Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

22.Set.14

e eis o post

 

 

que fala da adaptação (inicial) do mais novo à nova vida escolar

 

 

 

imagem da net

 

Como sabem os que por aqui passam, este ano letivo trouxe muitas novidades ao meu caçula! O Quico ficou retido no segundo ano do ensino básico, depois de um período de grande stress e de muita luta por apoios educativos eficazes para minimizar as caraterísticas da sua PHDA.

 

A minha opção por um estabelecimento de ensino privado não foi tomada de ânimo leve, até porque não conhecendo em primeira mão a experiência de ter um filho na escola privada, esperei sempre encontrar respostas adequadas na escola pública! mesmo sabendo das limitações impostas por regras e conceitos economicistas e que em muito privam de recursos humanos e financeiros o nosso sistema público.

 

Agora que os primeiros dias já passaram e a natural euforia começa a acalmar, posso dizer que a transição foi tão tranquila como é possível ser numa criança com PHDA. Embora nervoso e oscilando entre o totalmente eufórico com os novos amigos e a relutância em cumprir novas regras, o Quico foi-se integrando e melhor do que isso, foi-se incluindo, sendo incluído por todos dentro daquele estabelecimento! desde a professora, aos amigos e passando pelas auxiliares, todos se comprometeram em adoptar o Quico sem reservas, mostrando-lhe que aquela é a sua escola! 

Desse empenho os resultados são visíveis! a sua atitude perante a escola mudou radicalmente - sai de casa com um sorriso e chega com um sorriso. Não se atrasa a vestir o uniforme pela manhã, mostra querer chegar sempre a horas, acolhe-me com um «oh mãe já vens??? queria ficar mais tempo!!!» quando à tarde o vou buscar...melhor é impossível!

 

A professora considera que o Quico, com a ajuda da medicação, tem o ritmo adequado de trabalho e que apesar das lacunas na aprendizagem vai conseguir ultrapassar as dificuldades com ajuda mais individualizada! Já se mostra mais confiante pois consegue realizar as tarefas (algumas vezes, como no caso da matemática e estudo do meio) sem ajuda, o que o motiva e eleva a sua auto estima. Encorajado por todos, tem sido mais participativo o que o ajuda a resolver os seus problemas de timidez. Claro que há ainda muitas arestas a afinar mas o caminho parece estar mais desimpedido agora!

 

Estou muito satisfeita com a abertura que a Escola demonstra ter e com as propostas educativas que me apresentaram. Até o facto de as crianças terem um apoio extra no final do período da componente letiva, o que permite a realização de trabalho mais individualizado e a não existência dos famigerados TPC! também não existem as tais «bolinhas» vermelhas para punir um comportamento desadequado pois a escola promove um conjunto de regras que exigem uma maior responsabilização de todos, educando pelo exemplo e usando os mais velhos para incentivar os mais novos. O Quico fica muito contente por estar no segundo ano e assim dar «ajudas» aos da pré e do primeiro ano!

 

As atividades extra curriculares são uma aposta da escola e permitem uma gestão do tempo muito mais adequada que na escola pública. Daí que daqui a algum tempo farei um post sobre o assunto.

 

Por enquanto fica a certeza de estar a iniciar uma nova etapa e que os desafios serão necessáriamente diferentes, podendo concentrar-me muito mais no que interessa - a educação do meu filho!

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    energia-a-mais 23.09.2014

    Ainda estamos no início mas não há nada como começar com o pé direito! beijinhos grandes e tudo de bom para os teus meninos também

    Teresa

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.