Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

Energia a Mais

A Hiperactividade vista à lupa

03.Fev.14

onde é que já ouvi isto?

 

«o Francisco teve um comportamento perturbador, constantemente falando e brincando com os colegas durante a última semana o que impediu o normal funcionamento da aula. Se este comportamento se mantiver será feita uma ocorrência. Mais informo que a segunda ocorrência será levada ao conhecimento do diretor da escola e a terceira ao diretor do agrupamento.»

 

e de modos que é assim...desanimada com isto. Comportamento perturbador é o quê exatamente num miúdo com PHDA? de cada vez que temos um passo para a frente, levamos com dois para trás...o recado veio no fim de semana, poucos dias depois de ter tido uma conversa com a professora, onde me foi dito que «o Francisco melhorou em termos de aprendizagem...» e que «deveria usufruir de maior flexibilidade no modo como se lida com ele na sala de aula e nas exigências que lhe são feitas» nomeadamente a nível de comportamento esperado...

 

Já disse isto várias vezes, um comprimido não é «milagroso» e não significa que de um dia para o outro, tudo vai correr bem. Cada caso é um caso e o organismo de cada um, é único, reagindo por isso de modo diverso. O Quico sofre imenso com os efeitos secundários mais graves deste tipo de medicação. Está constantemente com dores de cabeça e abdominais, tem náuseas matinais, sofre com a perda de apetite total...não tem sido fácil ajustar a medicação - por um lado a necessidade de aumentar a dose, por outro a necessidade de manter controlados os efeitos mais indesejáveis...

 

Fruto com certeza dessa maior instabilidade, o Quico tem andado muito desmotivado em relação à escola e os progressos que se notavam antes (sobretudo o querer fazer os trabalhos na sala, os tpc, o ir para a escola sorridente e confiante) estão rapidamente a esmorecer! e eu também..confesso! isto apanha-me num momento de conjuntura pessoal desfavorável. Estou cada vez menos esperançada quanto ao meu futuro profissional porque as ideias esbarram invariavelmente no único ponto que interessa - o financeiro. Sem investimento não há ideias que avancem...

Junte-se o Rafa com as suas exigências e desgaste psicológico, o marido ausente e um andar dos anos que se fazem notar a cada segundo...

 

Não, decididamente este arranque de um novo ano, não trouxe bons ares para estes lados...e isto é já tão recorrente que descofio que «encalhei»!

 

e por isso o blog está também a «encalhar» de vez... 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.