A Hiperactividade vista à lupa

Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

 

Com uma reportagem que saiu na revista Sábado e que dá conta de uma realidade comum entre estudantes que se drogam para obter maior rendimento escolar

 

Uma das situações descritas na reportagem, tem a ver com a facilidade com que esses jovens conseguem desviar receitas especiais de medicamentos para o TDAH, como o Ritalina ou o Concerta, servindo-se de estratagemas para «enganarem» os médicos, fazendo-se passar por hiperactivos - exite até um fórum na net, usado por esses estudantes, com dicas para saberem como se comportar numa consulta, de modo a serem diagnosticados como hiperactivos!

 

isto preocupa-me por várias razões e faz-me pensar em muita coisa:

 

deixo algumas perguntas no ar: onde páram os pais desses jovens estudantes?  como é que é possível, que médicos e outros profissionais de saúde não alertem para os perigos reais da toma deste tipo de medicação? sendo certo que o diagnóstico não é fácil, mas havendo por isso necessidade de mais rigor na prescrição, não entendo que hajam desvios flagrantes de medicamentos que não se encontram na venda livre!

 

 

sinto-me: preocupada
postado energia-a-mais às 08:07

De mother_24 a 26 de Junho de 2009 às 09:13
Isto realmente... mas será que ninguém toma conta dos filhos? Acho incrivel cenas destas acontecerem nas barbas dos pais e ninguém fazernada... enfim

jocas

De energia-a-mais a 26 de Junho de 2009 às 10:22
muito mau....eu acho ke há pais que nem querem ver!
Beijocas

De Raquel a 26 de Junho de 2009 às 10:08
É tão triste, perceber que cada vez mais os pais se desligam da sua missão...
bjs

De energia-a-mais a 26 de Junho de 2009 às 10:25
é verdade! e repara, quando os miúdos andam no infantário, os pais ainda andam mais em cima, vão à escolinha, vão às festinhas e tal...depois no ensino básico, vão indo menos e menos até que quase desligam por completo...e depois os miúdos metem-se em coisas realmente perigosas e os pais andam a leste!!
Beijos

De Anabela a 26 de Junho de 2009 às 10:21
Olá,

Andamos nós a medicar os nossos filhos para dar-lhes um pouco mais de qualidade de vida... e andam por aí alguns pais que nem se apercebem que os filhos se auto-medicam!
Este tipo de medicamentos serve para controlar o défice de atenção, não permitem melhores resultados, não são milagreiros, os conhecimentos têm de vir do próprio!
Quando penso que por vezes até me sinto "culpada" por medicar o meu filho, por não o deixar ser quem é... fico revoltada só de pensar que há quem os tome por iniciativa própria... é um desrespeito pelo eles-próprios e por quem de facto precisa de medicação para conseguir assimilar conhecimentos.
Não entendo como conseguem receitas, o diagnóstico é longo, os médicos (pelo menos os que conheço), só passam receitas mediante as necessidades, evitam passar em períodos de férias, etc... são também receitas especiais, etc, não entendo!

De energia-a-mais a 26 de Junho de 2009 às 10:35
Olá Anabela
não posso estar mais de acordo contigo! nós que temos tanto receio e nos informamos sobre todas as consequências, todos os efeitos desta medicação....e vemos que há miúdos que abusam disto e pior ficam dependentes de outras drogas, acabando por estragar as suas vidas! e os pais? muitos nem se apercebem...conheço um pai que felicita o filho por ele passar a noite a estudar! será que isso é «normal»? os pais não se questionam, não questionam os filhos?
enfim...problemas da sociedade que tanto incentiva a competição que faz esquecer os principais valores!
Beijos

De maebabada a 26 de Junho de 2009 às 10:51
é das coisas que mais me assusta, sabes, que por algum motivo o meu filho na adolescencia descarrile, que eu não dê conta que faça disparates e não me conte....eu penso que darei, eu acho que estarei sempre atenta, mas assusta-me porque hoje em dia ha tanta informação, tanto sitio onde aprender a fazer asneiras...

beijocas

De energia-a-mais a 26 de Junho de 2009 às 13:02
pois! os miúdos metem-se em coisas sérias sem os pais darem conta...mas acho que se formos pais atentos e presentes, se eles tiverem o hábito de nos procurarem, podemos alertar para muitas situações!
Beijinhos

De Maria Pereira a 26 de Junho de 2009 às 11:42
Tb li esse artigo e pensei o mesmo que tu, daqui a uns anos a nossa saude vai estar nas mãos de pessoas que tiveram de tomar dorgas para poderem ter a profissão que tem... Medo, muito medo!

