A Hiperactividade vista à lupa

Quarta-feira, 01 de Junho de 2011

 

nem sempre é sinónimo de brincadeira....

 

 

Dia da Criança

 

Ontem estivemos na net a pesquisar e o Rafa escolheu este «site» para referência aqui no blogue. Cá fica então o registo, retirado do Site Junior

 

 
  • Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Dia Mundial da Criança não é só uma festa onde as crianças ganham presentes.

  • É um dia em que se pensa nas centenas de crianças que continuam a sofrer de maus tratos, doenças, fome e discriminações (discriminação significa ser-se posto de lado por ser diferente).

  • Sabias que o primeiro Dia Mundial da Criança foi em 1950?

  • Tudo começou logo depois da 2ª Guerra Mundial, em 1945.
    Muitos países da Europa, do Médio Oriente e a China entraram em crise, ou seja, não tinham boas condições de vida.

  • As crianças desses países viviam muito mal porque não havia comida e os pais estavam mais preocupados em voltar à sua vida normal do que com a educação dos filhos. Alguns nem pais tinham!

  • Como não tinham dinheiro, muitos pais tiravam os filhos da escola e punham-nos a trabalhar, às vezes durante muitas horas e a fazer coisas muito duras.

  • Sabias que mais de metade das crianças da Europa não sabia ler nem escrever? E também viviam em péssimas condições para a sua saúde.

  • Em 1946, um grupo de países da ONU (Organização das Nações Unidas) começou a tentar resolver o problema. Foi assim que nasceu a UNICEF.
    Clica aqui para leres sobre esta organização.

  • Mesmo assim, era difícil trabalhar para as crianças, uma vez que nem todos os países do mundo estavam interessados nos direitos da criança.

  • Foi então que, em 1950, a Federação Democrática Internacional das Mulheres propôs às Nações Unidas que se criasse um dia dedicado às crianças de todo o mundo.

  • Este dia foi comemorado pela primeira vez logo a 1 de Junho desse ano!

  • Com a criação deste dia, os estados-membros das Nações Unidas, reconheceram às crianças, independentemente da raça, cor, sexo, religião e origem nacional ou social o direito a:
    - afecto, amor e compreensão;
    - alimentação adequada;
    - cuidados médicos;
    - educação gratuita;
    - protecção contra todas as formas de exploração;
    - crescer num clima de Paz e Fraternidade universais.

  • Sabias que em só nove anos depois, em 1959 é que estes direitos das crianças passaram para o papel?

  • A 20 de Novembro desse ano, várias dezenas de países que fazem parte da ONU aprovaram a "Declaração dos Direitos da Criança".
    Trata-se de uma lista de 10 princípios que, se forem cumpridos em todo o lado, podem fazer com que todas crianças do mundo tenham uma vida digna e feliz.

  • Claro que os Dia Mundial da Criança foi muito importante para os direitos das crianças, mas mesmo assim nem sempre são cumpridos.

  • Então, quando a "Declaração" fez 30 anos, em 1989, a ONU também aprovou a "Convenção sobre os Direitos da Criança", que é um documento muito completo (e comprido) com um conjunto de leis para protecção dos mais pequenos (tem 54 artigos!).
    Clica aqui para os leres. Estão escritos de uma forma mais simples para tu os perceberes melhor.

  • Esta declaração é tão importante que em 1990 se tornou lei internacional!

 

Cá em casa vamos ter a celebração possível, dado que hoje tenho folga de tarde, até um bolinho vou fazer, já que é costume nosso assinalar estas datas e mostrar aos miúdos que a realidade não é a mesma em todas as casas

 

Entretanto na escola terão também um dia diferente.

 

Já agora aproveito para dizer que em relação ao post anterior, as mamãs já conhecem os meus pimpolhos lol! pois a atracção nova é mesmo um tapete que já serviu para muita coisa, incluíndo muita birra pelo meio!!!

 

 

postado energia-a-mais às 09:24

Quarta-feira, 23 de Março de 2011

 

 

quem vai nos 

 

 

 

 

 

quem é? há pois é!

 

 

a nossa bisa faz hoje a conta redonda dos noventa

 

 

 

 

 

 

 

 todos nós desejamos que vivas com saúde e que aprecies os momentos connosco!

 

que tenhas um dia Feliz «velhinha»!

 

 

  

 

postado energia-a-mais às 09:07

Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2010

 

 

de um Natal caseiro...

 

existem sempre dois lados ou dois pontos de vista sobre o mesmo tema , certo?

 

ora cá por casa o nosso Natal pode ser visto deste lado

 

 

um desastre total....

  • andamos sempre a correr
  • não conseguimos evitar birras, gritos e lutas
  • tivemos de aplicar castigos
  • não comemos juntos à mesa
  • quase não chegamos a ver as prendas
  • tudo demorou menos de 15 minutos na fase mais bonita da noite
  • em vez de risos e alegria das crianças, tivemos amuos e lágrimas

ou por este lado

 

um Natal nada convencional mas bem enérgico e em alguns momentos hilariante

 

  • todas as calorias que ingerimos a mais foram rapidamente gastas
  • sempre que os dois pestinhas se pegavam, transformavamos as lutas em episódios de treino
  • os castigos tiveram desta vez, muito mais efeito
  • fazer a tradicional consoada por etapas funcionou melhor do que tentar pôr todos na mesa ao mesmo tempo (pelo menos conseguimos comer com mais calma porque nos revezamos à mesa)
  • ninguém estava propriamente a reparar nas ofertas/prendas, dando muito mais valor ao momento em si
  • apesar das lágrimas da noite de 24 e dos amuos porque a desejada prenda foi guardada até a manhã de 25, sentimos que o mais importante foi ter a família decidida a manter o espírito de amor

e pronto! aguentar o Rafa não foi fácil, tivemos momentos em que instintos primários nos vinham à cabeça, principalmente porque o viamos completamente desatinado, tão ansioso pelas prendas que nada mais lhe interessava...foram quatro dias de pressão constante e de muita capacidade de resistência, talvez um dos nossos maiores testes....

 

depois e porque há coisas que temos mesmo de fazer para que mais tarde ele venha a entender (mesmo que nos custe vê-lo em sofrimento no momento), aguentar «aquela» prenda tão pedida e não lha dar na noite de 24, acabou por trazer uma noite complicada, completamente em branco - mesmo tomando a medicação, ele estava tão frenético que não conseguia adormecer, depois fechou os olhos por um par de horas...mas a partir das 4h foi uma verdadeira tortura! Acabamos por ceder por volta das 6h mais por cansaço do que por razoabilidade...

 

no entanto, tivemos momentos em que não havia alternativa senão rir da situação, como por exemplo quando o Quico decidiu abrir as prendas do avô e ao tirar uma camisola do embrulho, gritou «é um soutien» ou quando tentava animar o irmão dizendo «vai mano, vai prá cama e dorme muuuuuito depressa, assim ó....» e fechava os olhos com toda a força para os abrir logo de seguida, continuando «depois acordas oh o pai natal veio!»

e uma das cenas mais giras da noite foi vê-lo sorrateiramente ir beber o leite que supostamente seria para o pai natal beber quando por cá parasse!

 

Mas como para nós, tudo tem uma energia diferente, fizemos o que nos parece ser a via mais saudável - ignoramos o menos bom e aproveitamos o que pudemos...afinal, Natal assim não se encontra em qualquer casa.... e sim, rimos à gargalhado quando o pai, após ter ligado o cronómetro do relógio, mal os papeis dos embrulhos das prendas dos avós e da velhinha (os únicos que se colocaram debaixo da árvore à hora do jantar) começaram a voar, deixou escapar entre suspiros: «bem, nada mal, durou cerca de 5 minutos o nosso natal!»

 


postado energia-a-mais às 08:49

Segunda-feira, 14 de Junho de 2010

 

 

 

 

 

 

sardinhada da época

 

 

foi nos anos do avô e feita com muito carinho, porque gostamos da bela sardinha e porque também festejamos o Stº António, pois somos naturais de um concelho que o tem como padroeiro

 

 

 

E que boas estavam! O Rafa adora-as, o Quico ainda não aprecia o sabor mas acha imensa piada por estarem inteiras, pensa que estão vivas e fala com elas

 

 

Também enfeitamos a casa com o belo  que esperamos que dure até ao São João!

 

Mas os festejos mais rijos foram os do aniversário do Vô Alberto! Claro que mais de 90% da animação veio dos dois enérgicos pestinhas da casa. De tão entusiastas fizeram com que o Avô festejasse de uma só vez 4 aniversários....as vezes que entoaram a cançoneta da praxe e fizeram zunir o brinde!

Se tivessemos filmado a cena, seria possível ver dois «monstrinhos» que nunca se calaram, saltando em cima das cadeiras, tentando comer de tudo (principalmente o Rafa) ao mesmo tempo, virando e revirando as prendas do aniversariante, beliscando-se um ao outro, fazendo brindes com ice tea e muita pirueta para chamar a atenção. Também se poderia ver os adultos a fingir que nada daquilo incomodava  e que era possível manter uma conversa...e até a tentarem comer alguma coisa das muitas iguarias (isto sou eu a dizer que sou boa na cozinha)

E depois houve a grande cena de quando os dois chamaram o avô para a parte vazia da sala, o sentaram numa cadeira e com toda a pompa, fizeram rebentar um tubinho cheio de papelinhos coloridos e fitinhas de cores várias (coisa chique que se compra nas lojas de chineses...) e que deram um toque de maravilhosa barafunda ao que restava do espaço da festa

 

Enfim, para não variar muito, tivemos de tudo este fds, desde gritos, birras e afins, a histerismo por causa das barraquinhas de festa e respectivas rifas, uma zaragata entre irmãos que acabou com um nariz a sangrar e uma infinidade de correrias....

 

Mas o importante é que consegui manter o Rafa medicado, o Quico embora levando umas palmadas (que ele está indomável e respondão que só visto) andou bem disposto e falador e deixei-me contagiar pela alegria da ocasião e carreguei as pilhas - sim que eu pra carregar nem preciso de muito lol!

 

 

Agora que entramos na última semana de escola antes das grandes férias do mais velho, tenho de arranjar maneira de conservar a minha disposição, pois que tempos difíceis se avizinham - já vos disse que para mim férias significam tortura?

 

 

 

postado energia-a-mais às 09:31

Quarta-feira, 09 de Dezembro de 2009

 

 

o Natal dos miúdos....

 

a sério isto é mesmo assim como vou contar, quem se rever numa ou noutra posição está convidado a «blogar»

 

 

tal como nos últimos anos, a cidade recebe o Pai Natal nesta altura, uma forma de chamar mais gente ao centro com intuitos comerciais - o que nem é mau para dinamizar o comércio tradicional...tirando a tal «comercialização» da época festiva que se aproxima e que devia chamar a atenção para outras causas, enfim todos sabemos que cabe a cada um de nós viver o Natal com o espírito devido...adiante...

 

A ideia do sr. das barbas brancas aparecer em «carne e osso» e ditas verdadeiras ou postiças, serve para alimentar a imaginação da criançada. Um animador incentiva ainda mais, relatando a chegada do ilustre personagem e motivando os pequenos para os pedidos da prenda desejada!

 

Este ano o Pai Natal teve direito a descer em parapente (ou coisa parecida) e honras de desfile com moldura humana...ora o que é que isso tem a ver com o título do post? eu conto

 

quem é que fazia mais barulho, empurrava, acotovelava, pisava e esbracejava???? não o Rafa nem foi ver....

 

quem tanto se esforçava para chegar à frente e ver o mais perto possível o homenzinho vestido a rigor eram os graúdos que lá estavam....muito mais do que os filhos (e se calhar alguns sem eles) os pais/adultos faziam de tudo para manter uma posição vantajosa (leia-se sem obstáculos a tapar a visão) nem que para isso tivessem de recorrer a golpes «baixos»

 

Fico passada com estas coisas...então criticam o meu miúdo por ele ficar descontrolado em certas alturas e comentam a sua «educação» e depois comportam-se como se o mundo fosse acabar e o Pai Natal fosse o único a poder salvar  a humanidade??? irra....

 

só vos digo que se a cena relatada no post anterior se tivesse passado neste contexto, se alguns dos adultos tivessem o «descaramento» de fazer observações sobre o comportamento do meu filho, tinha levado uma destas « ele tem 8 anos e é hiperactivo e a sua desculpa qual é?»

 

 

sinto-me: bhaaa para alguns adultos!
postado energia-a-mais às 07:36

Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

 

 

de magusto!

