal" que lhes dediquemos mais tempo, até mesmo de forma inconsciente, do que aos irmãos.

Felizmente nunca me deparei com essa situação pois o André só teve irmãos já aos 13 anos, mas o dificil está no que te é exigido ... que dediques mais tempo ao teu pequenino ... esqueceram-se no entanto de te dizer como!!!

Em teoria, os pais tem de ter toda a disponibilidade do mundo e desdobrarem-se em esforços ou para evitar ou para remediar algo, mas na pratica, a vida diaria não nos permite essa disponibilidade, até porque para além do Rafa ... tens a teu desfavor o facto de não contares com a presença diária do teu marido para repartir esforços contigo!! Quando assim é, parece que assistimos impotentes á multiplicação dos problemas que acabam por tomar proporções inimagináveis para um espirito já tão desgastado!!

Presumo que sintas um misto de sentimentos e quem sabe alguns deles de culpa ... mesmo sem intenção acaba por ser esse sentimento que as Educadoras cultivam em nós ... desconhecendo por completo o efeito devastador que ele provoca!! Não permitas que isso aconteca ... tu és uma mulher de força e ninguém tem o direito de te exijir mais do que aquilo que fazes!!

Tenta manter a calma, e gerir a situação com o bom senso que tens tido sempre, e com o aconselhamento dos médicos!!!

Um grande beijinho para ti e para as tuas pérolas que embora te desgastem tanto, são concerteza o teu maior tesouro!!!

De mamaepedro a 9 de Outubro de 2008 às 15:40
És mesmo uma super mãe, não me imagino na tua situação com tanta força.

Beijinhos


mais sobre mim
que querem saber?
 
Outubro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

15
18

20
24
25

26
31


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro