A Hiperactividade vista à lupa

Quinta-feira, 21 de Junho de 2012

 

 

e onde vamos?

 

pois que vamos ver as marchas de S. João, aqui na nossa cidade elas são um dos momentos mais esperados e que marca o arranque das Festas. As crianças são as protagonistas, as escolas participam com grande variedade de fatos, côr e muita folia! e poucos serão os que ficam em casa, quase todos os sanjoanenses vivem este acontecimento na rua.

 

Este ano, depois de vários anos anteriores a ameaçar, os meus miúdos decidiram não participar. Para mim confesso que estou desiludida e por mais que ache piada a assitir, a coisa não vai ser igual - desejo no entanto a maior sorte para as respectivas escolas. Porque não insisti como tenho feito até agora? porque achei que se não querem mesmo, após tantos incentivos meus, então mais vale este ano, fazerem como querem - talvez sintam falta, quando virem os amigos a desfilar...por outro lado a azáfama em que a minha vida está ultimamente nem me deu tréguas para me empenhar nas demonstrações de como pode ser divertido, coisa que em anos anteriores me obrigou a vários estratagemas como colocar música das marchas para ensaiar em casa, mostrar fotos do pai como marchante, enfim...até ao empurrão final, dava sempre uma enorme trabalheira!

 

 

 

ai as saudades que já tenho de os ver marchar!!! (fotos do ano passado)

 

vamos também fazer a estreia deste ano nos divertimentos (carrocéis e afins) da praxe! isto é para mim a pior parte mas é a única tradição em que os dois me empurram a mim e não o contrário! Os meus putos são do mais aventureiro e não há quem os assuste com histórias do que pode correr mal num desses engenhos malucos, muitos deles mais velhos que a terra...

Ainda por cima este ano, o mais novo insiste a toda a hora que vai querer andar nisto

 

 

 imagem tirada da net 

 


o chamado Kanguru, assim uma espécie de cadeiras com vontade própria que ora tanto estão a tocar as nuvens como descem vertiginosamente, saltando e fazendo saltar estômagos mais sensíveis - garanto que faz embrulhar tudo o que se tiver comido antes...

 

E vamos, claro, puxar pela selecção (até porque pelos vistos as marcham entram mais tarde por causa do jogo) pois é sempre um pretexto para ver Portugal com outros olhos!

 

 

imagem tirada da net

 

 


 

postado energia-a-mais às 09:16

Sábado, 02 de Junho de 2012

 

 

imagem retirada da net

 

 

 

Cá por casa gosta-se de futebol. Viver com mais homens à volta tem destas coisas...os miúdos adoram bola, a mãe gosta de lhes fazer companhia, as brincadeiras e jogos de consola passam invariavelmente por este tema. E depois há a paixão pelo clube. Que não se explica, simplesmente vive-se. Isto para dizer que sim, andamos a par das últimas notícias.

Vai começar o Euro 2012. Temos sido bombardeados com toda a espécie de apelos para que se apoie a selecção de futebol. Dizem que Portugal tem boa onda... Eu gosto de futebol. Não gosto é de sentir que fazem da selecção um motivo maior, que «endeusam» uns fulanos e que os elevam à categoria de ídolos, só porque fazem parte de uma equipa de futebol. Representam o país? e quê?? isso torna-os superiores a quem trabalha de sol a sol, a quem produz da melhor maneira que sabe, o melhor vinho, o melhor azeite, os mais belos sapatos? mais - a estes pagam balúrdios, dão mordomias de «reis», oferecem prendas de arregalar?

Então quando vejo nas televisões toda a loucura que se apodera do pessoal ao ver um dos «eleitos» até me apetece vomitar...juro! ao que se sujeitam só para poderem vislumbrar os tais «ronaldos», «nanis» e companhia...uns emproados que só olham para o próprio umbigo e que se acham o máximo porque toda a gente beija o chão (relva) onde pisam.

 

Não entendo esta acérrima defesa de uma modalidade em detrimento de tantas outras...muitas das quais, onde temos excelentes representantes e que dignificam o nome do país. Bem sei que isto é uma questão cultural, na verdade só pode ser! daí que para muitos portugueses que vivem actualmente o drama de uma crise que os empurra para o desemprego, para a destruição do nível de vida, isto do futebol e da selecção seja um refúgio. Seja porque ao vibrarem com um golo, esquecem as amarguras, seja porque quando todos se sentem unidos em torno de algo e as coisas correm bem, o estado de espírito se anima, a alegria (e a tristeza) é contagiante e acredita-se no impossível.

 

 

É por isto que aos miúdos vou dizendo que não se deve olhar para os jogadores como se eles fossem os «melhores do mundo». Que não se deve copiar certos exemplos e que é preciso exigir mais de quem leva o nome de Portugal escrito nas camisolas. É por isso que não vamos na onda! podemos ir ao lado, cumprindo com a nossa parte, esperando que cumpram a deles!

 

E já agora, uma vez que entretanto hoje houve jogo e até perderam, não será tempo de admitirem que a humildade lhes faz muita falta? sem onda ok?

 

postado energia-a-mais às 22:54

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


postei agora
disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links
Passam por cá - desde 18/11/09
Passam por cá - desde 18/11/09

blogs SAPO


Universidade de Aveiro