 

foi o que houve cá em casa ontem à noite.....tivemos

 

castanhas (e pipocas!)

 

água pé e jeropiga

 

nozes e pão caseiro

 

depois foi mais ou menos isto:

 

corremos atrás dos miúdos que correram com as castanhas pela casa toda, atirando com elas um ao outro (e a nós!)

 

corremos atrás dos miúdos que correram com as pipocas que atiravam para todo o lado

 

corremos para evitar que os miúdos atirassem um ao outro coisas mais pesadas que castanhas e pipocas!

 

Pelo meio e já com a habitual «normalidade» fizemos uma espécie de magusto para comer (mesmo) as castanhas que eram muuuuuito boas (e as nozes uma maravilha!) e bebemos um copito de jeropiga que isto de andar a correr merece recobro!

 

(já disse que as castanhas estavam mesmo boas?)

 

E pronto hoje lá foram eles entusiasmados para festejarem na escola o S.Martinho (ontem o mais pequeno não foi à praça porque o tempo não deixou e hoje fazem venda na escola)

Só espero que o Rafa não se lembre de fazer a «guerra das castanhas» na cantina da escola....

 

E hoje desejo também um GRANDE DIA ao meu querido D. (o menino da minha amiga N. que aqui já mencionei algumas vezes) pois faz ONZE aninhos de vida!

Muitos Parabéns meu lindo e para a tua família maravilhosa uma beijoca!

 

 

 

 

sinto-me: com castanhas na boca!
postado energia-a-mais às 10:03

Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

cá vai o relato do que marchou antes, durante e depois das ditas marchas escolares

 

 

antes

 

muito claramente, o meu filhote mais velho não vai usar roupa interior tão cedo! apesar das técnicas aconselhadas pelas psicólogas - tipo não insistir, fazendo disso batalha, mas ter sempre o cuidado de colocar a roupa interior junto à roupa que vai usar, ou no final do banho, apresentar sempre os interiores, ou referir (quase todos os dias) que comprei novos interiores para o papá - porque é importante ter várias peças para mudar muitas vezes....

assim o nosso antes, começa com o normal desassossego do Rafa, perante a possibilidade de ter de vestir algo por baixo das calças da fatiota - ora uma calça em tecido acetinado requer um certo cuidado, não é? Até eu estava com medo que se notasse o rabiosque...mal cheguei a casa, depois do trabalho e deparo-me com a minha mãe em desespero por não conseguir fazer «nada» do Rafa...e nem conto como estava a casa porque ia ser difícil descrever tal balbúrdia...

lá tentei, usando os habituais conselhos médicos - falar com muita calma, olhá-lo nos olhos, ser muito firme, ignorar os seus dispartates, manter o optimismo - ok! Dez minutos e ele começa a ouvir o que temos para dizer, fica mais quieto e posso tentar vesti-lo...mas tenho de abdicar da roupa interior - bem visto, se anda sempre sem...vestir agora num momento de pressão não resulta....

o fato até assentou bem (a foto fica para depois...) e mesmo com alguma ginástica pelo meio, o Rafa ficou bem apresentável!

 

quem mais complicou o antes, foi o Quico com uma birra monumental para não se deixar vestir que depois passou a uma birra monumental para ir na «festa»...

 

durante

 

para o Rafa foi o delírio, muito saltou, correu, bateu palmas, «arreliou» os outros miúdos e marchou, marchou muito - 1600 crianças em desfile obriga a muita marcha, lol!

na escola do Rafa foram 162 miúdos, com mais 16 adultos e posso dizer, sem ser imparcial que a dança final foi a melhor!

vou colocar um post só com a marcha pois acho que as professoras mostraram ser possível coordenar os miúdos, sem lhes tirar a alegria e ficou realmente bonita

o durante ficou ainda marcado pelo constante esbracejar do Quico que queria saltar para o meio dos marchantes, depois pelo balão gigante em forma de cavalo que adorou e por o ter detestado 5 minutos depois, por entretanto ter ficado aborrecido com tanto desfile e esbracejar para ir para casa, arrastando o avô e ainda pelos kms que eu e a avó fizemos para acompanhar e assistir à apresentação final da marcha «mai linda!»