Bjs e bom fim de semana

De energia-a-mais a 26 de Junho de 2009 às 13:06
assustador! e muito sério....
a ver se fazemos melhor do que isto pelos nossos filhos!
Beijocas e bom fim de semana
P.S: tenho entrado muito no teu blog e não consigo deixar comentários será problema do meu PC? não tenho problemas com outros blogs que visito e vejo que tens comentários no teu deixados por outros...não sei o que se passa...

De Mamã e Tesourinhos a 26 de Junho de 2009 às 12:08
Já há muitos anos que a minha Mãe (professora primária) se queixava que os pais não ligavam nenhuma aos filhos. E isto está cada vez pior. Como é que vai ser o futuro destas crianças/jovens?

Um assunto deveras preocupante.

Fica bem.
Bjs.

De energia-a-mais a 26 de Junho de 2009 às 13:13
pois é! agora diz-me se os pais estão cada vez menos presentes na vida dos filhos, como poderão saber no que é que os filhos se irão tornar....como poderão acompanhar as suas decisões e orientar as suas escolhas? E como diz a Maria P. que profissionais teremos daqui a uns anos, se para terminarem os seus cursos, estes alunos recorrem a substâncias que de futuro os afectarão de diversas formas?

Beijos e bom fim de semana

De osmeuspestinhas a 26 de Junho de 2009 às 17:16
Pois realmente é um assunto que me assusta bastante até já questiono como vai ser qd o meu filho for para o 2º ciclo estará mais longe de nós e os receios impoem se e que mesmo sendo eles certinhos pode haver algo que os incentive a sair da "linha" contundo espero estar sempre alerta de tudo para que não falhe .
bjos e bom fds

De energia-a-mais a 26 de Junho de 2009 às 23:33
alerta e bem informadas! que os putos levam-nos um avanço dos grandes, sabem tudo, conhecem todos e nós continuamos a achar que temos bébés!
Fiquem bem e tenham um grande fds

De Nina a 27 de Junho de 2009 às 01:05
Olá. Estou a tentar ver a reportagem na net, mas não consigo :(
Realmente estes serão os nossos futuros profissionais... que geração...

De energia-a-mais a 28 de Junho de 2009 às 21:25
Olá Nina! Talvez te consiga enviar em ficheiro o tal artigo da Sabado! Vai ver que é um tema preocupante e que afecta muitos dos jovens de hoje!
Beijos

De Pacotinhos de pipocas a 27 de Junho de 2009 às 11:42
Bem ... que perigo.

Ainda não tinha ouvido falar ... desta realidade.

Tenho de ler.

É mesmo preocupante.

Deixo beijinhos e o desejo de um BOM FDS!

Boa Festa!

Sandra

De energia-a-mais a 28 de Junho de 2009 às 21:27
Olá Sandrinha! pois eu digo-te que é um artigo que nos faz pensar!
Beijocas

De Cor a 27 de Junho de 2009 às 12:24
Eu lido diariamente com pessoas que fazem uso e abuso de substâncias quer ilegais quer legais. A maioria são adultos , mas o inicio desses maus usos foram na infância/adolescência e nem sempre existia a não presença parental. Preocupa-me a vários níveis o que escreveste, quer como mãe , como parte da sociedade e como profissional . O padrão costuma ser o experimentar substâncias por questões de aceitação nos grupos pares, por tentativa de identificação , de desafio e por aí a fora, mas esse mal uso de um instrumento precioso para alguns é usado para superar expectativas dos adultos. Aqui pensando para mim somos todos culpados, obviamente são os médicos que fazem prescrições sem rigor, é a sociedade que definiu que temos que ser um país de doutores seja a que preço for e são os pais que deixaram de ter opinião própria e regem-se unicamente por esses valores descorando as angustias que isso pode causar nos nossos filhos.

Falei em termos gerais e para mim peço muito discernimento para educar o meu, mas também tenho consciência que infelizmente não está tudo nas nossas mãos.

Um beijinho e um bom fim de semana

De energia-a-mais a 28 de Junho de 2009 às 21:36
tens toda a razao! é a sociedade, na verdade, cada um de nós que acaba por criar este sistema de «vencer» a todos os níveis, perdendo em individualidade e muitas vezes em dignidade. Estes jovens que recorrem a estimulantes para aumentarem a sua capacidade de concentração, os desportistas que recorrem a substâncias que lhe activam o físico, e por aí fora....são na verdade fruto desta imposição socia! espero que os tempos mudem e que os nossos filhos não sintam essa pressão de modo tão negativo...
Beijos


mais sobre mim
que querem saber?
 
Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

15
20

21
23
25
27

28


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro