A Hiperactividade vista à lupa

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

terminado a noite de ontem com este post mas os danadinhos não deram tréguas até ás 23:00H, depois ainda havia afazeres domésticos, lol!, vai daí publico hoje...

 

 

Então o título será:

 

big birra

 

do Francisco, porque queria arrancar a própria....pilinha, lol! Quando o vejo ficar de punhos cerrados, veias do pescoço saídas e o rosto arroxeado! sei que o miúdo tá mesmo com nervos....

O meu filhote mais novo tem tido umas demonstrações de personalidade muito, digamos, vincadas...as birras são frequentes e tenho de levar as coisas com normalidade, senão temo que a atenção exagerada venha a torná-lo ainda mais exigente!

Mas há birras irresistíveis, esta foi uma cena imperdível...vê-lo furioso porque não conseguia que a pilinha dele saísse, embora eu e o irmão nos esforçasse-mos por lhe explicar que ela não teria grande utilidade fora do sítio, lol!

 

Ele puxava e dizia muito chateado «mamãe, num xai, num xai..tira, tira...»penso, pelo menos foi o que entendi, que a queria colocar no cesto dos brinquedos(!)

Claro que isto foi um dos motivos porque a hora de dormir chegou mais tarde (ainda) do que o costume...

 

 

postado energia-a-mais às 14:28

Terça-feira, 09 de Setembro de 2008

Pois é, ontem ao fim do dia o Francisco saiu do infantário cheio de manchinhas na pele. Não são bem borbulhinhas, parecem umas manchinhas vermelhas que pelos vistos não lhe dão muita comichão. Tivemos de ir de imediato ao médico, o que não foi difícil porque o nosso pediatra é mesmo em frente de nossa casa. Pelas 19:30H lá estavamos nós, com o Francisco a berrar a plenos pulmões mal se apercebeu para onde ia.

Depois de uma consulta difícil pois o meu filhote não queria colaborar e não deixava fazer qualquer exame o Dr. chegou á conclusão de que, sem outro sintoma, tal como febre, diarreia, vómitos, teriamos de ficar com o diagnóstico que mais detesto por nunca chegar a saber o que é - uma virose. Como precaução tenho de ficar atenta a outros sintomas, nele ou em algum de nós, não o levar ao infantário (ai, ai) e esperar até 5ª feira.

O que se manifesta é uma (ainda maior) falta de apetite o que se traduz em mais birras, menos paciência e menos horas de sono, pois ele acorda com fome e lá voltei ao biberon.

E pronto, cá estou com os dois novamente em casa, na semana que antecede o regresso á escola, do Rafa o que atrapalha um pouco pois eu preciso mesmo de fazer as últimas compras, ir ao agrupamento entregar os relatórios médicos, etc...de resto, o Francisco continua com as traquinices de sempre, não o posso deixar 5 minutos sem vigilância pois acho que me destruiria a casa e como não parece ter outro mal estar, não percebe porque não o levo á rua, coisa que ele adora! Farta-se de pedir «mamãe, abaixo...»

postado energia-a-mais às 15:02

Terça-feira, 02 de Setembro de 2008

Amanhã começa mais uma etapa na (ainda) curta vida do Francisco - o reinício do infantário mas agora com sala nova, novos desafios (a etapa do pote...) e novos amiguinhos  - embora esteja com a mesma educadora este ano vão entrar mais dois meninos novos e novas auxiliares.

Enquanto esteve em casa com o irmão, o Francisco conviveu de mais perto com toda a agitação (mais este ano, pois no anterior era ainda muito pequeno) pelo que vai ser difícil mantê-lo na sala controlado e a brincar com os outros miúdos - ele está (por influência do Rafa) muito pouco disposto a partilhar, com um feitio de bradar aos céus, birras tremendas quando é contrariado e...pior do que tudo isso junto, o meu Francisco diz cada palavrão que só apetece pôr-lhe pimenta na boca!! (o que já fiz mas ainda não deu resultados...) Por qualquer motivo, em qualquer lugar, em frente a qualquer pessoa (coisa para nos pôr embaraçados e sem saber como reagir) o meu pequenito de 2 anos resolve atirar com belas palavras, sem precisar de legendas, todos a abrirem a boca de espanto e a arregalarem o olho para a pobre e corada mãe - como posso eu explicar que um fedelho daqueles tenha tamanho palavreado na cabeçinha?! E então com o mais velho a puxar por ele, há dias em que só não entro por um buraco porque não há nenhum que tenha ligação directa á China...

Por isso ( e se o ano passado, já a educadora me chamou a atenção para o frenético Francisco e o seu costume de dar cabo das outras criançinhas) prevejo para este ano, muitas dores de cabeça, muitas reuniões com a educadora e muitas explicações aos outros pais. Que seja!

Assim ,tenho as minhas dúvidas e claro muitos receios, vamos ver e irei dando notícias

postado energia-a-mais às 00:05

Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

Eis uma lista de coisas que o meu filhote (já ) sabe fazer, de bom e de menos bom...

 

As habilidades:

sabe dar cambalhotas sozinho, correr em velocidade, dar belos chutos na bola

sabe comer sozinho a canjinha, sem entornar a colher, beber sozinho o leitinho pela caneca, comer os iogurtes e gelatina

sabe como se pendurar nos ferros e corrimões e balançar

sabe vestir a camisola e tirar os calções e a fralda

 

As maroteiras:

sobe aos bancos e abre as janelas (nunca me posso esquecer dos fechos de segurança)

sobe para cima das camas e treina saltos em altura

enche a boca de água e despeja-a para cima de nós ou para o chão

dá pontapés e aplica toda a força, tanto nas pernas dos conhecidos como nas dos amiguinhos e desconhecidos

gosta de subir/descer escadas a grande velocidade e saltar muros

fujir com caixas de rebuçados ou chicletes quando vamos ás compras

 

As preferidas:

enfiar rolos inteiros de papel higiénico na sanita

esconder a chucha no local mais improvável (no frigorífico, dentro da embalagem da manteiga, por trás do autoclismo, debaixo do tapete da entrada)

limpar as janelas e portas de vidro com toalhitas de bébé

pôr montanhas de sal na comida do irmão

 

Como comunica:

(muitas das suas palavras ainda necessitam de tradução mas é muito desenrascado e conseguimos entender sempre o que quer)

iéé - é como chama o irmão Rafael (também sabe dizer mano)

pipiaco - autocarro (adora vê-los, cumprimenta-os e acena)

canhia - a canja (adora canja e sempre que come em casa tenho de lha oferecer ás refeições)

cuncun - tem vários significados, dependendo do contexto, o mais vulgar é senta-te, partiu ou está estragado

juado - gelado (descobri-os no verão passado e nunca os esqueceu)

nhanha - a velhinha ( a bisavó com quem partilha muitas horas de convívio)

 

Os momentos:

são muitos e tenho-os guardado a todos

adoro quando me chama mal chego ao infantário - mamãe!!! e corre para os meus braços

o cheiro do fim do banho e o longo abraço enrolado nas toalhas

os xiiiis muito apertadinhos que dá em toda a gente

a cara de maroto quando pedimos para mostrar o seu melhor sorriso

o adormecer junto a mim, tirar a chupeta para o lado e dizer mesmo quase antes de fechar os olhitos - «tau(xau) mamãe!»

 

sinto-me: com muito amor
postado energia-a-mais às 13:43

Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Já há algum tempo que queria escrever um post só para o Francisco, a minha pérola mais pequenina. O Francisco foi um bébé muito desejado mas muitas vezes adiado. Quando os problemas com o comportamento do Rafael já não deixavam margem para o descanso e os planos de mais um filho pareciam ter sempre um «vamos ver para o ano, deixa passar esta fase», acabei por concordar com o meu marido e deixar de planear. Assim e com uma diferença de seis anos do irmão, demos as boas vindas ao Francisco.

Sempre acreditei que lá por serem irmãos, os genes não iriam ser determinantes, a hiperactividade orgânica não é assim tão vulgar e o mais novo não teria de ser mais um furacão na família. No entanto estou prestes a dar a mão á palmatória.

O Francisco é tão turbulento que mais parece ter pilhas duracell. Não digo que seja como o irmão, isso seria impossível! Mas que nos faz dar ao pedal, isso não há dúvida.

No desenvolvimento do Francisco, mais dentro da normalidade do que o do  Rafa, nota-se uma inevitável cópia de comportamentos do mano mais velho e a sua parte de geniozinho, ou sangue na guelra, como diz o Dr. Luís. Mas também muitas características de uma criança nervosa, agitada, com um padrão de sono irregular e muito curto.

Na escolinha, notam sobretudo a dificuldade em brincar sossegado, em socializar e a maneira muito agitada de se comportar. Ultimamente fui chamada duas vezes á atenção por andar muito agressivo, bater nos meninos, gritar muito na sala, não querer dormir e dizer palavrões ( a tal atitude que copia do mano ). Como está prestes a fazer dois anos no dia 30 deste mês, penso que esta é uma fase algo precoce. Mesmo assim os mádico que acompanha o Rafael, acham que ele vai ser uma criança (ainda) mais dificíl do que o irmão, pelo que me estou a prepar para uma bela luta antes dos 40! Por essa altura entre um adolescente e outro a deixar de ser bébé, vou ter certamente de tomar uma atitude ou mudar-me para bem longe lol!

Estou a fazer uma lista das aventuras do Francisco e uma lista das palavras mais significativas, usadas por ele e vou deixar outro post para dar a conhecer  a pérola que tenho cá em casa.

sinto-me: bébé
tags:
postado energia-a-mais às 15:25

mais sobre mim
que querem saber?
 
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29


disseram agora
Bem, vou directo ao assunto!!Sexta-feira, recebo u...
Boa tardeAlguem tem um feedback possitivo do curso...
Boa Noite. O Pai da minha filha está no Luxemburgo...
Gostaria de saber se conseguiu resultados com este...
Eu recebi pela primeira vez o abono no final do mê...
Boa tarde ,Inscrevi na semana passada a minha filh...
Obrigada. Espero conseguir. Bjs
Deve receber de facto agora em Janeiro os valores ...
Eu em Julho de facto recebi a 27 no entanto apenas...
Olá Marlene, o abono semestral (se a mãe tiver ren...
links

blogs SAPO


Universidade de Aveiro