 

depois

 

conseguir parar o Rafa e fazê-lo entrar em casa foi tarefa bem difícil mas o que mais contribuiu para elevar o final da noite à categoria de alerta vermelho foi isto (que dá resposta ás questões do meu post anterior, ok?)

 

chegamos a casa e o Quico continuava fresco que nem uma alface á meia noite...mal viu o irmão desafiou-o para uma marcha a dois, foi palmas, cantoria, risos, corridinhas, balão rebentado e muita fomeca de repente - o mais velho lá me faz ir para a cozinha porque os cachorros das barraquinhas não lhe saem da cabeça, com o Quico a ajudar, foi ver tachos e panelas fora do armário, mais o pão para cortar, mais a mostarda que não pode faltar ....

depois de cachorro e cerelac para o mais novo, ir para a cama ao som das cantorias da praxe e com direito a mais uma birra do Quico que queria usar a escova dos dentes para lavar o pote e que por isso me acertou com uma saboneteira que eu, para evitar barulhos elevados pelas duas da manhã tentei agarrar, acabando por me  cortar com a beira afiada do suporte para o papel....

registo ainda que o Rafa acordou cedíssimo porque ia ter passeio da escola e o Quico acordou cedíssimo porque....sim - dorme pouco!

eu acordei com um maravilhoso gormiti do povo da terra, colado a mim porque nem tempo tive para tirar as tralhas da cama quando me deitei, tão cansada e sonolenta que dormi com a colecção toda mais uns quantos lápis de cera e um avião do noddy

 

se para o ano há mais? espero bem que sim, adoro marchar, lol!

 

 

sinto-me: no meio da festa
postado energia-a-mais às 23:19

Quinta-feira, 11 de Junho de 2009

Começou no dia nove de Junho o evento Cidade no Jardim - uma boa maneira de conhecer o trabalho e as ofertas de várias instituições da cidade

 

para além de reunir vários sectores de actividade, podemos apreciar nas tradicionas «barraquinhas» inúmeras iguarias, das doces às salgadas, das mais antigas receitas, aos pratos do fast-food

 

As escolas foram convidadas a participar  e por isso os meus petizes este ano fazem parte do elenco

 

Para o Quico foi estreia absoluta - vê-lo no palco foi uma delícia, todo vaidoso com a actuação perfeita, sempre a espreitar para nos ver na assistência (o que era difícil, porque o tempo estava uma lástima e a chuva obrigou a resguardos...)

 

Para o Rafa está a ser o ano das participações forçadas que até acabam por correr bem, lol! Primeiro foi o sarau e agora mais esta entrada em palco. Devo dizer que para mim e para o pai, está a ser muito bom ver, após dois anos de medicação e terapia, este tipo de evolução - nós, que não tivemos o prazer de o ver nas festinhas do infantário, que choramos por não ter participado na festa de finalista para seguir para o ensino básico, que tinhamos de o levar embora em total crise de nervos sempre que havia festejos de carnaval, etc....entendemos esta nova fase como muito positiva (dando os descontos normais - como ser o único com fato de treino e não calça de ganga, ter andado á chuva para tirar o gel do cabelo ou ter enfiado tantas vezes o dedo pelo nariz que até parecia uma nova coreografia)

 

E valeu a pena a correria - dois artistas a actuar no mesmo dia, obriga a ginástica materna - tipo: sair do trabalho ás 19h00, correr para ver a dança do Quico que os avós vestiram a preceito, depois ir para casa tentar dar o jantar, aguentando os «treinos» do Rafa que em vez de treinar a dança, treinou os pinos...depois fazê-lo vestir a roupa acordada para evitar a ganga e ás 22h30 estar novamente no ponto de encontro esperando que a turminha fosse chamada ao palco

Perfeito, perfeito só se S. Pedro tivesse sido bonzinho para poder-mos aplaudir com as duas mãos....mas como uma segurava o guarda-chuva, os aplausos foram menos certeiros....mesmo assim, muito sentidos!

 

 

sinto-me: mãe de dois artistas
postado energia-a-mais às 00:08

Segunda-feira, 01 de Junho de 2009

e de todos cá em casa

 

Como não podia deixar de ser, foi um dia recheado de aventuras dos mais pequenos que os mais velhos tentaram acompanhar, lol!

 

Até eu estava em pulgas, sei que o Rafa adora piscina e apesar das míseras quatro horas de sono da noite passada, o meu filho estava fresco que nem uma alface, pronto para a salada do dia...

ele foi mergulhos na piscina, escorregar nos insulfláveis, pinturas e desenhos muitos, jogos vários e mais mergulhos na piscina

 

O Quico passou um bocado do dia a correr na relva, a escorregar, a ver os animaizinhos do parque...e fez um belo piquenique onde até comeu alguma coisa, lol! Trouxe para casa, todo orgulhoso, uma prendinha das educadoras e um trabalhinho feito para comemorar a família e que estava o máximo!

 

Cá por casa tiveram direito a um jantar diferente que incluiu muita coisa do que gostam e não precisam de comer de faca e garfo, com algumas goluseimas e um miminho da vóvó que todos adoraram

miminho da avó

 

sei que os meus filhotes não vão ser crianças para sempre por isso espero que aproveitem

 

 

 

sinto-me: beijoqueira de crianças
postado energia-a-mais às 23:27

Domingo, 25 de Janeiro de 2009

Os agradecimentos

 

A todas, sem excepção, que vieram até cá e deixaram ao Rafa e á mamã, os mais belos votos de felicidade! O Rafael, que leu cada comentário com toda a atenção, retribui o carinho e a limpa a baba da mamã, lol!

 

 

Á Ana, que com a sua generosidade e bom-coração, permitiu que o dia de sábado fosse vivido sem qualquer restrições   Obrigada por tudo!

 

 

Aos amiguinhos que estiveram de corpo e alma na festa! A presença deles foi o mais importante para o Rafa, no entanto todas as belas prendinhas que recebeu fizeram a sua delícia!

 

 

 

Á equipa deste espaço osmoranguitos.com que tudo fez para que a festa fosse realmente inesquecível...eu recomendo e os miúdos não me deixam mentir, lol!

 

 

Aos avós que como sempre se disponibilizaram para conseguir tornar tudo bem mais simples!

 

 

 

Nos bastidores

 

Como era de prever tivemos alguns momentos complicados! Claro que em anos anteriores, e principalmente antes de estar diagnosticado e medicado, eu encarava com mais aflição, estes dias de festa...na verdade para mim, para a família próxima, eram dias de grande tensão. Nem nós e muito menos o Rafa, tiravamos qualquer proveito da «festa» de aniversário...

 

Embora a fase actual não seja tão difícil (sobretudo porque nós já nos habituamos a viver de modo diferente, aprendemos a lidar com os momentos menos bons e sabemos reconhecer certos sinais de alteração no Rafa) temos sempre um desgaste muito maior do que o normal nervosismo de uma criança, antes dos festejos do seu dia de anos...

 

Tive por isso de cuidar de um menino muito ansioso, com crises de vómitos desde a noite de 23, com muita dificuldade em dormir, com muitas dores de barriga durante a manhã e início da tarde do dia 24...pergunta constante «falta muito???»

Muita confusão porque questionava a toda a hora  pormenores como «o que vai ser o lanche?» e «os meninos sabem onde é?» e «os pais dos meninos deixaram vir?» e «tenho de telefonar aos meninos?»...além disso, tolerância zero com o irmão mais novo, o que quer dizer máxima briga ao mínimo descuido meu...gritos por tudo e por nada, roupa que não queria por causa do calor (?)....enfim muita agitação. Acabei por dar a medicação só ao final da manhã, para que na hora da festa, ele pudesse aproveitar melhor.

 

Correu bem, pelo menos lá dentro, pois num espaço com escorregas, insufláveis e tudo o que uma criança precisa para libertar energia, as coisas tornam-se menos tensas...embora com os tais «disparates» que de facto não consegue controlar (como arrotar imenso, gritar enquanto cantavam os Parabéns, ou querer atirar com a roupa pelo ar...) acredito que tenha apreciado verdadeiramente o seu dia!

 

Quem contou também com um  dia em cheio, foi o Quico que teve pedalada para acompanhar todos os outros (2h e 30m de pura adrenalina, lol) mais a infindável descoberta dos presentes, já em casa e depois de mais bolo, mais cantoria, mais brindes e muita loucura....

 

 

Foi um belo dia para o meu filhote e isso é o que mais importa!

 

 

sinto-me: recompensada
tags: , ,
postado energia-a-mais às 22:17

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro