Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

09.Nov.12

quase em tempo de Magusto

 

 

nas escolas dos meus reguilas preparam-se atividades a celebrar a data, com o mais pequeno a levar castanhas para o tradicional lanche do magusto «mas diz à professora que não as como, ok mãe?» e com o mais velho a ter na escola um dia especial, no qual os pais e comunidade escolar são convidados a participar - o chamado «Dia Aberto» (clique no link)

 

 

Eu confesso a minha pouca energia para esta festividade, ao contrário do habitual, fruto de um desgaste profundo durante esta semana. Não houve um único dia em que não tenha existido tensão, muito em particular porque o Rafa anda agora sem medicação (uma paragem que tem a ver com a proximidade de nova avaliação médica). Na segunda foi a birra do Quico ao chegar da escola que levou a discussão entre quem estava com ele na altura (meus pais e bisa). Na terça uma manhã caótica com o Rafa a recusar ir à escola porque não queria levar as últimas sapatilhas que lhe comprei, depois mais um episódio de total desvario do Quico que trouxe nesse dia «bola preta» no comportamento na AEC de ingês e por isso teve castigo na escola. Na quarta foi o Rafa a ter mais uma disputa comigo, tudo por causa da sua completa ausência de responsabilidade no que diz respeito a tarefas da escola e de rotina pessoal. Acabou por se esquecer que tinha teste de ciências e no segundo antes de se deitar, fez mais uma das suas fulminantes e ruidosas demonstrações de pânico. Esteve mais de duas horas a remoer, andando pela casa (de divisão em divisão) de livro na mão mas sem conseguir sentar-se e fazer alguma tentativa para rever a matéria. Depois de muita confusão tive de o «obrigar» a dormir pois com as horas a passar e ele sem aproveitar, de nada valia permanecer nesse estado!

Na quinta, após uma noite mal dormida, péssimo humor matinal ao qual o Quico reagiu com total desatino, querendo levar camisola de manga curta, sem mais agasalho, acabando por me irritar tanto que eu própria sentia já a temperatura próxima da ebulição...

Sexta é portanto o corolário da atribulada rotina semanal. A ver vamos como irá terminar. Uma coisa é certa, tenho de encontrar a minha boa disposição rapidamente que até eu já estou farta de me ver «murcha»

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.