A Hiperactividade vista à lupa

Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

 

de agradecimento sincero a todas as que me deixaram (mais uma vez!) o seu carinho e compreensão!

 

eu até costumo responder a cada comentário individualmente mas o meu tempo tem sido agora mais esticado do que nunca - no entanto a cada uma de vós, um beijo de gratidão! li cada comentário vosso com atenção e registei cada palavra!

 

A todas as que acompanham e vivem comigo através do blog a aventura de ser mãe de crianças especiais, só posso agradecer o facto de aqui pararem e mostrarem que é possível «sentir» e mesmo «entender» uma vida tocada pela «diferença»

 

Porque dizer que esta temática está na moda e que «todos» os meninos com problemas de comportamento são hiperactivos pode até dar respostas a quem não necessita delas - mas não satisfaz quem sente na pele a verdadeira inquietação e a falta de soluções!

 

As soluções mais difíceis de encontrar são as soluções familiares - podemos correr todos os médicos, escutar e aplicar as estratégias mais estudadas por técnicos, psicólogos e seguir um plano de medicação correcto mas se a família não dá as respostas adequadas, tudo se perde - não existe base! e sem ela, ao mínimo precalço, tudo se desmorona!

 

Todas as famílias reagem de modo diferente - e até diferem no modo como exprimem essas reacções!

Cá em casa houve de tudo - quem aceitasse resignadamente (como quem diz - nada a fazer!)

quem se revoltasse - porque tinha logo de ser assim? não podiam ser crianças menos «complicadas»?

quem desse um apoio verdadeiro e procurasse entender - vamos ver o que se pode fazer!

quem ouvisse e soltasse suspiros - está bem, está!!

quem não aceitasse de todo - isto é o quê? mania de querer ser «diferente»?!

 

Como em todos os assuntos da vida as reacções foram mudando - alguns membros da família passaram por várias «fases» e por vários «entendimentos»!

Outros nunca mudaram de opinião! uns continuam resignados, outros revoltados, outros suspiram (e muito!) e alguns não aceitam...

 

será sempre assim - dia após dia em cada família - numas mais do que noutras e com mais ou menos implicações

 

mas ninguém escolhe a família! pode é escolher a forma de viver em família - eu só sei viver a família como um todo!  custa quando vemos que o todo é uma palavra muito enganadora....

 

Um abraço apertadinho para todas, todas sem excepção - porque dão mais sentido a tudo isto - e para os familiares de todas as crianças que não têm apenas uma mãe - têm uma família!

 

 

 

sinto-me: tranquila e optimista
postado energia-a-mais às 13:18

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
que querem saber?
 
Outubro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
17

18
20
24

27
29
31


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro