A Hiperactividade vista à lupa

Quarta-feira, 18 de Setembro de 2013

 

 

outra coisa «normal» no início de cada ano letivo é ver-me no meio de papelada para entregar nas escolas

 

São relatórios, declarações, pareceres de médicos e toda uma montanha de papéis que «atestam» a necessidade de uma acompanhamento diferenciado dos meus miúdos, portadores de PHDA.

Ainda nao percebi qual a dificuldade em lerem o relatório do ano anterior e entenderem o significado de «perturbação crónica que o irá acompanhar durante todo o seu percurso escolar». Assim, mais uma vez são reuniões com professores diretores de turma, aguardar pareceres de psicólogos escolares (que normalmente são colocados nas escolas já o ano letivo vai quase a meio, para nem terem depois tempo de ficarem a par de todas as crianças que precisam de acompanhamento...) e ficar preparada para estar sempre a ser chamada à escola até que se dignem ler com atenção o relatório que eles próprios pediram...

 

Este ano a dose é a dobrar porque o mais novo também passou a ter diagnóstico desde o final do ano letivo anterior e portanto terá de ficar tudo devidamente documentado.

Entretanto desdobro-me em explicações sobre as tomas da medicação de cada um, ajustada consoante o horário, o que obriga por exemplo a fazerem uma toma na escola - no caso do Quico após o almoço e no caso do Rafa antes das 16h00. Claro que tem de haver um controlo rígido por parte da escola em relação a medicação mas o que acontece entre burocracia e sucessivos adiamentos sobre quem fica responsável é que chegamos facilmente ao fim do primeiro período sem que a medicação esteja a ser administrada corretamente...

 

Enfim! mais um assunto «normal» a que nos vamos habituando, lutando sempre para ver a PHDA reconhecida na escola!

 

 

 

 

postado energia-a-mais às 10:50

Segunda-feira, 16 de Janeiro de 2012

 

 

Pois então lá continuo eu dando provas da minha via direta para o IEFP

 

Depois de uma manhã perdida em que me acabaram por dizer que tinha de entregar em papel um modelo tal, tal...regressei ao centro de emprego e enfrentei a mesmíssima fila de gente. Estive até às 09h45 para obter a senha de acesso, para, por volta das 10h00 uma funcionária avisar o pessoal de que estavam «sem sistema» informático. Portanto a tal funcionária que não podia garantir um regresso à normalidade, aconselhava as pessoas a aguardarem mais algum tempo antes de decidirem o que fazer....A maior parte das pessoas acabou por ficar à espera e com muita paciência (receando certamente ter de voltar noutro dia) e foram sendo atendidos em conta gotas (agora temos sistema - opss, já não temos outra vez...isto toda a manhã!!!) Para cúmulo, quando chega a minha senha, o sistema colapsa novamente e dessa vez pediram-nos para regressar-mos apenas depois das 14h00...

 

Munida da minha mais santa resignação voltei então depois de almoço. Confesso que a lógica do atendimento me escapa completamente. Alguem percebe porque é que para um único assunto (requerimento subsídio) é necessário passar por três mesas diferentes?! ainda por cima na primeira mesa parece que apenas se destina a confirmar que ali estamos, para fazer um requerimento de subsidio....na segunda somos atendidos por um técnico de emprego que nos pede informação sobre experiência profissional e atualiza a nossa inscrição, colocando os nossos interesses em termos de trabalho, supostamente para depois sermos orientados da melhor forma, na procura de emprego.

A terceira mesa destina-se a preenchimento de papelada para a segurança social e tambem nos é fornecida uma data para uma sessão de esclarecimento e entrega de documentos do IEFP, nomeadamente a nossa obrigação em procurar emprego e aceitação das condições de acesso.

 

Agora tenho de me começar a apresentar periodicamente na junta de freguesia, sendo que estou também obrigada a fazer pelo menos a entrega de um currículo semanal, como prova de que estou ativamente à procura de trabalho....

 

Por enquanto aguardo que me dêm resposta sobre se vou ter ou não direito a receber prestações de subsídio de desemprego, coisa que deve demorar aí uns dez dias (segundo me disseram pode ser mais...) e que deverá acontecer por carta ou via e-mail dado que tenho senha da segurança social direta. 

 

postado energia-a-mais às 10:28

Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2012

 

 

tal como prometido cá vou relatando a minha saga no duro percurso de desempregada recente

 

Comecei a tratar da papelada junto do IEFP para poder requerer o subsídio de desemprego, uma vez que é precisamente para isso que existe um sistema social de proteção....ainda existe, certo? é que não ouvi os noticiários da noite....todos os dias regras novas....

Bom, pelo menos parece que tenho direito a algum tempo de ajuda que permite estabilizar financeiramente o desiquilíbrio que a minha condição de desempregada gerou...No entanto para poder iniciar esse processo é obrigatória a inscrição no centro de emprego, apresentar os documentos comprovativos da minha situação e estabelecer um compromisso de «procura activa de emprego» - juro! é que não podiam ter escolhido melhor frase!!!

 

Cá vou eu então, dia 1 da minha aventura, decidida a «aguentar» com os obstáculos habituais, os que ouvimos falar todos os dias - looooongas filas e muuuuita burocracia!

Confesso - não pensei que as filas fossem tão loooooongas e quanto à burocracia - é de gritos!!!!

Então primeira constatação: as pessoas vão pela madrugada para a porta do IEFP - tipo 6H00 da matina....Qualquer dia fazem direta com sacos cama e termos com café...Quer isto dizer que pelas 8h30 já a fila ia bem longa e o centro só abre às 9H00. Portanto até chegar à fase de triagem das senhas cedidas pelo segurança (tendo em conta o assunto) tive de aguentar mais hora e meia...

Segunda constatação: a unica forma de «fintar» a fila é ser-se cigano/romeno ou de outra etnia que implique muita criançada aos berros, roupas a cheirar mal e tosse cavernosa - esses foram chegando já bem mais perto das 10h e sem qualquer pudor, foram atendidos com prioridade....acreditam que entravam aos pares com um bando de putos e quando saiam esses, entravam outros com os mesmos putos a reboque?! 

Terceira constatação: nunca se deve confiar na triagem - a maior parte das vezes ela é enganadora e a primeira senha que nos dão não serve para nada a não ser esperar mais um par de horas....

 

Depois de me terem dado a senha correspondente ao assunto a tratar e me terem garantido que tinha os documentos necessários (comprovativo da cessação de contrato feito pela entidade patronal e entregue através da net no sítio da segurança social, bem como documentação pessoal) lá fico entre as mais de quinhentas pessoas do dia (a minha senha: 510) e aguardo...e aguardo...e aguardo...a manhã inteira. Até que passa a manhã e continuo a aguardar...e mais um bocado...até às 13h00. Finalmente a senha 510 pode dirigir-se à mesa 2.

 

Nova constatação - a burocracia existe mesmo! A funcionária olha para o tal comprovativo e diz «isto está mal» quê??? será que ouvi mesmo isso??? estarei a alucinar depois de tanta hora de espera?? Não, não ouvi mal. Ela diz que aquele papel não tem as informações necessarias - data de fim de contrato (?) mesmo que esteja lá mencionada...porque não pode ser aquele papel...tem de ser o modelo 4055. Que tem as mesmas informações mas é um papel...não é um comprovativo de entrega pela net....Mas e então porque é que no Guia fornecido pelo IEFP diz que a entidade patronal pode entregar através da net o comprovativo da cessação de contrato se depois o IEFP não aceita esse comprovativo???!!! A funcionária não sabe...a funcionária só sabe que tem de ser o modelo 4055 em papel, com a assinatura e carimbo da entidade patronal e com a tal data que comprova que já lá não trabalho desde....

Mas então porque é que no modelo 4055 vem a informação de que aquele documento pode ser entregue pela entidade patronal através da net, sendo dado ao trabalhador uma cópia comprovativa? ou seja, aquilo que eu levava...A funcionária não sabe mas acha que o tal comprovativo não comprova nada...por isso tenho de levar à antiga entidade patronal o tal modelo para eles assinarem e carimbarem e só depois poderei ser atendida. Para o que terei de tirar nova senha...e a saga continuará assim que lá voltar!!!

 

 

postado energia-a-mais às 09:09

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Passam por cá - desde 18/11/09

blogs SAPO


Universidade de Aveiro