A Hiperactividade vista à lupa

Segunda-feira, 02 de Novembro de 2009

 

 

tal como tinha previsto este fds foi repleto de acção, ou não estivessemos imbuídos do espírito do Halloween!

 

em certas ocasiões foi até uma Casa dos Horrores (salvo seja...) pois confesso que perdi o controlo da coisa

 

Sexta

 

Os miúdos chegaram da respectiva escola com espíritos bem diferentes (acredito que tenham gozado cada um à sua maneira mas no final a disposição era outra)

 

O Quico vinha com uma «telha» daquelas...já tinha feito estragos pelo caminho rasgando metade da vestimenta que usara no baile das bruxas do infantário e só queria partir tudo o que lhe aparecesse pela frente.

Talvez não tenha sido um baile inspirador ou então terá ficado sentido pelas educadoras não lhe terem dado atenção (tão concentradas estavam nas pipocas) quando ele se quis despedir delas, mostrando uma aranha...

O certo é que o meu «pipoquinha» estava mais interessado em desfazer a casa do que em contar como tinha sido a festa - por isso dele apenas soube pela noite dentro que tinha dançado o «fantasminha bincalhão» comido «picocas» e vestido um traje com o desenho de uma «cabaça»

 

O irmão veio eufórico na sua vestimenta de morto-vivo (áquela hora mais morto)...tinha feito uma pintura facial por conta própria para substituir a original que, segundo ele só durou até meio da manhã e o resultado era francamente assustador lol! a cara estava cinzenta, os olhos eram um misto de vermelho e preto, os dentes tinham várias cores (pois ele abria as tampas das caixas das pinturas com eles) e a roupa estava semi-desfeita...

Vinha entusiasmado por ter pintado também os colegas e a julgar por uma caixa de toalhetes que enviei cheia e chegou vazia, também os limpou...

 

Até o sono chegar houve tempo para birras, brigas e a confusão «normal» de quem acha dormir uma perda de tempo! Foi difícil colocá-los na cama e mais difícil para o Rafa dormir sossegado - acabou por andar grande parte da noite entre os dois quartos na esperança de vir para a minha cama (no que não cedi) e sem conseguir adormeçer tal o entusiasmo do dia passado e do seguinte, antevendo o Halloween caseiro!

 

Sábado

 

Apesar da noite mal dormida, cedo os dois se levantaram de vez para iniciarem o que seria um espectáculo de horrores - daqueles que não consigo evitar, tal a rapidez a que os produzem (vulgo as asneirolas da praxe)

Com a euforia de terem uma noitada de doces e não conseguindo controlar a ansiedade, os dois implicaram, complicaram, desviraram tudo o que (ainda) existe em casa o que me obrigou a arranjar estratégias de diversão variadas para conseguir arrumar e manter no sítio pelo menos algumas das coisas...

 

A noite cai cedo e por isso mal tinham dado as seis da tarde, já os dois estavam em tal estado de histeria que iniciei a tão desejada noite de bruxas...

como até estava inspirada acho que não me saí mal - na porta da entrada colei fantasminhas, morcegos, aranhas e bruxinhas. À porta deixei uma abóbora recortada (comprei no Pingo Doçe) e iluminei com uma vela. No tecto da cozinha (local que achei melhor para a festa pela facilidade em limpar no final) coloquei algumas aranhas e morcegos que tinham enfeitado as vestes do Quico no ano passado. Depois esmerei-me na decoração da mesa - velinhas em forma de abóboras, caveiras e bruxinhas (compradas nos chineses), ovos cozidos enfeitados com ketchup (parece miolos de macaco) espetadinhas de salsichas, fiambre e queijo e claro um bolo - este era de chocolate, com cobertura de chocolate (esperavam o quê?) e enfeitado com gomas, pintarolas e chupas - um verdadeiro vulcão de doçuras!

 

e agora estão voçês a pensar - por que raio é que esta «trenga» não pôe fotos destas coisas???

e respondo eu - porque a máquina fotográfica novinha em folha (a terceira que compramos este ano) durou menos do que 24h....deve ser enguiço - o Rafa viu-a e claro deixou-a cair, depois foi uma luta para a tirar das mãos do Quico e voltou a cair (desta vez com mossas visíveis) e por último o pai quando esteve cá sentou-se em cima dela (objectiva danificada e ida à loja a ver se a garantia cobre...) de modo que nem aniversário da avó nem esta festarola, tiveram direito a registo em fotos

 

Posto isto resta dizer que a noite acabou comigo a entrar estratégicamente na cozinha com um daqueles disfarçes de bruxa automática (chapéu e nariz da tal loja conhecida) com um grande saco - não arranjei caldeirão - a despejar doces pelos dois entusiastas monstrinhos!

Foi um fartote de gomas, pipocas e chocolates. Eu sei que abuso (ou deixo abusar) mas neste dia não resisto à cara deles de deslumbre (acho até que comem mais com os olhos) e sei que durante o ano existem apenas mais duas excepções (Natal e Páscoa) sendo que nem são muito de doces...

 

Domingo

 

Pronto, este sim foi um dia de completa e descontrolada euforia! Dois dias com tempo chuvoso e sem gasto de energia fora de portas dá nisto - travessuras do pior, gritos, brigas e brincadeiras perigosas...

Foi talvez um dos dias mais complicados porque às tantas eu tive de admitir para mim própria que não estava a controlar a situação!

O Quico andou despido grande parte da manhã, correu por todas as divisões, saltou por todos os móveis, pouco comeu (não lhe consegui dar almoço) riscou várias partes da casa, deu banho aos peluches e camiões e teve várias birras de fazer perder a cabeça...à tarde acompanhou o irmão...

O Rafa passou quase todo o dia a saltar nos móveis (estava a praticar escalada) e a andar de skate tentando saltar com ele por cima de cadeiras e bancos...gritou, bateu no irmão, teve crises de histeria e poucos momentos em que se podia falar com ele...(o facto de não lhe ter dado a medicação também tem a ver)

 

O pior foi que os dois ficaram marcados - o Rafa corria e levava o irmão às costas e deixou-o cair contra a esquina de uma porta, o resultado foi um grande hematoma no lado esquerdo da cara do Quico, desde a testa até à maçã do rosto...

Curiosamente o Rafa acabou por ficar marcado de igual forma mas do lado direito, resultado de se ter lançado contra a saliência da chaminê da sala (com ideias de a escalar) e ter acertado na parede em cheio

Além disso queimou-se (sem grande gravidade) na máquina do pão pois quer sempre fazer as coisas à pressa e na maioria das vezes antes de qualquer adulto presente

 

 

E foram os nossos festejos...

 

 

 

 

Caso para dizer que o nosso Halloween é particular - em vez do típico «Doçuras ou travessuras» temos «Doçuras com travessuras!»

 

 

 

sinto-me: exausta
postado energia-a-mais às 08:07

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
que querem saber?
 
Novembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
21

22
27
28

30


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro