A Hiperactividade vista à lupa

Sábado, 06 de Junho de 2009

 

Tenho a certeza de que há muito boa gente que nunca vai entender este blog

 

mas também isso não interessa nada....na verdade só o facto de se falar do tema já é bom! Para quem tem dúvidas visitem o endereço deixado num comentário ao meu post anterior

 

 

bom fim de semana

sinto-me:
postado energia-a-mais às 00:37

De Pacotinhos de pipocas a 6 de Junho de 2009 às 11:37
Pois é Teresa,

a HIPERACTIVIDADE nem sempre é compreendida ou aceite.

Já me apercebi disso.

Como sabes, não tenho nenhum caso na familia ( acho eu ...), mas acompanho o teu blog já há uns meses.

Vejo o quão importante é para os teus filhos, terem uma mãe que os entende e que tudo faz para lhes proporcionar Qualidade de Vida.

Ao ler-te apercebo-me que os EDUCAS com pulso firme e lhes transmites princípios e regras.

Considero-te uma Mulher com M grande, inteligente
( muito) e Forte!

BEM-HAJA e continua o teu excelente trabalho de educar e divulgar um tema ainda desconhecido para muitos.

Um beijo cheio de admiração e respeito, minha amiga.

BOM FDS!


Sandra

De energia-a-mais a 7 de Junho de 2009 às 01:20
Ola Sandra! Nunca foi minha intenção mostrar apenas o que faço bem...até porque há muita coisa que não funciona e que tenho de ir adaptando aos meus filhos. Mas quando publico um post onde dou conta das dificuldades em lidar com determinada situação (como o caso de andar com eles no carro sem segurança) faço-o com consciencia de que muita gente não vai mesmo entender - li um comentário no tal blog em que me acusavam de irresponsável, por não conseguir sentar os meus filhos nas cadeirinhas proprias...no entanto não li nenhum onde me dessem uma solução (viável) para controlar as minhas crianças! E não achem, nem por sombras que nunca tentei, que não experimentei de tudo (TUDO) para conseguir uma viajem de carro que não seja um tormento...e nada de tretas como colocar DVD, levar brinquedos, folhas e acessórios para desenhar ou pintar, musicas, entreter com histórias, ou as mais óbvias como dar uns belos açoites, gritar com eles, parar o carro e dizer que não ando mais ou mesmo colocá-los fora do carro e arrancar....porque já as experimentei TODAS! Por isso façam favor de dar uma solução, digamos, mais imaginativa e como já ando nisto há mais de oito anos, vejam lá se são breves, porque mesmo que sejam apenas dez minutos de carro, acreditem que são dez looooongos minutos.
Mas tu amiga, obrigada por estares tão presente e principalmente com uma forma tão sincera de encarar o meu percurso, nem sempre pacífico! A ti dispenso outra coisa que não seja a amizade e cumplicidade com que me visitas e que espero seja SEMPRE assim!
Beijos enormes

De C. a 6 de Junho de 2009 às 14:13
Sou da opinião ( e até já falaste sobre isso nuns "posts" atrás) que existem hiperactivos, e existem crianças que não o são mas são considerados pelos pais. A hiperactividade não é uma coisa simples ! No teu caso e como o vives intensamente no teu dia-a-dia é normal que saibas bem o que implica! Tenho uma amiga minha cujo filho "diziam" ser hiperactivo mas afinal nada disso... trata-se apenas de um miúdo a quem foram deixando fazer as coisas e se tornou mal educado. Essa criança teve ajuda de um psicólogo e está deveras MUITO melhor. Mas aí está, não era hiperactiva! Quem não sabe nada do assunto limita-se a "opinar" sem sequer fazer uma pesquisa para saber do que fala. Além de que como me explicaste no outro dia existem vários graus de !Cada caso é um caso.
Beijocas e bom fim de semana ;)

De energia-a-mais a 7 de Junho de 2009 às 01:31
Olá linda! eu sei que entendes e também que procuras saber sempre mais, mas por qualquer razão as pessoas tendem a seguir o caminho mais fácil, neste caso, é bem mais fácil apontar os mal educados do que os hiperactivos. Mas o teu resumo é perfeito - cada caso é um caso! Tanto para negar como para aceitar, temos de conhecer, não julgar!
Aliás se o meu filho entra num café e sobe a um balcão para tirar um pacote de batatas que está na prateleira, alguem vai dizer que é hiperactivo? Claro que não - o julgamento é sempre este - que miúdo mal educado!
Um grande beijinho para ti e um excelente domingo, pois mereces!

De Cindy a 6 de Junho de 2009 às 15:20
Olá.
Tomei a liberdade de deixar o título do teu blog no post do cocó na fralda, porque acho que muita gente deveria ler tudo aquilo que passas no dia-a-dia e na força que tens para lidar com as situações.

Espero não ter feito asneira.

Um beijo grande

De energia-a-mais a 7 de Junho de 2009 às 01:38
Olà Cindy!
Nunca poderia achar asneira, lol! O blog é público e a intenção é que apareçam por cá, comentem e se possível, tragam novas experiências. Por isso e porque a tua visita é sempre bem vinda, agradeço o apoio e a divulgação!
Beijocas para ti e teu pitchulinho!

De Maria Pereira a 6 de Junho de 2009 às 17:29
Pois eu adoro o teu blog e admiro-te muito como pessoa e como mãe, por tudo o que acontece na tua vida e pelo amor enorme que demonstras pelos teus filhos

Um beijo do tamanho do mundo

De energia-a-mais a 7 de Junho de 2009 às 01:46
Olá querida! Vindo de alguém com a tua história de vida, com a tua capacidade de luta e com a tua energia, é mesmo um elogio enorme ter a tua presença no meu cantinho!
Para mim isto é mais importante do que qualquer outra coisa, é por isto que mantenho o blog e exponho a minha (in) capacidade de lidar com uma situação familiar nada típica!
Beijos até á lua - como diz o meu Rafa

De Susana a 7 de Junho de 2009 às 09:17
Olá, vê o blogue Cocó na Fralda. O último texto contém um comentário infeliz sobre o teu blogue e sobre os teus filhos...como leitora do teu blogue, tinha que te avisar!
Beijos,Susana

De energia-a-mais a 7 de Junho de 2009 às 12:58
Olá! Eu também já passei por lá, julguei que podia encontrar alguma sugestão útil e inetressante para quem tem de lidar com este transtorno diariamente! Infelizmente o que mais vi por lá foram comentários de quem não está por dentro do tema, quem quer opinar apenas porque acha que ao fazê-lo mostra ser instruída e versada em vários assuntos...
Tenho um blog aberto, aceito e respeito quem vem cá parar, tal como espero ser respeitada quando visito outro espaço...quando isso não acontece, nem me vou dar ao trabalho de tecer mais comentários!
Beijinho grande

De Cor a 7 de Junho de 2009 às 13:58
Olá Teresa boa tarde. Por mero acaso descobri o seu blog à duas noites atrás, passei mais de duas horas a lê-lo , não consegui ler tudo ainda , porque me senti estranhamente cansada, exausta ao absorver tudo o que descreve. Passei um longo tempo a fazer uma reflexão interior sobre o que é isto de ser mãe. Não conheço crianças com hiperactividade, aliás, não conhecia, e tenho a certeza que no dia que pessoalmente constatar essa realidade estarei muito mais atenta e mais disponível para poder ajudar no que for necessário. Teresa decidi deixar aqui um comentário , porque por vários momentos em que a lia , apeteceu-me dar-lhe um abraço ( espero que não leve a mal), dizer-lhe que é uma Super-Mãe , que nasceu para ser Mãe, e percebi que eu que me intitulo mãe, sou tão pequenina à sua beira.

Um bem haja e um sorriso :)

De energia-a-mais a 7 de Junho de 2009 às 23:37
Olá!Seja muito bem vinda!
Ainda bem que considera ter ficado mais atenta a esta realidade de vida, por mim, espero que não seja tocada de perto por ela, no entanto acredito que saberia lidar com a situação, pois está de mente aberta e sem preconceitos, e isso é que é importante e faz toda a diferença!
Tenho a certeza de que é uma mãe esforçada que, tal como eu, deseja o melhor para os seus filhos!
Sempre que tiver disponibilidade partilhe neste blogue o que lhe vai na alma...
Um beijinho muito grande e obrigada pelo carinho!

De Sandra a 8 de Junho de 2009 às 00:18
Boa noite!

É a primeira vez que visito o seu blog, e nem sou de deixar comentários, mas ao ler os seus posts só me deu vontade de lhe deixar um grande PARABÉNS!
Nem sequer consigo imaginar como será ter uma rotina tão extenuante e atribulada como a sua, e ainda ter forças para recomeçar tudo no dia seguinte.
Uma Mulher e uma Mãe com M bem grande.
Mais uma vez os meus parabéns, e força para aturar esses miuditos com "energia mesmo a mais"!

De energia-a-mais a 8 de Junho de 2009 às 12:28
Olá, bem vinda e obrigada pelo seu comentário! Espero que entenda que este tipo de blogue acaba por servir também como um desabafo, muitas vezes apenas pretendo mostrar que há momentos de desânimo, outros de grande alegria! Que podemos ser tocados por um transtorno que afecta toda a família e que devemos encarar isso como algo motivador e não uma fatalidade!
Beijos e volte sempre que quiser

De maebabada a 8 de Junho de 2009 às 11:28
olá!

também li o post da cocó e também os comentários.
O post, acho que deve ser contextualizado, ela tem uma forma de escrever descontraída e penso que teve um desabafo em tom cómico sem pensar na generalização que podia dali resultar. Os comentários...uns penso que por gostarem de concordar com a autora do blog, outros porque é facil generalizar, outros ainda porque gostam de dizer mal...enfim, acho que houve comentários muito infelizes.

Eu nunca lidei com um hiperactivo, não faço ideia do que seja o dia a dia e sei que é fácil rotular crianças. Acredito que seja um momento de grande tristeza para uma mãe como tu que se esforça todos os dias para minimizar os efeitos da hiperactividade na rotina e sobretudo por tentar que os teus filhos sejam aceites como são, ver que ha tanta incompreensão e tanta insensibilidade em relação ao tema.

Eu também acho que ha muitos pais que usam hiperactividade como desculpa para faltas de educação, mas não podemos é criticar e julgar sem saber se é isso ou não, não sabemos o dia a dia daquela criança para saber se é esse o caso...

olha, acredito que tenhas ficado magoada mas acho que deves sobretudo continuar a tua luta e pode ser que daqui por uns anos este tipo de comentários não exista. Eu sei que fazes muita coisa já, mas podias tentar abordar a tvi (é a de maior audiencia) para fazer uma reportagem alargada sobre o tema. Fazeres tu gravações do teu dia a dia (para evitar ainda + stress por teres um equipa de reportagem atrás de ti) e pedires para o tema ser falado, ha aquela jornalista "ana leal" que me parece muito sensivel a problemas com crianças e infelizmente a tv ainda é o meio principal para educar as massas..

beijocas e muita força

De energia-a-mais a 8 de Junho de 2009 às 12:53
Olá! Para ser sincera nem tinha dado grande importância ao post...achei que devia ser realmente uma opinião muito pessoal sobre algo que não lhe apetecia aprofundar...no entanto cheguei a ver alguns comentários e constatei (mais uma vez) que as pessoas tendem a seguir uma ideia, mesmo que seja disparatada, por ser mais fácil do que procurar respostas! Nada que eu já não esteja habituada...
não é que fique magoada, fico mais decepcionada...
Quanto á ideia de falar com as gentes da TV, por acaso já estive na TVI, faz agora 1 ano, mas para dar o meu testemunho...acho a ideia de uma reportagem alargada muito interessante mas sabes que o que importa é que o tema seja interessanta para a estação! As gravações - até tenho algumas, na verdade foi uma ideia sugerida pela psicóloga do Rafa e usada para avaliar certos comportamentos e reacções (mas ele agora se repara que está a ser filmado, fica possesso!!) e a minha mãe sempre me disse para colocar algumas no blog!
Gostaria muito que se falasse mais do tema, claro, a ver vamos...em breve sai uma reportagem numa revista, depois informo, tem o meu testemunho e o da Linda Serrão.
Há uma coisa que concordo plenamente contigo - alguns pais usam a hiperactividade como desculpa para a falta de educação, algo que só aconteçe de certeza por falta de informação...mas também há muita criança com hiperactividade que nunca chega a ser diagnosticada como tal!
Beijocas e obrigada por sempre me encorajares a seguir em frente!

De Pacotinhos de pipocas a 8 de Junho de 2009 às 11:32
Bom dia amiga!

Hoje vim deixar um abraço apertado.

E desejar-te uma boa semana :)

MUITA FORÇA

Beijinhos

Sandra

De energia-a-mais a 8 de Junho de 2009 às 12:54

De me a 18 de Junho de 2009 às 11:22
Não podia deixar de comentar este post! Porque sim, sou assim opiniosa! :o)))

Olha acho que o post da SMS foi completamente descontextualizado, ela escreve de uma forma descontraída e brincalhona mas é uma mulher sensível e que também é mãe! Estou certa que é sensível o suficiente para saber a fronteira entre uma criança mal-educada simples e uma que tem o mesmo comportamento por ter uma doença, até porque certamente conhece o caso bem e não apresentou ali informação de suporte à sua opinião.

A verdade é que hoje em dia se usa e abusa da hiperactividade para justificar os comportamentos das crianças, assim como da palavra "autista" a propósito de tudo e de nada!

Como leitora do teu blog e do da SMS e até do da Filipa, senti que houve aqui uma grande confusão em que todos "ralham" e todos têm razão.

Hiperactivos são sem dúvida os teus filhos e os teus dias! Devo dizer também que não foram nada justos os comentários que fizeram ao teu blog e à tua luta.

És sem dúvida uma grande mulher e fazes bem em escrever sobre o teu dia-a-dia. Nem que seja para nós pais e mães vermos que afinal os nossos são simplesmente crianças traquinas ou mal-educadas.

Deixo-te de forma sincera um grande beijo e um abraço, mas não dês importância aquele post cuja intenção não foi a que lhe foi dada.

Beijinho

De energia-a-mais a 18 de Junho de 2009 às 13:06
olá amiga! eu sei que o post em causa, não foi demonstrativo dos conhecimentos da autora, sobre este tema! sei que não era intenção dela provocar este tipo de comentários, aliás eu nem tinha visitado o blog...só vi os comentários mais tarde.
Concordo que se abusa muito da expressão «hiperactivo» para justificar comportamentos com outras causas...
Por mim o importante é que se fale mais e se começe a entender isto de outra forma!
Beijinhos


mais sobre mim
que querem saber?
 
Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

15
20

21
23
25
27

28


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro