A Hiperactividade vista à lupa

Terça-feira, 14 de Agosto de 2012

 

alucinantes...assim se vai passando o mês de agosto cá por casa!


Também com um filho diagnosticado com PHDA e outro que leva todas as caraterísticas, qualquer semelhança com a realidade (dos outros) é pura ficção!

 

 

 

 imagem tirada da net

 

 

 

Embora habituada a viver a mil, os dias de férias são para mim uma tortura. São longos, cansativos e super agitados. Demais!! As manhãs despertam cedo e terrivelmente implicativas - para dar um exemplo:

 

6h45 - o Rafa salta da cama e acorda-me, seguindo logo a acordar o mano...disputam de imediato um lugar no PC para ver quem joga primeiro...brigam para ver quem come os cereais primeiro e para ver quem chega o comando da TV primeiro...e depois seguem-se as tardes! loooongas...e cansativas, em que por mais incentivos que vá dando, as únicas coisas que fazem são brigar entre eles e chatear toda a gente...enfim! As horas que passo a separá-los e a tentar que façam alguma coisa, desgastam-me e deixam-me com pouco tempo para viver este período em família.

Finais de dia são para esquecer, cada vez o ritmo aumenta mais e não abranda antes da noite já bem entrada! embora a medicação do Rafa seja tomada por volta das 21h, o adormecer chega lá para a meia noite!

E as rotinas? é que nem querem saber de coisas tão básicas, como tomar banho (porquê mãe? eu nem vou para a escola...) vestirem-se ou deixarem o ar de selvagens em fúria....para o Quico comer é algo que impede saltos e brincadeiras (nem que seja por um segundo) e portanto prescinde disso...

 

De vez em quando atrevo-me a mudar o palco de tanta agitação. E assim, em vez de ficar-mos por casa, lá nos aventuramos numa praia, numa piscina, parque ou qualquer outro sítio que tenha espaço para correrem e sobretudo água para se banharem! aliás, na água conseguem parecer «quase normais» não fosse o entra e sai constante - tipo: mergulho, areia, toalha, areia, mergulho ininterruptamente por mais de 4 horas....e os desatinos com que brindam quem está com eles ou quem fica de mirone....

 

o linguajar anda do melhor! os meus filhos decididamente estão-se a «marimbar» para códigos e acordos ortográficos. Entre eles e deles para nós (e para outros) prevalece o mais puro e duro calão. Mas do norte, claro! que nisso eles são menifestamente defensores da «língua materna». O Quico usa todos os palavrões sem demonstrar réstia de pudor...o Rafa nem pestaneja. Eu antes corava....agora - tapo os ouvidos (o que não ouço não me atinge!)

 

 

e pronto - querido mês de agosto, vê lá se chegas rápido ao fim, sim?



postado energia-a-mais às 09:03

Sexta-feira, 02 de Março de 2012

 

 

cá de casa....

 

não posso deixar de fazer a analogia - se a luta no relvado vai ser acesa, entre vermelhos e azuis, por cá a luta não despega nunca e entre os meus dois rapazes existe uma verdadeira competição onde o empate nunca pode ser o resultado final!!! e os prolongamentos são intermináveis!

 

ontem andaram mais uma vez na disputa - colchão colocado no chão da sala, cambalhotas cada vez mais loucas, empurrões para ver quem chegava primeiro, quem saltava primeiro, quem punha os pés mais alto, quem ficava mais tempo de cabeça para baixo...enfim, absoluta gritaria. Como tive reunião na escola do Quico e cheguei muito tarde a casa, estavam os meus pais aflitos a tentarem separar os dois...

 

e tal como num derby clássico, os meus jogadores querem lá saber do «fair play». Eles fintam, rasteiram, chutam com toda a força as pernas do adversário...até as roupas são rasgadas no calor do jogo (leia-se da luta)

 

Se tenho uma ação direta neste clássico, ela varia entre a arbitragem (que nunca é fácil) e ser mister de um ou outro - entendendo a função de mister como aquele que tem por obrigação dar a melhor tática para vencer (ou chegar ao fim sem mossas de maior!) Só que tal como os treinadores de grandes equipas, sou uma eterna incompreendida - ou sou a melhor ou a pior do mundo (sim, sem meio termo). E então os palavrões que se repetem nos clássicos? pois por cá também se ouvem constantemente. Sou obrigada a tomar decisões de expulsão muitas vezes - agarro um pelo braço, empurro o outro para a outra ponta, dou o jogo por terminado...e descubro que fora das «linhas» eles se aliam para me tramar e voltam à carga assim que podem!!

 

logo mais vai haver clássico - o que se joga na Luz não sei que desfecho vai ter...o que se joga neste cantinho familiar vai concerteza ser bem difícil de dirigir! 

 

{#emotions_dlg.benfica} 

 


 

tags: , ,
postado energia-a-mais às 10:49

Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

 

 

abstratos são difíceis de explicar aos miúdos...ao Rafa é mesmo impossível!

 

por isso para explicar porque é que se diz que há comidas «românticas», ontem fiz-lhe isto de sobremesa

 

 

o conceito de castigo continua a ser difícil de cumprir, por isso ele ainda não tem as 100 frases escritas no caderno...no entanto o tempo é um conceito mais fácil de explicar e o prazo termina hoje à noite

 

Nada abstrato é o conceito de briga matinal - pelo menos cá em casa é bastante conhecido. Hoje foi preciso pulso firme para os separar e muita paciência para aturar a natural casmurrice de «quem tem razão»...

 

Hoje o meu querido sobrinho S. faz 3 aninhos. Mesmo que não possa dar-lho pessoalmente, mando-lhe um beijo cheio de ternura e muitos votos de felicidades!

 

 

postado energia-a-mais às 10:17

Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

 

castigo para o mais velho

 

 

 

 

brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir! brincar não é destruir!

 

humpff! pode ser que resulte...

 

como podem calcular as brincadeiras dos meus rapazes neste fim de semana foram lindas....vou ali recuperar e já volto {#emotions_dlg.annoyed}

 


postado energia-a-mais às 12:08

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

de segunda feira. Para ver no que vai dar a ida de uma mãe á escola, por causa de um episódio que começou hoje!

Então é assim, parece que o meu filhote é o campeão de «Parkour» lá do sítio...(socorro! nem sabia que raio era isto, tive de ir pesquisar na net!) Um bando de gente idiota, inventou um jogo idiota em que fazem coisas idiotas como saltar por cima de muros e escadas, trepar paredes sem ajuda de instrumentos e coisas assim...ora, miúdos que gostam de se manter actualizados (!) sabem logo como se joga e por isso, nos recreios da escola, fazem mil tropelias e verdadeiros campeonatos....(por isso as pernas do Rafa têm andado com mais nódoas negras!) As auxiliares (embora não saibam o nome do jogo sabem que os miúdos andam excitados com isso e redobraram atenções. Mesmo assim, putos como o Rafa não se intimidam e vai de formar equipas entre as duas turminhas do segundo ano!

 

 

 

Sempre que se cruzam miúdos de equipas diferentes, começam as rivalidades (normais?!)

Por norma, notam-se mais línguas de fora e uns «piropos» assim para espicaçar o adversário. Mas claro, o meu filho não é a norma...para ele tudo é intensidade, principalmente quando se acha injustiçado...

Agora vem a parte mesmo má   

apanhei o Rafa e fui buscar o Francisco, na entrada do infantário vejo uma mãe, caminhando tranquilamente com o seu rebento pela mão. O meu saltitante lá ia pedindo para lhe fazer pão com paté quando chegasse a casa, eu vou para responder, olho para o lado e...

 

vejo o Rafa a pregar uma grande estaladona na cara do outro miúdo. Não, é pior do que isso, foi sonora e bem colocada, o outro fica vermelho e desata a chorar, a mãe do outro fica atónita com ar de que acha-que-entrou-nos-apanhados-da-sic...e o Rafa?! Já tá junto ao portão, gritando «é para não te armares...»

Claro que tive de o chamar, claro que ele nem me ouvia, claro que a mãe do miúdo tava vermelha de raiva, claro que tive de explicar tudo como se fosse a primeira vez...

Depois disto tudo e de ela achar que decididamente o filho dela é um «bolas» (foi o que ela o chamou, explicando-lhe que ele tinha de dar troco) e antes que o meu respondesse novamente, lá me disse com ar de quem já sabe o que fazer que «na segunda feira lá estará na escola para falar com a Directora e que isto não pode continuar...»

 

Bom, por essa razão, tenho de arquitectar o meu plano de defesa, o que não é fácil, visto não ser de facto a primeira vez e o meu fim de semana não ser propriamente para reflexões....

Estou portanto á espera...e assim ficarei!

  

 

postado energia-a-mais às 23:23

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Passam por cá - desde 18/11/09
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro