Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

30.Out.08

Alta Voltagem!

Agora andamos assim - eléctricos! Cá em casa teremos um curto-circuito se houver uma trovoada - basta uma faísca e temos fogo na certa...

Os miúdos andam completamente impossíveis - tal como diz o médico do Rafa, o que é que quer dizer com impossível?! Então eu descrevo :

  •  Acordam super-cedo (não há maneira de acertarem o relógio biológico pelo que continuam na hora «antiga», por isso as 07:00H são agora ás 06:00H...)
  • Durante a noite, resmungam, falam, choram e mexem-se sem parar (esta madrugada tive de ir para junto do Rafa porque teve uma crise de choro, então contei 52 voltas na cama, antes de voltar a adormecer)
  • Fazem boicote aos avós e estes não conseguem dar uma ordem que não seja contestada com grande determinação e mesmo violência
  • O Francisco decidiu não comer, no infantário acumula a comida na boca até vomitar, em casa recusa tudo o que se lhe dá, tentando sempre espalhar pelo chão e para debaixo dos armários o conteúdo do prato
  • Resolveram treinar a Noite das Bruxas andando sempre de vassoura e com ela partem tudo em que tocam e fazem nódoas negras um ao outro, o que leva a um sem número de queixas, choros e mais nódoas negras

Com tudo isto, os avós desenvolveram uma espécie de hiperactividade por aproximação, andam também eles eléctricos, especialmente a avó que não consegue ter a sua própria casa em ordem, pois estas 2 horas ao final do dia, fazem-lhe muita falta...

O avô anda nervoso porque os miúdos lhe partem o carro, sujam os estofos e só querem estar ao volante...

 

Eu ando a mil porque a roupa teima em ficar no monte, não há tempo para compras a meio da semana,  além de que tudo o que está fora do sítio ao fim do dia tem de ser arrumado antes do outro dia nascer, pelo que a hora de deitar passou das 24:00H para a 01:00H...(isto se não estiver muito tempo a blogar, lol!)

 

Depois há coisas que nunca mudam, como por exemplo uma típica manhã (a de hoje)

  • enquanto faço as camas o Quico vira o conteúdo de duas gavetas do quarto, depois passa pela casa de banho, despeja o gel de banho na sanita e sai com o pote cheio do xi-xi que vira á entrada da sala para que o irmão passe por cima, o que faz o Rafa desatar aos gritos de «ai que nojo!» e venha a correr para falar comigo o que o leva a querer saltar na cama já feita, o que me deixa irritada e sem dar atenção ao Quico que passa á varanda dos brinquedos e tenta chegar á estante dos livros, pelo que se pendura na caixa onde estão os carrinhos mais pequenos e por isso acaba tudo no chão....

... aquelas que mudaram

  • durante o resto do tempo, até ás 19:00H (com excepção do intervalo de almoço) estou ocupada com o marcar e desmarcar consultas e exames médicos, tentando gerir uma equipa de medicina no trabalho, colocando de forma rentável médicos, enfermeiros e técnicos, agradando os clientes e patrão, lol!

     

e as que eu não quero que mudem

  • ao final da noite, as cantorias com o Francisco, as intermináveis histórias com o Rafa, a leitura obrigatória do último livro (do tema de obsessão - os dinossauros) até que o sono chegue e claro, o sentar no PC, o chá com torradas de compota caseira, o telefonema da praxe ao maridão, sem o qual seria de todo impossível fechar os olhos descansada

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    energia-a-mais 31.10.2008

    Olá Lili! Realmente não tenho tido muito tempo mas enquanto me for possível não deixarei de blogar, lol!
    Os filhos podem mesmo mudar as nossas prioridades mas nós também temos coisas só nossas...
    Beijinhos grandes
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.