Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

11.Set.09

Rodapé

 

ao último post editado

 

  • do Rafa - a cena do «cuzinho» em público ainda dá que falar por aqui, tanto no café, como em casa. O Rafa continua sem medicação e inventa mil estratégias para não a tomar (desde vomitar a atirar pela janela a embalagem dos comprimidos) A escola recomeça terça feira e ainda não fez a adaptação ao reínicio da medicação o que me preocupa e muito!
  • do Quico - continua a berrar desalmadamente que não quer ir à escolinha, soltando baba e ranho quando o entrego à educadora. Ontem falei com ela e garantiu-me que passado o primeiro quarto de hora, o Quico inicia a normal exploração da sala, fazendo o que mais gosta, saltando das cadeiras e outras «asneiras» como querer pendurar-se nas estantes e beiras das janelas.  Ainda não brinca muito com os outros mas gosta dos brinquedos novos...o xixi parece ser uma manobra para chamar a atenção constante sobre si. Vou dar um tempo e aproveito para falar sábado com a psicóloga do Rafa
  • do meu emprego - ou do que restava dele, já nada há a fazer, sou oficialmente uma subsídio-dependente LOL pelo menos até ter novo trabalho em vista! projectos tenho muitos mas quero que as coisas acalmem antes de me aventurar (até porque a nossa saída da empresa não foi pacífica e tivemos que avançar para um pedido de insolvência)  Ainda tenho entretanto muita papelada para ordenar, muita coisa para tratar, por isso calha mesmo bem as aulas recomeçarem a sério para a semana

e pronto cá estamos a entrar num novo fim de semana em que em destaque vai estar a nossa ida ao médico do Rafa e claro, as minhas dores de cabeça para ver o que fazer em dois dias seguidos com os meus enérgicos rapazes

 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    energia-a-mais 11.09.2009

    Obrigada amiga! quanto ao Rafa, ele começou a quetionar porque é que tinha de tomar logo no início mas habituou-se à ideia durante uns tempos. O ano passado ele interrompeu pela primeira vez nas férias de verão e foi muito difícil recomeçar. Este ano decidiu que não toma porque não está doente...eu costumava dizer que ao tomar ele ficava mais calmo e aprendia melhor na escola e aproveitava melhor as brincadeiras - ele ia aceitando! mas agora diz que não precisa dos medicamentos e que eles não o fazem sentir melhor...
    Sei que o Rafa não é o único a passar por esta fase e tenho esperança de o conseguir fazer entender que mesmo para conseguir descansar o suficiente, tem de fazer a medicação certinha!
    Beijos muitos e óptimo fds
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.